Adriano Machado/CrusoéO plenário do TSE no julgamento do registro da candidatura de Lula: prevaleceu o bom senso

O fim da farsa

Por 6 votos a 1, o TSE acaba com o teatro do absurdo do PT, que sustentava a candidatura de Lula ao Planalto apesar de ele estar preso por corrupção e lavagem de dinheiro e, portanto, inelegível pela Lei da Ficha Limpa
01.09.18
Mais notícias
Assine
TOPO