Adriano Machado/Crusoé

Guedes admite que governo usa orçamento secreto para conseguir apoio

30.11.21 14:29

O ministro da Economia, Paulo Guedes (foto), admitiu nesta terça-feira, 30, que o governo federal executou emendas de relator, institucionalmente batizadas de RP-9 e integrantes do “orçamento secreto“, em troca de apoio em votações no Congresso.

Esse tipo de emenda tem sido o preferido da gestão Bolsonaro nas negociações em razão, sobretudo, de falhas na transparência. Pelas regras atuais, os nomes dos congressistas que pedem a alocação dos recursos não precisam ser revelados, por exemplo. O Supremo Tribunal Federal determinou a suspensão das execuções até que seja criado um mecanismo que dê publicidade ao instrumento.

Guedes minimizou a gravidade do uso do orçamento secreto, que não costuma obedecer a critérios técnicos e de isonomia, e lembrou que o instrumento foi implementando ainda na gestão de Rodrigo Maia, crítico ferrenho do governo.

Quando o presidente da Câmara era o Rodrigo Maia, houve o pedido dele de 30 bilhões de reais para o Domingos Neto, que seria o relator [do Orçamento] da época. Era o dobro de hoje, e não houve essa convulsão toda. Porque, possivelmente, naquela altura, o presidente da Câmara garantiu aqueles recursos para ficar independente do governo, fazer política mesmo sendo oposição ao governo. Ninguém reclamou“, disse.

O ministro sugeriu que as críticas ao orçamento secreto decorrem somente do fato de o governo usá-lo para conquistar votos para projetos de interesse do Planalto. “Agora que é a metade daquele dinheiro, mas é para apoiar o governo e fazer as reformas, todo mundo descobriu que o orçamento é secreto, que aquilo está errado. Aquilo não foi criado pelo Lira, aquilo foi criado e usado antes“.

Guedes avaliou ser natural que governistas tenham maior controle sobre a verba. “Não é errado, em lugar nenhum no mundo, que quem está no poder tenha mais comandos sobre recursos. É para isso que você ganha eleição. É natural que vá mais recursos para um lado do que para o outro. Me parece dramática a discussão porque tem um Orçamento de 1,8 trilhão de reais e está a maior briga por causa de 15 bilhões de reais. É natural que quem ganhou a eleição tenha um pouco mais de recurso do que quem perdeu a eleição“, emendou.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Ñ é só o Bolsonaro q ñ bate bem da cabeça. Guedes cada dia deixa mais claro, q tem algum problema mental. Num orçamento de 1,8 tri, ficar discutindo 15 bi, é ser dramático p/ o ministro. 15 bi Guedes, se bem direcionado, pode resolver importantes gargalos do Brasil. Os contribuintes ñ pagam seus impostos p/ o governo usar ele como bem entende. Existem regras e acordos tácitos, de como devem ser utilizados os nossos recursos. Pelo jeito, a farra foi grande. Moro Presidente 🇧🇷

    1. concordo c suas palavras....seu pensamento

  2. Duas estatuas de cidadão ético deveria ser exposto no Brasil :. Bolso.22 e Guedes! Gente da melhor qualidade! Parabéns ministro! Guedes para presidente!

  3. a parte mais fofa desse discurso é o cara falar que precisa da grana pras reformas... só se for as reformas do escritório das off-shore do pobre.

  4. Antes podia?!? Agora não?!? Tá tudo muito estranho Foda-se o Brasil ! E isso? Gozado! Foi sempre assim e agora não pode . Se for colocar na balança ninguém presta Impressa maldita!!!!

  5. Triste ouvir isso de um governo q jurou fazer exatamente o contrário. Guedes virou um capacho. Td q prometeu, nada fez. Sua melhor equipe, debandou. Ficou o ministro q não tem vergonha na cara. Moro22.

  6. Os argumentos de Guedes são dignos de um ministro que tem dinheiro fora do país e se beneficia com o caos instalado. Patético. Melhor ficar calado.

  7. Brasil é caso para Revoluçao armada e sangrenta .. fora isso daqui 30 anos vai estar do mesmo jeito Congresso / Senado / Exec / Stf !!

    1. Acabou de liberar o do Flavio !! O 01 …

  8. O ministro acredita tanto no governo Bolsonaro que colocou toda a sua fortuna fora do Brasil só está no cargo para receber informações sobre o mercado e aumentar sua fortuna

  9. Suas briguinhas contra o governo quem sofre é a população mais pobre. Vai atrás de quem gastou o dinheiro e como gastou. Custa manter repórter investigativo né. HIPÓCRITAS

    1. E os argumentos simplórios? O Villa tem razão, "é o Pacheco e seu imenso talento".

    2. É isso! Na cabeça dessa turma, declarar o roubo os torna inocentes! Depois, ainda há os paraísos-fiscais para legalizar o inaceitável.

  10. Este sujeito é um falastrão, enterrou nossa economia, ressuscitou a inflação e descambou o cambio, além de não ter moral pra ser ministro com dinheiro em paraiso fiscal. Um péssimo exemplo aos brasileiros. Já devia ter sido demitido.

    1. O Sociopata FAMILICIA com seu Clã colocaram o Ministro porque sabiam que seria manipulado e poderiam continuar com a esperteza das Rachadinhas e lavagem de dinheiro público.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO