Shealah Craighead/The White HouseTrump joga golfe enquanto últimos votos são contados: ele reclama de fraude, mas sem razão

Um mau perdedor

Donald Trump tumultua a transição de governo de olho no futuro do trumpismo: mesmo com a derrota, ele seguirá influenciando o Partido Republicano e pode até se candidatar em 2024
13.11.20

Ninguém achava que o presidente dos Estados Unidos aceitaria uma derrota facilmente. Antes da eleição, Donald Trump já tinha dito que haveria fraudes e insinuado que poderia não reconhecer o resultado. Cumpriu com o prometido. Sua equipe de advogados entrou com ações judiciais em seis estados para pedir a anulação ou a recontagem de votos. Além disso, o secretário de Justiça, William Barr, ordenou que procuradores investigassem possíveis irregularidades. A confusão deixou o democrata Joe Biden, o vencedor da peleja, sem os recursos necessários para iniciar a transição conforme manda a cartilha.

Como um mau perdedor, Trump não abandonará a posição de bom grado, mas sua teimosia dos últimos dias tem resultado em quase nada. Oito em cada dez americanos entendem que Biden venceu a eleição. As ações do atual presidente têm sido rejeitadas pelos juízes por falta de evidências. Mudar o resultado é algo praticamente impossível, uma vez que Biden está perto de alcançar 306 delegados no Colégio Eleitoral, 36 a mais do que o necessário.

O objetivo de Trump, na verdade, é outro. Ele quer aproveitar ao máximo o momento para atrapalhar a estreia do rival e consolidar seu próprio capital político. Mesmo derrotado por uma diferença de 5 milhões de cédulas, o republicano obteve importantes vitórias na corrida. Com esses trunfos, ele poderá seguir ditando o rumo do Partido Republicano e até tentar um retorno à Casa Branca em 2024.

Trump recebeu 74 milhões de votos, mais do que os 63 milhões que acumulou em 2016, contra Hillary Clinton. Foi o segundo candidato mais bem votado na história dos Estados Unidos, atrás apenas de Biden. Sua fatia de votos entre os negros foi de 12%, quatro pontos percentuais a mais do que há quatro anos. É um feito importante, considerando que desde 1996 os republicanos não passam de 10% nesse grupo de eleitores e neste ano ele se contrapôs ao movimento Black Lives Matter. Trump também conseguiu apoio de 32% dos latinos, levando o Texas, a Flórida e, quase, o Arizona. Entre os muçulmanos, angariou 35% dos votos. Nos estados-pêndulo vencidos por Biden, como Wisconsin, Michigan e Pensilvânia, a diferença foi menor que 2,6 pontos percentuais.

ReproduçãoReproduçãoBiden com a futura primeira-dama, Jill: problemas na transição
Os republicanos também aumentaram o número de cadeiras na Câmara dos Deputados e podem manter a maioria no Senado. Dentro do partido, Trump foi aclamado por 93% dos seus integrantes. “Ao olhar tudo isso, os republicanos naturalmente concluíram que não é preciso fazer uma grande revolução interna para a próxima eleição. Eles já têm um bom candidato, com muitos apoiadores, e só precisam virar o jogo em alguns estados para vencer da próxima vez”, diz o cientista político Martin Geoffrey Cohen, professor da Universidade James Madison e especialista no Partido Republicano.

A força relativa com que Trump emerge deste pleito pode ser aferida na submissão dos seus correligionários. Muitos mudaram de atitude depois de verificar a quantidade de votos que ele recebeu. Apenas quatro dos 53 senadores de seu partido se atreveram a reconhecer a vitória de Biden. Outros republicanos que deram declarações desfavoráveis a Trump, como o ex-presidente George W. Bush, já estão fora do jogo político. A maior parte dos que estão na ativa ou concordou com os desatinos do presidente ou permaneceu muda. O senador republicano Mitch McConnell disse que Trump está “100% no direito” de questionar o resultado. O secretário de estado, Mike Pompeo, recusou-se a admitir uma vitória de Biden e ainda afirmou, em uma entrevista coletiva, que está preparando o segundo governo de Trump.

ReproduçãoReproduçãoPompeo falou em transição para segundo governo Trump
Ao colocar em dúvida a integridade da eleição, Donald Trump ajuda não a democracia, mas a si próprio e ao partido. O dinheiro levantado para entrar com ações destinadas a pedir recontagens poderá ser usado para pagar dívidas de campanha. Sua inclinação para o confronto também é uma maneira de manter os eleitores mobilizados. Em janeiro, o estado da Geórgia terá um segundo turno para duas vagas no Senado. Os republicanos precisam vencer uma delas para alcançar uma maioria de 51 dos 100 senadores na próxima legislatura.

A narrativa de que foi vencido de maneira injusta poderá ser usada por Trump no futuro. Antes da eleição, 35% dos republicanos diziam que as eleições não seriam justas e livres. Após as alegações de fraude, o número subiu para 70%.

Caso os republicanos tenham a maioria no Senado, eles poderão barrar diversas políticas de Biden. “Essa é uma estratégia bem conhecida deles, pois foi isso o que fizeram no segundo mandato de Barack Obama”, diz Geoffrey Cohen. Se a economia não se recuperar, os republicanos culparão o presidente democrata pelo fracasso. Mesmo fora da Casa Branca, Trump deve seguir ativo no Twitter, onde, ao menos por ora, tem cinco vezes mais seguidores do que Biden.

A estratégia de seguir com a tensão elevada comporta riscos. Ao comprar briga o tempo todo, o republicano poderá ser visto como alguém que só atrapalha, impede o país de seguir adiante e mina as instituições democráticas. Mas Trump já fez a sua aposta.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. “Mau perdedor” é a melhor análise q você pode fazer do Trump?!? Convence criança de 10 anos... no mais, o sistema eleitoral americano e o respeito às regras e a todas as prerrogativas q elas permitem, funcionam há séculos e não se prestam a serem analisadas a partir da ótica política ideológica “tupiniquim”... por fim, os tapumes colocados nas lojas indicam - muito melhor q qualquer jornalista - de qual lado eram os eleitores que os comerciantes temiam que se “mobilizassem”.

  2. Quando a esperteza é demasiada, tende a comer o esperto. O Trump confia demais na burrice e ignorancia do republicano médio. Deve quebrar a cara. Os USA não são os maiores do mundo sendo trouxas. Tem auto critica é rápida e eficiente. Trump acabou como começou, estridentemente, só!

  3. Nós anos 70 os psicólogos queriam deixar as crianças crescerem com maior liberdade. Ou sejam poderiam dar birras sem punições. Resultado. Trump, Lula, Bolsonaro, Renan Calheiros, enfim este tipo de gente que acredita que Deus criou o mundo pra eles. Gente que se acha o último biscoito do pacote. Pobre ilusão não passam de chiclete mastigado. Qdo perdem o sabor são cuspido pra fora da boca.

  4. Então, no atual curso das ações judiciais propostas pelos Republicanos visando a recontagem de votos bem como a anulação de votos realizados por mortos, é possível afirmar que não irão lograr êxito e que o Biden é o presidente eleito? Vamos aguardar um pouco para adquirirmos, então, após a definição jurídica sobre a contenda, a certeza sobre a índole da revista.

    1. Exatamente, acho imprudente e precipitado a imprensa declarar vitória de Biden, especialmente depois das gravíssimas acusações dos advogados do candidato, liderados por Giuliani.

  5. Nada surpreende neste americano malandro. Agora é bom ele se preocupar com o IRS americano para não parar na cadeia por não pagar imposto de renda.

  6. Esses caras aí da ala bolsanerésia são piradésimos.. agora incorporam-se tb como trumpistas fanatizados como a grei do alaranjado maluco. Cairam do berço, com certeza.. quaqua apscosta/df

  7. Esse é o jogo político dele, do Donaldo. . Mal humorado, cara amarrada 99% do tempo, se auto-julgando uma divindade do Olimpo. Seus seguidoras adoram sua arrogância e estupidez. Vai ficar mto tempo no subconsciente de sua fauna e incomodando Baiden. Capaz até de se eleger de novo, daqui a 4 anos. Baiden não terá um 2º mandato. Anotem aí. apscosta/df

  8. Já saiu a recontagem das Eleições Americanas? Qual o motivo da matéria!?? Deveriam era mostrar ,em quais Condados as urnas foram fraudadas. E a posição de cada um , depois vir com está notícia.

    1. Oi meu chapa. Sai dessa. Não vão encontrar nenhuma fraude no processo eleitoral americano. Aceita que dói menos. Mas esse maluco alaranjado ainda vai dar mto trabalho pra democracia dos apaches e sioux. Até se esgoelar e ficar rouco. apscosta/df

  9. os republicanos estão pagando com a mesma moeda que usarám os democratas quando George Busch ganhou e protelaram a vitória por várias semanas na Florida

    1. É isso mesmo, não esqueçam que governo deu início a Guerra no Iraque, e as Torres Gêmeas, foi consequência ou mero acaso, e também conseguiram desestabilizar todo o oriente médio, se já era ruim, ficou péssimo. A fatura das duas bombas atômicas, ainda não foi paga. Lembremos!!! A China já chegou!!! Se o problema é financeiro, dinheiro eles tem.

  10. A Crusoé e Antagonista são esquerda nojenta. por isso cancelei minha assinatura. Sendo que até a interrupção dessa revista esquerdista foi difícil, não queria aceitar de maneira alguma.

    1. Esse carluxo aí é pura piada pronta.. nao dá uma dentro..quaqua

    2. kkkkk...ksksk...GADO BURRO, BOZO É PETISTA SÓ Ñ VÊ QM Ñ QUER, PT NA PGR/AGU/MJ e agora graças ao BOZO O PT FORMOU MAIORIA NO STF...BOZO É MAIS PETISTA QUE O LADRÃO D9 DEDOS...GADO BURRO SENDO COMANDADO POR UM PETISTA!

    1. Antes fosse. Você continuará aqui enchendo o saco. Bozomerdas não passam sem O Antagonista!

  11. Duda Teixeira é o motivo pelo qual cancelarei a minha assinatura da Crusoé. Anda advogando pelo PT americano, ignorando as acusações de estupro, assédio e corrupção contra o Biden, e ainda MENTE na reportagem. E você acha que os crimes eleitorais em larga escala e sob diversas frentes cometidos por Democratas devem ser ignorados, Duda? Brigar contra isso é ser mau perdedor Esta revista está nojenta. Lastimável.

    1. Ô carburêto, ninguem vai notar por um segundo a tua inspiradora ausência.. pode crer..

    2. Pt americano??..esses caras tão cada vez mais doidos.. quaquaqua.. dizem que cancelam a porra da assinatura mas ficam alucinados pra dizem que cancelaram e o cacete, mas nào dispensam um palpitezinho.. quaquaqua.. apscosta/df

    3. Estou contando os dias para o final da minha assinatura da Crusoé e do Antagonista. Assinei a Revista Oeste do Guzzo, sem comparação com esse pasquim tendencioso que se transformou a Crusoé/Antagonista.

  12. Está é uma reportagem sobre um não-assunto. A passagem de poder de Trump para Biden é um não-assunto porque Biden não ganhou a eleição e, pelas inúmeras provas de fraude, não vai ganhar. Mas a imprensa não relata mais sobre a realidade, relata a ficção.

    1. Eita povo doido esses bozominions.. agora tudo virou ativista do orange man.. quaquaqua.. apscosta/df

    1. Não leia essa revista. É muita imbecilidade consumir algo que não gosta. Aja como um ser inteligente. Não sofra ao ler essa revista. leia outra. Simples assim.

  13. Todos falam, mas ninguém fala o óbvio: "Onde já se viu fazer eleição e aceitar voto pelo correio¨! Que tal na próxima aceitar voto por whatsapp? Aprendam com o senado brasileiro: numa eleição presencial, televisionada ao vivo, entre 81 presentes apareceram 82 votos!

  14. Se Trump fosse um estadista, um governante de respeito ele já teria dado o "telefonema" há muito tempo. Ele só provou que é uma pessoa orgulhosa, prepotente e mimada. Que bom que os americamos se livraram de uma pessoa assim.

    1. Tu é que pensas que o povo gringo do norte vai se livrar tão cedo desse "estrupiço" alaranjado quaquaqua. Esse cara vai ficar torrando o saco da cambada gringa for a long time.. apscosta

  15. Pois muitos comentaristas americanos apostam justamente o contrário . A cúpula austera do Partido Republicano sempre detestou Trump e tiveram de engoli-lo a custo muito alto . E afirmam que o partido se fechará em copas , para impedir novos aventureiros ! Então, a grande batalha que se avista para Trump , será principalmente intra muros ! Com inimigos internos .Ele sai muito chamuscado destas eleições . Principalmente depois do ridículo que expôs o EEUU internacionalmente ! Fato inédito.

    1. Estás enganada chaspinha. O povo gringo aí de cima é de uma estupidez avassaladora. Eles são convictos de que são os verdadeiros herdeiros de Zeus. É Zeus mesmo, hem gente.

  16. Este não basta derrubar... Há que chafurdar seus podres e prender, já que erva daninha, se cortar apenas, se revigora e cresce mais forte ainda... A palhaçada que apronta tem dois objetivos apenas e um é ficar nos holofotes. O outro, pior, é arrecadar dinheiro dos seguidores incautos para custear os tais fantasiosos Processos... E enfiar no bolso.

  17. Trump não é republicano, nem democrata, ele é petista. Acusa os outros de fazerem o que ele tem feito, a vida inteira. A verdade só é verdade se for a seu favor, e nunca está errado.

    1. Pô cara.. "num" precisa xingar tanto assim. A figurinha aí debaixo é apenas meio maluquete. Achar que trumpi e bolso perista é uma deliciosa piada. Quaquaqua. apscosta/df

    2. Ele é bolsopetista! A mesmíssima coisa faz o esquizofrênico do Planalto. Sem tirar nem por!

  18. Excelente comentário! Egocêntricos e narcisistas, como Trump, nunca aceitam derrotas ou erros, se achando donos da verdade. O comportamento de Trump é totalmente antidemocrático, ele não sabe perder. Acredito que o problema nos EUA é o sistema bipartidário que, forçosamente, parte o país em duas áreas, ou democrática ou republicana. Dessa maneira, praticamente não há possibilidade de coalizões. Aliás, mais do que 30 partidos políticos, como no Brasil, é outra aberração que levam à fisiologia.

  19. É incrível como para ideólogos, militantes e propagandistas não existe verdade nem mentira mas apenas visões e narrativas.

  20. Prefiro um mau perdedor do que um perdedor resignado com um roubo eleitoral. Se houve falcatrua dos democratas isso deve ser apurado e punido severamente. Que seja adiada a posse de Biden até que tudo possa ser apurado. Agora, se nada for provado, “Viva o novo rei”. Imagina ter no comando da maior nação do mundo, o exemplo de democracia, um cara que fez parte de um golpe sujo nas eleições. O que esse cara poderia fazer com tanto poder?

    1. Ô rafa. Se tem um gajo desinformado aqui, é tu véio..pode crer apscosta/df

    2. Bingo! Os Democratas são muito mais corruptos e radicais em ideologia do que a esquerda brasileira. Ou a revista é desinformada (o que seria lastimável) ou o relativismo moral da revista está alcançando outros níveis. Nojo.

    3. Exatamente. Que se apure a verdade. Em 2000 os democratas exigiram recontagem (não aceitaram o resiltado). Naquela ocasião, os doentes mentais não acharam que os democratas não sabiam perder e que estavam tumultuado a democracia. Hipócritas.

  21. É interessante que as pessoas entram aqui e afirmam categoricamente que houve fraudes. Como sabem? Por que não repassam aos advogados do homem laranja o que sabem?

    1. Aiai.. os caras "tão" mais por fora que umbigo de vedette.. quaqua

    2. Eu estou acompanhando tudo. Há CENTENAS de declarações juramentadas de oficiais, fiscais, agentes dos correios e de servidores municipais apontam fraude. Na verdade, as denúncias já superam 11.000. Há vídeos e documentos. Basta pesquisar um pouco. Está tudo disponível na Internet .

    3. Há questionamentos e alegação de fraude por parte de D. Trump. Isso tem de ser apurado!! Quem garante que houve fraude é tão imbecil quanto quem garante que não houve fraude. Simples assim!! Declarar a Vitória de Biden antes da apuração, em curso, é coisa de mal caráter.

  22. - o voto dos milhares de mortos - o impedimento de republicanos de acompanharem a contagem em diversos estados por várias horas - o software Dominion, que apresentou erros, foi utilizado em 30 estados e é de uma empresa ligada aos democratas. Já se foi o tempo em que os jornalistas tinham o interesse de no mínimo investigar casos como esses, hoje eles já tomam lado antes mesmo de ter qualquer apuração.

    1. Vasconcelos, ache uma denúncia contra um Republicano. Vocês que defendem o partido socialista aqui não têm a mínima noção do radicalismo ideológico e da corrupção da extrema-esquerda americana.

    2. Se houve fraude dos democratas, o que não temos como saber, por que achar que os republicanos não fizeram o mesmo ou até pior? Como os democratas já ganharam, eles não tem interesse em explorar esta questão. Agora, até o mais fervoroso fã de Trump sabe que ele defende o "vale-tudo" e adora jogar muito sujo. Você também sabe disso.....

    3. Sim, gostaria de saber porque a Crusoé está desconsiderando esses indícios. Se eles se confirmarem, Crusoé terá a mesma credibilidade? Segundo outro canal de jornalismo, há um estado (não lembro qual) que já começou a recontagem manual dos votos...

  23. Sim, Trump faz estardalhaço. Mas HOUVE fraude. E o fato é que os EUA têm muito a agradecer à administraçao republicana. Bem diferente do que houve com os progressistas democratas.

    1. Varconcellos, parece que houve alguns desvios, não sei se são suficiente para mudar os rumos da eleição, mas há sim votos ilegais. Historicamente, esse número gira na casa de centenas de votos.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO