A PF e o Pegasus

06.08.21

A Polícia Federal reuniu delegados de elite, tempos atrás, para conhecer as funcionalidades do Pegasus, o superprograma israelense capaz de invadir dispositivos eletrônicos sem deixar rastros. Os policiais que assistiram à apresentação, organizada pela empresa que vende o software, ficaram maravilhados e manifestaram interesse na aquisição. Oficialmente, a PF garante que nunca comprou o software. Nas últimas semanas, o Pegasus virou notícia em todo o mundo após a revelação de que foi usado indevidamente para espionar políticos e jornalistas de países como França, Hungria, Marrocos e Arábia Saudita.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéUnidade da PF em Brasília: corporação diz que não comprou o sistema-espião

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Se existe ferramentas "Pegasus" para "espionar" (investigar), desde que seja motivada independente da LGPD, aqueles que nada "temem" jamais serão em tese prejudicados.

  2. Com a dinheirama que circula em Brasília, é provável que alguns donos de partidos políticos já tenham esse software de espionagem e já o usem para fins obscuros…

    1. Não somente os donos dos partidos, lobistas, etc.....

  3. Temos parte das Forças Armadas cooptada. Agora o Aras é em última análise, o Controlador das Investigações da República. Um sistema de espionagem como o Pegasus, nas mãos do governo, seria o fim da nossa liberdade. Imagina, é só mandar um SMS para determinado número de celular e mais nada. A partir daí, todas às informações são coletadas. ISSO É SÉRIO. Isso é muito sério, já que o atual governo, tem um histórico de levantamento de dados de opositores e da imprensa.

  4. Quem não quer uma polícia bem equipada vive do crime ou é beneficiário dos que vivem. No Brasil o " cala bouca " é um poderoso ativo financeiro para quem vive de divulgar a verdade...

  5. os EXEMPLOS EXECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! São DEGENERADOS MORAIS que IMPEDEM o BRASIL de AVANÇAR! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

  6. Pois é. Dá pra acreditar que “ninguém” autorizou a compra dessse software? Pois saibam que essa historinha começou naquela célebre viagem do spray nasal mágico pra “curar a covid”, em Israel. Lembram? Aquela em que o nosso impoluto Ministro das Relações Exteriores levou uma bronca da pesada porque estava sem máscara.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO