A delação do operador

07.09.18

Celso de Mello tem postergado a homologação do acordo de delação premiada de Marcos Valério, o operador do mensalão do PT e do mensalão mineiro. A quem pergunta, o ministro do Supremo dá a entender que ainda não teve tempo para se debruçar sobre o tema após a volta do recesso. A delação de Valério traz novos embaraços para petistas e tucanos destacados. Lula está entre eles.

CrusoéCrusoéMarcos Valério decidiu contar, anos depois, o resto dos seus segredos

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Celso de Mello na época por 2h fez meu ouvido de pinico para inocentar por crime de quadrilha os Petralhas. Agora se esconde. Esperando ordens. Continuemos a cobrar, denunciar e exigir um STF honesto.

    1. E que venha com muita saúde para limpar essa sujeira toda !

    2. Vai começar a melhorar ano que vem, irão sair Celso de Mello e o outro Mello. Bolsonaro vem aí !

  2. O que precisamos mesmo e de um IRA, ou ETA pra limpar essa merda chamada Brasil. Mandar pelos ares não só esses bandidos como toda a raça deles.

  3. A origem do problema, a meu ver, nasce da aberração do foro com prerrogativas de direitos nos moldes tupiniquim. Nossa Corte Maior transformada em 1ª instância. Gosto da opinião, neste ponto, do ministro Barroso quando defende uma estância específica para julgamentos de autoridades com foro. No caso em tela, não caberiam desculpas/justificativas para a letargia na prestação jurisdicional. Lembro-me que em 2014 a lava-jato se arrastou para não contaminar as eleições. Pode ser que este seja o caso

  4. Nosso STF precisa de uma injeção de penicilina, ou melhor, precisa ir para o divã, uma hora decide uma coisa, outra hora decide outra, isso quando seus membros individualmente rasgão a constituição e ou passam por cima de decisões da maioria. Devemos acreditar?, ter confiança?.

  5. Relatividade: 1 minuto, 1 ano ou nunca podem ser muito ou pouco, a depender do teor da denúncia ou da identidade do denunciado…

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO