Adriano Vizoni/Folhapress"Se há uma coisa que eu aprendi na OMC, é que tempo é uma commodity escassa, não pode ser desperdiçado"

Negociar (com flexibilidade) é preciso

O embaixador Roberto Azevêdo, que deixou o cargo de diretor-geral da OMC antes da hora para atuar no setor privado, defende a necessidade de reformar a organização, que foi paralisada por decisões dos EUA
21.08.20
Mais notícias
Assine
TOPO