Adriano Machado/Crusoé

‘Muitos dos que nos criticam podem pôr a mão no bolso para ajudar’, diz Salles sobre desmatamento

03.12.20 20:35

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles (foto), comentou nesta quinta-feira, 3, o novo recorde de desmatamento na Amazônia Legal. A devastação da região foi de 11.088 km² entre 1º de agosto de 2019 e 31 de julho de 2020, a maior taxa registrada desde 2008.

Na tradicional live do presidente Jair Bolsonaro, Salles culpou governos anteriores pelo desmate e afirmou que muitos dos que criticam a atual gestão “podem pôr a mão no bolso e colocar recursos para ajudar”, sem especificar a quem se referia.

O ministro fez menção a outros recordes, como o de 2004, quando houve o registro da segunda maior taxa de desmatamento da Amazônia na história. Naquele ano, 27.772 km² foram devastados. Em razão dos índices, o governo Lula implementou o Plano de Ação para a Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal, o PPCDAm.

Após o projeto ser colocado em prática, o desmate chegou ao menor índice em 2012, na gestão Dilma Rousseff. Entretanto, desde então, as taxas voltaram a subir. Na concepção de Salles, as novas altas ocorreram porque, quando os governos anteriores conduziram a política de enfrentamento da devastação, não se “preocuparam em cuidar das pessoas, dos 23 milhões de brasileiros que vivem na Amazônia”.

“Quando você não cuida das pessoas, a pressão das atividades ilegais, a pressão por ganhar recursos de alguma forma aumenta muito. Então, o que a gente tem feito aqui no governo do presidente Bolsonaro? Uma preocupação grande em combater toda a criminalidade. A tolerância 0 contra o crime é também na questão ambiental. Mas nós colocamos as pessoas em primeiro lugar”, disse. “Essa turma foi deixada para trás em governos anteriores. Não se preocuparam em deixar para eles oportunidade de emprego, renda, de ter coisas lícitas, coisas corretas, alternativas para viver. E nós estamos muito preocupados com essas pessoas”, completou.

Salles ressaltou que a taxa de desmatamento ao longo deste ano ano foi “bem abaixo” da registrada em 2004 e 2005 e está “mais ou menos na faixa” do índice de 2008, quando foram destruídos 12.991 km² de mata. “Isso não quer dizer que estejamos contentes com isso. Mas tem que trazer, como já disse, prosperidade para a região. E muitos dos que nos criticam podem pôr a mão no bolso e colocar recursos para ajudar. Dar palpite de graça é fácil. Agora, colocar dinheiro em cima da mesa, em valores compatíveis com a magnitude do problema é outra história”, disparou.

O ministro, entretanto, não fez uma mea culpaA alta do desmatamento é de 9,5% em relação ao período anterior. Em 2019 o desmatamento foi de 10.129 km2, num crescimento de 34% em relação ao intervalo de tempo que correspondeu a cinco meses de gestão do governo de Michel Temer e sete meses da Presidência de Jair Bolsonaro.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Ta pedindo dinheiro pra quem?? Até então o discurso era outro: o Brasil não podia abrir mão da sua soberania. Agora quer a ajuda dos europeus? Vai acabar falando sozinho...

  2. Esse governo patético desprezou o dinheiro para a Amazónia e agora vem com essas pérolas desse ministro desqualificado. #bolsonaronuncamais

  3. Esse ministro FDP é patético! Lembro bem quando ele negou recursos estrangeiros em 2019 alegando que o Brasil não precisava porque estava indo muito bem. Ele nunca vai assumir que o presidente tem uma dívida com os grileiros e garimpeiros ilegais.

  4. Esse Ministro que sugere que seus críticos ponham a mão no bolso e ajudem, devia era por a mão na consciência, tomar vergonha na cara e pedir demissão do cargo. Não passa de um incompetente, totalmente irresponsável.

  5. Acho que ele se esqueceu que Alemanha e Noruega davam $$ e o desgoverno federal desdenhou, bateu de frente e perderam o tutu. Agora quer de volta, oferecendo o quê??

  6. Reportagem mal feita, afinal aumentou o desmatamento legal ou o ilegal????? Se foi o ilegal é caso de polícia. Se foi o legal, os deputados e senadores têm que mudar a lei. O Poder executivo. Ministério do meio ambiente só fiscaliza, se desmatou 20 % está dentro da lei, portanto legal. Se querem desmatamento zero mudem a lei. Ainda sugiro que para cada árvore por nós conservada, europeus e americanos plantem outra em suas áreas de agricultura desmatadas 100 %.

    1. Quem invade área pública? Bozistas claro. O Bozo disse que não iria persegui-los e que daria a terra de graça para eles. Tudo ação planejada de uma quadrilha. Não refloresta em área agrícola? Planta floresta para madeira? Kkkkkkkkk. Você não sabe o que fala. Nunca deve ter saído do teu bairro. A Marina criou políticas que fizeram o desmatamento cair (olhe as estatísticas), mas o Bozo fez o desmatamento crescer. Quem defende o Bozo depois de tudo que ele fez de mal, alguma demência deve ter.

    2. Se há desmatamento nas áreas do governo, estas foram invadidas. Por quem???? Ou será o tal do Bozo que mandou o governo desmatar? Eupopeu não refloresta área agrícola, mas planta floresta para madeira o que é diferente. No tempo do barbudo o desmatamento é as queimadas eram maiores, veja as estatísticas e fotos de satélite. Quem bozo chama mortadela come.

    3. Desmatamento ilegal aumentou, resultado das ações dos aliados do Bozo. A polícia não prende porque o governo desaparelhou as operações conjuntas da PF com o Ibama. O desmatamento zero que é pedido é na terra que pertence ao governo, que corresponde a grande parte da região. Europeus protegeram e reflorestaram mais área do que você pensa. Olhe o mapa de áreas protegidas deles. A nossa grande riqueza é nossa biodiversidade única e não campos de soja e pastagem, coisas que qualquer país pode ter.

  7. Esse sujeito não tem qualquer compromisso com o meio ambiente. Subserviente extremado aos “principios” do seu chefe, está se lixando para a Amazônia, como de resto para tudo o q representar meio ambiente, com essa conversa canhestra de q só pensa no bem estar do povo dessas regiões. Quer servir aos poderosos. Papo furadissimo!

  8. Quando recebem críticas rebatem com a tal soberania nacional. Agora querem dinheiro internacional para fazer o que a Lei Brasileira determina! Ser humano desconexo!

  9. O quê? Tem ele a coragem de falar esses absurdos? Obriguem-no a se ajoelhar diante da Alemanha e pedir perdão. Tem dinheiro lá só pra isso.

  10. Só poderia ser declaração do Salles !! O pior de tudo é que quem imaginou a saída dele face eleição do Biden , que priorizará a questão ecológica , esqueça ! Haverá só troca de cadeiras . Ele permanece no primeiro escalão do governo . Affi !!!

  11. Este ministro é o maior pilantra que existe em Brasília. Incompetente, corrupto serial e pervertido. As “pessoas” que ele se refere são os grileiros, desmataríeis, garimpeiros ilegais, traficantes de drogas, etc. São estas pessoas que o governo prioriza e investe. Somente um delinquente como o Salles poderia pensar que os países estrangeiros dariam dinheiro para ele repasar para os grileiros, tal como ele propôs. Salles, você deveria estar preso por crime de lesa-pátria! Você é um facínora!

  12. O que vai ajudar não é a mão no bolso, o que vai não só ajudar mas, salvar o BRASIL, é o conjunto dos milhões de pés no traseiro que vamos dar em todos vocês em 2022, seus crápulas marginais passa-boiadas-safados, exatamente como fizemos com a marginalha petralha e a marginalha bolsonalha que foram varridas do mapa do país, nas últimas desinfestadoras eleições municipais!!!!

    1. Como pode um calhorda desse que odeia o MEIO AMBIENTE, ser titular dessa pasta???!!!!! É muito cinismo do broncossauro, esse subespécie de patetóide criminoso!!!

  13. Não posso acreditar no q tô lendo.. hoje é o dia. Primeiro 🤡 com aquele mix de malária covid na áfrica e o sucesso da cloroquina e agora esse trombadinha aí.. dizendo q eles cuidam das pessoas.. Eles não tem vergonha..?? Depois de tudo q o palhaço disse e esse daí tbém.. deve ter horas de vídeo com esses dois desfazendo de tudo q não seja o sujeito médio da cidade etc etc.. pra quem é mto fácil mentir.. pq não tem tempo nem energia pra conferir nada. Vem 22.. a cara desses aí dá 🤢🤮

  14. O Brasil mundialmente famoso por ser o maior pais da impunidade, da corrupcao, de 70% dos politicos com problema a justica, a maior estatal assaltada, todas as estatais assaltadas, todos setores da justica com aparelhamento de amiguinhos protetores e cumplices, e voce quer que os paises saiam colocando dinheiro no Brasil sabendo que grande parte desse $ vai ser desviado e nao vai chegar ao destino final. Fala serio, acha que o Gringo eh bobo e que nao sabem que no Brasil reina a cleptocracia .

    1. Desmontando Ibama e ICMBio para facilitar o arraso da Amazônia... e tem o desplante de medir as forças destrutivas desse desgoverno com desgovernos anteriores!!! Essa turma é a PRAGA DA SAÚVA, revista e incrementada...

    2. O Salles queria a grana para repassar para os grileiros de terra. Os europeus descobriram e cortaram todo o apoio que davam. Agora o Bozo está chorando por uns tostões furados. Este governo nada mais é do que um bando de criminosos dilapidando os recursos naturais da nação.

Mais notícias
Assine
TOPO