Constrangimento no STJ

13.11.20

Há poucos dias, o presidente do Superior Tribunal de Justiça, Humberto Martins, promoveu uma solenidade virtual para receber o plano que encomendou à Fundação Getúlio Vargas para guiar sua gestão à frente da corte. Entre os participantes da cerimônia, estava Sidnei Gonzalez, dirigente da instituição que virou personagem de uma investigação do Ministério Público em razão de supostas fraudes em um contrato firmado com o governo de Sérgio Cabral. Gonzalez mantém relações próximas com ministros de tribunais superiores.

Sylvio Sirangelo/TRF4Sylvio Sirangelo/TRF4Humberto Martins não quis saber das suspeitas sobre a turma da FGV

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Ah... Fundação Getúlio Vargas, que vergonha.... Que credibilidade pode ter uma instituição que acomoda um sujeito indiciado? Credibilidade zero....

  2. Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE” é nossa resposta ao ACORDÃO de BOLSONARO com o ESTABLISHMENT! Não seremos LUDIBRIADOS com o “velho plano de MELHORAS NA ECONOMIA!” Triunfaremos!

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO