RuyGoiaba

A opressão do 2 + 2 = 4

19.02.21

Vamos falar da opressão exercida pela ciência? Sei que no Brasil, hoje, só se fala de outras coisas: o Idiota Bombado, aquele deputado Maçaranduba (“vô dá porrada”) que o Alexandre de Moraes mandou prender, ou o BBB, do qual já tratei na coluna passada. E, se você não for um débil mental cloroquiner ou antivaxxer, sabe que a ciência está bem na fita depois de ter descoberto várias vacinas contra a Covid-19, algumas de alta eficácia, em tempo recorde. Mas isso não a exime de responder pelos seus crimes e pecados — não, senhores!

No Brasil, por exemplo, no final de janeiro, a aula de física para alunos do ensino médio em um dos colégios mais tradicionais (e caros) de São Paulo propunha uma “reflexão sobre a narrativa eurocêntrica, binária, patriarcal, hétero-cis-normativa, racista e colonialista da história da física clássica”. Pois é, que grandíssima filha da p*** é essa história da física clássica — se eu a encontrar por acaso na rua, desvio para a calçada do outro lado. Como esse povo gosta muito de refletir, a aula também REFLETIU ACERCA das “raízes sociais das leis de Newton”. Óbvio: a lenda da maçã que caiu na cabeça do Newton é fruto da opressão colonialista daqueles ingleses canalhas. Tinha que ter sido uma jaca.

Nos EUA, sempre anos-luz à nossa frente, a justa revolta contra a opressão científica é ainda mais profunda. O New York Post informa que o Departamento de Educação do estado do Oregon tem agora um curso de formação de professores chamado “Caminho para a Equidade Matemática”. O tal curso defende a “etnomatemática” como estratégia para começar a “desmantelar o racismo” nessa ciência — que reflete, ora veja, a “cultura da supremacia branca”.

E quais são as provas desse odioso supremacismo branco na matemática? Entre outras coisas, transmitir “a ideia de que sempre há respostas certas e erradas” e obrigar “os alunos a mostrar seu trabalho”. Ou seja: se você, professor, disser aos alunos que 3 x 3 não é 10 ou cobrar empenho deles em sala de aula, estará apenas reproduzindo uma lógica racista (e, se por acaso for negro, ganhará o direito de ser chamado de “capitão do mato” pelos iluminados). Alexandre Soares Silva, meu ex-colega do portal Wunderblogs, uma vez escreveu sobre “o matemático de Cambridge parando na estrada para ver o vendedor de pamonha que faz outsider math”, ou “matemática naïf”. Na época, era piada. Não é mais.

Dá até saudade dos tempos em que Roberto Carlos cantava “tudo certo como dois e dois são cinco” e a gente sabia que Caetano Veloso, o compositor, queria dizer que estava tudo errado sem ser muito explícito sobre o assunto. Hoje 2 + 2 = 5 pode estar certo. Ou certo e ao mesmo tempo errado. Ou ser válido. Ou não.

***

A GOIABICE DA SEMANA

Jair Bolsonaro, essa inteligência rara, deu piti no início desta semana acusando o Facebook de bloqueá-lo e defendendo aumento de tributação para as “big techs” no Brasil. O presidente tinha pedido ao seu rebanho, ops, aos seus seguidores que abastecessem os carros com 100 reais, fotografassem a nota fiscal e postassem nos comentários de seu perfil no FB, para questionar o ICMS cobrado pelos estados — mas ninguém estava conseguindo. Depois se descobriu que a tal “censura” de Mark Zuckerberg era apenas a configuração do próprio perfil de Bolsonaro, que não permitia aos leitores a postagem de fotos nos comentários.

Como já escrevi por aqui — acho que a frase é de Millôr Fernandes, mas não consegui confirmar os dizeres exatos —, que gigantesco erro da natureza é a burrice não doer. Num mundo justo, ela doeria mais que pedra no rim.

Reprodução/InstagramReprodução/InstagramJair e Eduardo Bolsonaro em frame de vídeo publicado no Instagram do filho 03

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. a continuar insistindo que 2+2=5, as pontes e prédios que desmoronam por falta de material, vão desmoronar por falta de matemática

  2. Se a escola "de elite" já chegou nesse nível estamos mais encrencados do que seria possível imaginar...mas deve ser estratégia do desgoverno atual para aumentar a audiência do bananinha...

  3. Ah, grande Ruy, a sua dúvida (2+2= 5) se pode ser ou não ser, talvez seja, tornou-se a minha dúvida perene nesse século de verdades que se tornaram sofismas, teoremas que não são mais lógicos... O mundo, como sociedade, está se destruindo...

    1. E meteram o pau no Pele, quando ele disse que o brasileiro nao sabe votar...

    1. Desde sempre o Pelé estava certo!!! E passar dilmanta é impossível!!

  4. Ainda no tema da burrice, a frase que eu mais gosto é do Roberto Campos, avô do muito competente presidente do Bacen: "No Brasil, a burrice tem um passado glorioso e um futuro promissor". Kkkk

    1. Felipe Moura Brasil nos deixou no Antagonista e foi para a Bandnews a partir de segunda 22/02. Poderia ficar nos dois. Quanto mais Felipes ,Andreazas melhor para a democracia.Por falar em jornalistas sérios, cadê o Cláudio Dantas?

  5. Vamos analisar a inteligência de um ministro do STF. E para isso, ele teria 500 caracteres como aqui, para embasar os seus votos. Vamos colocar um caso específico, a liberação das mensagens criminosas para o criminoso. Seria uma lástima. Justificar sucintamente, só no caso do bombadão. Aquelas merdas de votos extensos, com palavriado demodê ou juridiquês estúpido, é para passar um verniz de conhecimento. Salvo poucos ministros, a maioria é IPI, inteligente porém idiota, como diria o professor.

  6. Sem ironia sobre o uso indevido da "ciência" como escudo para muitos tropeços: "Nossa liberdade de duvidar da autoridade científica não existia nos primórdios da ciência. Foi uma batalha difícil até nos permitirem questionar, duvidar ou não estar seguros. Eu acredito que é importante não esquecermos desta batalha e virmos perder um dia o que nós conquistamos". O autor é Richard Feynman , físico teórico norte-americano, Premio Nobel de Física em 1965. Que tal?

    1. O cara usa uma citação manipulada do Feynman para defender que a opinião de um imbecil mostrando uma caixa de remédio pra uma ema tem tanto valor quanto os maiores estudos feito com todo o rigor científico.

    1. No lugar ficaria o vice. Depois é outra história. Manter esse estrupício é crime ,mais um contra o país.

    2. Roberto, e quem vc botaria no lugar? No atual quadro político e judiciário talvez só o Tiririca, pois pelo menos pior não fica.👀😎

  7. Primeiro a nota: "DEIS, NOTA DEIS"! Agora, eu, se por acaso, a encontrar na rua, dou-lhe um soco na cara! Pois eu já odeio tanta gente que nem conheço!

  8. Kkkkk os "regressistas" já conseguiram destruir o ensino das ciências humanas, agora vão acabar com o ensino das ciências exatas também...

  9. Provavelmente a coluna foi escrita antes, mas tinha que complementar a goiabice com o presidente xingando o rebanho de estúpidos por não abastecerem com 100 reais, porque com qualquer outro valor "fica difícil fazer a conta".

  10. Concordo com o agradável artigo. Há alguns anos estou intrigado com a constatação de que muito raramente alguém afirma algo. Nem repórter, nem cientista, nem religioso. Exemplo de notícia: "o suspeito foi pego em flagrante e confessou ser o autor do assassinato". Por que "suspeito"?

    1. Além de tudo ser 'suposto'. O indivíduo foi flagrado e mesmo assim é suposto.

    2. Eu também! Documento do Ministério da OMS sobre a vacina do COVID. Não foi testada em humanas . Deu certo nas ratas( a curto prazo, palavras minhas). ACREDITA-SE que não farão mal às humanas. (Vacina é questão de fé?) Grávidas vacinadas inadvertidamente, devem ser monitoradas.( Faz o que se der errado). Vacinas todas seguras e eficazes, mas OMS: não temos trials a longo prazo ( porque não temos o longo prazo, óbvio). Vacinas da pólio dão certo! Perfeito! Vacinei contra pólio, estou livre do COV

  11. Querido "Ruy Goiaba", só você pra fazer rir nas manhãs de 6a feira com humor inteligente e refinado em meio a tanta estupidez que, infelizmente, não dói...não dói nos estúpidos mas dói em quem tem um mínimo de sensatez e perspicácia como você grande Ruy. Abraço

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO