Reprodução

Afanaram a razão

A prisão de um deputado bolsonarista fanfarrão por ordem do STF escancara o verdadeiro risco à democracia no Brasil: com abusos de todos os lados, os poderosos de Brasília vão enfiando o país em um lodaçal político e institucional cada vez mais perigoso
19.02.21

Desde que o presidente Jair Bolsonaro selou um pacto de sobrevivência com o Centrão e se rendeu de vez ao establishment político, seus gestos, atos e discursos tiveram que se amoldar à nova persona. Os gritos de “acabou, porra”, direcionados ao Supremo Tribunal Federal após uma operação policial contra aliados, em maio do ano passado, viraram palavras ao vento. Os radicais bolsonaristas, que marcharam contra o Supremo Tribunal Federal com tochas nas mãos, recolheram-se. Após nove meses de uma conveniente paz em Brasília, o clima de conciliação geral foi ameaçado por berros guturais, quase primitivos, de um parlamentar aloprado. Em um vídeo de 19 minutos publicado no YouTube na terça-feira, 16, o deputado federal Daniel Silveira, do PSL do Rio de Janeiro, lançou acusações, xingamentos e ameaças contra ministros do STF. Defendeu a destituição de todos os integrantes da corte, chamou o ministro Edson Fachin de “nata da bosta”, usou a alcunha “Xandão do PCC” para se referir a Alexandre de Moraes e acusou Gilmar Mendes de vender sentenças. Era só o começo.

O parlamentar conseguiu o que queria. A barulheira certamente lhe renderá pontos junto ao seu eleitorado: com ofensas incompatíveis até com o mais elástico conceito de decoro parlamentar, despertou os instintos de um ministro que, não raro, se investe de poderes absolutos para ajustar a interpretação legal aos seus próprios desejos. Na terça-feira, 16, Alexandre de Moraes mandou prender Daniel Silveira com base na tese de que o deputado, ao divulgar o vídeo e mantê-lo no ar, cometeu em flagrante um crime inafiançável – duas afirmações altamente questionadas por juristas. Sob o argumento da defesa do Estado Democrático de Direito, o ministro ainda usou a Lei de Segurança Nacional, uma excrescência criada pela ditadura e inexplicavelmente ainda vigente, para enquadrar o comportamento do deputado – reprovável e antidemocrático.

O mandado de prisão foi expedido no âmbito do inquérito do fim do mundo, inconstitucional na origem, já usado para obter informações sobre investigações da Lava Jato que miravam ministros e para censurar Crusoé. Um inquérito que dividiu a própria corte — mais adiante, os ministros que se opuseram acabaram por aceitá-lo, alguns deles a contragosto, para não se curvarem à grita das hordas bolsonaristas. Com todos esses elementos, o desenlace do caso Silveira era óbvio: sem saída, assim como quando chancelaram o inquérito inconstitucional, aos demais ministros restou encobrir mais um excesso de Moraes. À unanimidade, eles confirmaram a ordem de prisão. A Câmara ficou sem saber o que fazer, na dúvida entre afrontar os onze do Supremo, onde boa parte dos parlamentares responde a processos, e referendar uma medida que apanhou um dos seus.

Marcelo Camargo/Agência BrasilMarcelo Camargo/Agência BrasilAlexandre de Moraes: flagrante questionado por juristas
Ao fim, o país teve de assistir ao longo da semana a um triste espetáculo em que ninguém tem razão, tendo como protagonistas um deputado que se arvora o direito de atentar contra as instituições, ministros do Supremo que se pretendem imunes a críticas e baixam ordens que contrariam o próprio ordenamento jurídico e um Congresso mais preocupado em jogar o jogo do poder, para dele obter o maior número de vantagens possível. O problema é que, de excesso em excesso, de absurdo em absurdo, o país corre o risco de mergulhar cada vez mais em descrédito institucional e jurídico – para além do já evidente descrédito político. No mais recente ranking da World Justice Project, organização que atua no fortalecimento de regras legais pelo mundo, o Brasil aparece em uma posição nada confortável no quesito segurança jurídica: entre 126 países avaliados, ficou em 58º lugar. A jurisprudência que se ajusta a depender das circunstâncias, dos atores envolvidos e dos desejos de quem julga certamente favorece esse cenário.

Tudo seria muito mais fácil se os abusos do parlamentar bolsonarista fossem resolvidos de maneira institucional entre o STF e a Câmara, com a casa punindo o parlamentar, até com a cassação se preciso, ao término de um processo por quebra de decoro. Como escolheram o caminho mais difícil – e juridicamente equivocado – durante os últimos dois dias ninguém sabia o que fazer para desativar a bomba. O desafio era encontrar uma solução que agradasse a todos sem desagradar a ninguém. Tudo em nome da manutenção da “acomodação”, que foi o que uniu nos últimos tempos em Brasília o Palácio do Planalto, uma ala importante do STF, o Centrão e o establishment político em geral. Entre esses setores da nova pax brasiliense, não há mais inimigos a não ser a Lava Jato. Diante do impasse, não faltaram reuniões fora da agenda e telefonemas de teores inconfessáveis. Numa dessas ligações, Bolsonaro pediu a deputados bolsonaristas que submergissem. A normalmente estridente Bia Kicis, por exemplo, seguiu a ordem à risca e passou as últimas horas sem dar um pio sobre a prisão de Silveira.

Em outro contato telefônico, o presidente chamou o presidente da Câmara, Arthur Lira, para um encontro em seu gabinete. No final da manhã de quinta, ouviu que não havia clima para soltar o deputado. Lira falava em nome de ministros do Supremo, com quem passou os últimos dias em contato, ao mesmo tempo que tentava costurar um acordo com os advogados de Daniel Silveira e segurava o ímpeto do Centrão, que por sua vez aumentava a fatura de qualquer acerto presente ou futuro, como é de sua índole. Como as paredes em Brasília muitas vezes ouvem demais, as conversas chegaram rapidamente ao ministro Marco Aurélio Mello, que não escondeu o constrangimento. “Esse cachimbo eu não fumo. Não ocupo uma cadeira voltada às relações públicas. Sou juiz. (…) Que acordo faríamos? Um acordo para passar a mão na cabeça desse rapaz? O Supremo não pode fazer acordo”, disse.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéLira: negociação com o STF (sim, com o STF) e com advogados do deputado para tentar não melindrar ninguém
No final da tarde da mesma quinta, depois de reunião dos líderes partidários na residência oficial do presidente da Câmara, ficou acertado que a votação para decidir pela manutenção ou não da prisão de Daniel Silveira ficaria para o dia seguinte. Ainda não havia consenso, porém, sobre qual caminho tomar. Àquela altura, apenas quatro partidos tinham se manifestado pela revogação da prisão: PSL, Pros, Novo e PSC. O relator do processo será o deputado tucano Carlos Sampaio. Caso a Câmara referende a prisão, Silveira permanecerá encarcerado no Batalhão Especial Prisional da Polícia Militar fluminense, em Niterói, para onde foi transferido no início da noite – pouco antes da transferência, policiais federais encontraram na cela dois telefones celulares, que serão periciados e poderão acrescentar novos elementos à confusão.

A crise gerada pela truculência do deputado bolsonarista tem em sua gênese os mais sortidos elementos políticos e revela que, ao mesmo tempo que falta grandeza de espírito, sobra espírito de grandeza em Brasília. O que acabou incitando à primitividade de Daniel Silveira foi uma troca de farpas entre o ministro do Supremo Edson Fachin e o ex-comandante do Exército Eduardo Villas Bôas a respeito de um tuíte disparado por ele em 2018, pouco antes do julgamento de um habeas corpus apresentado ao Supremo pela defesa de Lula. Os bastidores do tuíte foram revelados agora no livro-depoimento Conversa com o Comandante, em que o general narra que o texto, encarado como uma tentativa de intimidação a ministros do STF, foi redigido em conjunto com “integrantes do Alto Comando” da caserna. Em nota, Fachin afirmou “ser intolerável e inaceitável qualquer forma de pressão injurídica sobre o Poder Judiciário”. Villas Bôas ironizou, em novo tuíte: “Três anos depois”. Foi nesse contexto que Daniel Silveira levou ao ar o vídeo ofensivo aos ministros. “O que acontece, Fachin, é que todo mundo já está cansado dessa sua cara de filho da puta. Dessa cara de vagabundo. Por várias e várias vezes já te imaginei tomando uma surra”, disse em um dos trechos.

A Constituição estabelece que deputados e senadores são invioláveis, cível e penalmente, por quaisquer de suas opiniões, palavras e votos. Já é ponto pacífico, entretanto, que essa imunidade parlamentar não é ilimitada. “A verbalização da representação parlamentar não contempla ofensas pessoais, via achincalhamentos”, afirmou a ministra Rosa Weber, em um processo de crime contra a honra julgado em 2017. A fala vulgar de Daniel Silveira, portanto, poderia facilmente ser enquadrada nos crimes de ameaça, injúria ou difamação, mas é no mínimo controverso se ela realmente ensejaria a possibilidade de prisão em flagrante. “Não tem sentido a decretação de prisão em flagrante. O Supremo inventou essa moda lá atrás para prender o senador Delcídio do Amaral. Agora, fez isso de novo”, diz o professor de direito processual penal Gustavo Badaró, da Universidade de São Paulo.

Reprodução/nstagramReprodução/nstagramCriador e criatura: Bolsonaro não saiu em defesa do deputado aliado
O conceito usado pelo ministro Alexandre de Moraes para defender o “flagrante” é para lá de polêmico. O flagrante ocorre quando o criminoso é apanhado enquanto pratica uma conduta ilegal. Para o ministro, Daniel Silveira estava “em flagrante” porque o vídeo ainda estava disponível na internet “e acessível a todos os usuários da rede mundial de computadores”. A questão é que, a prevalecer a decisão do ministro, qualquer cidadão pode ser preso em flagrante de crime contra a segurança nacional por uma postagem de um dia atrás, do mês anterior, ou até de dez ou vinte ou trinta ou quarenta anos, desde que um magistrado a enxergue como ameaça a uma autoridade, que pode ser um parlamentar, um ministro ou até mesmo o presidente da República. Ou um jornalista. Não parece razoável —e não é.

O que é indiscutível é a truculência do parlamentar, conhecida desde 2018, quando ele protagonizou a destruição de uma placa em homenagem à vereadora morta Marielle Franco. Em abril do ano passado, Silveira passou a ser investigado no inquérito dos atos antidemocráticos, instaurado por decisão do mesmo Alexandre de Moraes para apurar o financiamento de manifestações em defesa do fechamento de instituições. Antes de ser eleito na onda bolsonarista de 2018, Silveira foi soldado da Polícia Militar do Rio, mas teve que deixar a corporação para entrar na política. Seus sete anos na PM foram marcados por sucessivos episódios de indisciplina e mau comportamento, à exemplo de seu padrinho político, Jair Bolsonaro, quase expulso do Exército. O episódio desta semana, claro, conferiu ao deputado uma estatura que ele nunca teve e, certamente, lhe renderá mais dividendos políticos e eleitorais. Se não for cassado e ficar inelegível até 2022, Daniel Silveira poderá lucrar com a imagem de vítima do sistema, que ainda faz sucesso em segmentos do eleitorado. E, talvez, ainda posar como um dos poucos políticos com coragem de enfrentar o Supremo.

Em artigo publicado na Folha de S.Paulo, 17, o professor do Insper Fernando Schüler lembrou do episódio envolvendo Matthew Lyon, deputado americano que virou herói e foi reeleito mesmo quando estava preso, depois de condenado por desancar o ex-presidente dos EUA John Adams. Mas há diferenças cruciais entre os dois casos, como lembrou Schuler. À época, embora o Congresso tivesse aprovado a “lei de sedição”, que punia quem atacasse o presidente dos EUA, havia um sentido lógico na censura. Com a iminência da guerra com a França, a oposição atuava com extrema violência. Além disso, Lyon teve direito de defesa e foi submetido a um processo, com base na lei aprovada no Congresso. No Brasil, embora não haja uma “lei de sedição”, há o inquérito do fim do mundo aberto de ofício pelo STF. E os argumentos são parecidos com aqueles contemplados pela norma americana: falam em ataques à honra e em ações que provocam risco às instituições. No entanto, trata-se de uma discussão separada por dois séculos sobre limites da liberdade de expressão. Enquando nos EUA, no pós-Adams, seguiu-se o estabelecimento de uma cultura de respeito às liberdades individuais, aqui a liberdade depende do lado do freguês e da conveniência do magistrado. A razão, nesse caso, é sempre afanada.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O que dizer de ministros da suprema corte que não se opuseram a um inquérito ilegal " para não se dobrarem à grita das hordas bolsonaristas"...

  2. Muitas vezes vc quer complementar seu comentário (para, inclusive, não ser mal interpretado) e vc tem q ficar esperando um “bucado” para seu comentário aparecer... se não tem palavra de baixo calão, deveria ser automático!!

  3. A “placa em homenagem à Marielle” não era oficial. Pelo contrário, havia sido instalada - desrespeitando, atacando, aviltando, desmoralizando a democracia/instituições (câmaras nomeiam logradouros) - por esquerdistas c/ sua usual e costumeira truculência e desrespeito à leis. O cidadão foi eleito pq “reverteu” isso. Fica a pergunta: teria sido ele eleito se a imprensa fosse honesta e tivesse denunciado a “nomeação” ilegal/ilegítima do logradouro e exigisse a retirada da placa?

  4. Eu gostaria de saber a qualidade e o nivel cultural dos eleitores desse deputado, porque quando se vota espera-se um comportamento civilizado ,construtivo e produtivo. Com bons projetos, debate de temas relevantes para a sociedade,que tenha conciência do mandato e tenha o minimo de racionalidade é lamentavel o nivel que chegamos.

  5. Ótimo artigo. Parabéns aos redatores! Só corrijo um pontinho, ou pontinha, logo no início do 4º parágrafo: "se arvorou no direito de atentar contra as instituições". Seria correto, talvez, dizer: "se arvorou no direito de atacar e desafiar, com ofensas graves, ministros da instituição"...

  6. Parabéns pela qualidade do texto e, principalmente, seu conteúdo. Venho acompanhando muitas postagens e análises de respeitáveis analistas políticos elogiando a ação do STF, como se aquela corte contasse com sumidades interessadas nos problemas brasileiros. Algo de muito podre está fermentando naquele acordão entre Tofolli, Gilmar e Bolsonaro, e não é pizza de tele-entrega!

  7. Nem vou ler os 199 comentários. O rapaz "deputado" têm que submergir. Ponto! Se vai ser o "mártir" necessário, arrogante e imbecil, logo saberemos. Me parece uma boa chance de reinício para estes congressistas em dívida conosco. Amém

  8. “A pior ditadura é a do Poder Judiciário. Contra ela, não há a quem recorrer” Só estão de acordo com esta prisão os partidos do Sistema Globalista Cleptocrata do Brasil,  que são  formados pelos os: PT, PSB, PSOL, REDE, PDT e PCdoB, partidos que compõem a Ditadura do Judiciário,  observem que todos eles perdem no Congresso Nacional e socorrem-se no STF.

    1. Cara, quantas vezes vc já postou essa mesma mensagem? Ta na cara q é um robozinho a serviço do gabinete do ódio e aluno do Kassio Kopia e Kola.

    1. A minha assinatura tambem ficou bloqueada, embora tenha sido debitado a vista em janeiro, sem aviso. Apos reclamacao no site "reclame aqui" normalizou.

    1. Pietro, q tara é essa por ver o Moro se ferrar? És um mortadela perdido por aqui? Ou seria um bovino adorador do Minto? Cai na real, se nao fosse pelo esforço e trabalho do Moro e dos procuradores da Lava Jato vc não estaria agora vomitando sua insanidade para defender o seu ídolo. A verdade é que os bozistas delinquentes se aproveitaram do sentimento lavajista da população para se eleger e agora jogaram essa bandeira para escanteio para defender rachadinhas e ataques a democracia. FDP!!!

    2. Meu caro ekes estao usando informações ilegais para tentar tirar Moro da corrida presidencial enquanto escondem e desautorizam dados fatuais contra o comportamento ético de toga sujas. Brasil pra frente Moro Presidente

  9. A base de tudo isso está no eleitorado: quando o eleitor escolhe um candidato com esse histórico, pode esperar por isso. Lamentável, em ambos os lados, pelo STF e pelo deputado federal.

  10. Paralelamente o JB, de forma inteligente, vai marcando território em posições estratégicas, com militares da reserva para perder apenas adereços de seus dedos para o Centrão. Ele só pensa em proteger seus familiares, e governar com as forças armadas. Quais postos estão na mira do JP: Receita Federal, COAF para atender seus familiares; Saúde para tirar pressão das forças armadas por descrédito; e Pastas secundárias ou com desgastes para fazer média com a opinião pública. Bobos somos nós!!!!!!

  11. “A pior ditadura é a do Poder Judiciário. Contra ela, não há a quem recorrer” Só estão de acordo com esta prisão os partidos do Sistema Globalista Cleptocrata do Brasil,  que são  formados pelos os: PT, PSB, PSOL, REDE, PDT e PCdoB, partidos que compõem a Ditadura do Judiciário,  observem que todos eles perdem no Congresso Nacional e socorrem-se no STF.

  12. Estou profundamente preocupada com essas tentativas diárias dos bolsonaristas contra a democracia. Ontem Bolsonaro disse com todas as letras q, se dependesse dele, viveríamos UM OUTRO REGIME!!!!!!!!!

    1. E ainda disse isso num português horroroso. Tive que ler 3 vezes para entender: "Se tudo TIVESSE QUE DEPENDER de mim, não seria esse o regime que estaríamos vivendo".

  13. Medida truculenta. Se o deputado exagerou, que se processe dentro do estado de direito. Esses "DEUSES" da toga deveriam ser mesmo extintos, mas democraticamente, ou seja, os ministros deveriam ser concursados e não nomeados. Em tempo: Isso é um aviso ao Boçalnaro, que achava que detinha o poder do extremismo de direita.

    1. Esse rapaz pregava a volta do AI-5, e quando esse voltou(-se contra ele), não gostou. Que gente mais incoerente e que não sabe o que quer.

    2. Que horror! Um homem mal educado, grosso, socialmente inadequado!! E tem seguidores: pessoas do mesmo nível e que se identificam com ele!

  14. O deputado pertence a uma orcrim da direita. Para combater estas quadrilhas é necessário a participação de pessoas como Sérgio Moro, Deltan Dallagnol, Marcelo Bretas e o bravo STF Alexandre de Moraes. Se o ministro do STF não tomasse a medida temerária de prender o deputado federal no mesmo dia do seu crime, amanhã , domingo o criminoso estaria recebendo homenagens e promovendo badernas pelo Brasil afora.

  15. Estão todos aqui de novo.. Todos os UM q escreve sob mtos nomes.. defendendo qquer lixo pró- bozo.. Pior q ainda utiliza um mesmo texto com frequência: "tá, parei de ler qdo disse q (...) tchau crusoé".. kkkkkk Varia o texto multinome.!!! Assim fica ridículo demais.. e ainda desmerece os outros comentaristas.. kkkkkkk

  16. aqui é a Bozolandia Bolivariana do Brasil é o verdadeiro BBB, se pode assinar o marido e trepar com os filhos roubar a vontade ameaçar e chantagear só não pode falar mal do STF, alias seus membros podem tudo por honestos na cadeia o que não é o caso do Silveira e libertar bandidos de todas espécies.

  17. As fala do deputado, tirando as palavras de baixo calão e ameaças, é o pensamento da maioria da opinião pública a respeito dos ministros do supremo

    1. Por isso ele recebe a GRANA q recebe.. Pra ser preparado e FAZER, não só falar, o q tenha q ser feito pra livrar o país.. da tal sujeira q ele enxerga.. (kkkkk ) Pra fazer vídeo VOMITANDO PALAVRÃO.. é o q a maioria pensa e PODE FAZER.. não precisa GANHAR A GRANA Q ELE GANHA.. tendeu? Ou quer desenhinho?? Por isso TEM Q SER CASSADO. Não conhece a função, NÃO ENTENDE A POSIÇÃO PRIVILEGIADA Q POSSUI. Não sabe trabalhar só puxar saco.. É um ENERGÚMENO A SER CASSADO.

    2. Ocorre que a trupe que pensa igual a esse deputado retardado, tmbm aboletada no governo federal, trabalhou com todas as forças para não deixar vingar a CPI da Lava Toga no senado, que poderia desnudar todas as falcatrus lesa patrias de alguns supremos togados. Agora não adianta soltar o cachorro louco da coleira para ele latir contra o STF.

  18. O fato de a prisão desse ser abjeto ser legal ou ilegal pouco importa. Existem muito outros Daniel Silveira por aí. Eles só existem pq Bolsonaro abriu as portas dos quintos dos infernos.

    1. se o supremo no atuasse o congresso não ia tomar qualquer medida, o corporativismo da casa do povo é degradante...

  19. E se essa podridão que se vê nos três poderes for algo pensado e orquestrado para justificar mais uma intervenção militar no país? Notem que a cada dia que passa é maior a presença de militares em postos chaves.

    1. Concordo inteiramente com ambos comentários. Vivi o golpe militar e sinto as mesmas vibrações sombrias nesse momento.

    2. O Bozo está desesperado por isso Roberto. É a unica alternativa para ele não perder o cargo de presidente e ver a sua prole e a si mesmo atrás das grades.

    1. Lei revogável, como toda lei ordinária. Se existe a lei, dura lex sed lex. Os juízes não são legisladores, como aliás não se cansa de lembrar o polêmico Marco Aurélio. Legisladores são os parlamentares, que afinal, em grande número, não se respeitam e nem à população que os elegeu. Eventos como esse que estamos vivenciando deveriam servir de alerta e pedagogia aos parlamentares. Torço para que isso tenha acontecido, além do cagaço que muitos têm da justiça.

    1. Mas a sua turminha de extremistas ideológicos retardados que estão aboletados no Governo Federal foi contra a CPI da Lava Toga. São na verdade um bando de corruptos hipócritas igual aos seus adversários petistas. Tudo farinha do mesmo saco podre.

  20. Nessa linha de raciocínio o Waitrumb que está de férias nós USA danfo uma de consultor de banco internacional ainda está em situação de flagrante já que o vídeo ou cópias do vídeo onde ele achincalha o Supremo ainda está disponível em muitos canais de imprensa. manda o FBI buscar o idiota também. O Lula definiu Nós Contra Eles. agora é é Nós Contra Eles e todos contra os Outros. leia se Outros o Supremo.

    1. Se implantaram as Castas no Brasil, estes "ajustes" são necessários entre elas . Acredito que a Casta da " justiça" é a mais poderosa.

    1. Exatamente. Não sei pq não comparam com o Moro. Está na conta da Crusoe tbem

  21. Foi o casamento mais curto da historia.O Centrão unido descartou o Bolsonaro, muito antes do previsto. O Lira virou Bitcoin. Se o Senado resolver caçar um Supremo deus do olimpo, só para equilibrar o jogo, pode sugerir que eles mesmos escolham um Daniel de piranha. O Rodrigo deve estar com muita inveja do Bitcoin. O Brasil, visto de fora, é muito divertido. De dentro, é um susto atrás do outro, pior que trem fantasma.

  22. Que materiazinha escrota essa! O judiciário brasileiro precisa ser eviscerado há muito, mas, faltam repórteres de verdade em nosso atual jornalismo para fazê-lo. O que aparece é isso, coisas como essa matéria, encheção de linguiça, cheia de tendenciosidades "a serviço de", porque os seus autores são meros panfletários e preguiçosos jornalistas.

  23. Os ministros do STF estão sujeitos à responsabilização política ou impeachment pelo Senado Federal, a quem compete privativamente julgá-los por crime de responsabilidade. Mas diante desse senado acovardado ou corrupto só resta a lei da mordaça do STF. Hoje com um deputado , amanhã pode ser eu ou você.

  24. Nem li essa matéria, mas, sua chamada, vendo quem a escreveu, as matérias missas-encomendadas anteriores, sabendo quem são os investidores que bancam a Crusoé, mais o quê vi hoje na Sessão da Câmara, leva a concluir que esta revista é uma espécie de porta-voz do tal partido Novo, aliás, que foi novo apenas na 1ª eleição que participou, porque suas práticas são de velha política. Fraude, jovens eleitos com o discurso de novas posturas, se vendem como os velhos. Talvez novos sejam os compradores.

    1. Não é o Dória, é realmente um desses novos agentes financeiros, cheios de novos especuladores com senso moral aprendido em vídeo games, que têm o Novo como o seu braço político. Capisce?

    2. Putz meu chapa.. faz um tempão q eu tb ando querendo saber quem são os financiadores da Crusoé. Não vejo nenhuma propaganda veiculada na revista. Já que vosmicê sabe, manda ver aí, abre o jogo. Dia desses vi alguém comentando que era um site de finanças, depois vi que era o Doria, agora vejo que o Novo. Afinal, quem banca ? apscosta/df

    1. Hi João, você está repetindo o slogan AME-O OU DEIXE-O da genialidade da ditadura militar. Para isso, à época surgiu o contraponto: O ÚLTIMO A SAIR APAGUE A LUZ DO AEROPORTO.

    2. Pelo menos o país muitos aeroportos pra resolver seus problemas mano....

  25. Tem cheiro de enxofre (inferno) em Brasília, na Praça dos Três Poderes. Defender a democracia atropelando a CF é um perigo. O deputado deveria ser cassado na Câmara, em processo legal e com direito a defesa. O STF apresentaria a "queixa" e a Câmara tomasse as providências cabíveis. Quero ver alguém da esquerda ser preso assim.

  26. As fotos... e a ordem delas na matéria.. tá sen sa cio nal.. Demais. Ainda nem li.. mas só vendo as fotos, já vou salvar.. hihi

  27. O que impressiona é o salário estratosférico que os dois protagonistas do espetáculo circense recebem. Um, representante do povo deveria estar trabalhando em prol do bem estar social que tem inúmeros veios para ele atuar e fazer jus ao que recebe, e não para fazer sucesso como machão nas redes sociais. Já o outro, representante máximo do judiciário, deveria se ater a fazer cumprir a lei em todos os processos, não apenas nos que atingem o STF. Aos Bobos da Corte, literalmente, resta lamentar!

    1. Helena Mader e André Spigariol, sensacional a reportagem. 👏👏👏

  28. "Triste espetáculo em que ninguém tem razão". Síntese perfeita desse affaire. Fico pensando que os editores da Folha da Folha, que ao mandarem escarafunchar uma biografia que, de outro modo, só seria conhecida pelos parentes do biografado, para achar algo que criasse "animosidade" entre o STF e os militares, devem ter ficado decepcionados com o surto de Daniel Silveira, se oferecendo, involuntariamente, como bode espiatório para acalmar os ânimos. Quantos mais bodes expiados, mais livre Bolso.

  29. Acontece que a esquerda ou é corrupta ou é burra mesmo. Perdendo a imunidade por opinião e sorrindo. Confundem prisão ilegal com tribunal se ética Sorrindo estão aqueles que vão poder processar os idiotas por chamar os contrários de fascistas, nazistas!!!

  30. O abuso do STF decorre do foro privilegiado. Com os parlamentares na mão, o poder do supremo não tem paralelo. E abusa de seu poder, enquanto os parlamentares colocam o rabo entre as pernas.

  31. STF, composto por CANALHAS, como a maioria do Congresso e da Imprensa. Há, que falta faz uma Revolução Francesa ou Russa! Que trabalheira para o carrasco e para a Tcheca!

    1. So mesmo uma queda da bastilha pra mudar alguma coisa aqui. Com muitas cabeças penduradas em postes.

  32. Crime previsto do artigo 344 do CP, revestido de características de crime permanente, não houve equívoco na prisão em flagrante do parlamentar. A imunidade não abriga esse tipo de atitude!

    1. Concordo, Marcelo. Além disso, no voto, o Min. Alexandre de Morais menciona o fato de o delinquente continuar a postar NOS COMENTÁRIOS, não pela simples postagem...

  33. Matéria equivocada! “Eu sei onde vcs andam e o que vcs fazem”, disse o deputado Bolsonarista que é investigado no inquérito dos atos antidemocráticos. Se isso não é crime de coação no curso do processo, que pelas circunstâncias se consubstancia em crime de caráter permanente, então, não sei o que é! Quanto a Lei de Segurança Nacional, tal legislação foi recepcionada pela CF de 1988.

  34. Começou o mimimi da esquerda corrupta que assaltou o país !!! Governaram por 22 anos e nada fizeram. FHC lulaladrao e Dilma despirocara Engraçado que qdo Bolsonaro tentou governar sem os políticos podres à imprensa não apoiou. Pelo contrário, era malhado por não saber fazer alianças. E continua o mimimi

    1. Bolsonaro não tentou governar sem os politicos podres. Ele apenas tentou derrubar o congresso e o stf para se tornar um ditadorzinho chavista no Brasil e assim proteger a sua prole corrupta e a si mesmo. E ainda alimenta esse desejo insano.

