Adriano Machado/Crusoé

Devemos manter o rumo certo

28.12.18
Henrique Meirelles

Há ansiedade natural com relação ao próximo ano. Um novo governo assumirá o comando do país e da economia. É compreensível que seja um momento em que as esperanças de um futuro melhor se misturem com muita curiosidade e, como sempre acontece em situações como essa, haja um certo receio do futuro.

O que de fato os brasileiros podem esperar de 2019? A maior recessão da história do Brasil, que destruiu milhões de empregos e devastou a renda das famílias ficou mesmo para trás? A crise pode voltar? O que é preciso fazer para que o país acelere a criação de postos de trabalho, gere e distribua mais riquezas?

Há muitas variáveis nos cenários interno e externo que precisarão ser enfrentadas adequadamente pelo novo presidente e por sua equipe. Apesar da dúvida, há bons motivos para encerrar 2018 com otimismo.

A crise econômica está superada, apesar de isso não ser ainda percebido por grande parte das pessoas. Gradualmente, no entanto, a população notará que a recessão ficou para trás. Já não são mais que páginas do passado os graves erros de política econômica cometidos durante o governo anterior. Eles levaram a uma queda do PIB de 7,2% em dois anos, mas foram corrigidos.

Foi necessário fazer uma mudança de rumos radical em maio de 2016, quando assumi o Ministério da Fazenda. O fim da recessão dependeu do diagnóstico correto das razões da crise, da formação de uma equipe dos sonhos para gerir a economia, de uma injeção de confiança nos agentes econômicos e, claro, de muito trabalho.

Com apoio do Congresso, adotamos medidas para corrigir o rumo das contas públicas. Instituímos o teto de gastos, a reforma trabalhista e a lei de governança das estatais. Apresentamos o projeto de reforma da Previdência e abrimos caminho para aprovação de um projeto que solucione essa que é a chave do problema fiscal.

Eliminamos as iniciativas da gestão anterior que contrariavam as leis do mercado e procuravam arbitrar a taxa de retorno dos investimentos. Deixamos claro que o governo não mais interferiria em decisões empresariais. O apoio aos investimentos privados foi confirmado com a proposta de privatização da Eletrobras.  Ela pode ser concluída em breve, o que melhorará o desempenho do setor elétrico e deixará de ser um problema fiscal.

Com o suporte do Banco Mundial, fizemos um minucioso levantamento de inciativas que podem ser adotadas para aumentar a produtividade do trabalhador brasileiro. O resultado desse estudo foi sintetizado em quinze propostas de melhoria do ambiente econômico. A maioria delas já está em tramitação no Congresso.

Mantenho contatos frequentes com alguns dos maiores executivos e empresários internacionais. Sei que eles programaram grandes investimentos no Brasil. Os desembolsos foram represados durante o período eleitoral, que, naturalmente, aumenta as incertezas sobre o futuro da economia. Passado esse período, em outubro os investimentos diretos no país superaram 10 bilhões de dólares, melhor resultado em sete anos e muito superior a qualquer previsão do mercado e mesmo do Banco Central.

A economia está crescendo há dois anos. O PIB subiu em 2017, um pouco mais em 2018 e acelerou o ritmo passada a incerteza eleitoral. O Brasil tem tudo para fechar 2019 com o PIB aumentando 3% ou mais. Se isso se confirmar, serão criados 2 milhões de novos postos de trabalho. Ainda não é o suficiente para recuperar todos os empregos destruídos durante a recessão provocada pelo governo anterior, mas estamos na direção certa.

Em economia existem apenas o que a experiência mostra que costuma dar certo e o que certamente dá errado. A boa notícia é que a equipe que assumirá a economia em janeiro sinaliza estar no rumo certo. As indicações são de que manterá as apostas na reforma da Previdência, na redução do tamanho do estado, na abertura da economia, na desestatização, na reforma tributária e no aumento de produtividade do trabalho.

Tem gente competente para adotar as medidas corretas. Com foco e perseverança, é possível dizer que 2019 pode terminar com mais crescimento, emprego e renda.

Henrique Meirelles é ex-presidente do Banco Central, ex-ministro da Fazenda e ex-candidato a presidente da República.
Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Reavivando a memória dos patrícios (para os que a possuem, ainda): esse senhor, quando presidente do BC, no governo do criminoso condenado (hospedado numa delegacia da PF) lula, foi alçado ao cargo de ministro de Estado (tem-se que revogar isso), para não ser indiciado como cidadão comum, quando descobriu-se que ele remetia dinheiro para fora do país sem declara-lo à Receita Federal. Uma salva de palmas para o rapaz...

  2. Extremamente superficial para um Meirelles. Ou ainda acredita que os leitores brasileiros se satisfazem com migalhas de informação?

  3. Acredito se na nossa capacidade de recuperação, e não só da economia com também dos nossos princípios morais e familiares. E Recuperaremos nossa dignidade e patriotismo que foram destruídos nos últimos 32 anos de esquerdismo .

  4. Acho bonitinho essas falas destes crápula. Parece o assunto de 20 sócios de empresas. 15 trabalham igual a fdp..ganham mal pensando na empresa. Os outros 5 só gastando e vivendo na boa vida. Só vive de fazer reunião e discurso. Depois a culpa é dos outros 15.

  5. A verdade é que o Brasil encontra-se numa espiral de degradação moral e educacional. A desindustrialização e a incapacidade de acompanhar as novas tecnologias por um povo imbecilizado nos conduz à barbárie...

  6. Agradeço pelo voto de esperança. Quando diz que irão no rumo certo, não resta dúvida! o Sr conhece, então sabe o que está falando.

  7. Realmente temos que nos entusiasmar com as perspetivas do próximo governo. Damos boas-vindas ao cenário futuro. Deixemos o nivelamento rasteiro e pensemos grande. Esperança é o que não falta.

  8. Muita gente demoniza os economistas, como se eles devessem agir franciscanamente.......responsabilidade vai além de mera bondade autruísta........vamos reconhecer, o Meirelles é um estadista !!!!

    1. Estou de acordo! A análise dele foi muito bem feita e ainda diz que estamos no caminho certo!

  9. O conhecimento e experiência fez toda a diferença. As vezes acho que como vivenciou os erros saberia o que fazer para corrigir. Obrigado por ter mudado de lado a tempo. Que em São Paulo faça uma boa gestão por aqui estávamos meio sem escolha.

  10. Atitudes e decisões técnicas corretas mas sempre ao lado das pessoas erradas (PT, MDB). Filosófico... difícil ter uma opinião formada

  11. Sr Henrique Meirelles, o Sr foi um dos grandes responsáveis pela estabilidade da nossa economia atual e com certeza seu nome ficará na história, o Sr agora parece que vai estar ao lado do Doria no meu Estado, desejo boa sorte e que continue fazendo essa diferença e apesar de não votado no Sr por achar que não seria o seu melhor momento, mas te admiro muito.

  12. Temer pode ser o cara mais suspeito do mundo no quesito honestidade, mas, se ele tivesse abandonado o barco no pós Joesley-Day, Lula estaria eleito hoje. Por ter escolhido gente no naipe de Meirelles na equipe, deveria ter mais reconhecimento, justiça seja feita.

    1. O Meirelles é suporte para qualquer governo. Experiente, competente e honesto. O que mais pode se exigir de um grande economista. Sem ele estaríamos liquidados no governo Temer. O sabido do Doria aproveitou logo. Ele tem de continuar na ativa é unanimidade nacional apesar de ter servido a governos do PT e MDB, que se fizeram algo foi em suas costas bastante largas para suportar tanta ignorância.

    2. Você tem toda a razão. É preciso reconhecer o que fez de bom.

  13. Parabéns Ministro. Manteve profissionalismo e bravura para lidar com as dificuldades. Não deve ter sido fácil com os políticos ao seu lado. Espero uma gestão mais eficiente em SP que diminuam a dívidas e que venham mais investimentos p/as obras paradas em SP. Eu confiou mais nos empresários do que nos políticos. Eu gostaria que o presidente mudasse de partido e de amizades políticas. Se não fosse desse partido teriam chamado mais o Meirelles é temor de quem pode vir junto com o ministro.

  14. Se não fosse o Temer devendo a alma para o diabo, Meirelles poderia ter arrumado melhor a casa para JB. Creio que ele fez o que deixaram ele fazer.

    1. Eu não diria “apesar de Temer”, mas por causa dele. Há de se reconhecer que foi sob o comando de Temer que o país reassumiu alguma razoabilidade econômica. Uma agenda econômica correta não o exime dos casos de corrupção dos quais é acusado. São coisas distintas.

  15. Afora sua mensagem de otimismo para com o governo que inicia, foi um festival de platitudes economicistas e auto elogios. Economia é "feijão com arroz"? Só se for para manter tudo como dantes, e isso significa, fundamentalmente, má distribuição da riqueza gerada pelo trabalho que, até hoje, fundamentalmente, significa mão-de-obra braçal mal remunerada e parasitada pelo Estado-patrão e pelo empresário-patrão, este com raras, malvistas e maltratadas exceções. Totalmente dispensável.

    1. E o PT conseguiu fazer a melhor distribuição sem quebrar as finanças, ein?

    1. Traidor de quem? Do Forum de São Paulo? Se for isso, merece uma estátua na praça central de todo o município brasileiro.

  16. Meirelles tem suas virtudes. entretanto, como Bolsonaro disse no debate. Problema ele estar no MDB, o partido mais fisiológico da política. o maior partido do toma lá dá cá. Não duvido da competência dele.

  17. Eu sei que as Ciências Econômicas são uma matéria difícil. Mas li em Ludwig Von Mises que o mundo está cheio de experiências empíricas que deram certo. Devemos tomar conhecimento delas é aplicá-las, na medida do possível, em nosso país.

  18. Parabéns. Min. Meireles merece todo nosso reconhecimento e aplauso. Grande aquisição pela Crusoé. Meireles foi grande Ministro e companheiro do Presidente Temer nos momentos mais difíceis. Temer tem seus defeitos mas não mudou o rumo e avalizou todas as decisões do Meireles, merece nosso respeito. Meireles deveria ser Presidente.

  19. Não fosse o governo ao qual serviu fraquíssimo, por estar enrolado em denúncias de corrupção por todos os lados, Meirelles talvez tivesse conseguido operar a recuperação vigorosa que só existiu nos seus sonhos (os mesmos que embalaram sua ridícula campanha à presidência).

  20. Quer dizer Crusoé, que vocês resolveram chamar o Meirelles? Muito bom, esse homem: ajudou o país. Só não votei nele porque estava decididi'ssima a votar no Bolsonaro.

  21. Parabéns ao Ministro pelo seu trabalho à frente da reconstrução do país pós nova matriz económica! Foi um trabalho ingrato, reconhecido por poucos e que os resultados mais palpáveis ainda vamos sentir nos próximos anos.

  22. Temos que ter esperança. Mas será que haverá força e vontade política para, pelo menos, reduzir o corporativismo (seja na PF, na Receita Federal, no Judiciário e nas Polícias Estaduais)? Dependemos de instituições fortes, além das Forças Armadas...

  23. Se uma marciano aparecesse por aqui em Set náo teria duvidas que o cara mais capacitado para assumir a presidencia da republica era o Meirelles......mas como nessa eleiçáo ninguém conseguir conversar sobe nada exceto kit gay, ideologia de genero, ameaca comunista e outras imbecilidades que nada váo impactar, vamos de BOZO, torcendo para que o vendedor de carros, e esquecido (nome do medico e hospital) do Queiroz assuma a bronca e náo coloque tudo sob suspeita

    1. Nao sou petista e me dou o direito de náo ser fundamentalista cego......muito odio nos comentários, vaos torcer para o capitao náo fazer besteira,,,e segurar os pimpolhos

    2. Fica calado trouxa. Meliante petista só sabe lê a cartilha comunista. Por que não se preocupa com os 49 milhões do seu deputado babaca?

    3. Seu merda respeita a vontade da maioria o verdadeirostinho Bolsonaro está preso babaca.

    4. Os fundamentalistas de plantáo tem como caracteristicas principais a cegueira e por consequencia a ignoriancia, o odio e falta de educacoa em momentos extremos O Queiroz apareceu, nao sabe o nome do médico e também do hospital

  24. Poucos são os que tem coragem de aplaudir o governo Temer, mas temos que ver q ele mudou o rumo do naufrágio que se mostrava iminente no (des)governo petista.

    1. Temer, náo, foi a sociedade que mudou o rumo da Venezuelacáo, Meirelles, pegou carona no surf das commodities do governo Lula e até o Hussein Obama, ficou embevecido...com que mesmo, hein?? agora o Illan, faz a Selic num patamar "lindcho" e queimou reservas (ainda das commodities) e náo adiantou nada. Bolsonaro cuidado com os bajuladores de ocasiáo.

    2. Concordo. O Temer evitou que nos tornassemos uma grande Venezuela.

    3. Concordo com vc. Temer evitou um naufrágio do barco chamado Brasil. Infelizmente, terá que responder na justiça sobre atos seus considerados condenáveis.

  25. É inadmissível não existir entre tantos deputados, que enchem seus bolsos e dos seus cúmplices de dinheiro. Um que coloque em votação um projeto de lei em que cada empresa desse país, transfira um percentual de todos ou de alguns impostos que recolhe, para seus funcionários, livre de (impostos). Com 20% ou 10% de todos os impostos que paguei em 2017. Quase dobraria os salários dos meus funcionários. Com certeza o volume de dinheiro que seria injetado na econômica triplicaria a arrecadação.

    1. Se com 100% dos impostos o déficit público é de 140 bilhões, imagine tirando esses impostos! Antes de baixar impostos precisa enxugar o Estado! Não vai ser fácil enfrentar essa guerra!

  26. Muito bom, que assim seja. Meirelles será sempre um conselheiro experiente que espero que seja ouvido e considerado no novo governo.

  27. O Brasil muito deve ao Temer que só não fez mais por culpa da mídia petralha irresponsável. Se o Brasileiro , de fato, tiver juízo, PT nunca mais!

    1. O brasileiro honesto ainda reconhecerá o Governo Temer como o salvador do pais diante do precipício que a guerrilheira ia lhe jogar.

    2. Meu irmão, esse temer-vampirão não passa de um corrupto safado, que não teve peito para acabar com a fraude do "mais médicos", só vindo a tomar uma decisão depois das denúncias de Bolsonaro e ainda deixou um um deficit nas contas públicas, para o novo governo, de mais de 140 bilhões de reais, vc tá de brincadeira, imãozinho! Cadeia nesse pilantra!

  28. Essa foto de capa, com Henrique Meirelles, seria caso de demissão do editor, não fosse ele também dono desta revista. Está certo que HM é um dos economistas mais influentes, mas, tirando isso, sua insignificância é manifesta. Basta ver a quantidade de votos que ele teve, sobretudo se considerado o enorme gasto de sua campanha. Eu preferiria a Ana Paula Henkel. Tem mais simpatia, é linda e não conta com índices de rejeição da sociedade. E ainda seria um bálsamo aos nossos olhos.

    1. Como eleitor goiano, sei dizer que HM, quando se elegeu como deputado federal mais votado do meus estado (sem pisar aqui, sem campanha, sem presença em comício), comprou apoio e votos descaradamente. Isso não tira seus méritos como ministro: os números da economia falam por si. No mais, respeito opiniões opostas. Acredito que ninguém deixa comentários aqui com intenção de subverter e enganar outros leitores; mesmo quem fala bobagem merece respeito. Triste ver pessoas instruídas se ofendendo.

    2. Parabéns Windor! Muito em colocado! A capa com o Meirelles tem tudo a ver com a participação dele no Manhattan Conection, onde todos, inclusive o Mainardi, só levantavam a bola para o Meirelles corar e ele jogava na rede. Certamente esta capa foi comprada.

    3. Pode ser. Mas o que está a se dizer, em outras palavras, é que a escolha da foto de HM para a capa da revista, pareceu-me muito infeliz, na medida em que o povo não reconhece nele essa importância que a revista lhe concedeu, com esse destaque para representar os demais no ano de 2018 e para o futuro de 2019 (aliás, as urnas disseram isso com clareza solar!). Nesse sentido, que é o meu comentário, com o qual se pode ou não concordar, sem precisar se expressar pelo intestino.

    1. Você está absolutamente certo. O difícil vai ser enxugar a máquina aparelhada de vagabundos corruptos petralhas. Corja!

  29. Estamos retomando o rumo da responsabilidade fiscal da competência da gestão pública e com perspectiva de investimento privado tenho certeza que em pouco tempo sairemos da inércia rumo ao crescimento econômico e bem estar social .

  30. Como pode alguem investir cegamente 20 milhoes de reais de seu proprio bolso numa campanha eleitoral onde so possuia 1% de intençâo de voto e ainda querer argumentar assuntos relacionados a economia.

    1. A política também é uma loteria. Ele jogou e perdeu. Mas podia ter ganhado.

    2. É rico. Homem de sucesso. O que faz com a própria grana é decisão somente dele. Eu e muitos brasileiros só Só não votamos nele pq era candidato do PMDB.

    3. Um economista competente. Assumiu quando o país estava escorregando pra dentro do abismo e consegui segurar, apesar de toda s oposição mal intencionada, no meio de uma lama de corrupção e de um cenário adverso para o país no exterior. Tem minha admiração.

Mais notícias
Assine
TOPO