Divulgação

Ministro da Educação discute retorno às aulas presenciais com o Congresso na quinta

15.09.20 18:22

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Ele deveria batalhar pela melhoria da educação no Brasil, algo de qualidade, não adianta falar em números de alunos matriculados se não há ferramentas básicas que melhorem as questões do ensino em todos os níveis. Porque não vamos ver o que as melhores economias do mundo fazem? Não precisamos reinventar a roda da carroça. Penso que o ensino público superior não pode ser totalmente gratuito nas Universidades Federais, quem pode contribuir deveriam fazê-lo. Os carentes teriam uma bolsa do governo.

  2. Não adianta nada por mais dinheiro na educação sem fazer mudanças estruturais. Alunos devem ficar no mínimo 7h na escola; graduando deveria fazer um provão ao sair da Universidade e paraeducadores ajudando o professor nas classes. É assim em todos os países civilizados. Simples. É só querer.

  3. A volta das aulas na rede básica no BR está longe da competência do MEC. Esse ministro é mais um que permanecerá falando bobagens distante da problemática da educação brasileira que se resolve nas salas de aula.

  4. O retorno às aulas presenciais deveria ser decidido por cada governador, já que cada estado tem características diferentes na pandemia.

Mais notícias
Assine
TOPO