Reprodução

Em debate tenso e caótico, Trump e Biden trocam golpes baixos

30.09.20 00:39

O primeiro debate entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o candidato democrata, Joe Biden (foto), nesta terça, 29, foi marcado pela tensão, com os dois políticos trocando acusações e golpes baixos o tempo todo. Trump interrompeu Biden diversas vezes, a ponto de o moderador Chris Wallace, âncora do canal Fox News, implorar para que ele deixasse o democrata falar. “Eu estou apelando para o senhor”, disse Wallace.

Em um dos momentos mais críticos, Wallace perguntou se Biden pretende aumentar o número de juízes da Suprema Corte se for eleito. A medida, que alguns chamam de “empacotar o tribunal”, tem sido sustentada por muitos democratas como uma maneira de diluir a influência dos ministros conservadores. Biden começou a responder de maneira generalizada. “Seja qual for a minha posição, se eu assumir isso, esse se tornará o problema”, disse Biden. Trump interrompeu dizendo que ele não estava respondendo a questão. “Responda a pergunta”, insistiu Trump. “A questão é que o povo americano precisa se manifestar. Vote agora”, disse Biden, olhando para a câmera. Trump continuou importunando, dizendo que Biden estava fugindo do assunto. “Cale a boca, cara. Isso não é nada presidenciável”, reclamou Biden.

Outra parte em que o nível baixou foi quando Biden insinuou que Trump não era esperto em lidar com a pandemia do coronavírus. “Muitas pessoas morreram e muitas outras vão morrer, a menos que ele fique muito mais esperto, muito mais rápido”, disse Biden. Trump irritou-se: “Você usou a palavra “esperto”? Você se formou como o pior ou quase o pior da sua classe. Nunca use a palavra “esperto” comigo. Nunca use essa palavra”, disse Trump. “Não há nada de inteligente em você, Joe.”

Trump também aproveitou o momento em que Biden falava de seu filho Beau, que lutou no Iraque e morreu de tumor cerebral, para dizer que outro filho, Hunter, teve problema com cocaína. “Hunter foi expulso do Exército. Ele foi expulso, dispensado de forma desonrosa por uso de cocaína. E ele não tinha emprego até você se tornar vice-presidente”, disse Trump. Biden admitiu que seu filho teve problemas com drogas, mas que superou o vício e que ele tem orgulho de Hunter. O filho do democrata não saiu do Exército com dispensa desonrosa.

Ao falar sobre as tensões raciais, um dos temas que estavam previstos para o debate, Biden afirmou que forças de segurança o estão apoiando contra  o racismo e a violência. Trump disse que ele deveria nomear os grupos que o apoiam, mas Biden não respondeu. O presidente então disse que os antifas, os antifascistas que participam dos protestos, acabariam depondo Biden. O democrata o chamou de “palhaço”. Trump disse que os antifas integram um movimento perigoso e radical. Biden respondeu que são apenas uma ideia e não uma organização.

O baixo nível se prolongou por uma hora e meia, sem intervalos. “Com tantas acusações e interrupções, esse foi um debate desagradável e cansativo para quem assistiu”, diz Oswaldo Dehon, professor de segurança internacional no Ibmec, em Belo Horizonte. “Trump não se portou como um presidente defendendo o próprio mandato. Em vez disso, ele falou para convertidos e atacou Biden o tempo todo, dizendo que é um socialista comandado pelo senador Bernie Sanders.”

Em um dos trechos raros do debate em que informações novas apareceram, o moderador Wallace perguntou a Trump se é verdade que ele pagou apenas 750 dólares em impostos federais em 2016 e em 2017, segundo revelou uma matéria do New York Times no domingo, 27. Trump respondeu que pagou milhões de dólares em impostos. Como Biden exigiu que ele revelasse suas declarações de imposto de renda, Trump reagiu com sinceridade. “Eu não quero pagar impostos. Antes de me tornar presidente, eu era um empresário do setor privado. Como qualquer pessoa do setor privado, a menos que você seja um estúpido, você trabalha em função das leis (fiscais)”, disse Trump. O presidente também afirmou que recebeu restituição de imposto de renda em 2010 como resultado de uma política implementada pelo presidente democrata Barack Obama. Biden prometeu cortar esse tipo de vantagens para favorecer as pessoas que precisam de ajuda. Trump o interrompeu: “Por que não fez isso antes?”.

Nos demais temas, Trump e Biden ressaltaram alguns pontos de suas plataformas. O democrata mostrou-se preocupado com o meio ambiente e citou a Amazônia. Biden prometeu levantar um fundo de 20 bilhões de dólares com outros países para premiar os governos que conseguirem evitar a devastação. Caso os países não forem capazes de proteger a natureza, Biden disse que eles poderiam ter de enfrentar consequências significativas.

O presidente Trump prometeu uma vacina para o coronavírus para logo. Biden disse que não é possível acreditar em Trump, uma vez que os cientistas não acham ser possível distribuir vacinas em um prazo tão curto.

Os dois também discutiram sobre o uso de máscaras. Trump disse que usa máscaras quando é pressionado e mostrou que tinha uma no bolso do paletó. Ele então provocou Biden, dizendo que o democrata usa máscaras o tempo todo, mesmo quando está distante de várias pessoas e a maior que ele já viu. Biden respondeu que o Centro de Controle de Doenças afirmou que se todos usarem máscaras até o final do ano, 100 mil mortes serão poupadas. Trump disse que ninguém tinha dito aquilo. “Ninguém sério falaria o contrário”, afirmou Biden.

O democrata continuou dizendo que Trump é totalmente irresponsável em sua postura sobre distanciamento social. Afirmou que as máscaras evitam a propagação da Covid e deveriam ser usadas em atos de campanha. O presidente argumentou que Biden age assim porque não consegue atrair muitas pessoas. “Se você conseguisse juntar multidões, faria o mesmo que eu. Mas ninguém se importa com você”, disse Trump.

Sobre o retorno ao trabalho e a abertura de escolas, Biden afirmou que os americanos preferem segurança. “Não se pode resolver a economia, sem resolver primeiro a crise da Covid”, disse Biden. Trump afirmou que as pessoas querem as escolas e os lugares abertos, pois querem retomar as suas próprias vidas. “Ele quer fechar o país. Eu quero abrir”, disse Trump. “Os Estados Unidos se tornaram mais fracos, mais doentes e mais pobres com Trump”, disse Biden.

Foi o pior debate a que os americanos já assistiram.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. TRUMP-BOZO / BOZO-TRUMP. Pena que o Bozo não percebeu ainda que foi usado e está prejudicando o país. Ou percebeu e recebeu alguma vantagem com isso??????

  2. Político é igual no mundo todo. Essa polarização iniciada pela esquerda mundial coloca pretos contra brancos, pobres contra ricos, conservadores contra progressistas, etc., mas no fundo mesmo o que rola é muita grana. O interesse sempre foi o dinheiro e o poder gera dinheiro.

  3. Eu acho que esse José poderia reciclar seus conhecimentos e acompanhar a história do mundo a partir da décda de 60, para ver o que mudou na concepção daquilo que ele entende por democracia, esquerda e direita. No mais, discutir com um imbecil deste porte é pura perda de tempo. É cansativo, principalmente uma pessoa que acompanha seus comentários pelo execrável KKK; é muito baixo nível!

    1. Rapaz, você não consegue nem definir o que é esquerda e nem direita. Defina ai para a gente. Quer ver se você passa no exame básixo de political science. Vamos ver. Mostre sua sabedoria!

  4. Caótica foi a participação do velho caquético. Esse idiota é político há 47 anos. Nunca fez absolutamente nada de útil. Se isso não é verdade, que mostre. O Trump é um homem de negócios e agindo como tal colocou a economia americana num nível jamais visto em toda a história. Com a pandemia, lá com o cá, os malditos esquerdistas quase colocam tudo a perder. Na California, 15 mil empresas deixaram o estado em razão da absurda regulamentação vigente. Democratas = Petistas= LIXO.

    1. Kkkkkkkkkkkk. Homem de negócios falido, que vivia de subslidios e nem declarava imposro de renda. Crescimento econômico baseado nas políticas do Obama, que recuperou o país depois da crise gerada pelo Bushinho. Cucaracha, você não deixa de mentir? Bozista = Lulista!

  5. Tem razão jornalista Duda, foi o ringue do golpe baixo. Já quanto à tensão, apesar de os dois estarem tensos.. trumpo leva o prêmio.. Acho q nunca, antes, foi visto fazendo por tanto tempo, caras e bocas fora dos ares ensaiados q costuma ter.. Mesmo o deboche e implicância q são nele absolutamente naturais, ontem pareciam muita energia e pouca conversão.Nunca o tinha visto preocupado.. ontem estava.Ele fala mal do próprio país.. das instit. e ameaça a democracia q diz defender. Trum sendo trump.

  6. " Foi o pior debate que os americanos já assistiram"; em outras palavras, nosso candidato é muito ruim, a esquerda americana (e a mundial também) desespera-se.

    1. Kkkkkkkkk. Bozistas com dois neurônios não possuem a capacidade cognitiva nem de se localizar no tempo e espaço. Imagine se eles conseguiriam fazer uma distinção entre esquerda e direita? Kkkkkkkkkkkkkkkk.

  7. Se Biden é pau mandado de Bernie Sanders (o que é verdade!), no bom português, PQP, é o há de pior na política americana, candidato das minorias revoltadas e inconsequentes. A desgraça americana começou com Obama, igual ao que aconteceu no Brasil, começou com FHC e foi aprimorada por Lula. É o buraco cavado pelas esquerdas.

    1. Eu acho que esse José poderia reciclar seus conhecimentos e acompanhar a história do mundo a partir da décda de 60, para ver o que mudou na concepção daquilo que ele entende por democracia, esquerda e direita. No mais, discutir com um imbecil deste porte é pura perda de tempo. É cansativo, principalmente uma pessoa que acompanha seus comentários pelo execrável KKK; é muito baixo nível!

    2. E onde no mundo, Jose, houve políticos honestos no poder? (Não é uma crítica a sua colocação, apenas a expressão de uma total desesperança na política)

    3. Kkkkkkkkkkkkkkk. Não há esquerda americana e nunca houve. Isso é papo de bozista ignorante sobre o mundo. Lá, todos os partidos políticos ou são do centro (democratas) ou da extrema direita (republicanos), mas eles já trocaram posições várias vezes na história. O Lincoln, por exemplo, que hoje seria considerado um esquerdista pelos racistas e beócios, era republicano. No Brasil não há partidos ideológicos. Há apenas dois grupos: honestos e desonestos. O último grupo sempre esteve no poder.

  8. Como o poder se toma é não se conquista, entendo que neste caso está sendo trata da a competência cívica dos americanos da mesma forma como acontece nós demais países tidos como apenas parceiros de poder para continuarem assim exercendo sua intenções.

  9. Tempos difíceis, em que governantes perderam o bom senso e a civilidade; criam suas regras próprias com base em necessidades individuais em nome do coletivo. Que pessoa monstruosa e cruel esse Trump! Um sujeito inominável que defende o fascismo, a falta de escrúpulos em qualquer situação. E bem aqui no Brasil temos uma cópia mal acabada desse sujeito em forma de governante que para completar, age como um servo cego, capaz de entregar o país para demonstrar subserviência. Horror! Humilhação!

  10. Esse debate de pretendentes ao cargo mais importante de um dos maiores Estados-nação do mundo mostrou muito sobre o desejo sem limites pelo poder e o desprezo pelos contribuintes e pela população do país e do mundo. São dois patetas endinheirados querendo satisfazer seus egos com o poder e os holofotes. Mais nada.

  11. Que triste espetáculo de regressão de civilidade!!!.... Saudades da classe, da inteligência, da honestidade, da honradez, da seriedade, da efetividade e da cultura do BARACK OBAMA, um verdadeiro e edificante líder!!! OBAMA cometeu apenas um erro em sua vida digna e realizadora, assim mesmo por erro dos serviços americanos de informação: ter dado, embora apenas no início, crédito ao farsante marginal-zumbi-luladrão! De resto, é um líder exemplar e deveria voltar à presidência dos EUA.

  12. Um verdadeiro show de horror. Um Trump mal educado e grosseiro e um Biden que tentou manter a calma diante da selvageria do oponente. Se fosse MMA, o Trump seria o borrachinha bozista e o Biden o Adesanya.

    1. esse José...quer parecer a única luz, no fim do túnel! sqn

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO