Invasor sem nome

17.01.20

O propalado cuidado redobrado da segurança presidencial em decorrência do atentado sofrido por Jair Bolsonaro em Juiz de Fora tem lá seus limites. Dias atrás, Crusoé noticiou que um homem foi preso ao invadir o gramado do Palácio da Alvorada na madrugada de segunda-feira. Estava aparentemente fora de si e chegou a atravessar o espelho d’água que separa a área externa do extenso campo verde em frente à residência oficial do presidente. Pois bem. O homem foi detido pela guarda, que teve de disparar balas de borracha para contê-lo, e depois levado até a Polícia Federal, responsável por dar prosseguimento a casos do tipo. Só que como ele estava “aparentemente sob efeito de drogas” não foi possível nem fichá-lo e, segundo a PF, os seguranças da Presidência preferiram levá-lo até um hospital. Resultado: a polícia diz que não pôde dar prosseguimento à ocorrência porque não ficou nem sequer com o nome do invasor. Trata-se de uma evidente falha de segurança. O protocolo determina que, em situações assim, o detido seja identificado e posteriormente investigado, até para evitar riscos futuros. A cartilha, pelo visto, foi desconsiderada.

O registro da ocorrência na PF não tem o nome do invasor

Já é assinante?
Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Assine a Crusoé

*válido até 30/06/2021

Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Se pegassem esse sujeito, logo pela manhã os agentes do PT, Psol, e o nanicos comunistas já estariam em campo para defendê-lo. Até o momento Adélio Bispo não abriu o bico e, mesmo que o faça, será tido como um débil mental. Quem sabe é apenas um teste da esquerda para sentir em que ponto o presidente pode ser novamente atacado?! Abram os olhos, pois o inimigo nunca dorme.

  2. Não faz nenhum sentido isto. A investigação deveria começar de imediato. Invadem a residência oficial do presidente e o sujeito não é indiciado ? Ainda mais um Presidente que já sofreu um atentado ... que absurdo

  3. O gen Heleno anda tão empenhado em defender os arroubos alucinados do presidente, que se descuida de sua segurança física.

  4. Esse despreparo é visto em todos o setores do país, com tantos governos incompetentes era de se esperar, sai um, entra outro, sempre farinha do mesmo saco, falta decência.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO