Deputado quer que MPF investigue sigilo de 100 anos em caso de médico preso no Egito

25.07.21 14:21

O deputado Ivan Valente, do PSOL, protocolou uma representação na Procuradoria da República no Distrito Federal solicitando que o órgão apure possíveis irregularidades, por parte do Ministério das Relações Exteriores, na decretação de sigilo de 100 anos dos documentos relacionados à liberação do médico Victor Sorrentino, detido no Egito por assédio sexual.

A decretação de 100 anos de sigilo para o caso foi revelada na última semana por Crusoé. “A Crusoé tentou acesso aos telegramas e documentos do Ministério das Relações Exteriores referentes às tratativas da liberação de SORRENTINO e o Itamaraty negou alegando que os documentos relativos ‘à prestação de assistência consular contêm informações pessoais relativas à intimidade, vida privada, honra e imagem’ do médico”, narra a representação, que acrescenta: “A negativa do Itamaraty de acesso aos documentos do caso de VICTOR SORRENTINO tem forte base não nas disposições legais e no espírito da Lei de Acesso à Informação, mas na defesa de interesses pessoais do médico, que é declaradamente apoiador do governo brasileiro atual”.

Valente pede ainda que os responsáveis respondam por ato de improbidade administrativa. “No Estado Democrático de Direito, não há espaço para que autoridades disponham do interesse público de maneira sigilosa.”

Sorrentino foi detido no dia 30 de maio, no Cairo, após publicar um vídeo no qual aparece assediando em português uma mulher muçulmana. As imagens foram gravadas no dia 24 de maio e mostram o brasileiro fazendo comentários sexistas sobre a mulher que lhe vendia papiro, material parecido com papel e que era usado pelos antigos egípcios. “Vocês gostam mesmo é do bem duro, né? Comprido também fica legal, né?”, diz ele, enquanto gargalhava no vídeo. O médico gaúcho e influenciador foi liberado pelas autoridades do país e chegou ao Brasil no dia 6 de junho, após intervenção do governo brasileiro.

O Itamaraty negou acesso aos documentos alegando que “a prestação de assistência consular contém informações pessoais relativas à intimidade, vida privada, honra e imagem” do médico. “O acesso a esses documentos está restrito a agentes públicos legalmente autorizados e à pessoa a que eles se referirem pelo prazo de 100 anos, a contar da sua data de produção”, alegou o MRE.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
    1. Varlice, ninguém é perfeito e muitas pessoas são levadas a erro. Pelo menos esse deputado está defendendo a transparência no trato da coisa pública. Agora, erro maior foi uma grande parcela da população apoiar a candidatura desse corrupto celerado que hora nos preside e que é adepto de colocar sigilo em tudo q é falcatrua e roubo do atual governo. Obq aiida é saber q 70% desses eleitores induzidos a erro em 2018 já acordaram para a enorme mentira q lhes foi vendida. Em 2022, nem Lula e nem Bozo!

    2. Não entendo como alguém como o Bozo conseguiu se eleger como presidente. Não é paradoxal Varlice?

    1. Pedir transparência é fazer mal ao povo brasileiro? Bozistas são naturalmente degenerados.

  1. A """irregularidade""" é com certeza o fato de que NÓS contribuintes pagamos o """resgate""" desse mentecapto, boçal, machista, imbecil e moleque, que deveria ter o diploma cassado, porque ninguém que se preze ou preze a sua família e o próximo, deve por os pés no consultório desse traste repugnante!!!! Cadeia nele e nos marginais que nos roubaram pra trazer esse néscio de volta!!!!!

  2. 100 anos é uma vergonha. O cara não respeitou a mulher e o governo defende ele, só por que puxa o saco do Bolsonaro. esse cara envergonhou o pais e os brasileiros de bem. o ministério público não fará nada por que é um médico

    1. não são 100 anos que é uma vergonha. O SIGILO É UMA VERGONHA.

  3. Honra ! De quem? Se expôs p livre e espontânea vontade, agora quer sigilo?! Mas, e a privacidade de outrem exposta p ele!.....

  4. Também tem o sigilo de 100 anos na carteira de vacinação do bozo, sigilo de 100anos pro inquérito do Pazzuelo... e ai vai! Tudo o que é esquisito deve ficar escondido... 100 anos de sigilo

  5. O fato de ser médico não é sinal de civilidade. Quando ouvia aquele velho hipócrita, senador Heinze, falar dos médicos que prescreviam medicamentos ineficazes, são gente como esse médico imbecil, que me vinha na cabeça. Tanto Bolsonaro, quanto esses cretinos bolsonaristas, são covardes com mulheres. QUERO VER ESSE CRETINO FAZER UMA CRETINICE DESSA, COM UM HOMEM. Então poderia ter como desfecho, o que procura. UM HOMEM ENFIAR NO SEU C*, UM ROLO GROSSO E COMPRIDO DE PAPIRO.

  6. Este influenciador bozista negacionista deveria ter ficado preso para a eternidade nas masmorras egípcias. Foi um absurdo o governo brasileiro ter ajudado este crápula a escapar da cadeia e, pior ainda, tentar encobrir os acordos que foram feitos com o governo egípcio para repatriar este traste. Todos os Bozistas deveriam ser presos e condenados à prisão perpétua.

    1. Não é para ele, mas sim para os brasileiros. Não deveria de existir sigilo em nada relacionado a administração pública, pois é o nosso dinheiro q eles usam para fazer a mesma funcionar. Se vc hipoteticamente for dono de uma empresa, não seria um absurdo colocarem sigilo para você em acordos q seus empregados fazem com terceiros em nome da sua empresa? A lógica é a mesma do governo federal, estadual e municipal colocando sigilo em tudo q fazem para q a população não saiba o q está sendo feito.

  7. Quem realmente se importa em cuidar da Intimidade, da vida privada, da honra e da imagem, nao passa recibo na internet postando o próprio video sendo asqueroso, inadequado, sem cultura, sem respeito e arriscando a própria vida e a relação entre dois países, provocando muçulmanos!

    1. É isso. Ele mesmo se expôs e expôs uma vendedora que, certamente, o estava atendo bem e a ofendia sem que ela pudesse se defender. É um boçal, desclassificado. Palhaço patético. Temos, sim, o direito de saber. A boçalidade desse “doutor” precisou de intervenção governamental. Depois, apareceu se desculpando. Covarde! Calhorda! Ele e quem o defendeu se merecem. São iguais.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO