Reprodução

O sensacionalismo “do bem”
prepara o bote

28.12.18
Leandro Narloch

Sensacionalismo costuma ser coisa da direita. Sua aparência é a dos apresentadores de programas policiais metidos em colarinhos apertados que se esforçam para parecer severos e intolerantes com a bandidagem. Mas há um sensacionalismo de esquerda que ainda não foi bem caracterizado – e que será uma arma politicamente correta em 2019.

É o sensacionalismo “do bem”. Se a versão da direita tenta nos assustar com os crimes urbanos, tomando o ladrão de galinhas como assassino sem escrúpulos, o sensacionalismo verde ou de esquerda tenta nos fazer acreditar que iniciativas honestas de ganhar dinheiro ou de modernizar as leis são atentados de psicopatas contra os trabalhadores ou contra a “mãe natureza” em geral.

Para os sensacionalistas politicamente corretos, reforma da lei trabalhista é “extinção dos direitos dos brasileiros”. Trabalho ruim (mas feito por escolha livre e voluntária) é “situação análoga à escravidão”. Qualquer tentativa de mineração na Amazônia desperta a suspeita de uma trama perversa de grandes empresas prontas para tratorar a floresta.

Contra Temer, a estratégia deu certo. Em setembro de 2017, o presidente extinguiu a Renca (Reserva Nacional de Cobre e seus Associados), entre o Pará e o Amapá. A ideia era liberar a mineração (que precisa seguir normas de sustentabilidade e impacto ambiental) sem mudar o status legal das reservas florestais daquele território. Mas a atitude provocou uma histeria politicamente correta que contou até com a modelo Gisele Bündchen. E Temer acabou voltando atrás.

Em 2019, se fizer o que promete, Jair Bolsonaro dará muitos motivos para bons mocinhos exalarem indignação no Facebook. Quando tentar reformar a Previdência, privatizar, mudar regras ambientais e de mineração, seus opositores apelarão ao sensacionalismo politicamente correto para combatê-lo.

Será o caso do projeto de lei 6.299, apelidado pelos sensacionalistas verdes de “PL do Veneno”, que prevê agilizar a análise de riscos (não é exatamente a aprovação) de defensivos agrícolas. Há hoje pesticidas mais modernos e menos nocivos que os do mercado – mas não podem ser utilizados porque esperam há quase uma década pela aprovação do governo. O projeto deve voltar à pauta do Congresso nos próximos meses – e, mais uma vez, os ambientalistas dirão que “os deputados querem colocar mais agrotóxico no prato dos brasileiros”.

Repare a potência dramática dessa imagem: mais veneno no prato dos brasileiros. Essa nem o Datena teria coragem de sustentar na TV.

Esse sensacionalismo politicamente correto será eficaz contra Bolsonaro como foi contra Temer? A sinalização de virtude no Facebook vai alcançar as ruas, provocando um novo Junho de 2013?

Prefiro acreditar que não. Pelo menos no primeiro ano de mandato, Bolsonaro terá a benevolência dos seguidores e eleitores – benevolência que pode durar mais se a economia desatolar e o dinheiro voltar ao bolso das famílias. E Bolsonaro é um caso curioso: sua força não vem exatamente de suas qualidades, mas de sua capacidade de incomodar a esquerda rica, urbana e de nariz empinado.

O sensacionalismo politicamente correto não deve alcançar as ruas, mas influenciará a opinião pública e as decisões dos ministros do STF. Por isso não convém desdenhá-lo ou deixar de combater suas narrativas.

Leandro Narloch é jornalista. Escreveu, entre outros livros, o Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil.
Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Vc devia imprimir uma dúzia desse texto seu e distribui-lo ao pessoal de Brumadinho hj, quando o Mito (o da "indústria de multas", "fiscalização xiita") sobrevoar o local. Que acha?

  2. ... parte disso, da incompetência e má fé dos poderes públicos em proteger o que deve ser protegido e liberar empreendimentos absurdos. Além da falta de punição. Se o sr. autor desse artigo tivesse lido a respeito do desastre ambiental de Mariana de poucos anos, seria mais comedido ao escrever esse texto. Ps: Crusoé. Também não caia em ideologias da modinha. Escolha melhor seus colunistas.

  3. Texto infeliz. Há que se mordenizar as leis ambientais sim, mas primeiro, efetivar mecanismos de controle e punição por crimes ambientais. Em MG a Vale faz o que quer, manipula dados, emite laudos falsos, pressiona consultores a darem pareceres favoráveis, omite plantas e animais em risco de extinção em relatórios... e o poder público finge que acredita, libera e mais uma montanha desaparece. Entendo que a mineração é atividade importante e necessária, porém a preocupação com o meio ambiente...

  4. Dizer que o sensacionalismo de direita são apresentadores de programas policiais como o Datena? Se foi ironia, não pareceu que fosse.

  5. Dispenso tudo que é supostamente"politicamente correto" e serve apenas para maquiar demagogias, enganar a opinião pública e acobertar condutas inapropriadas. A verdade e o conhecimento técnico devem ser o norte nas decisões.

    1. ufa..... É exatamente essa a nossa GUERRA contra o comunismo globalismo quem tem como FIXAÇÃO LOUCA a destruição da cultura ocidental: família, propriedade, capitalismo, democracia, liberdade... CHEGA de LGBTQ+, zoofilia, incesto, pedofilia... Acabou a palhaçada comunista politicamente correta no Brasil.

  6. Quanto tempo o senhor perdeu para escrever essa idiotice. Quando vcs não tem conhecimento de causa só escrevem asneiras. Parabéns, perdeu grande oportunidade de fica quieto no seu canto e aguardar os acontecume.

    1. Alimentos mais baratos e mais acessíveis nunca foram de interesse do comunismo, pois criam populações mais saudáveis e mais capazes de aprender e de se defender. A Rússia matou milhões de fome na Ucrânia entre 1930 e 1931, e seguem tentando fazer o mesmo em suas ditaduras mundo afora até hoje (vide crise de alimentos atual na Venezuela). Vamos questionar e mudar imediatamente.

    2. Belo texto. Bolsonaro terá que enfrentar a esquerda caviar.

    3. Seria útil, ou ao menos mais civilizado, que o senhor apontasse as "asneiras" que ele escreveu.

  7. De fato, nos dias atuais, discutir o politicamente correto é um tabu. Sinto-me esperançoso quando vejo esse tipo de iniciativa.

  8. Discordo totalmente do talentoso articulista na análise superficial que faz do "PL do Veneno". Porque precisamos de uma nova lei para destravar procedimentos burocráticos? Precisamos é de boa gestão e articulação entre os órgãos governamentais. E quem disse que pesticidas mais modernos não fazem mal à saúde da população? Me desculpe, mas o Sr. está precisando atualizar seus conceitos e parar de opinar de ouvir dizer.

    1. Lembrando que existem no Brasil pesticidas usados nas lavouras de milho e soja que sao proibidos em outros países e que aqui usam dentro da lei.

  9. O politicamente correto, usado rotineiramente com má fé, tem sido motivo de grande atraso ao Brasil. Só pode ser combatido com coragem e com a franqueza necessária. A extrema imprensa, que adora e alimenta este tipo de debate, sucumbe diante da franqueza e seriedade dos argumentos corretos.

  10. Leandro sua análise do politicamente correto é primorosa,e foi o que deturpou o Brasil em todos os níveis com a ajuda desta perversa imprensa da grande mídia.

    1. Concordo inteiramente! Espero que Bolsonaro e os militares saibam responder à altura!

  11. Penso que a expressão “politicamente correto “ deveria ser escrita assim, entre aspas. Correto para quem? Para os corruptos, vendilhoes da pátria, defensores dos interesses internacionais? Será necesario muita contrapropaganda para vencer essa mídia do “politicamente correto”.

    1. Concordo inteiramente, "politicamente correto", que, de correto, não tem nada.

  12. O sensacionalismo do bem prepara o bote sim. Basta ele não ser governo para querer destruir qualquer medida que venha do outro lado, apenas pra dizer que é oposição. Nunca teve bom senso, lógica, o equilíbrio. Na oposição, sempre mostrou não querer verdadeiramente o bem do povo, mas sim, mostrar que somente ele tem a verdade.

    1. É o grupo do "a favor do contra". Não existe fundamento no que defendem. Se a origem não for do lado deles... São contra simplesmente.

  13. Quanta merda Leandro! Conseguiste escrever muito do comum e já conhecido. Precisa ser um artista para escrever muito e dizer nada! Vou recomendá-lo aí instituto Karolinsky da Suécia, recomendando para o prêmio Nobel de química (conseguiu produzir merda!)

  14. O sensacionalismo é sempre prerrogativa da oposição. "Hay gobierno? Soy contra". Então, agora sai a histeria da direita fundamentalista e toma seu lugar a histeria farsante da canhota. Ambas pentelhas.

  15. Leandro ... o sensacionalismo deles ( prefiro chamar de sensacionalismo vermelho , porque este camaleonismo verde é pura ilusão ) já é esperado .. depende de gente como você e os vlogueiros de direita esclarecerem a população para não caírem nesta balela ...

  16. Ótima análise de um tipo de abordagem que se tornou recorrente na mídia contemporânea. Isso me parece especialmente significativo quando se aborda os indígenas que continuam a ser encarados como os " bons selvagens", a despeito de seus rituais infanticidas.

  17. Não é dos colunistas que me agradam. Aliás, seu guia (até interessante) tem "zero referências". Impossível refazer a pesquisa

  18. É preciso, realmente, tomar muito cuidado com um discurso muito bem articulado durante anos de aparelhamento do Estado brasileiro. Eles - os que discursam - possuem fala articulada e se fazem parecer mais inteligentes e éticos que a direita que agora assume o país. Toda cautela ainda é pouca.

  19. Achei o texto ótimo, até porque é isso mesmo que ocorre, e como ele mesmo prevê já estão desdenhando, aqui mesmo, nos comentários.

    1. Redação boba? Sem consistência? Miriam, não a culpo. Leia de novo, devagar, faça pausas, respire fundo...

  20. Excelente matéria. Precisamos estar sempre atentos ao discursinho politicamente correto da esquerdalha festiva, e descontrui-lo, integralmente.

    1. Temos que ficar atentos. Não podemos deixar que o famigerado "politicamente correto" vença a realidade.

  21. Será que vai dar certo a comunicação via WhatsApp? Será que a comunicação vai ser feita por militares, no estilo de comunicação militar? Essa batalha será travada contra um inimigo inescrupuloso e muito experiente!

  22. Acho que o próximo governo, terá que se cercar de excelentes comunicadores para conseguir informar sobre seus projetos, e quebrar a narrativa da esquerda.

  23. Com relação ao índio a Amazônia as terras e a exploração de riquezas tem que ser claro. quais são as ONGs? quem financia? O que fazem é quem lucra? transparência é a palavra chave para transformar o pensamento das pessoas. Tem que parar com essa liberdade excessiva das ONGs e com as propagandas falsas.

  24. Gostei da reportagem e do tema. A luta contra o sensacionalismo é o conhecimento. Quando falam em agrotóxico ou pestecidas tem que.dar nome às drogas mostrar tudo como usam e efeitos em todos os antigos e os novos fazendo o esclarecimento transformar e ser libertador de pré conceitos. Sem conhecimento a propaganda a.midia enganosa os artistas imperam e convencem. Para cada minuto de sensacionalismo tem que gastar 100 com esclarecimentos claros objetivos e convincentes

    1. Exato, Tânia. Verdades e mentiras parciais podem desvirtuar o bom caminho. Transparência e informação completa devem ser o norte das decisões.

  25. Na Amazônia há uma quantidade infinita de ONGs de aluguel servindo a interesses contrários ao Brasil. Pessoas como Dona Gisele e outros conservacionistas de conveniência, bem sentados em suas confortáveis poltronas não conhecem a realidade dos amazônidas nem as práticas, como em Carajás, para utilizar os recursos naturais de forma sustentável em favor do Brasil. Gostaria de ver esses valentes protestando contra a Usina de Três Gargantas, na China. Farsantes, oportunistas, cabeças vazias.

  26. O ativismo ambientalista, entenda-se oportunistas, esquecem que não fosse a aplicação de defensivos agrícolas não teríamos como alimentar a população aos preços praticados atualmente. Talvez esses oportunistas prefiram somente alimentos orgânicos vendidos em butiques/ quitandas que estariam ao alcance exclusivo da esquerda caviar endinheirada

  27. Essa "turma do bem" é pérfida! Agora, é fazer como sempre fizemos. lutar, e sempre desmascarando as artimanhas da esquerda "ungida" através das redes sociais. pq a grande mídia está dominada por esses "enrragés do bem" da foice e o martelo.

  28. Primeiro teremos de desmascarar todos os inimigos dos Brasileiros que hoje estão encastelados nos 3 Poderes e na grande mídia... Ainda bem que estão com lama até os joelhos.

  29. Falou e disse! É exatamente o que eu penso - a esquerda é assim: vai lá puxa seu tapete e te joga no chão e quando vc se levanta e vai cobrar satisfação se faz de vítima, coitado, oprimido. Não aguento isto - me dá nojo! Este discurso do "politicamente correto" precisa ser desmontado sempre que aparecer. Só que agora estamos vigilantes. Eu pesquiso tudo e desconfio de todas as informações. O povo começou a entender que não dá para confiar na imprensa e em tudo que os jornais ou a TV dizem.

  30. Detesto o politicamente correto! Acho os ambientalistas um bando de histéricos chatos e oportunistas. Bolsonaro é um sopro de ar fresco em meio a tanta hipocrisia.

    1. Apoio! Tenho certeza de que vários amigos passarão a ser assinantes.

  31. Tirando o absurdo do "emprego ruim que o próprio empregado escolheu, voluntariamente", como se tivesse outra opção dentre 11 milhões de desempregados, os demais argumentos são razoáveis. Há ainda o caso dos agrotóxicos que, parece-me, o articulista nunca leu em jornais que grande parte dos nossos alimentos, como verduras, legumes e frutas estão com altos níveis de agrotóxicos. Aliás, nem sabe que em alguns municípios evita-se água de torneira dado o agrotóxico trazidos aos rios pelas chuvas.

  32. A esquerda se prepara para destruir toda iniciativa bolsonarista, por melhor que ela seja. Já avisaram aos quatro cantos que vão dar trabalho e atrapalhar o máximo que puderem Devemos manter nosso apoio claro e firme ou eles voltarão ao poder na sequência.

  33. A comunicação do desgoverno Temer sempre foi péssima. Qualquer um conseguia transformar uma reles limonada aguada num "limão transgênico mutante". Tomara que Bolsonaro escale uma equipe que consiga esclarecer a população e tenha firmeza para calar a boca de seus filhos, que têm sido pródigos em dar tiros no pé e falar, pelo menos, uma bobagem por semana.

  34. sei o quanto é difícil combater o ordenamento e aparelhamento dentro das instituições públicas fomentando o poder idealizado pela esquerda caviar, mas o novo governo vai trabalhar para desaparelhar esta nociva impregnação do politicamente correto, para isto estamos vigilantes e vamos defender o que tem de ser feito.

  35. Esse sensacionalismo do contra só prosperará se a comunicação do governo for fraca, como foi a de Temer... As postagens de Bolsonaro não bastarão, nem ele passará a ser o Youtuber de seu governo e ministérios. Terá que ter uma comunicação mista, convencional, misturada às redes sociais, muito bem orquestrada! Afinal, isso é o que a mídia tradicional esquerdizada faz. Trabalham, coordenadamente, pautas e palavras de ordem.

  36. Os politicamente corretos estão por toda parte, muitas vezes nem têm conhecimentos suficientes para o que defendem....é uma espécie de epidemia, principalmente entre a juventude . E a turma da esquerda produz e se aproveita disso. Há muito trabalho a ser feito pra enfrentar esse estado de coisas...Acho que nunca precisamos tanto de jovens lúcidos como Leandro Narloch dentre outros que, felizmente, têm se destacado! Que tenham muito sucesso!

    1. Realmente hoje em dia a ignorância impera em todos os níveis,as pessoas tem preguiça mental a grande maioria repete informações sem se preocupar em ter conhecimento e quando tem silenciam porque não querem ser criticados ,basta ver a casta artística são incapazes de posicionarem quando são precionados ou se calam ou mudam de idéia um bando de adolescentes que querem ser "legais" São papagaios ou piolhos que pulam de cabeça em cabeça

  37. A diferença entre Bolsonaro e Temer é que um é fraco e preocupado em agradar e o outro sabe a que veio. Veio pra fazer mudanças gostem ou não não está preocupado com artistas e a elite de esquerdopatas que são os alarmista e muito menos com a imprensa que já o ro tulou, sendo assim....vai trabalhar e tentar por ordem na casa se o STF e o congresso permitirem já que tem essa gente querendo manter as coisas como estão

  38. Claro, não será fácil, não, Bolsonaro governar, como mostra o articulista. Por isso temos que ficar atentos, vigilantes para o que der e vier, apoiando o governo e até redirecionando-o, se for o caso

  39. Se o Trigueiro, a Mirian Leitão e outros jornalistas da Gobo PeTralha forem contra, mostrarão que o Governo do Bolsonaro e seus ótimos ministros estão no caminho certo. Quanto a nós, solução simples: não assistir os programas da Globo e seus satélites.

    1. Assistir,ouvir e ignorar já que sabemos a posição da emissora e seus repórteres que até hoje reclamam a solução do crime da Mariele enquanto não fazem menção a Adélio que está preso e ninguém sabe quem está pagando os advogados, Celso Daniel e sete testemunhas caíram no esquecimento numa velocidade assustadora na época sendo assim só ter filtro

  40. Concordo plenamente com o articulista. O ano de 2019 será marcado pelo acirrado debate da "imprensa" contra a Imprensa. Estejamos, pois, atentos a ambas as narrativas. Li em algum lugar que o petismo, enquanto ideologia, antecede o Lula e o próprio PT em algumas décadas e, ainda, que sobreviverá à sigla em apreço. Se quisermos que nosso país chegue ao porto seguro do desenvolvimento e prosperidade social devemos estar alertas aos icebergs vermelhos que surgirão em nossa rota.

  41. Essa fachada de vitimização da esquerda é um dogma criado pra esconder sua verdadeira essência manipuladora e assassina ! Eles agem na calada da noite , suspeitos desaparecem , testemunhas aparecem mortas e assassinos pobres, portadores de uma simples arma branca são defendidos por uma equipe de advogados milionários !!

    1. O Novo Governo só precisará mostrar resultados claros e concretos, ou seja, de fácil percepção do povo, em relação às suas principais metas. Feito isso, o "sensacionalismo do bem" cairá como um balão murcho.

  42. Com tantas modificações necessárias, será natural que nós brasileiros não consigamos acompanhar o Presidente em suas decisões. Talvez o caminho seja a intensificação do canal aberto por ele com o seu eleitorado por via das redes sociais ou mesmo pronunciamentos oficiais pela rede de comunicação operante no Brasil.

  43. É, Leandro...enfrento esse discurso "do bem" dentro de casa: meu filho, estudante de Direito em uma Universidade Pública, tem a visão totalmente distorcida dos fatos (crê na inocência do Lula, entre outros absurdos). Para não estragar o ambiente, me abstenho de comentários contrários aos dele.

    1. Triste, ser censurado dentro da própria casa. Prefiro o confronto a me calar quando ouço esses mantras repetidos por lobotomizados que pensam ser inteligentes. O conhecimento é sempre difícil de prevalecer, mas não se pode desistir. Reaja Ricardo! Afinal, a casa ainda é sua. Imponha suas regras.

    2. Esse é o problema amigo!!! Eu não deixo barato não!! A esquerdalha faz isso, o “biquinho” quando é contrariada, exatamente pra nos calar!! Quando fbatem o pézinho, é pq não tem mais argumento!

    3. Ricardo é triste, quando se tem dentro da própria casa, alguém da família,com estas idéias , petistas,e não é falta de inteligência, isto nada mais é do que doutrinação, é o que devemos apoiar para se extinguir das escolas,e não existe debates com pessoas doutrinadas,pois elas só falam, não sabem escutar, muito triste,e por mais que o Brasil ganhe e evolua,nunca estas pessoas irão estar de acordo com as mudanças, abraço e tenha fé estamos no caminho do futuro,e do bem para todos.

  44. Leandro, a esquerda continuará fazendo o que sempre fez. Fazer-se de vítima, transmutando-se no coitadinho pobrezinho do brasileiro pobrinho, que continuará se achando solidário aos que os espoliaram, até quase não restar quase nada no fundo do tacho.

    1. Desde meus tempos de Universidade eles agem dessa forma, veja que estou falando nos anos 60 e 70, sempre canalhas e vagabundos, atazanando a vida de quem quer estudar ou trabalhar, coisas que eles detestam.

  45. Esta esquerda rica, urbana e de nariz empinado, é muito contraditória. Conheço de perto, vários exemplos. Nestes últimos anos, a constatação: em vários estados brasileiros, a classe trabalhadora não tem carteira assinada, o SUS, simplesmente, é este caos completo que conhecemos, para citar dois exemplos.

  46. Temer sempre foi um político algo amorfo, um banana desentortado e entortado conforme sopravam os ventos da política. Bolsonaro é seu oposto. Felizmente!

  47. Estou curioso para ver como serão noticiados fatos como os "acidentes" ocorridos em Mariana e Bacarena no futuro. Espero que não ocorram, embora não acredite que o afrouxamento de normas de segurança e de cuidados com o meio ambiente funcionem na prevenção desses "acidentes". É bom lembrar que a tão criticada Petrobras (a "maldita" estatal) extraiu gas de Urucu durante décadas sem grandes incidentes. Mas em 2000, após os governos desrregulamentadores de FHC, houve o acidente na baía Guanabara.

    1. Confie, Alexandre. Se possível regule um pouco sua ideologia, garoto. Agora é diferente... Temos um governo que veio atender aos anseios do povo. Assim creio!

    2. Exatamente o que aconteceu no governo FHC, desregular e deixar as empresas se autofiscalizarem não deu certo. Espero que os generais sejam mais sensatos e mais pé-no -chão que o capitão e sua prole, mas lamento que no estado maior dele não tenha um militar da Aeronáutica - onde um erro, um descuido de manutenção, um desrespeito a regras e procedimentos podem ser fatais.

    3. Detectado Sensacionalista ativista progressista do politicamente correto do bem...

    4. Se vc desregula mas não fiscaliza, qualquer setor apresenta falhas.

  48. Desde que o governo esclareça muito bem cada ação teremos argumentos pra enfrentar os mentirosos de plantão das redes sociais.

    1. O novo goveeno precisa ter claro que, embora tenha tido grande votação, os reais oponentes (petistas) não passam de 30%. Muitos não foram às urnas, outros tantos votaram nulo ou branco ou eram anti-pt. Politicamente correto ou incorreto, pouco importa. Tem que parar com o blábláblá e de ridicularizar as críticas.

    2. Não adiantará nenhuma explicação. Os oponentes usarão sempre a atitude de coitadização que sempre funcionou no Brasil. A atitude de ´"Porque Deus qué" já não se aplica mais.

Mais notícias
Assine
TOPO