    2. mi-mi-mi foi esse do deputado. Mereceu estar na cadeia e devia ficar um bom tempo lá. Cadê o decoro parlamentar?

  35. Excelente reportagem. No atual clima de conflitos ler uma matéria que reconhece os erros de ambos os lados é um refresco para os olhos.

    1. Esse é o jornalismo que queremos. baseados em fatos e sem lado.

  36. O carequinha está com a macaca e quer mesmo é ver a boiada estourar, babando pelas ventas de ódio em meio ao surto pandêmico de febre aftosa na manada bestial.

  37. A abordagem da reportagem tem mérito para se estabelecer limites em vida social. Liberdade é essencial mas cada um deve ser responsável pelo que fala. O Deputado extrapolou a linha da zona de perigo para a sociedade e deve ser punido. Mas o extremismo do poder também é perigoso. Defendo alteração na Constituição para desvincular a indicação política do Presidente da República no ATF. Os ministros deveriam ter cargos temporários e serem eleitos pela classe jurídica do país.

  38. Qual o projeto para o Brasil desta tal direita bolsonarista, além de implantar a ditadura? O deputado bolsonarista vai para a rede e fala um monte de merda do STF. Mas o STF ñ tem 1 monte de merda? O brasileiro comum, eu por ex., quer menos briga de comadre e mais trabalho para o país. Se esse deputado de merda estivesse trabalhando, ñ teria tempo para gastar com ameaças chulas ao STF de merda. Se o STF estivesse trabalhando para colocar corrupto na cadeia, ñ iria criar carnaval na quaresma.

  39. estou vendo se entendi direito: um simples deputado federal, fala um monte de bobagens contra os senhores do poder do judiciario, Os Intocaveis, aí é acusado na LSN, como se pela fala dele o Brasil entraria em conflito armado contra as instruções, é isto mesmo? coitadinho deste país...

  40. Perfeita a colocação no artigo. Como eu já disse, sendo atacada na internet, acredito que o parlamentar de fato não estava abrigado pela imunidade parlamentar, porém a prisão em flagrante, ao meu ver, é errônea.

  41. Ainda em relação ao Inquérito, o Ministro Dias Toffoli, então Presidente do STF, disse que os fatos foram comunicados à Procuradoria Geral da República que não tomou as providências cabíveis. Esse omissão da PGR deriva do equívoco do Constituinte de 1988 ao dar competência ao Presidente da República para nomear o PGR, que não é órgão do Executivo nem dos demais poderes da República, tendo sua autonomia dada pela Constituição de defender a República( REPUBLICAE = COISA DO POVO)

  42. Não gosto de Deputados truculentos e muito menos bolsonaristas. Entretanto, fico pensando: será que o que Daniel Silveira falou não se compara ao que o Gilmar falou dos Procuradores da Lava Jato e do Dr. Sergio Moro??? E julgamento para isto, vai ter??? Certamente não!!! E ai me pergunto: dois pesos e duas medidas???

  43. os brasileiros estão tão profundamente divididos ideológicamente, que têm uma infinidade de apoiadores do Moraes, só porque a inconstitucionalidade foi contra um bolsonarista. uma lástima.

  44. Fux diz que a sociedade quer Daniel Silveira preso. Errado. A sociedade quer André do Rap preso. A sociedade quer Lula preso. A sociedade que Zé Dirceu preso. A sociedade quer na prisão os mais de 30 presidiários soltos na pandemia. Fux tem algo a dizer sobre esses?

    1. "pimenta no olho dos outros é refresco". O deputado debiloide, citou o beiçola nas agressões, poderia ter incluído o "amarelão" Lewandowski, esse ridículo xiita petista, que tem a pretensão de querer anular os processos do "asno corrupto". Esses invejosos perseguem Moro, são parte da máfia que se empenhou para o fim da Lava Jato. Faccin não merecia ser desrespeitado, é um dos poucos defensores da Lava Jato, não é hipócrita como os rabo presos citados.

    2. Thiago, o Senador Kajuru esculachou com Gilmarzão chamando-o inclusive de vendedor de sentenças. Dirceu diz escancaradamente que Fux, o que beijou os pés da mulher de Cabral, prometeu aliviar sua barra. Toffoli recebia mesadas do escritório que sua mulher trabalhava, além de obras na sua casa feita por empreiteiro bandido. O STF não abriu o sigilo dos celulares de Adélio e do Francisco, Diretor da JBS. Marco Aurélio soltou André do Rap e Moraes disse que autoridades podem ser criticadas.

  45. A ditadura da justiça é a pior que o ser humano pode sofrer. Liberdade, liberdade abre as asas sobre nós! O Ato Institucional n° 5 é usado reiteradamente pela justiça com outros nomes e adornos, basta ver esta decisão do Ministro Alexandre de Moraes.

  46. Pois é, várias são as “inovações” legislativas do STF. Alguém conhece a “ferramenta” jurídica - mandado de prisão em flagrante”? Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço, assim segue o ideal democrático da suprema corte, para uns (amigo dos amigos) a LSN é famigerada, pra outros (inimigos da esquerda) ela é base jurídica para fundamentar, em tese, ameaça às instituições democráticas. O regime de exceção já é letra viva: censura, prisões ilegais e legislatura desviada em decisões judiciais.

  47. O próprio juiz Alexandre de Moraes proferiu quase os mesmos disparates do deputado quando era secretário da justiça em São Paulo, portanto deveria ser preso em flagrante. É com0 no ditado “ é o roto censurando o esfarrapado”.Outro absurdo é quererem anular a prisão do Lula que foi julgada por três instâncias. Isso é um descalabro e ainda querem respeito. Um dia esses atos deverão ser julgados e esses juízes punidos, assim espero

    1. Tem uma gravação na internete em que o atual Juiz Alexandre de Moraes profere quase o mesmo que o deputado proferiu contra o STF

  48. O maior inimigo do povo brasileiro é a Brasília corrupta. Sergio Moro se tornou o maior inimigo da Brasília corrupta. O povo decente precisa de defensores honestos e competentes como Sergio Moro, Deltan Dallagnol e afins! Povo na rua em grande massa para salvar a democracia das garras dos corruptos! Quem mais salvaria o Brasil?

  49. Não sei quem tem razão. Mas sei que no Supremo Tribunal Federal tem ministros tão radicais como o deputado. Um ministro radical prende um deputado radical. Qual a diferença? Quando Gilmar Mendes e Lewandowski vociferam contra a Constituição em defesa de um ladrão, alguém acha que não terão respostas? Só eles estão certos e o Brasil errado? O STF vem agindo de forma ditatorial, Está na hora da imprensa vestir a camisa do Brasil, da Constituição em defesa da verdadeira DEMOCRACIA.

  50. De outro lado, vejo comodespropósito um general, seja da ativa ou da reserva, utilizar-se das Redes Sociais para sugerir ou insinuar algo sobre processos em curso em qualquer Juízo ou Tribunal. Falar de processo é no próprio processo. Que se procure uma Associação de Militares da Reserva e ingresse no processo como AMICUS CURIAE (podendo requerer o quiser), mesmo que fosse num processo penal, no qual alguns procedimentos do processo comum são admitidos. Errou também o Ministro ao responder isso!

  51. A questão do flagrante delito no caso da prisão do deputado creio que fica esclarecida quando se verifica que as ofensas criminosas foram repelidas imediatamente e pela autoridade judiciária. Mas poderiam ser repelidas por qualquer cidadão na forma da lei. Demais, além do flagrante, a prisão se deu preventivamente, já que o parlamentar responde ao Inquérito 4871 no STF que apura atos antidemocráticos. Há portanto um procedimento judicial e neste processo é que foi exarada a decisão de sua prisão

  52. A questão da constitucionalidade e legalidade da instauração de Inquérito, de ofício pelo STF para apurar atos antidemocrático é discutível. Falo com olho em nossa Constituição atual, que atribui a abertura de Inquéritos para apurar crimes ao Ministério Público e às Polícias federal e estaduais. Quanto ao 43 do Regimento Interno do STF, no qual foi fundado o referido Inquérito, ele tem sua última redação em 1980, e DATA MAXIMA VENIA, não poderia ser recepcionado pela vigente Lei Maior Federal.

  53. O conteúdo desse artigo não se coaduna com a linha editorial da revista. Fraco em argumentos denota uma tendência oportunista. Não sou a favor do autoritarismo, mas este deve ser um caso de referência para aqueles que acham que políticos podem tudo.

    1. Ministros do STF também não deveriam poder tudo.

    2. Argumento próprio de um ministro do Supremo, para quem não interessa a Constituição, interessa a "honra" dos ministros do Supremo. A unanimidade de chancelar uma prisão inconstitucional não foi por entenderem da legitimidade e legalidade do ato, mas tão somente por auto proteção.

  54. O Deputado extrapolou e, em tese, cometeu crimes, de ameaça, de injúria, de calúnia, de difamação, todos de pequeno potencial ofensivo, capitulados no Código Penal e AFIANÇÁVEIS. O STF fez o malabarismo de enquadrar a conduta do Deputado na famigerada Lei de Segurança Nacional, criticada por todos, mas usada quando há interesses inconfessos. Tornou os crimes inafiançáveis e ainda criou a patética figura do crime permanente de postagem pra justificar um pseudo flagrante. ISSO É UM ACINTE!!!

  55. É uma pena o presidente não ter apoio dos generais para dissolver esse antro que se tornou o stf . Presidente infelizmente se tornou refém do sistema .

  56. O comentário é longo, tentarei dividir. Helena e André após ataques anteriores do PR ao STF, a Constituição, e outras instituições, e nunca ter acontecido nada, é evidente que seus seguidores também pensam ser impunes. Acredito que a decisão do Ministro Alexandre de Moraes, mesmo que questionável, é uma forma de colocar um freio nesta insensatez que reina no Brasil. Algo deveria ter sido, assim que o PR passou aos ataques se apoiando nas prerrogativas do cargo.

    1. Duvido, não aconteceu nada com o senador do dinheiro na cueca. Voltou com a maior cara de pau.

  57. Elegemos nossos representantes para ser a nossa voz na criação de leis e não para serem exemplos de má educação, depredação e ainda por cima atacar outro poder, base da nossa democracia. Prisão para este canalha.

  58. Muito bom! O "supremo" está fazendo suas próprias leis, amordaçando a constituição ao seus objetivos. Não existe mais República.

    1. Esse deputado Daniel Silveira é a cara do nojento parlamento brasileiro e o Supremo um grupo de estagiários de escola de terceira linha. O Brasil é uma vergonha.

    2. Tudo isso lembra a podridão que se tornou a antiga República Romana e que levou ao Império de Júlio Cesar.

  59. Em tese, questões como essa tem tratamento jurídico e político adequado. Na prática, o que deveria ser só jurídico, vira político. JAMAIS vamos ter um país livre disso e da corrupção enquanto o sistema de escolha dos ministros da suprema corte for a indicação do presidente da República e o referendo dos nobres senadores. E não adianta Marco Aurélio dizer que desse cachimbo ele não fuma, quando as marcas desse fmo estão impregnadas em seu pulmões. Assim como no grande pulmão do STF e do Brasil.

    1. Rodrigo, na atual conjuntura uma aposentadoria compulsória desses elementos do STF e sua substituição pelo STM até que se realizace um concurso público para novos ministros do STF onde os candidatos teriam que ser juízes com 10 anos de exercício na função e ilibada conduta, seria o sonho de consumo de uns 90% dos brasileiros. Não custa sonhar😎👀

  60. Curiosamente, Rosa Weber, que tem sido tão tediosamente zelosa no cumprimento da lei ao pé da letra, votou pela detenção do deputado. Mas neste caso, quando se trata de defender a corporação, ela não hesitou em deixar de lado essa postura enfadonha. Mostrando que as habituais "convicções" dela também são apenas uma fachada. Como ocorre com a maioria dos ministros do STF. Talvez todos.

    1. Vem cá. Em nome da liberdade, mesmo sendo uma idiotice, é permitido então expressarsua opinião em qqer idioma? Ou isso é um arremedo de prepotência ou é o excesso de liberdade atualmente em voga. De toda maneira a prisão desse deputado-show é recomendável, nem tanto pelo delito, mas por seu despreparo e estultice. apscosta/df

  61. Engraçado esse STF, que nos discursos se diz guardião da constituição e da democracia mas age de forma ditatorial. Por mais que esse deputado mereça a cadeia, o procedimento não pode ser tão arbitrário.

  62. Ministros do Supremo são supremos e não podem ser ofendidos ou contrariados. Mas a real supremacia de uma nação pode ser desrespeitada e humilhada com os execráveis habeas corpus concedidos pela mesma Corte a bandidos e corruptos. Dá pra entender?

  63. Não concordo com o teatrinho eleitoreiro desse despreparado para o cargo, mas SE ofensas e injúrias fossem usadas para prender as pessoas, Gilmar Mendes e Lewandoviski deveriam estar atrás das grades pelas graves acusações que fazem SEM PROVAS contra Sergio Moro e a força tarefa da Lava Jato.

  64. Esse deputado talvez seja bem mais inteligente do que se pensa. Ou apenas deu muita sorte. Com o que fez, ganhou uma projeção nacional fulminante e absolutamente incrível. Talvez pegue um tempo maior de cadeia, mas isso será uma imensa vitória para ele. Virou um líder da noite para o dia. Pois está traduzindo o que muitos brasileiros pensam. E o STF acabou ingenuamente comprovando, com suas ações, que Daniel estava certo em algumas de suas teses sobre o Supremo.

  65. E nós somos comandados por essa gente, não seria mais fácil o presidente do STF falar com o Presidente da Câmara e acertar as coisas ? Democracia não é dialogar, achar uma saída negociada em prol da sociedade?

  66. C. Excelente. O Acordão ficou escancarado mais uma vez. Idem a covardia de Bolsonaro, o refém do establishment político-jurídico. O STF, para não fugir à regra, mostra claramente que a Constituição e a Lei são fluidas, a depender dos interesses e dos personagens envolvidos. Esse STF é uma vergonha, para dizer o mínimo.

  67. A fogueira está acesa! Tem gente jogando gasolina diariamente. Estão brincando com a paciência do povo. Até quando o dono do rabo alheio e o fono do rabo preso vão continuar a brincar, se achando os donos da República. Do jeito que vcs estão agindo isso nos parece o começo. Analisem as atitudes desses togados. São coisas recentes. Quer maior vergonha que o recuo na segunda instância para benefício do 9!

  68. Continuando meu texto sobre a FALÊNCIA DA NOSSA DEMOCRACIA... Não acredito em soluções paradoxas à democracia, como o besteirol bolsonarista prega. Mas clamo a pensar se não estaria na hora de acabar com: - A forma como elegemos deputados e vereadores; - Fundo partidário e eleitoral. Que vendam camisetas e façam bingo; - Bolsa aluguel, passagem de avião, veículo oficial e demais mordomias; - Salário para vereadores de cidades pequenas pago por seção; - Foro privilegiado (acabar de verdade).

  69. Mais uma reportagem no estilo “ninguém tem razão”. Vocês estão querendo desmoralizar qualquer reação a este governo que não venha de vocês. A lista de exemplos é extensa.

  70. Estranho muito ver o Antagonista e a Crusoé “aceitando” que há algo de quase normal nesse episódio. Não há, e esperava ver ambas as revistas gritando contra isso. Temos um inquérito ilegal, uma ordem de prisão ilegal, um “crime de opinião” (xulu, impróprio etc, o que não muda nada) só punível pelo Congresso e ainda temos que descobrir que o Fux pediu pro A.de Moraes pra “matar no peito”, pegando carona no inquérito do fim não do mundo, mas dos tempos... Não “decepcionou” o STF, mas as revistas.

  71. Olha, Crusoé. Em grande parte concordo com a matéria. Mas também com as decisões do STF sobre o deputado. Nesse bolo todo cabe pensar: AINDA TEMOS DEMOCRACIA? - Não elegemos diretamente nossos representantes. - Os eleitos nos roubam para permanecer no poder ajudados por empresas que almejam algo em troca. - Juízes de todos os graus se vendem de alguma forma e distorcem resultados de julgamentos. - Imprensa se vende ao poder por faturamento. NÃO FALIMOS?

  72. Meus parabéns a Helena Mader e André Spigariol! A vocês a minha admiração e o meu agradecimento! Vocês são excepcionais jornalistas, investigadores incansáveis, e que sabem escrever, mesmo um texto sobre um assunto nada aprazível, usando expressões e figuras de linguagem que extrapolam o informe jornalístico, sempre muito lúcido e preciso, alçando-o para um nível mais elevado, frequentado pelos poetas e literatos. Parabéns a vocês e a Crusoé!

  73. Acredito que a prisão é autoritária, o supremo é composto, realmente, pela "nata da bosta", 😂😂. O STF seria o porto seguro da nação, mas se tornou o porto seguro dos corruptos e delinquentes. Não há dúvidas que o deputado fez o que fez de caso pensado e exagerou na dose, bem como os ministros do STF agem de forma imoral, ilegal, reforçando o nojo nacional e a contumaz instabilidade política, jurídica e econômica. Se eu tivesse que escolher entre os 11 ministros, mais o deputado, numa próxima

  74. A verdade é que temos um país mergulhado na podridão, com um senado e congresso composto em maioria pelo que tem de pior e hoje contam com onze ministros escolhidos pelos mesmos políticos , que parece não representar o judiciário brasileiro composto em sua maioria com pessoas concursadas e preocupadas em combater os piores criminosos que encontraram no STF com suas interpretações pessoais e garantismo exagerado uma certa segurança para continuarem a saquear o país e nós com medo e intimidado.

  75. jornalistas Elena e André, parabéns pelo excelente e lúcido artigo.A imparcialidade da análise de vocês engrandece o jornalismo.Obrigada!

  76. Lembro quando a Crusoe foi censurada, vocês gostaram? O deputado passou dos limites, que seja julgado e condenado. Agora mandado de prisão em flagrante? pode isso Arnaldo?

  77. Liberdade de Opiniçao nçao é definitivamente um direito absoluto, e as vezes é preciso encontrar um caminho que mesmo arranhando alguns preceitos sir va exemplo para coibir uma expançao do abuso do direto! Cacem este moço abusado antes que seja tarde demais!

    1. Ô valdemar.. vou te dar uma dica: cada palavra que escreveres, consulta no google, ou basta clicar sobre ela pra que te mostre a grafia correta. Ta bem, mano?

    2. É só olhar o currículo, ou melhor, a capivara dele, para ver que é um cretino de marca maior. Não queria o AI-5, tá ai o exemplo!

    3. E os deuses de toga. Façamos o quê?

  78. Desta vez a Crusoé errou feio. Este miliciano já deveria estar preso há muito tempo. O artigo parece recheado de mágoa pela suspensão (ilegal e absurda) da própria revista. Mas também parece diminuir o ctime desse troglodita apelando para “firulas jurídicas” contra as quais a Cruzoé sempre denunciou.

    1. Não errou. A revista considera o preceito constitucional e o que caracteriza por lei a prisão em flagrante. Quem errou feio foi o STF. Errou mais ainda quem votou nesse louco, que parece irmão gêmeo de Bolsonaro. O Congresso pós ditadura errou também estabelecendo essa imunidade absurda a parlamentares.

    1. Estamos indo para o fim das leis e do ordenamento jurídico, ou melhor, para a ditadura do STF onde cada togado decide conforme sua conveniência, seu ativismo político ou a cara do freguês ...

  79. Em nome da liberdade de expressão pode se escrachar a Maomé, Jesus Cristo, Confúcio ou qualquer lider religioso que não dá nada a não ser IBOPE, porém se escrachar o STF é cadeia na certa, afinal eles estão acima de tudo.

  80. BOLSONARISTAS são os EXEMPLOS EXCECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! São DEGENERADOS MORAIS que IMPEDEM o BRASIL de AVANÇAR! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

  81. O deputado Daniel Silveira eh um deputado medíocre e deveria ser acusado e julgado em seu nível. O que eh mais grave eh a suprema corte do pais descer ao mesmo patamar de mediocridade, respondendo no mesmo nível e rasgando a constituição, como se fossem ditadores e nao juizes !

  82. Um estudo mais profundo deste artigo, nada acrescenta em informações construtivas a luz dos fatos que aconteceram. Ao citar que a imunidade do parlamentar é quase ilimitada, foge a verdade, dando a entender que ao deputado é quase impossível apenar. Imunidade se estende tão somente às funções do cargo. Fechar os olhos às agressões pessoais ou institucionais é que não podem ficar impunes.

  83. Até quando o povo e o Brasil vai se ajoelhar diante de seres supremos que não respeitam nada nem ninguém essa ditadura é muito pior que o regime militar pois lá houve excessos na calada da noite hoje vemos isso a luz do dia

  84. Não vejo grande diferença entre as palavras do Deputado e as palavras da Edição da Crusoe, aquela que levou o mesmo Ministro a imputar a censura e a penalidade. Agora a análise dos últimos fatos pela Crusoe é vergonhosa: vincula os atos do Deputado eleito pelo povo ao Presidente (isso é só má intenção); acha apenas uma meia culpa, como se o Deputado não tivesse a Constituição ao seu lado. Indago a Crusoe - foi o Deputado ou o Presidente da República quem criou esse caos jurídico ? Canalhada .

    1. Realmente: canalhada expandindo suas raízes putrefatas...

  85. Certamente, todas as autoridades eleitas ou indicadas e homologadas pelo Senado da República Federativa do Brasil que integram esta matéria juraram defender a Constituição Nacional. Mas, o que se percebe é uma unanimidade em colocar seus interesses pessoais acima da Lei e por cima da Ordem. Uma constatação está clara: a jovem e tão desejada democracia brasileira está sendo, há muitos governos, sendo manipulada para servir de esteira para servidores públicos deitarem e gozarem seus privilégios.

  86. Cruzoé tem excelentes profissionais, que produzem matérias muito boas, como esta. As críticas frequentes são boas e merecidas, mas se optasse pelo lado da imparcialidade seria melhor; aumentaria a credibilidade e a leitura não teria esse cheirinho de ofensa “pessoal”.

    1. Tem: O Sabino, o Dr. Carlos Fernando e o Ruy Goiaba. Diogo Maynard gay e maluco. E os demais, mais ou menos!

    2. Como leitor, jamais percebi imparcialidade na Crusoé. Talvez, em algumas matérias ele agradou a visão de mundo de alguns assinantes, mas sempre desagradou outros. Está coluna de comentários evidência claramente a lógica do discurso.

    3. Concordo contigo Gustavo! A Cruzoe perdeu a imparcialidade desde que o Diogo perdeu o pai com Covid ! Ficou totalmente insano e não consegue direcionar a revista para uma leitura da realidade com melhor distanciamento!

    4. Ao leitor atento cabe a interpretação e o julgamento sobre a qualidade das matérias e da mídia. Exerça sua autoridade e faça suas escolhas. E dê graças às liberdades de expressão e de esclarecimento.

    5. Gustavo, se você ler um pouco sobre comunicação, saberá que não existe e nunca existirá discurso imparcial. O simples fato de uma fonte decidir pela imparcialidade (ainda que conseguisse tal feito) estaria impondo uma intenção em sua decisão e esta, certamente, desagradaria algum leitor que não a entenderia como imparcial. Nem mesmo um discurso de propaganda ou religioso, qualquer que seja, guarda imparcialidade. Todos carregam intenção é o poder de influenciar ou de incomodar.

  87. De fato, vivemos uma bagunça institucional, onde os poderes negociam suas mazelas com outros poderes, deturpando completamente a conceituação constitucional sobre a matéria (o STF atua predominantemente orientado pela conveniência política; o legislativo não controla o executivo, nem o STF, e se orienta por interesses de grupos; o executivo utiliza o orçamento e cargos nas estatais para negociar (no pior sentido) com os demais poderes ...

  88. A Ditadura já está instalada no país. A questão agora é quem lançará mão dela para dançar no poder e com que grau de arrogância e ilegalidades constitucionais. O maioral do momento dá passos largos para manter O Mecanismo, manter privilégios de amigos e deles próprios. Alguns destes homens que vestem toga, altamente suspeitos em sua parcialidade e venalidade, são somente políticos covardes sem votos, por isso altamente atrelados aos interesses espúrios do parlamento imoral brasileiro.

  89. No caso do Dep Daniel, a prisão se mostra necessária. O parlamentar já é reincidente em tais condutas, mas seus pares parlamentares nunca tomam nenhuma providência. Nesse prisma, o STF usou do meio mais imediato e eficaz para parar o Dep transgressor.

    1. E você deseja que ele pare? Vamos enfiar os nossos narizes no pastp?

    2. Prisão necessária é a dos bandidos do STF. Esses advogadinhos de merda alçados à posição de donos do país não passam de lacaios de quem os indicou e dos corruptos que confirmaram a indicação.

  90. A oportunidade de expor mais uma vez o Presidente pelos atos de um Deputado eleito pelo povo. Isso a Crusoe não dispensa. Canalhada Crusoe. Não lembro da Dilma ou do Lula serem culpados pelos roubos dos deputados do PT. Agora só falta culpar o Bolsonaro pelos vacilos do Moro.

  91. Deixo a discussão para os juristas. Só sei que está escalada contra as instituições e democracia precisa ser freada! Principalmente em nome das liberdades individuais. Tudo muito triste é preocupante. E estou profundamente constrangida com o posicionamento do Novo

  92. O monstro não para de crescer. O que farão sobre a acusação de ameaça de tortura ao Eustáquio e as acusações de corrupção feitas ?? O deputado deve esclarecer pois falou de manuscritos. Que manuscritos ?? Qual o seu conteúdo ??

  93. por que a pecha "deputado bolsonarista"? quando vocês referem-se a um deputado petista não o chamam"deputado lulista"? sejam imparciais.

    1. Será que o Claudemir é culpado pelos atos do filho dele, mesmo sendo maior de idade. Isso é justo ?

    2. Ainda tens dúvida Antonio? Esse aloprado é um cão de guarda do psicopata presidente! Esses desequilibrados criminosos só se perpetuam em virtude da existência de um presidente mentiroso, desqualificado, aloprado, compadre de miliciano e aliado de corruptos. Sem falar que o gado continua urrando de alegria , como uma cadela no cio quando se deparam com os impropérios desses criminosos! Votei no chefe das rachadinhas, infelizmente, mas não sou gado e muito menos jumento para defender Bolsonaro

    3. Chamam sim... e não há como definir diferente! PSLista ele não é, pq o próprio Psl irá condena-lo...

  94. Alguns bandidos são amiguinhos dos min. do STF, outros bandidos não, Todos os min. do STF são amiguinhos e protetores de alguns bandidos de estimação

    1. Boa lembrança Hermes, quanto valeu soltar o rei dos ônibus?

    2. O problema é que todos são bandidos . O Alexandre de Moraes não vale um centavo e o Daniel Siqueira nem deveria ser deputado . E quando os poderes se acusam mutuamente estão todos falando a verdade . O inquérito do Alexandre de Moraes cabe de tudo e só existe para proteger as ilibadas esposas dos ilibados ministros do STF . E quanto será que vale um Gilmar Mendes soltar um empresário de ônibus super enrolado ? Brasil não é fácil .

    1. Não vejo nenhum problema na caracterização do flagrante. Os conceitos jur[dicos devem adaptar-se à modernidade. As manifestações do deputado são absolutamente incompatíveis com o Estado democrático de Direito. O argumento do articulista de que um “post” de trinta anos atrás poderia ser considerado flagrante não faz sentido. É óbvio que a contemporaneidade é fator do flagrante. No caso do deputado, ela está mais que presente.

    2. A aprovação dessa emenda/PEC (revogacaoda lev da bengala) resolveria mais da metade dos problemas representados pelo STF. Órgão cujos membros, hoje -- na visão real do povo que mantém seus salários e mordomias --, representam o atraso e atrapalha o progresso do Brasil. Com a aprovação dessa PEC, sem traumas, sem despesas e nem perda de tempo com impechment, iríamos resolver muitos dos problemas que afligem o povo pagador de impostos. Vamos espalhar e exigir a aprovação dessa PEC.

    3. Sem entrar na verdadeira manada de jumentos, gado e éguas, todas sinceras nos seus credos, penso que a matéria da Cruzoé é útil parcialmente ao assinante. De fato o lupanar está em frenesi. Mas, o que interessa aos fregueses, afinal? Na concepção clássica, dos freios e contra pesos, a depender da "votação" vespertina na Câmara, que aparenta "amarelar", ou não🤪, o sistema está se ajustando. Depois o deputado nervosinho, que deve ser cassado pelos seus "pares" consegue um HC e tal, né🤣🤣🤣

    4. O Claudionor realmente não é gado e nem jumento. Ele está mais para filho duma égua. Esse episódio é exemplo de guerra de egos. Mas simples de resolver. É só expulsar o deputado e abrir uma CPI para julgar alguns ministros supremos aloprados. Porque tem erros em abundância de todo lado para ser julgado e apenado. Mas falta coragem e sobra medo do parlamento brasileiro botar freio no supremo, que age como chefe de todos os poderes “harmônicos”e não aceita ser contrariado. Se não prende e arrebent

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO