Adriano Machado/Crusoé

Após condenação da União por ofensas de Gilmar a Dallagnol, projeto prevê que autor dos insultos pague indenização

11.08.20 16:08

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Esse Ministro do STF, defensor da bandidagem, não deveria ser declarado suspeito em ações que envolvem o pessoal da Lava Jato?

  2. Esse Gilmar (figura feia, horripilante), representa tudo de ruim num ser humano! o que já causou de mal a esta nação não tem limites.

  3. Quem devia pagar a indenização é esse canalha vagabundo que responde pelo nome de Gilmar Mendes. Ele ofendeu, mas o governo federal, ou seja o contribuinte paga por ele.

    1. Quer dizer então que a nem essa a Máfia de Brasília vai pagar?

    2. esse energumino coprofago ofende o Dallanhol e o povo é que paga a conta, que beleza os constituintes deixaram para o povo brasileiro

  4. Deltan estava certo em exigir isso, mas quem sabia até hoje que a união que iria arcar com isso ? Vale lembrar que Deltan vai doar o dinheiro e que a AGU pode cobrar isso do Gilmar Mendes. Será que vão cobrar a AGU? (George, o chucro).

    1. Somente para reavivar a memória o PAD (Processo Administrativo Disciplinar), apura ilícitos de cunho administrativo praticado por servidor público, no exercício de suas funções, cuja pena oscila da advertência até a demissão e, todos os servidores públicos estão passíveis do cometimento de ilícitos administrativos...

    2. Absurdos e mais absurdos quando o tema é atinente à S.Exas... se fosse um servidor público com sangue vermelho, ou seja, um mortal a Corregedoria do Órgão que estivesse vinculado ao menos instauraria um Procedimento Administrativo para apuração dos fatos em âmbito administrativo, o que obviamente não irá acontecer.... Mais absurdos... até quando?????

  5. Esse é mais um projeto oportunista. Porque o limite de 10 SM? Onde já se viu isso? Ninguém, em qualquer segmento, privado ou público, estes em especial, tem mandato da população para proferir ofensas, a quem quer que seja. A responsabilidade é única e exclusiva do autor das ofensas. Ainda por cima, é flagrante covardia esconder-se atrás de uma função nobre, tão mal utilizada, como a de Ministro do STF.

  6. Alberto (Belém-Pa). Isso é uma vergonha ! Quando a gente pensa que já viu tudo quanto é absurdo na legislação brasileira, eis que aparece uma lei estapafúrdia como essa. O famigerado Gilmar Mendes, condenado pela justiça por ofensas pessoais aos membros da Lava Jato de Curitiba não vai desembolsar um centavo, quem vai pagar é o contribuinte brasileiro. Só no Brasil mesmo.

    1. Esse inepto urubu asqueroso, deve estar rindo da esdrúxula solução, pobres contribuintes. Eles são exímios em virar o jogo, nada me revolta mais que a punição de um juiz corrupto: Salários e pinduricalhos para curtir a aposentadoria compulsória. Esse descalabro tem que ser corrigido, vivem as custas do contribuintes que bancam as mordomias de ineptos adeptos da impunidade e da procrastinação da punição de corruptos. Eca!

Mais notícias
Assine
TOPO