Lobby pró-Centrão

05.04.19

O esforço de Rodrigo Maia e de Paulo Guedes para que Jair Bolsonaro tope uma relação mais amistosa com os partidos do chamado Centrão é só a ponta aparente de uma articulação que, nos bastidores, tem sido apontada como crucial para a aprovação da reforma da Previdência. “Sem o PP não tem reforma”, cravou Rodrigo Maia dias atrás, em conversa reservada. O PP, vale sempre dizer, foi um dos protagonistas do mensalão e do petrolão e, repetindo o script que adotou na era petista, não esconde o desejo de ocupar no atual governo cargos com orçamentos polpudos. Chefões do partido, os deputados Arthur Lira e Aguinaldo Ribeiro colaram em Maia. Acreditam que, por intermédio dele e com a ajuda de Paulo Guedes, Bolsonaro se convencerá de que a aliança é necessária. Nesta quinta-feira, 4, o presidente recebeu dirigentes do PP e de outros partidos. Tentou apaziguar a relação e pediu desculpas pelas “caneladas”. Mas não está claro, ainda, se ele se dobrará aos apelos por cargos. Em tempo: o próprio Bolsonaro foi filiado, durante anos, ao PP.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéPara Maia, o governo precisa abrir espaço para partidos como o PP

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O Nordeste ferrou os Brasileiros elegeu em massa os PeTistas. Agora Vai ter que ter a articulação política ou toma lá dá cá

  2. Se o presidente ceder deve ser assim; primeiro declarar o que foi pedido e o que foi oferecido e para quem e em troca do quê assim não fazem mais. Só ser transparente. Não tem que gravar ou filmar só falar à imprensa a verdade.

  3. O presidente não deve ceder aos pedidos indecentes dos deputados e senadores, e é uma vergonha para o Brasil, ouvir jornalistas conclamando que o presidente termine por negociar com esses parlamentares nojentos e criminosos - são execráveis esses que só pensam em seus interesses privados, deveriam ser banidos da política; e a midia que nao

    1. O presidente já fez o que devia fazer. O POVO SABE DISSO! Agora bola prá frente. Mais e seus "aliados" não deve ser atendido. Só!

    2. Cabe ao presidente Bolsonaro fazer o quê já fez. O Brasil SABE DE TODA ESTA SACANAGEM dos partidos. Bolsonaro não deve ceder aos CANALHAS!

  4. Essa turma do partido dos picaretas era pra estar presa, sao indiciados ou reus, roubaram em todos os governos, querem mais $$$$$$$$, a turma do stf besterinha, nao julga, e muita vaidade intelectual, a serviço da propia vaidade. BASTA. CONSTITUIÇAO E CLARA, ficam em buscar algo, inedito pra chamar os holofotes. sejamos obvios, para sermos brilhantes.

    1. Está na hora do Bolsonaro levar o PP para conversar no forte apache e mostrar para esses deputados como vamos nos defender dos bandidos.

    2. Paulo Craque é o seu nome c/sobrenome . Caraca, escrevo, escrevo e não consigo ser tão consiso. Lúcido sou e politicamente estou fechando o cerco, desde 2.013. Amanhã estarei nas ruas, mentindo pro meu Deus e pra mim mesmo, q tenho esperança e q ñ sou de EXTREMA direita (os 13/19 anos e FHC me impuseram a fecha). A DEMOCRACIA MILITAR em mais um outono virando realidade. Alternativa das nossas famílias

  5. 1. Dar tudo e aplacar a fome da matilha. 2. Aprovar as reformas da previdência, tributária e o pacote di Moro. 3. “Consolidar” o PODER e criar um arquivo na Inteligência do Ministério da Justica. 4. Usar este arquivo para pegar as hienas, uma por uma, até que um grupelho residual se arraste mijando, a suplicar por clemência. Governar abrigando-o, mas a prudente distância e usando-o como um implacável exemplo de sua crueldade a não ser esquecido. Ou... leia O Príncipe de Maquiavel, pô!!!

    1. Perfeito. Foi o mesmo que pensei. Ser a raposa para aproveitar as oportunidades e o leão quando vierem as hienas - Maquiavel

  6. Ou seja, sem corrupção não tem reforma. O PP quer a continuidade dos esquemas, se o Centrão não abre mão dele é pq compartilha do msm objetivo. Por isso que negociar com este pessoal sem dar um basta na corrupção é perda de tempo, só depois que os corruptos estiverem na cadeia é que dá pra ter algum nível de confiabilidade. Qual é a posição deles para indicados que forem pegos roubando? Com certeza não é demitir o sujeito. Eles não vão mudar, tem que prender todo mundo que estiver sujo.

  7. É simples, dá cargo solicitado, obtem os votos necessários para a aprovação das reformas da previdência e segurança e aumenta o controle sobre as verbas de todos os ministérios. Lupa no dinheiro!

    1. Aparentemente interessante, tem que ver na prática. No andar da carruagem, tá quase valendo tudo.

  8. Os brasileiros querem a reforma. E o congresso não está lá para negociar, mas para cumprir e atender os anseios de seus eleitores. Político sem voto perde tudo daquilo que mais preza: PODER. Deputados federais, ouçam, 2022 vem aí, e a limpeza do congresso vai continuar. Querem continuar na política? Então, não despreze a vontade popular. Salvem o Brasil. Aprovem a nova Previdência e o Pacote Anticrime.

  9. O CENTRÃO nada mais é que a zona de baixo meretrício do congresso. Maia é um simples cafetão que quer agradar as suas concubinas.

  10. Vc já fez história Bolsonaro, ao nomear nomes técnicos para todos os ministérios, empresas chaves e Banco Central. Nomear aliados é normal na política. Se for corrupto manda embora e pede o MPF/PF para investigar.

    1. não é simples assim, se eles tem força para manter desempregado 13 milhões de pessoas, vão se assustar com PF/MP?

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO