MarioSabino

Não é amor, é doença

06.11.20

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Mario,moro há 33 anos onde sempre quis morar:Alemanha.Só p/ te fazer um pouquinho de inveja,aqui é ainda melhor q na França :) Talvez só um pouco sério de+.Claro q não é o paraíso,mas na vida do dia a dia,perfeito, quase tudo funciona.Pra mostrar a preocupação do povo c/ o futuro, crianças de 1a. série (7 anos) foram perguntadas se tinham preocupações. Resposta generalizada: "sim, claro, ñ sei se qdo eu ficar velho ainda vai haver aposentadoria" kkk Feliz aqui? Sim e ainda sou súdita de Merkel:)

  2. Parabéns. Muito bom. Visão realista, do Brasil. Parabéns por nominar tão bem o que é ser normal. Parabéns, mas infelizmente um pais com 60% de analfabetos funcionais, não vai chegar nem perto de entender, e os demais vão ter dificuldades. Parabéns, novamente.

  3. O Brasil está longe de ser um país "normal"! Também pudera: A elite não é normal, as autoridades não são normais, os políticos não são normais, a imprensa não é normal, o povo não é normal. Para encerrar, acho que toda essa anormalidade é a nossa única normalidade. País que nasce torto, não tem jeito, morre torto. Pobre Brasil ! ! !

  4. Como você , Sabino , eu fiquei chocada e indignada com o elogio de Bolsonaro ao Collor, foi uma afronta aos brasileiros. Cada vez que o presidente abri a boca , vai perdendo mais votos e não se dá conta disso. É um psicopata!!!

  5. O fato é que nunca foi tão vergonhoso ser brasileiro, sobretudo depois de Bolsonaro. Embora eu admire sua importância histórica, artística e politíca, concordo que hoje Paris destoa um pouco daquela de "gente normal" de outrora. Com o pânico pelos ataques fascistas, o glamour francês se diluiu. Muita pobreza no entorno (sobretudo onde moram imigrantes), a limpeza das ruas não anda lá essas coisas, as filas são numerosas e longas. É, vamos esperar essas fase caótica passar, quem viver verá.

  6. Não sei se vão ler meu comentário. Nem se interessa muito. Sou médico especialista, atingi o ápice da minha carreira. Estou de mudança para o Canadá. Provavelmente, sem atender pacientes mais. Tudo em nome do dos 3 filhos que, em nosso país, teriam o mesmo desgosto de perceber como políticos corruptos tem o poder de destruir nossas contas, nossos sonhos, projetos e às vezes até a vida de quem amamos, por sede de poder, ganância pessoal e incompetência absoluta. Vou recomeçar....

    1. Matheus, li e o invejo por sua coragem, amor aos filhos e previdência. Que tenha sucesso e recompensas pela escolha.

  7. Sabino, nós estamos ficando velhos... Todos esses atributos que você descreveu como sendo de gente normal só representa agora uma pequena porcentagem remanescente do nosso tempo... Hoje em dia, gente normal é ignorante, tem um gosto musical repugnante, veste-se muito mal e não tem mais modos, nem educação... Como diz o grande Villa, mesmo a nossa elite é rastaquera! Tem dinheiro, mas não possui nobreza de espírito, cultura nem estilo... O novo "normal" é uma caricatura grotesca.

    1. Perfeito. Na dúvida? Laurentino Gomes em 1808 na veia.

    2. Brasil, país de futuro.... que nunca chegará

    3. Concordo em gênero, número e grau. Infelizmente esse é o retrato atual do nosso Brasil.

  8. Catarse de gente normal, Sabino, é tudo que voce enumerou y otras cositas mas como nao furar fila nem banalizar o conhecinento.

  9. Moro em Guarujá: povo na praia, sol, muita luz, só se vê gente alegre. Nada perturba ninguém aqui agora. Sabino, somos fortes e pacientes e, talvez, alienados. Acho que temos que passar por tudo isso. Votei em Bolsonaro, em Major Olimpio e em Kim Kataguiri. Na melhor das boas intenções. Sofro. Não podia votar no outro, também. Aguardemos.

  10. Extraordinária construção textual, Sabino. É, realmente, estimulante estudar a articulação de palavras empreendida em seus textos. Agora, quanto ao sentimento oriundo dos fatos cotidianos brasileiros, encaro de maneira oposta. Com efeito, com supedâneo na literatura versante sobre os períodos colonial, imperial bem como primeira metade republicano, interpreto, ao menos no âmbito da classe média urbana, e, em questão de infraestrutura, que, a passos lentos, evoluímos. Quiçá, por milagre, o brasil

    1. Consiga assimilar que o segredo para revolucionar o país é o empenho em agregar cultura.

  11. Mário, parabéns por sua independência e grande jornalista que é. Peço caso tenha acesso a Moro, que a notícia de Luciano Huck como vice de Moro tem que ser bem analisada, pois tem Janaína, uma mulher agregaria votos? Ou Amoedo. De todo jeito sou 100% Sérgio Moro. Abraço e parabéns pela coluna sempre inteligente. Abraço

  12. Olá Mário. Respeito plenamente seu cansaço e, por vezes, compartilho dele. Como dizes, és forçado, pela profissão, a uma “carga viral” maior do que nós meros leitores. Mas te respondo: quero seguir morando no Brasil. Depois de 13 anos nos USA só sinto nostalgia quando a justiça tributária brasileira bate na minha porta junto com a Sra. corrupção. Mas meu filho nasceu aqui sinto obrigação moral melhorar essa situação. Tenho certeza que você sente o mesmo quando está menos cansado. Abraços

  13. sair da mediocridade não é normal.. é triste perceber que a anormalidade nos põe como ilhéus doentes... sofrendo por não existir a tal ilha.

  14. Não é exagero dizer que aguardo a sexta-feira para ler as crônicas de Mário Sabino. Escreve bem — como os demais articulista —, mas tem um estilo peculiar que agrada muito.

    1. Meus também! Realmente estou na terceira idade achando que vivi e consolidei a desilusão dever meus ideais e esperanças de ser e estar entre gente normal acabado! Cada dia parece pior

  15. Também tenho este sentimento, viver no Brasil cansa! Parece ser um esgotamento diário. Todo lugar do mundo tem problemas, mas parece que conseguem lidar de alguma forma com eles. Aqui parece que estamos sempre pulando do fogo pra frigideira e novamente pro fogo. Certamente isso influencia na cabeça das pessoas, como um ciclo vicioso. Imagino o quanto de nossa capacidade mental ficaria livre para empreender, por exemplo, se tivessemos menos preocupações. Infelizmente o contrário também é verdade.

  16. Todo político é cínico mas o cinismo do político brasileiro é absurdo! Brasília foi a pior coisa que aconteceu ao Brasil. Depois de uma temporada em Brasília o sujeito se transforma de tal maneira que fica difícil reconhecer quem é quem. Ficam todos com a mesma cara.

  17. Não, Mário, não estamos cansados. Esculhamba mesmo. Esculhamba Collor, Bolsonaro, Alcolumbre, Maia, Toffoli, Gilmar, toda essa imensa turma. É catarse sim.

  18. Pra mim não existe gente normal em qualquer país do mundo, não existe paraíso na terra, onde existir gente, haverá problema, o resto é idealização!

    1. Alguns são mais normais do que outros, sejamos realistas!

    2. Não confunda normalidade com perfeição.Invejo seu conformismo.

  19. Mariozinho, fique frio! Você não vai conSertar o mundo. Na verdade, o mundo vai conCertar você. Como se diz por aqui: trocadalho do carinho. Adelante Mário!!

  20. Não pretendo emigrar. Muito menos para Europa, mas por que a Europa não se abre para a imigração? Qtas pessoas estão saindo da Turquia hoje para chegar na Grecia em barcos improvisados, ou indo para Lampedusa para chegar na Italia, ou tentando via Marrocos chegar à Espanha, outros no Canal da Mancha tentando chegar na Inglaterra. Esse muros de arame farpado na Turquia, Bulgária, Hungria até qdo irão segurar os imigrantes q querem chegar na Europa?

  21. Sim,Mário , estamos cansados. Compreendo seu desabafo já que, pra nós, leitores, muitas vezes é mais cômodo fechar os olhos. Pra vcs não existe essa opção. Agradeço a vcs como agradeço aos profissionais de saúde nessa pandemia. Avante; dias melhores virão...

  22. Um sentimento de ASCO é o que muitos de nós sentimos, infelizmente. É duro ver um canalha elogiando outro canalha! bolsonada elogiando collor, é inacreditável... Ontem assisti um programa sobre o Brasil Império e conheci um algo mais sobre José Bonifácio de Andrada e Silva, impressionante, que brasileiro que ele foi, que patriota. Estes personagens atuais da política no Brasil não valem o cocô que José Bonifácio defecava. Hoje só temos lesa-patrias na política.

  23. Nutro pouca esperança de sermos gente normal em nossa geração. O que não me deixou desistir é pensar nas próximas gerações. Sou pai de três crianças. Já fiz planos de deixar o país, mas não levei adiante por questões familiares (não estou dizendo que eu teria conseguido se eu quisesse, mas deixou de ser uma ambição). Não me resta muito o que fazer, a não ser acreditar que essa gente desonesta será varrida do poder e continuar a "fazer a coisa certa sempre". Hoje é a única realidade possível.

  24. O texto revela a famosa frase das famílias de classe média do Brasil, o aeroporto é a melhor saída, uma minoria pensa dessa forma escapista, um grupo privilegiado essa é a verdade, desconhecem a miséria, os esgotos, a seca, os dependentes dos bolsas da maioria do povo, no entanto, são conhecedores da teoria de frases de efeito, por exemplo, educação resolve tudo, triste realidade brasileira é cada um por si, salve_se quem puder.

  25. Impecável! Este país cheio de leis que são feitas para serem descumpridas, crimes sem punições, tornou-se o paraíso de corruptos, traficantes e gente desclassificada. Se pudesse já estaria longe e nem brasileira mais seria.

  26. Sim, Sabino! Você é minha catarse possível. Sinto um cansaço enorme ao assistir as mazelas do meu país que parece sempre estar empacado, agora regredindo. Você é nosso alento. Obrigada.

  27. Andei refletindo sobre estes tempos de sentimentos confusos e incertezas, não consegui organiza--los, mas seu texto os organizou, mas a vontade de escapar "nao sei para onde " permence, queria viver junto a gentes normais, obrigada por texto tao sensível

    1. Também penso em sair do Brasil. Se depois da vacinação a população não botar o BOZOBOSTA e família para hora da política brasileira. Sinceramente me vou. Para onde não sei. Não tenho filhos e posso viver onde me der na telha.

  28. Belo desabafo! Para sermos um dia "gente normal", precisamos combi ar de caminhar em alguma. Politicamente falando, acho que esta possibilidade hoje poderia se materializar com um governo eleito no promeiro turno, com maioria programática no congresso. Acho isso possível com MORO e MOURÃO ou vice versa.

    1. Perfeito Remulo esta dupla seria d ++++++ Moro X Mourão ....

    2. "Precisamos combinar de caminhar em alguma direção".

  29. Texto magnífico, verdadeiro! Lamentavelmente alguém irá ofender o articulista por dizer a verdade que muitos insistem em não ver, por ignorância ou por pura malandragem.

  30. Perfeito! Não bastasse nosso presidente elogiar o canalha na inauguração, como pode o povo alagoano ter elegido elle para senador? E o mundo não está tão diferente. Argentina volta aos velhos canalhas. Nos EUA embate entre fanfarrão e gagá. Europa falindo. Só resta Austrália e Nova Zelândia, mas só para jovens. Não tem para onde fugir. O negócio é torcer para ter como comprar uma chácara sem acesso à internet e ser gente normal.

  31. Prezado Sabino, que escritor fantástico você é! Fala da crueza da vida e das criaturas asquerosas de nosso país com leveza, com uma dose instigante de humor. Adoro seus textos. Abs Stella

  32. Homens normais não mijam nas ruas em pleno sol do dia no meio dos transeuntes . Cachorro de gente normal também não faz cocô nas calçadas emporcalhando o espaço onde pisamos. Moro há 25 anos na Suécia, mas definitivamente o Brasil não saiu de mim. Leio e ouço diariamente notícias e comentários sobre a política brasileira

    1. Você sabe bem então o que é essa "doença" à qual ele se refere. Não dá pra se livrar do Brasil de uma vez? Aposto que aí há jornais, tv, revistas, política, etc. Livre-se do passado.

  33. Ótimo texto! Mas me deixou triste. Estamos sem perspectiva... Sou tão da paz! Seria tão fácil pegar este país gigantesco e fazê-lo gigante pra todo mundo!!

    1. Esse é exatamente meu sentimento! Temos tudo... e ao mesmo tempo... não temos nada, ou pelo menos não temos o mais importante... educação!!! Só um povo sem educação, e nela incluo cultura, autocrítica, discernimento, assiste a tudo isso sem indignação... Precisamos envelhever, aprender, nos educarmos para pararmos de agir como novos-ricos... pois nem ricos somos... embora p a maioria “O Brasil ainda é o país do futuro”!! Futuro q nunca irá chegar... pelo menos para nós...

  34. Caro Sabino, nem sempre foi assim, mas agora é seu o primeiro texto que leio, sempre. Os auto-intitulados “americanos” também não são normais, o passado remoto e recente comprova. Mas é fato que a estória - ainda não entendi porque baniram tal palavra - de que Deus é brasileiro é uma enganação: pela quantidade de gente ruim, de ignorantes, gente com má índole, com vícios variados, almas sebosas mesmo, o Brasil é na verdade o verdadeiro inferno. Vade retro.

    1. Assista o documentário " Quem matou Maria Marta" e vai entender que Argentina e Brasil, em matéria de moralidade, são irmãos siameses.

    2. Antes que alguém venha me aporrinhar em razão do meu “... é na verdade o verdadeiro...” eu quis usar uma figura de linguagem para enfatizar como acho o Brasil um lugar infernal... oxe!!!!

    3. Estados Unidos nunca, não tenho dinheiro nem paciência para isso. Já sonhei com a Nova Zelândia, mas agora há o risco real de levar uma cusparada do asqueroso José de Abreu... então, a Argentina me cai bem! Maradona é melhor do que Pelé...

  35. Como de costume irretocável, Mário Sabino. Seus textos irremediavelmente sempre são cirúrgicos, precisos e calam fundo na consciência do seu leitor. Tenho enorme admiração e inveja do bem de seu talento e criatividade... 👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼

  36. Belíssimo texto, que fala à todos os brasileiros de toda a nossa pobreza, principalmente da nossa falta de sabedoria, coragem para reagir a tantos descalabros. Para falar a verdade minha maior indignação é com a nossa compactuação com toda essa sujeira ,que existe em nossa política e não encontrarmos um meio de mudar tudo isso. Diferente de outros culturas, resolvemos abandonar o barco! Fácil não é? Até quando vamos preferir ficar sonhando em vez de buscar soluções?

    1. Porque chegou num ponto irreversível: o Brasil se consolidou como uma cleptocracia, e tem toda a força das instituições republicanas para mantê-la por muitas décadas, ou séculos.

  37. Um faroeste caboclo, um sofrimento eterno. Ser Steve Jobs nos EUA é fácil, queria ver ser Steve Jobs, nascido e criado, no braziu.

  38. Ótimo texto Sabino! Somos brasileiros, realmente podemos sair do Brasil, mas ele não sai de nós, sempre quando volto de uma viagem internacional, quando coloco o pé aqui me sinto na minha terra e me encho de energia para ajudar na mudança, me sinto cansado varias vezes também com o mecanismo político, empresários envolvidos em corrupção e eles que tem o poder de enquadrar políticos, capa Crusoé 132 desta semana. Esperança em 2022 termos candidatos fortes e alinhados verdadeiramente com Lava Jato

  39. Olvidastes de mencionar os marmanjos que, além de usar boné, vão a restaurantes de camisa regata, ostentando os peludos sovacos. Etc etc

  40. PC. Ao fim e ao cabo, o Brasil segue dominado por ladrãos, mergulhando em cocô (tão ao gosto de Jair Collor Calheiros Lula da Silva). Tudo com o apoio de quem descumpre as leis e a moral diariamente: povinho macunaíma.

  41. Concordo que deve ser doença, mesmo. É um absurdo ler coisas que escrevem brasileiros que moram no exterior. Sempre me pergunto, por que eles não se preocupam com o que acontece lá, em vez de ficar olhando para trás, para o Brasil e seus problemas? Acho mesmo que é doença. Não pretendo emigrar, mas se fosse, nunca faria isso. Se for para emigrar, então seria para incorporar a vida completa do novo país, do novo ambiente, etc. Infelizmente a grande maioria tem essa "doença" mesmo.

  42. Parabéns! Senti a mesma indignação quando vi o presidente elogiando o coronel das Alagoas. Lembrei-me quando, no segundo mandado de condenado ex-presidente Lula, ele teve o desplante de elogiar o ex-coronel do Maranhão e Amapá, Sarney, na época presidente do Senado, que estava debaixo de uma saraiva de acusações pela prática de crimes de corrupção e outros mais. Este é o Brasil, infelizmente!

  43. achei que iríamos começar a andar, ou pelo menos se mover um pouco em direção ao normal, caímos numa armadilha. Não vejo esperança a curto e médio prazo, mas quem sabe daqui a alguns séculos.

  44. Talvez não com seu poder de síntese , nem com o brilhantismo do texto , também escrevo desabafos como o seu , neste maravilhoso artigo . Se serve de consolo querido Sabino , nem todas doenças matam. Muitas até nos tornam melhor depois da cura . Sim , nosso caso com o Brasil não é (só !) amor , é doença . Viva aos “Brasils” que não saem de nós . Sinal que ainda existem saídas ... não estás que nos afastam , mas aquelas que insistem, em estando longe , nos trazerem de volta. . .

  45. fazem alguns anos que pensei que morar em Paris seria meu sonho . porém, nos últimos anos com protestos violentos, com atentados terroristas, com trens lotados de pessoas morando em periferia e com certa pobreza e agora com o covid estou passando a ter pena não só de nós e deles também ótimo texto

  46. Mário, precisamos resistir para um dia termos o normal por aqui. A turma da corrupção conta com o nosso cansaço e a nossa desesperança. Aqui no Rio Grande do Sul temos a máxima: não está morto quem peleia. Portanto, vamos pelear para varrer os trastes da campa.

  47. impotente e cansado, tornei-me cínico. passei a me divertir com essas indecências e incoerências. suas crônicas são minha catarse acompanhadas de café forte sem açúcar. o vazio da alma foi preenchido pelo prazer do deboche. pelo menos os personsagens se alternam entre mocinhos e vilões que se matam em perfeita harmonia. eventualmente somos surpreendidos com a esperança que a história terminará bem. mas é história viva e portanto felizmente não tem fim. enfim, vamos mantendo a distância, amigão!

  48. Mário, seus textos são geniais!! Aquele que você escreveu sobre os seus professores merecem ir pra uma moldura. Você está no mesmo nível do Roberto Pompeu e do JR Guzzo!!! Valeu Demais!!!!

  49. É Xará, a coisa está feia! Com certeza, o mundo piorou nos últimos anos! França não é a mesma de 10 anos! O bananão piorou, muuuuito!!

  50. Não há onde viver normal no mundo hoje Mario. Decidi ser normal em qualquer lugar que estiver. Saborear um bom texto toda sexta-feira. Apreciar qualquer vinho, porque o normal é o momento. Isso é normal. Saborear o que se apreciaria e apreciar o que é de saborear, preenchendo os vãos da alma.

  51. Nossa senhora, este seu artigo é a minha cara. Hoje acordei pensando em cancelar a assinatura da Crusoe,não me leve a mal, não é porque não goste da revista,pelo contrário,gosto demais. Mas este gostar demais me faz ver o Brasil como é e isto tem um preço alto: dor de estômago,vontade de vomitar, raiva... Quem sabe ao invés de cancelar a revista , cancelo o Brasil?

  52. É terrível sentir vergonha de ser brasileiro..terrível, mas real.De me perguntam onde gostaria de viver,eu costumava dizer:Em Portugal.hoje com milhares de brasileiros se mudando para lá,Portugal já não seja mais o mesmo...

  53. Vivendo na Franca há 25 anos, seu texto exprime meu mais profundo sentimento de frustracao por um Brasil que nunca será. É dificil explicar o que é "gente normal" a meus conterraneos.

  54. Pois é Mario, desde que fomos descobertos em 1500, até os selvagens, segundo o homem branco europeu, virou de cabeça para baixo. Somos o país da anormalidade. O que seja considerado normal, aqui não faz sentido, é intrínseco colocarmos tudo ao contrário.

  55. Na longínqua primavera da minha vida nunca pensei que, ao chegar neste outono inexorável, a expressão que eu mais repetiria seria : " Que tristeza " ! Pra tudo, pra todas as notícias que sou obrigada a ver cada manhã.

  56. Sei não... também desanimo muito. Mas tá ruim em todo lugar, é ver o caos que estão os EUA, o populismo e os atentados crescendo na Europa... conversando com outros que moram fora, todos se queixam. O que não deu certo mesmo foi a espécie humana, penso eu.

  57. Que desconsolo! Que tristeza ler esse artigo. Vc tb está indo embora do Brasil? E falar do nos de longe? De onde a vida é normal?

    1. Sempre fico profundamente triste quando vejo um brasileiro de bem, desistir de viver no Brasil! Menos um para lutar por dias melhores.

  58. Paris assim maravilhosa? Não vi nada disso quando lá estive. O Brasil é muito melhor que a França ou Paris. Você é que é um deprimido. Vá morar na roça E cultivatvteu próprio alimento. Acho que ficará feliz. Medíocre

    1. Eu acho incrivel alguem ser imbecil de dar dinheiro de assinatura para ofender o dono da revista. Va mugir sua ignorancia em Paris, Texas.

  59. Não saia agora não, precisamos de vc. O Brasil cansa mas a esperança em dias melhores é maior. Um dia aprenderemos a votar.

  60. 👏🏼👏🏼👏🏼💯👌🏼Talvez aí esteja o resultado de uma engenharia social irreversível, de tal modo que o país e seu povo esteja condenado a esta sina.

    1. Apesar das críticas q muitos brasileiros ignorantes fazem a Merkel chamando-o de comunista (esses críticos nem sabem o que é isso!), recebemos, e continuamos a receber, mais de 1 milhão de asilados no país. Comparando-se à França quase não temos problemas. Mas o país e o povo são bem organizados. Na minha cidadezinha temos agora um montão de árabes de div. países, mas vivemos em paz com eles. Pelo menos até agora.

  61. Lindo. Muito lindo. De um juazeiro gaúcho meio verde meio queimado para ti Mario. Talvez me sinta como uma árvore que pouparam na frente do Shopping por onde passo todo dia. Nessa poupança um lado dela morreu. O outro lado sobrevive amparado em estacas pois cresce solitário e desequilibrado. A árvore vizinha teve melhor sorte. Sobreviveu integralmente e viceja frondosa. Eu fico triste sempre que vejo a capenga mas secretamente torço por ela. Abraço Mario.

    1. Sabino!! hoje você falou falou mas nada disse. Entretento, toda via, isto não o apequena, seus meritos e seus predicados já conhecemos de longas datas🌞

    2. Dois insones de alguma forma sempre se entendem e pensam parecido. Abraço

Mais notícias
Assine
TOPO