Mateus Bonomi/Crusoé

Consultoria do Senado diz que reeleição de Alcolumbre é inconstitucional

24.09.20 14:09

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Parabéns ao senador de primeiro mandato Alessandro Vieira (Cidadania -SE) que requereu a consultoria, que concluiu pela inconstitucionalidade da reeleição desse péssimo presidente do senado. Agora é com Gilmar Mendes no STF. Lá, quase todas decisões viraram políticas, logo tudo é possível.

  2. Está aí uma utilidade da estabilidade do servidor público, que corajosamente foi contra o presidente da própria instituição. Parabéns ao servidor, mas que na verdade nada mais fez do que ler um parágrafo da CF e concluir o óbvio.

  3. Como pode tanta ignorância num sujeito presidente do Senado . Esta leva de apedeutas no governo atual deveria ser minuciosamente estudada por cientistas para saber se há matéria fecal misturada no cérebro dessa turma , pois a ideia fixa é séria e num único tom, corrupção ,corrupção, corrupção.

  4. Se o caso não estivesse nas mãos de beiçola ainda haveria uma chance da constituição prevalecer mas na mão do professor de Deus a decisão será de acordo com o que for melhor para uma pequena casta.

  5. Qualquer mudança na constituição ou alteração nessa regra isso sim se chama golpe, autoritarismo ou desrespeito à constituição. Isso sim o sistema deve combater.

  6. Afinal, já se sabe como a urna do senado foi estuprada ao substituir-se o Seis pelo Meia Dúzia? Lutemos para podar o total de senadores. Bastam dois por estado da federação. Os fundadores dos EUA acertaram ao adotar tal fórmula; copiamos mal a experiência deles. E, notem, os membros da câmara baixa americana somam 435, totalizando 513 no Brasil! A Suprema Corte atua como colegiado, tendo apenas 9 Juízes e menos de 600 servidores. O STF exibe 11 ministros e 2.800 empregados; dissipamos a verba.

    1. A obesidade mórbida da superestrutura política é compatível com a corpulência do Estado disfuncional, no qual se ceva a maioria dos próceres nacionais, notórios por sua mediocridade. Muitos se enquadram na categoria 'Filhote de Papai-Papaizão', que se distingue apenas pela falta de distinção. São filhotes, também, dos grupos de interesse que se fazem passar por partidos políticos (ou legendas de aluguel). E como exabundam no País-Potência! Hoje são três dúzias. Em breve, uma centena. Lastimável!

  7. Precisa de uma consultoria para afirmar o ÓBVIO. Os nossos políticos são inacreditáveis. Ridículos, abaixo dos medíocres, golpistas de ocasião.

    1. Até às pedras sebem que na mesma legislatura, reeleição do Presidente do Senado e da Camara dos deputados, estao vedades pela lei maior do país. A Constituição Federal

Mais notícias
Assine
TOPO