Reprodução

A corrupção seguirá no poder

01.01.21
Abel Gomes

O ano de 2020 chegou ao fim. Ele encerra a década deixando um sabor amargo, e ficará marcado pela tristeza, pelo desalento, pela perplexidade e pela incerteza. Mal tinha iniciado o ano e as notícias que começaram a se espalhar eram as de que estávamos na iminência de nos defrontarmos com um vírus desconhecido em sua potencialidade de expansão, seu poder de lesividade e letalidade, assim como sua resistência a tratamentos disponíveis no estado da técnica.

O novo coronavírus, como passou a ser conhecido popularmente, foi percebido em seus efeitos no país logo no mês de fevereiro, mas se expandiu fazendo vítimas nos meses seguintes em quantidade, muitas até mesmo letais. As autoridades puseram-se a adotar uma série de medidas para enfrentar o problema, e logo começaram a buscar a contratação de serviços e a compra de bens. No entanto, para completar o cenário já sombrio que se delineava, investigações policiais depararam em diversos estados da federação com irregularidades e até fraudes nas compras de materiais e montagens de estruturas de atendimento às vítimas da pandemia.

Ainda nem bem terminaram em todas as instâncias os julgamentos dos vários processos instaurados para apuração de crimes praticados em licitações e contratos administrativos, que foram sendo desvendados nas diversas operações que constituíram o grande feixe que se convencionou chamar Operação Lava Jato, e uma série de novos fatos semelhantes passaram a ser noticiados na imprensa, com base em apurações oficiais que iam acontecendo.

A corrupção no serviço público, ligada ao seu foco mais marcante e lesivo, que é o dos contratos administrativos, parece ter se tornado uma praga da qual não temos condições de nos livrar no país. Quase todos os estudos realizados em torno do tema têm deixado assentado que a corrupção é um fenômeno inerente à sociedade, que em toda parte e em todos os tempos sempre existiu. Afeta países desenvolvidos, em desenvolvimento e subdesenvolvidos. Foi detectada em todos os continentes, em regimes capitalistas, socialistas e comunistas. Ela é apartidária. É um fenômeno que não se extirpa por completo, é bem verdade, porque inerente ao homem e a suas relações. Mas pode ser controlado e reduzido.

No Brasil, especificamente, na primeira década deste século foram adotadas importantes e expressivas iniciativas para a construção de mecanismos de prevenção, transparência, controle e accountability. A institucionalização da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro, a Enccla, de iniciativa do Ministério da Justiça, em 2003, como um fórum capaz de congregar diversas instituições públicas em torno de várias metas para o combate à corrupção e à lavagem de dinheiro – e que foi, a meu ver, a mais expressiva delas – esteve no centro de outras tantas medidas igualmente essenciais ao avanço da nação na construção de uma administração pública moderna, proba e eficiente.

Iniciado o novo milênio, ficamos convencidos no país de que a década de 1990 revelara um expressivo crescimento impactante do crime organizado transnacional, de sua interligação com os poderes públicos por meio da corrupção e com o sistema financeiro por meio da lavagem de dinheiro. Juntamente com a Enccla, criou-se a Controladoria Geral da União, intensificou-se a Cooperação Jurídica Internacional e instrumentalizou-se no Ministério da Justiça um forte Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional. O Brasil liderou o Grupo de Ação Financeira para a América do Sul, o Gafi-SUD e, finalmente, no âmbito do Poder Judiciário, o Superior Tribunal de Justiça viabilizou, como nunca antes visto, a efetivação dos auxílios internacionais em matéria penal. Além disso, o Conselho da Justiça Federal especializou varas com competência específica em lavagem de dinheiro e para o julgamento de crimes praticados por organizações criminosas. A ideia se expandiu para alguns estados e os Ministérios Públicos em geral criaram seus núcleos especializados na atuação nessas três formas de criminalidade, o que também fizeram algumas polícias.

No âmbito legislativo, a nossa malha de leis e regulamentos contou com importantes instrumentos normativos que, aliás, já vinham sendo editados na década de 199 — como a primeira lei de combate às organizações criminosas, a de proteção a réus arrependidos e testemunhas, a lei complementar 105, com uma disciplina mais moderna no que concerne ao dogma do sigilo bancário, a lei de lavagem de dinheiro e, depois, a que a alterou, para torná-la de terceira geração, tendo como crime antecedente qualquer infração penal capaz de permitir lucros importantes a seus autores, dentre outras. O Brasil subscreveu tratados e convenções internacionais contra o crime organizado e a corrupção, e adotou visivelmente uma postura republicana em relação à direção de vários órgãos internos voltados à persecução de ilícitos penais, como a Polícia Federal, encarando-os como órgãos de estado, e não de governantes.

Nas duas últimas décadas os resultados começaram a aparecer. Curiosamente a enciclopédia livre Wikipédia registra, com início em 2003, mesmo ano em que foi instituída a primeira Enccla, centenas de operações realizadas no Brasil até este ano de 2020, a grande maioria delas para apuração de crime organizado, corrupção e lavagem de dinheiro, exatamente o trio de crimes que chamou a atenção dos organismos e comunidades internacionais na década de 1990.

Lava Jato, portanto, acabou se tornando o título de algo muito maior do que o esquema de corrupção empregado através dos contratos celebrados entre a Petrobras e as empreiteiras, para incluir todo o grande manancial de contratos eivados de corrupção e desvio de dinheiro público pelo país afora. Veja-se que no Rio de Janeiro, por exemplo, com algumas ligações com o que se apurava no Paraná, as autoridades federais de persecução penal logo detectaram um enorme esquema de corrupção em diversas instituições do estado, e que teve origem mais direta nas Operações Saqueador e Calicute, envolvendo contratos do governo em diversas secretarias, e que se desdobraram a ponto de atingir o Tribunal de Contas e a Assembleia Legislativa. Hoje, os fatos objeto das operações mencionadas e os que se seguiram são alvo não só de diversas colaborações premiadas, como de confissão por vários dos principais autores aos quais foram imputados, dentre eles o próprio ex-governador Sérgio Cabral Filho.

Esse conjunto de coisas atingiu estruturas de poder econômico e político onde jamais as instituições oficiais conseguiram chegar na história do país. A consistência com a qual isto se deu está no bojo dos processos, muitos deles julgados já por mais de duas instâncias, em milhares de folhas, depoimentos, documentos, entrega espontânea de valores etc., que podem ser acessadas eletronicamente e comporão o acervo de consulta pública para os cidadãos que se interessarem, estudos acadêmicos, livros de romance ou de cunho jornalístico, filmes de cinema e séries de TV, como aliás já aconteceu.

Em época de acirradas contendas ideológicas (às vezes mais oportunistas que ideológicas) e de “verdades” construídas casuisticamente ao bel-prazer e interesses de quem nelas quer acreditar ou fazer acreditar, as versões disso tudo serão as mais diversas, as conclusões tiradas se multiplicarão, mas tudo estará lá. É questão de consultar. Talvez para grande parte da população isto não tenha grande interesse, o que explica há anos a persistência de práticas e pessoas envolvidas em corrupção no cenário político nacional e com o aval do povo. Coisa que, infelizmente, também pode ser fruto de uma incapacidade de encontrar alternativas, já agora decorrente da “banalização do mal” da corrupção em nossa sociedade, e de cinismos individuais quanto à sua inexorabilidade na cultura brasileira, apto a justificar: “as coisas são assim”, “todos agem assim” e “se tudo e todos fazem assim, não importa que mais alguns também o façam”.

Com isso, muitos dos instrumentos que possibilitaram esse descortinar mais profundo e alto da corrupção começam a ser objeto de desconstrução. Muitos intelectuais ajudam nessa desconstrução, seja por puro fisiologismo, seja por má-fé ou identificação com o malfeito, mas é difícil acreditar que por concepção epistemológico-cognitiva, ingenuidade ou crença pura ideológica. Alterações legislativas já foram desfiguradas entre o seu projeto originário e a criação a que deu vida o processo legislativo nas duas casas, como ocorreu com o projeto anticrime proposto pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro. Outras tantas estão em vias de ocorrer, como a anunciada alteração da lei de lavagem de dinheiro, com forte tendência a regredir para uma legislação de segunda, ou até de primeira geração – para os que não sabem, fazendo regredir o rol de crimes antecedentes à lavagem de dinheiro para um número mais limitado deles, quiçá apenas para o bom e velho tráfico de drogas.

A instrumentalização sutil e disfarçada das instituições republicanas do estado democrático de direito é o pior dos despotismos. Não se percebe, ou se julga que o que é feito é legítimo. Com isso, muitas questões cujos fundamentos são mesmo de cunho moral, como a corrupção, acabam por ser manipuladas política e juridicamente para promover meras alternâncias de pessoas no poder, já que o caráter arbitrário desse poder prossegue sendo o mesmo: a imposição deteriorada de interesses pessoais e setoriais, mas sempre de alguns, nunca do interesse público. A corrupção continua no poder!

É assim que 2020 fecha essa segunda década do milênio. Se o cenário é desolador neste fim de década, como não me parece que haja dúvidas que seja, ao menos 2021 abre uma nova. E se isso não alenta muito, dada a sua proximidade com o marco que encerra a anterior, pelo menos prospecta mais um período de esperança e renovação de projetos para a nação, cujo sucesso dependerá da nossa capacidade de aprender com os equívocos do passado.

Abel Fernandes Gomes, mestre em Direito, é desembargador federal no TRF da 2ª Região e relator dos casos da Operação Lava Jato que tramitam na corte.
Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Será muito difícil acabar com corrupção, pois a mentalidade que se criou no "tirar vantagem é muito forte. Só uma Educação a sério e por gente competente, em que o cidadão é levado a respeitar os deveres de cidadania, poderá afastar o "tirar vantagem" da mente de cada um. Não há religião que modifique a mente humana, a não ser a educação cívica desde os princípios de vida. Desculpem-me pelo atrevimento do pensamento .

  2. O Brasil está acorrentado por políticos corruptos, bandidos de toga, empresários coniventes, OAB e grandes bancas de advocacia sustentados por essa escumalha social, que sobrevive nababescamente sustentados pelos grandes desvios e golpes por eles aplicados.

  3. Ótima resenha. Todavia, considerando a sanha contra os instrumentos de controle, fiscalização e combate ao crime organizado tão bem relacionados neste artigo, orquestrado pelos nossos simpáticos parlamentares, eminentes “juristas” e diferentes organismos de governo, dificilmente alcançaremos as condições essenciais à construção de uma nação proba, moderna e eficiente.

  4. Nunca pensei que diria isso.........................mas já estou com saudades dos generais fodões! O Geisel tinha razão: : “Se é vontade do povo brasileiro eu promoverei a Abertura Política no Brasil, mas chegará um tempo que o povo sentirá saudade da Ditadura Militar, pois muito desses que lideram o fim da ditadura não estão visando o bem do povo, mas sim seus próprios interesses”.

  5. Embora eu não tenha o vocabulário jurídico adequado para comentar ou contrapor qualquer ideia, o artigo deixou claro e de maneira perfeita a escalada da luta contra a corrupção neste país. Infelizmente, voltamos à estaca zero. Mas não devemos desistir. Cada qual no seu canto, mesmo que de forma tímida, pode ainda continuar na luta.

  6. “A banalização do mal”, aqui está a essência, ainda bem que a Justiça tem homens de honra como o desembargador Abel F Gomes, cujo caráter pude conhecer quando no exercício profissional no DPF.

  7. Corrupção pode até ser , infelizmente é endêmica . Porém não estou presenciando petista e nem tucano a vista no governo central em Brasília . Se estes fossem avistados a quantidade de corrupção inflacionava com certeza.

    1. O bozo virou vassalo dos tucanos e dos petistas. É só ver como o bozo pediu bênção ao Gilmar para poder indicar o Kassio para o STF (provavelmente seria uma indicação do beiçola, mas parece q acabou sendo um da turminha do Toffoli). É só indicação petista para cargos relacionados a justiça. Mas o alexandre acha q o bozo é quem manda...rs.

  8. Não tenho nenhuma esperança...o povo abraçou os corruptos...aceita tudo...desde que seja do seu político favorito...como se fosse torcedores de futebol...aplaudem gol com a mão.

  9. Caro Abel, concordo com boa parte do seu artigo. Contudo, por gosto pessoal, seria mais definitivo e escolheria apenas uma "motivação" para explicar o desserviço de parte dos intelectuais brasileiros na desconstrução dos mecanismos citados no artigo. Ingenuidade, jamais. Infelizmente, o componente é cultural: a grande queda desses intelectuais pelo mal feito. Nada mais

  10. Esperamos q em 21 a Crusoé não se entusiasme demais fazendo "oposição" a Bolsonaro pq isso pode se constituir em um apoio indireto (a tal "correlação de forças") a Maia e à corrupção histórica incrustada nas estruturas da polititica nacional e num apoio direto ao aparelhamento e manipulação cínica e ostensiva da ética e do direito pelos milicianos e mafiosos do $TF.

    1. Tem que falar do presidente mentiroso sim! Tem que insistir em reportagens q tratem dos malfeitos desse pulha que enganou mais de 50 milhões de eleitores! O cara é mais vermelho que o poste do lula q brigou com ele em 2018!

    2. O bozo é oposição constante a ele mesmo. É só tiro no pé todo santo dia. Mas a revista tem como tema e ideia tratar de politica, como fazernisso sem falar do bozo? Querer que a Crusoé fale bem do bozo é pedir para ele fazer reportagem fake igual os blogueiros mequetrefes q militam em favor do genocida.

  11. Muito boa e ilustrativa a análise feita pelo desembargador Abel Fernandes Gomes pelos rumos da corrupção até os nossos dias . É matéria para se guardar para consultas .

  12. Texto brilhante do Desembargador Abel Fernandes Gomes. Acredito que o ministro Kassio Marques deva estar sentido uma imensa vontade de plagiar essa matéria, caso a tenha lido. V. Ex.a, assim como outros expoentes na luta contra corrupção, como o Senador Alessandro Vieira, Sérgio Mouro, as equipes da Crusoé e O Antagonista, e poucos outros, são esperanças para um Brasil melhor. A corrupção está impregnada na alma das elites brasileiras. Esse câncer precisa ser extirpado pelo bem do Brasil!

    1. Se espera extirpar a corrupção, ou defenestrar TODOS esses políticos podres com o voto................esqueça. Só a força, muita força! Entendeu?

  13. Nosso problema concentra-se em Tribunais Superiores infestados de corruptos, geralmente escolhidos pelos corruptos dos executivos. Aliados a grandes bancas criminalistas, especializados em maracutaias e muitos deles, lavadores de dinheiro do crime. Se os ladrões não tivessem certeza da impunidade, a corrupção seria muito menor....

    1. O problema se concentra no congresso e no executivo. O judiciário é só a consequência da péssima safra de políticos q insistimos em eleger. Fazer o que, sem uma verdadeira reforma politica nada mudará. A esperança, infelizmente, está em elegermos um candidato realmente comprometido com as leis e com o povo. Aí, com o apoio do povo, investir numa reforma politica via plebiscito. O Bozo tinha tudo para fazer isso, mas se mostrou mais barbudo e vermelho que o poste do Lula.

  14. A segunda oração do artigo e descobre-se que não sabe contar décadas... Fica difícil lê-lo além do primeiro parágrafo se a incapacidade de comunicação e expressão básicas mostram-se falhas ab initio e questionam a compreeensão de fenômenos mais complexos. E, claro, falha na revisão textual.

  15. O Judiciário tem grande parcela de culpa nesta desconstrução, principalmente quando manda para prisão domiciliar corruptos do nível de Crivella e outros tantos.. Leis temos demais, mas a interpretação das leis sempre favorecendo os poderosos, favorecendo a impunidade, é que não nos deixa progredir.. A impunidade é nosso maior mal.

    1. Sandra você mencionou o Crivela que nem é condenado mas se esquece de mencionar o Lula condenado em três instâncias

  16. Apoio a Operação Lava Jato e repudio os corruptos, os corruptores, os 'Garantistas da Corrupção Impune' e seus bajuladores.

  17. O combate a corrupção mostrou a cara dos verdadeiros ladrões. Se eles acham que vai ser fácil voltar a roubalheira de antes estão enganados. Esses ministros do supremo e o PGR defensores de corruptos, estão esticando muito a corda. Vai acabar acontecendo uma tragédia. Eles deram sorte com essa pandemia. Mas uma hora vai acabar e o povo vai protestar contra todas as canalhices que estão sendo feitas. Bolsonaro não chega nem ao 2 turno.

    1. Marcelo, que papo sem pe nem cabeça. O trabalho do Moro como consultor é para ajudar a empresa na criação de boas praticas para se evitar corrupção. Deixa de ser um bovino bitolado q só vomita o cocô q sai da boca do papai bozo.

    2. Infelizmente o combate à corrupção acabou. Ainda mais depois que Sérgio Moro virou sócio da empresa de consultoria americana Alvarez e Marsal, na área de Disputas e Investigações, empresa que tem como clientes empreiteiras da Operação Lava-jato, a qual Moro julgou denúncias contra as empresas e diretores. Decepção total.

    3. Nossa esperança SERGIO MORO EM 2022 E VIDA LONGA PARA A LAVA-JATO

    4. Concordo, mas vc esqueceu do PT e do palhaço Luladrao? Toda a corja!!!

  18. Devemos este estado de coisas ao maior estelionatário eleitoral de todos os tempos o Jair Bolsonaro este sim um traidor da causa, ao ler hoje os comentários do Miguel Reale sobre o golpe que se desenha em 2022, entendemos o desespero dele quanto a derrota de Trump. Que grande nação reconheceria um governo ilegítimo, apenas o canalha do Trump!

    1. RUBENS, ja venho cantando essa bola desde 2019. O Bozo esta se agarrando na esperança de um auto-golpe para se manter longe das garras da justiça. Para isso é necessario maioria corrupta no STF e controle ($$) da Câmara e Senado. Por fim, apoio popular ou do exército. O popular já derreteu. No congresso ele está orando pro 7 peles ajudar o Lira no pleito, para se manter no poder até indicar mais um pulha pro STF. Exército ainda é a grande incógnita.

  19. Um país que tem no Supremo Tribunal Federal, juízes que libertam diretores do tráfico, homem perseguido por anos, e que foi gasto milhões para sua prisão. E em combinação com outros supremos, logo após a fulga, somos agraciados com o pedido de revogação da soltura. Certos de que o perigoso traficante, estava livre das garras da polícia. Esperar o que dessa merda de nação? Se e que isso aqui pode ser chamado de nação um dia.

    1. concordo! Moro nos EUA . Graças a Deus já nos livramos do Imbecil TRUMP, falta o Pateta Bolsonaro😫

  20. Quer dizer a corrupção dobra mas não quebra. Se dobrou à lava jato mas com o governo Bolsonaro não quebrou. Continuará vivíssima diante de nossos olhos, destruindo tecidos sociais e alimentando o apetite dos criminosos, principalmente, do bando dos comilhões do patamar de cima. O país continuará rabiscado com um sistema de governo que serve essencialmente aos interesses políticos partidários. O Brasil fica na pratilheira debaixo. Reforma Política!!!

  21. Parabéns Ilustre Desembargador. É pena que trabalhos como este, poucas pessoas tomam conhecimentos, além disso muitas das que tomam conhecimento, não têm noção da sua dimensão ou, então não as valorizam. Em resumo esta é a verdade verdadeira! Nosso sincero aplauso Doutor. Deus lhes Proteja!

  22. infelizmente o Brasil foi tomado por servidores e políticos corruptos em todas as esferas , hoje são os donos do país , e não temos um judiciário pra recorrer pois o mesmo só se preocupa em manter seus imensos privilégios , o STF e as instâncias superiores apodreceram junto , ficamos sem rumo e sendo manipulados dia e noite , a esperança fica em diversos juízes , a PF , e uma parte do MPF que tentam manter um independência e trabalham contra os superiores.

  23. A herança deixada pelo pt/lula foi tão devastadora q teve c consequência a eleição de Boçalnaro. Infelizmente, estamos a mercê de Tribunais q deixaram de julgar em conformidade com as leis e principalmente com a Constituição. Os julgamentos, hoje, são políticos, e há muito abandonaram a força da lei e da impunidade por casuísmos de interpretação. Pela Constituição, o PR já deveria ter sofrido um impeachment, diante de tantos casos de irresponsabilidade na condução da pandemia e em sua gestão.

  24. A solução será lenta com o povo na rua o tempo todo. Não adianta eleger Moro ou qualquer outro combatente da corrupção se não houver constrangimento popular sistemático aos ninhos da roubalheira, legislativo e judiciário, e à usina de desvios de recursos públicos, o executivo. Os corruptos sabem disso e a pandemia cai como luva. Sua mais potente defesa. Por isso, lutam contra a vacinação em massa e a consequente imunização que viabilizaria o povo na rua cobrando mudanças extremas anticorrupção.

    1. Perfeito Carlos, basta ver o desespero dos corruptos de todos os espectros ideológicos, ao ponto de se unirem na mesma narrativa de Moro vilão da história e lava jato totalmente falha e eivada de erros. Nesse balaio de gato corrupto temos PT, Maia, Lira, Aras, Bolsonaro e agora até um quarteto corrupto no STF querendo anular a Lava Jato e condenar o Moro. Isso tudo para delirio dos mortadelas e das bozetes histéricas.

    2. Não temem nada. Os políticos ladrões do Brasil seja na esquerda seja na direita só temem uma coisa, que na verdade é uma pessoa. SERGIO MORO

    3. Ótima matéria. Único remédio: Povo nas ruas, em grandes e constantes movimentos, ordeiros e apartidários, tendo o combate à corrupção como foco exclusivo. Político quando lê isso, fica apavorado.

  25. Feliz ano novo. Não vai ser, mas desejo por educação. O século começou mal por aqui e a 3a década com desempenho escandaloso no combate à pandemia. Normal por aqui. Raios X , tomografos e outros enaixotados nos hospitais por ai afora. Nada de novidade com os testes de covid estragando num depósito. Militares covardes, belo exemplo para os garotos. Executivo inchado, incompetente e corrupto, legislativo podre e judiciário que só pensa nos próprios benefícios. O Brasil NÃO é o país do futuro.

  26. Conseguiram, em 2 anos, destruir os avanços contra a corrupção tão arduamente construídos. O pior é ver que o STF, que poderia ter encampado esse movimento republicano que tanto mal gera ao país foram os primeiros a minar o que foi feito e incentivar os que se seguiram. Mais uma vez perdemos a oportunidade de termos um Brasil melhor para nossos netos. Brasil, país do futuro (sombrio).

  27. Fez-se muito! Melhoramos muito, em relação ao passado. Mas, há um longo caminho pela frente! Não é para desanimarmos, mas, sim, para continuarmos, tenazmente, ainda com muitas batalhas ferrenhas, a luta contra estes politiqueiros podres! A imensa maioria quer o fim da corrupção. Continuemos a luta!

    1. Vc está certa Sônia. Graças ao traíra e sua prole estamos vendo desmoronar o futuro de nossos filhos e netos. Os corruptos estão felizes com esse desgoverno.

    2. João, acorda desse sonho bozista idiotizante. Ta pagando mico nessa defesa burra e cega do presida mentiroso e aliado de bandidos.

    3. É preferível vc ficar calada que vomitar asneiras, se informe honestamente

  28. Pura verdade, no entanto não percebo nas esferas do judiciário, salvo raras exceções, reações contundentes dos bons representantes da justiça contra os maus, principalmente nas altas esferas. Covardia? Cumplicidade? tudo parece um grande teatro cuidadosamente ensaiado para engambelar a opinião pública. Com o fim da lava-jato, patrocinada pelos três poderes da República, se esvai a esperança de um Brasil melhor. Salvo exceções honrosas, como a do ministro Abel.

  29. É desalentador o quadro da política brasileira que serve tão somente para alimentar a corrupção d a tristeza da população. A Lava Jato, que era a nossa esperança em dias melhores foi destruída por esse governo de brutos e desavergonhados. O que fazer se não é a classe média quem decide a política?

    1. O cara ter coragem de dizer que vai acabar com a Lava Jato por que não há mais corrupção no Brasil é coisa de safado ou mal informado. Ainda mais se sabendo que o capitão cloroquina tem corrupção mal resolvida até a seu lado na figura do filho Flavio... isto era tudo que não se esperava deste cara cheio de boas promessas...

  30. Além de continuar no poder, a corrupção está com certeza, revertento, o avanço legal conquistado. É impressionante a desfaçatez como os novos adjuntos dos corruptos foram alavancados para cargos fundamentais no combate a corrupção, em especial, na PGR e STF. Os atos imediatamente após a efetivação são, simplesmente, descarados, desavergonhados, visivelmente comprometidos com o desmonte do combate a corrupção. RACHOU-SE, não no sentindo de dividir os lucros da hipocrisia e bandidagem, mas de queb

  31. Porque o desembargador não menciona que os casos de corrupção com maiores valores e soltura de penitenciários estão intimamente ligados ao STF.

  32. Muito bem explicado o processo de corrupção governamental, porque não se ter um olhar mais apurado sobre os contratos administrativos ?

  33. A corrupção está ligada ao mecanismo do nosso sistema político institucional podre, que ao longo do tempo, veio deturpando as funções das instituições, e gerando privilégios indecentes, e autoritarismo, que corroeu tudo que se relaciona ao poder público. Mas temos que reconhecer no presidente atual uma força contra este mecanismo, que nunca antes havíamos visto, apesar dos escorregões.

    1. Olha mais uma viuva do PT q se encantou com o bozismo. Desde quando bolsonaro fez alguma coisa contra os políticos corruptos? Q retórica mais delirante é essa? Esteve em coma desde a posse do MINTO?

  34. O cúmulo do ridículo e da ignorância é vermos os bozistas bovinos metendo o pau na esquerda para defender o presidente genocida, logo ele que vem ajudando tanto essa mesma esquerda no quesito desmonte das instituições de combate a corrupção e aparelhamento estatal das mesmas. Fora as escolhas de dedo podre para PGR e STF, 100% alinhadas ao desvirtuamento das leis e constituição para favorecer a impunidade e perpetuação delitiva de quadrilhas políticas especializadas no desvio de dinheiro público

  35. O senhor desembargador faz, com muita clareza, um resumo sobre o desmonte do combate à corrupção no país nos últimos tempos.

  36. Prezado Desembargador. A corrupção diminuirá se ela passar a não compensar. Para tanto, basta haver CADEIA após condenação em 2a instância. O resto, com respeito a pessoas como o senhor que devem sofrer vendo corruptos soltos o tempo todo, é perfumaria.

  37. Excelente reflexão com uma retrospectiva valiosa. O que nos resta, é torcer para que os homens públicos no poder tenham o mínimo de compromisso com o país que estão deixando pra seus descendentes. Que o povo tenha o discernimento pra não endossar esse populismo destrutivo tão em alta nesse desgoverno. Vida longa no combate feroz contra os corruptos!

  38. Excelente artigo Dr Abel. O PT venceu a eleição com o mote "a esperança venceu o medo." Então o Mensalão e o Petrolão nos deixaram perplexos e sem esperança. A alternativa foi mudar. Mas no Brasil as coisas mudam para não mudar nada. A bandeira do combate à corrupção do então candidato caiu no colo do Centrão. Roberto Jefferson voltou ao palco, corrupto no Mensalão, ex-presidiário, agora afronta os brasileiros com a lei no cano do fuzil. O PR apoia o deputado Lira para a presidência da Câmara.

    1. A Banalização do Mal, como certa vez um corrupto, ao ser perguntado se não se preocupava com o dinheiro da corrupção que faria falta para a saúde respondeu: "ninguém pensa nisso, só queremos roubar, você entra no automático" Fecho o raciocínio com a frase do nobre Procurador Deltan Dallagnol: "quem rouba milhões, mata milhões." Se a corrupção é algo inerente aos humanos, que pelo menos trabalhemos paraque seja na dos centavos.

  39. O ponto a ser atingido para mudança de rumos é o legislativo. Enquanto continuarmos a eleger políticos como Lafayette de Andrada; Ciro Nogueira; Collor, Renan, Lira, Baleia e outros da mesma laia, só restará a esperança vã de que alguma coisa mude para melhor.

  40. Que existe corrupção em países desenvolvidos, assim como em países atrasados, ninguém duvida. O que varia é o grau da decomposição; há governos muito mais podres que outros. A corrupção não ocorre apenas no âmbito burocrático. Não há delinquência maior que a capitaneada por bandidos travestidos de políticos, certos de poder contar com a geleia real da impunidade, típica de repúblicas bananeiras, notórias por seus tribunais de chicaneiros, leiloeiros de sentenças e adeptos do Voleibol Sinistro.

    1. A coletânea organizada pelo falecido Celso Barroso Leite, Sociologia da Corrupção, da Zahar, contém capítulos em que se discutem os graus e níveis de intensidade da corrupção política e burocrática. Ali se distingue também a corrupção política de cunho individual da corrupção política sistêmica -- impune e institucionalizada. São bichos diferentes, portanto. Como é um animal especial a cleptocracia, o governo aparelhado por ladrões com o propósito exclusivo de enricar a quadrilha e apaniguados.

  41. Só há uma saída, elegermos Moro, o único que poderá mudar esse quadro nefasto. Com o apoio incondicional do povo brasileiro, para que todos os que ocupam as cadeiras do Poder Judiciário e Legislativo enxerguem de uma vez por todas que nós somos os patrões e não o contrário - e nós não toleraremos mais corruptos no serviço público assaltando a nação.

    1. Estamos de acordo! SÉRGIO MORO em 2022 e Vida longa para a lava-jato

  42. Não se preocupem, Messias, o último dos honestos, será releeito com uma avalanche de votos e salvará a Pátria Amada com a ajuda do povo de Deus e da força do Espírito Santo, ungido em Jesus.

    1. CARLOS, Jesus pregou a bondade para com os fracos. Como você, um cara religioso, equaciona essa questão e fica ao lado de um presidente que prega que todos devem ir para as ruas, correndo o risco de se contaminarem, gerando o caos nos hospitais e em última análise desencadeando um darwinismo social, que é a sobrevivência dos mais fortes?

    2. Messias é a pqp! Ta mais para cria fétida do capiroto sete peles! Bozonaro e Lula são dois monstros que devem ser devidamente jogados no esgoto da triste história do Brasil. 2022 é Moro com certeza para desbancar as quadrilhas e milicias!!!

    3. Esse Messias não salva a Pátria nem ninguém, perdi meu voto é igual a Lula proteje os Filhos dos Milicianos

  43. A regressão dos instrumentos que permitiam o combate à corrupção intestina do estado brasileiro é descarada. Sem esperança!

  44. A realidade é dura, infelizmente, é verdadeira a grande massa da população não tem acesso a essa informação, enquanto a sociedade brasileira for governada por castas familiares, o escritor tem conhecimento de causa por ser membro do poder judiciário. A grande luta do povo é acabar organização social brasileira de indivíduos de primeira e segunda classe. Creio que dessa forma, o brasileiro seria mais unido para exigir mudança para melhor da classe política.

  45. Não adianta criar mecanismos de controle somente. O “sistema” se apossa desses mecanismos. As leis são criadas pelos que participam do “sistema”, portanto, eles são brandas e cheias de “saídas” que amenizam a pena. Somente com leis duras e punição exemplar mudaremos isso, mas, como disse, o sistema está no legislativo, no judiciário e no executivo. Zero esperança de mudanças. Tente sobreviver em 2021, como sobreviveu nos outros anos.

  46. Parabéns pelo artigo, mas é triste saber que estamos regredindo com leis que beneficiam a políticos corruptos, milícias que estão rodeando o poder, tudo aprovado na calada da noite, ou melhor, enquanto a boiada passar.

  47. Se temos no Brasil o cenário mais desolador de todos os tempos de República, é porque Sérgio Moro, com ajuda da grande mídia, estendeu o tapete vermelho para a chegada ao poder de um ser beligerante desprovido de um mínimo de inteligência, sensibilidade e amor ao próximo.

    1. Maria, completando seu raciocínio, bozo se elegeu e tomou para si a responsabilidade de livrar toda a classe politica das garras da justiça. As escolhas de PGR e STF estão ai para calar fundo na alma de qualquer bozolulista, a tática de desacreditar a lava jato e, paralelamente, desfigurar as leis de combate a corrupção são muito claras. Mas mortadelas e bovinos ficam ululantes de alegria com esses políticos populistas.

    2. Lula é corrupto e a quadrilha roubou muito. Foram pegos. Por isso Bolsonaro se elegeu.

    3. Mas um petista animado. Rapaz, aqui pau que bate em bolsonarista, também bate em petista.

    4. ??????? É cada retórica desprovida de lógica e bom senso dos mortadelas e bovinos. Agora a culpa da corrupção institucionalizada q vem dos governos anteriores e persiste no governo atual é de quem a combateu. Mortadelas e bovinos são os verdadeiros culpados dessa terra arrasada q chamamos de Brasil, mas preferem fazer igual seus ídolos corruptos, culpar quem os combatem daquilo q eles mesmos fazem.

  48. igual inventaram que o milênio começaria em 2001 e não em 2000, agora voltaram a essa mesma bobagem, que a decada comeca em 2021,vide Folha. Uma criança quando nasce, no 1o segundo ela já começou o primeiro ano, a primeira década, século, milênio. Para os cristãos, Jesus nasceu no ano 1, não no ano zero, poxa vida. Agora um artigo da Crusoe fala a mesma coisa

  49. Certamente começou em 2003 , mas por instituições de estado e não de governo , fácil de entender o porque . Basta ver o desenlace das investigações. Sérgio Moro já tem uma biografia e já entrou para a história , gostem ou não . Um juiz de primeira instância que botou atrás das grades o criminoso mais poderoso de nossa história, não chega a ser pouco, não ?

    1. Parabos mortadelas petralhas o Moro é o vilão e o Lula e a alma mais honesta do Brasil. Triste é agora vermos as bozetes sequeladas se abraçando com os mortadelas no coro de Moro vilão e Bolsolula enviado divino. A esquizofrenia dos dois extremos ultrapassa o surreal.

  50. Boa a análise, mas falha ao não incluir o que alguns ministros do STF estão fazendo para desfazer os avanços mencionados no texto. No cerne das mazelas brasileiras está a impunidade que é produto da disfunção do PJ, sempre via STF.

    1. Onde fica a responsabilidade dessa “Justiça” cara, despreparada, ineficiente e cheia de privilégios, que faz parte o desembargador, nesse país da impunidade?

  51. Tudo foi devidamente enterrado e soterrado por esse governo. As nomeações, as novas leis , tudo devidamente arquitetado . A ordem é safar o filhote e os que apoiam esse governo. Economia liberal? Aonde? Guedes não vai aprovar um décimo do que prometeu ...

  52. Todos os avanços hoje estão ameaçados pelo congresso espúrio unido e coordenado, pelo executivo irresponsável e conivente e pelo judiciário contaminado e promíscuo. Vamos sofrer muito ainda sustentado, embora combatendo, todas essas quadrilhas.

  53. Engraçado as coisas no Brasil, quem estava no poder em 2003? Quem deixou estruturas para o combate a corrupção? O mesmo partido q Moro tentou destruir com sua perseguição acabando com o devido processo legal. Ele e os promotores da Lava Jato de Curitiba são os verdadeiros culpados pela sua derrocada. O que iniciou como uma caça a corrupção acabou infelizmente como um projeto político, regido a convicções e melindros..triste.

    1. PAULO, eles são os mesmos sequelados esquizofrênicos de sempre. Ora se passando por petistas, ora por bozetes histéricas. Sabem q precisam reviver o lula barbudo e desconstruir o Moro para q, no fla-flu idiotizante entre Lula e Bolsonaro, o segundo consiga vencer em 2022. O despero faz até mesmo uma bozete treslocada comer mortadela das mais vermelhas. Mas seguimos firmes, botando o lixo dos extremos em seus devidos lugares.

    2. Palhaço Bozo, foi só colocar os bolsonaristas para correrem que os petistas se animaram aqui. O bom disso é que não precisa nem mudar a chave do cérebro para acabar com eles, pois o petismo e bolsonarismos bebem água na mesma fonte.

    3. Helenara, você deve acreditar em papai noel , mula sem cabeça e que o impeachment de Dilma foi golpe.

    4. Helenara, volta para o esgoto e leva junto o Lula e Bolsonaro. Não merecemos continuar aguentando essa lenga lenga irracional propagada pelos dois extremos ideológicos e corruptos de nossa sociedade. Moro, procuradores e agentes federais só fizeram o trabalho deles, bom seria se todos os brasileiros fossem honestos e se preocupassem somente em "fazer a coisa certa sempre!", principalmente nossa classe política com seus macaquinhos de auditório usados para propagar a vitimizacao dos corruptos.

    5. Engraçado que é exatamente o que o escritor fala no artigo e tem gente que não consegue entender. Ou seja, essa segueira ideológica construída para sorrateiramente destruir a operação vem tendo resultado. Justamente devido aos obtusos que vivem repetindo o mantra de que a operação se resume a um juiz, um partido e um político. É a estratégia dos larápios dando certo, infelizmente.

    6. Moro destruindo partidos? Moro só escancarou a roubalheira. Acorda bozolula

  54. Triste constatar que a malfadada corrupção acaba por vencer nas últimas instâncias desta (in)Justiça agasalhada pela CF88.

  55. A lavajato foi um ponto fora da curva. Solidamente instaladanos tribunais superiores, a impunidade grassa em todo o país. Não faltam magistrados prestimosos, sempre disponíveis para conceder de bate pronto habeas corpus aos corruptos.

  56. Muito feliz com o antagonista é Crusoé. Maravilhoso é esclarecedor o artigo. Nos brinde sempre. Parabéns a todos e que 2021 venha!!

  57. Os cidadãos honestos do país, que continuam sonhando em ver o Brasil evoluir ao patamar moral compatível com suas potencialidades, agradecem opiniões lúcidas e transparentes que mantenham nossa esperança num futuro melhor. Feliz 2021!

  58. Texto Brilhante ,numa Pocilga onde os Porcos ditam as regras .. Legisladores , Julgados e Julgadores são todos Comparsas ,observados por um Exército INVERTEBRADO e talvez Conivente...... Que venha 2021😭

    1. Eu também achava que com melhora na educação das pessoas, tudo seria facilitado e teria relexos na política, etc. Mas veja a Argentina, veja Cuba, lá a educação, que é bem razoável, não teve repercussão esperada. Então, só isto não basta. É necessário, mas não é suficiente. É mais importante ter instituições fortes que inibam esses políticos corruptos que se multiplicam como ratos que são. Saudades do Sergio Moro, que não deveria ter largado a Magistratura e caído na conversa deste esquizofrêni

  59. Vivenciando um dos maiores, se não o maior, retrocesso da Justiça brasileira. É revoltante, depois de tantos avanços.

  60. É preocupante, creio que o Brasil não mudará até que o povo tenha condições de raciocinar. Só a educação salva, mas demora. Se a gente pelo menos comessasse a fazer esgotos já estava bom.

    1. Todo brasileiro devia ter acesso a um artigo de valor e competência indiscutiveis.

    2. Paulo, pela quantidade de gente estudada que, por ideologia barata, aprova os extremos políticos brasileiros, eu tenho minhas dudúvidas vidas que educação seja a solução.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO