MarioSabino

Uma gororoba em cima de tudo

23.05.19

A empregada lá de casa pediu, com ar compungido, para conversar comigo sobre “um assunto”. O assunto era um pedido: queria ser demitida. Perguntei o motivo, visto que não parecia haver problema entre nós. Ela respondeu que realmente não tinha nada a reclamar de mim, muito pelo contrário. Mas que precisava do dinheiro da indenização e do fundo de garantia para saldar uma dívida. Deu-se, então, o seguinte diálogo:

— Você se incomodaria em dizer de quanto é essa dívida?

— Da última vez que puxei numa lan house era de 9 mil num cartão e de 6 mil noutro cartão.

— Você tem dois cartões de crédito?

— Na verdade, eu tinha oito.

— Oito?

— De banco e de loja, que também é crédito, né?

— Mas como você conseguiu tanto crédito?

— Eles davam, seu Mario… Eu já negociei com o Banco do Brasil e o Bradesco. Agora só falta o Santander, para limpar o nome.

— Mas se eu a demitir, você poderá ficar sem emprego, a menos que já tenha arrumado outro.

— Não, o senhor me demite, mas eu continuo trabalhando para o senhor.

— Sem registro?

— Sem registro.

— Mas isso é fraude, é ilegal.

— É?

— É.

— …

— Você ficaria trabalhando sem que eu pagasse INSS, FGTS, esses encargos todos.

— Sem nada na carteira, né?

— Nada.

— Para o senhor é melhor.

— Não é assim que funciona.

— O FGTS não é meu?

— É.

— E se eu pegasse só o FGTS para pagar o banco, sem que o senhor me demitisse?

— Não pode.

— Não?

— Não.

— Nem se o senhor autorizasse? O senhor é que paga.

— Pago para o estado manter uma poupança para você. Poupança que rende pouco e que você pode retirar apenas no caso de demissão e aposentadoria, basicamente. Parece que agora também dá por meio de distrato, mas você não poderia continuar trabalhando aqui e acho que perderia dinheiro. Por mim, eu pagaria a você, sem estado no meio, mas não deixam.

— Ah.

— Estou curioso: quando você conseguiu tantos cartões?

— Já faz tempo.

— Quem era o presidente?

— Acho que a Dilma.

— E como você conseguiu acumular uma dívida tão grande?

— Eu também emprestava o cartão para os meus parentes e eles não me pagavam.

— Você emprestava o cartão?

— Pois é, seu Mario, não dá para confiar nas pessoas.

— Você já foi ao Santander, para negociar?

— Não.

— Quando foi a última vez que você verificou o valor da sua dívida?

— Eu puxei em outubro, guardei o papel.

— Faz sete meses, essa dívida deve estar muito maior.

— Os juros, né?

— Façamos o seguinte: você puxa a dívida de novo e vai até o Santander. Negocie e me diga para quanto baixaram. Vamos ver se conseguimos dar um jeito, sem que eu a demita, está bem?

Sei que é um diálogo banal, mas é justamente essa banalidade que causa desalento. Porque nela estão embutidos, em corte longitudinal, a fragilidade social brasileira (num país moderno, eu não teria condição de ter empregada) e o absurdo de uma legislação que onera o empregador e impede o trabalhador de fazer ele próprio a sua poupança e de usá-la com liberdade. Porque nessa banalidade estão embutidos, em corte transversal, o estelionato de um partido que endividou gente pobre e ignorante, para simular crescimento econômico através unicamente do consumo, e a cumplicidade de um sistema bancário que já sabia que isso não poderia dar certo, mas ainda assim precificou o estelionato político da expansão irresponsável do crédito por meio de juros extorsivos.

Depois da conversa reproduzida acima, fui almoçar e deparei com uma maionese recoberta com batata palha que ela preparou para mim:

— De onde você tirou esse prato?

— Da internet.

— Ah.

O Brasil é uma gororoba em cima de tudo.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Lula e Dilma merecem a guilhotina por enganarem as pessoas !!! Sinto um ódio deles por estas e tantas outras histórias parecidas de ilusão de poder econômico que deram às pessoas pobres

  2. Bem isso mesmo ,o sujeito tem um limite no cartão de crédito 100 vezes mais alto que seu salário,isso não poderia dar certo mesmo!

  3. O comentário sobre o diálogo é uma síntese perfeita - que me esforçarei em decorar porque a compreendo perfeitamente - de um país inviável.

  4. Sr. Sabino, artigos como esse deveriam ser publicados em todos os jornais, porém poucos os lêem. Expostos em cartazes pelo Brasil a fora. Mas aí com certeza o Sr. e sua revista provavelmente teriam problemas com nosso política clientelista de 500 anos, e também com os poderosos Bancos, todos vivendo dessa ignorância

  5. Um funcionário me solicitou a mesma coisa e o diálogo foi muito parecido com o seu. Como é difícil para essa gente simples entender o emaranhado de nossa legislação trabalhista e que crédito não é presente.

  6. Em plena "Era do Conhecimento", apenas 15% dos brasileiros de 17 a 65 anos são tidos como completamente alfabetizados (!). Trata-se de uma situação desesperadora. E pensar que perdemos a "Janela de Oportunidade" do tal "bônus demográfico" pelas falsas lideranças do lulopetismo. Os humildes não merecem esse destino.

    1. A economia chilena está muito melhor que a nossa. O que dizer?

  7. Uma proposta... vocês são bons e existem matérias que são atemporais como está... coloquem em domínio público após um mês!!! sejam cidadãos...

    1. Desculpe-me Orson. Mas é NOSSA tarefa enquanto cidadãos, tornar mais conhecida do público estas matérias atemporais.

    1. Antonio, "gente assim" nunca ouviu falar nem teve acesso a educação finceira. "Gente assim" é vítima dos bancos e espertalhões que querem lucrar em cima da pobreza e ignorância dessas pessoas.

  8. Caro Sabino, veja você: eu um sujeito com doutorado e tudo também cai nessa do crédito diarreia dos tempos do PT. Hoje estou pagando consignado até 2022.

  9. Isso ainda é aceitável Mário, pior é quando nos procuram p/trabalhare pedem para não a registrá-las porque perderá o Bolsa Família.

  10. Tive um casal que trabalhava para nós. Houveram essas facilidades e ele se endividou muito. Preferiram ser demitidos e voltar para o interior. Depois fiquei sabendo pela esposa Lucia que Juarez seu esposo havia se suicidado. Triste Brasil

  11. Quando minha faxineira, que vem 1 x por semana, me falou de como estava a vida financeira dela, percebi a confusão! Expliquei como os banqueiros enriquecem com todo e qquer plano econômico, e já que somos ensinados a não roubar mas não somos ensinados a não ser roubados, comprei uma agenda p ela, e falamos sobre finanças. Hj fico feliz de ver que ela não tem dívidas, não tem cartão por opção e tem uma poupança!

  12. Que tristeza é essa genteestimulada por esse governo do PT a fazer dívidas e mais dívidas a comprar coisas eles poderiam ter pegado todo dinheiro do nosso imposto ter feito o saneamento básico investido nas gestantes para nascer crianças saudáveis investir na infância é um desalento totale com a conivência de instituições bancárias de um governo f************ que ao invés de da educação para essa a gente leva eles ladeira abaixo.

  13. A minha me pediu p ser a fiadora do contrato da faculdade da filha. _ Mas a menina não gosta nem de estudar! _ Vai fazer direito! A faculdade foi na escola pública e selecionou uns alunos. O governo vai financiar! Passado o primeiro ano a moça abandonou o curso. Agora terá que pagar a dívida. Eu recusei a proposta! _

  14. Excelente texto, Mário. Realista e mais uma vez nos ajuda a pensar o que teria que mudar para essa mudança. Preferia não ter a funcionária doméstica, se isso fosse uma realidade social. Ou seja, atualmente, no que essa senhora trabalharia com o seu nível de conhecimento? Muito piores opções, com certeza. O que define o trabalho? Educação. Divisor de águas. Meu filho tem 21 anos, assim como o da minha doméstica. O meu termina engenharia em 2020 e o outro nem ler bem sabe.Geração Perdida com o PT

  15. E pensar que por volta dos anos 70 eu não tinha nem um cartão de crédito e já tinha uns três filhos; a coisa apertava; a grana acabava lá pelo quinto dia após o pagamento; e ninguém morreu. Vivemos todos e todos vencemos!

  16. O país só mudará de fato quando começarmos a combater os verdadeiros inimigos da nação: os banqueiros. Nos USA existem milhares de bancos. Aqui nós temos cinco, um oligopólio especializado em roubar 200 milhões de idiotas, obter lucros astronômicos mesmo nas piores crises, sem produzir um parafuso e sem pagar impostos sobre dividendos.

    1. E quando lembro que o petismo foi eleito e reeleito , com aquela conversa de acabar com a pobreza, está aí o resultado, o Lulismo acabou mesmo foi com os pobres coitados!

  17. Realidade caro amigo. Fomos, todos, enganados por muitos anos e vai ser difícil corrigir esta porcaria toda, talvez algumas gerações. Já imaginou se continuasse?

  18. Sou vítima de trama parecida. De forma indireta, sofro com a forma ignorante que minha sogra se endivida em cartões fornecidos inescrupulosamente pelos agiotas oficiais (bancos e grandes lojas que possuem cartão próprio). Para evitar que ela morra de fome na mais completa miséria, a família termina recebendo a trolha.

  19. Tenho uma Filha que vive no exterior, há mais de 15 anos. trabalhou 6 anos nos EUA, mais alguns anos na Eslováquia, hoje, casada com um holandês, vive na Holanda. Lá fora: todas as "leis trabalhistas" cabem numa folha de papel. Onde empregado e empregador escrevem o que combinaram e...pronto. Se alguém não cumprir podem recorrer a um Juiz... Justiça do Trabalho não existe, é Jaboticaba brasileira.....

  20. Dó da sua empregada. Ela é vitima por ignorância - não sabe o que faz - de gente que sabe muito bem o que está fazendo. Por favor, Mário, faça uma boa ação - dê umas aulinhas pra sua empregada, pra ela deixar de ser trouxa, "tadinha"! . Eu sei que vc é muito ocupado, mas assim como teve tempo para esse diálogo com ela, arrume um jeito de ter outros, sempre que tiver uns 10 minutos, talvez no horário da gororoba. Faço isso sempre com a minha diarista. Ela está esperta que só!

  21. reforma trabalhista pra inglês ver. em relação aos consignados parece que o tiro saiu pela culatra, os Estados e municípios deram um calote nos bancos: descontaram dos funcionários e não recolheram aos bancos, resultando: o empregado pagou e agora tá negativado. No Piauí está assim...

    1. Sim, veja o Ciro que prometeu tirar o nome de todo mundo do SPC.

    1. Nem precisam ir na casa; fazem tudo pelo telefone. Depois, em caso de dúvida/desistência/discordância, o idoso não tem a quem recorrer. Não emitem contrato nem qualquer comprovante.

  22. O crédito fácil continua atraindo milhares de pessoas ,que desconhecem o “juros sobre juros” ,ou estão com a “corda no pescoço “sem outras opções .Depois se surpreendem ao ver o montante da dívida acumulada que se tornou impagável .

  23. é Sabino...parece um dialogo que tive com minha empregada...igualzinha...impressionante!!!!...apenas a minha disse que o motivo dela ter tantos cartões é que o PT um dia iria dar um jeito...tentei explicar a ela que era mentira e a única coisa que ela deveria fazer é investir na educação dos filhos para poder mudar esta situação no futuro e não ficar refém de espertos...resumo...entrei e negociei com cada cartão para ela...difícil viu, pois o pessoal de cartões também estão na idade média.

  24. Essa estória merece continuação. Fiquei curioso em saber como você resolveu esse imbróglio trabalhista. Tenho a impressão que a reforma trabalhista foi tímida demais. Estamos sempre fadados a viver em cima do muRo

  25. Muito boa sua analise. Aproveitando gostaria que vcs fizessem uma reportagem ampla sobre uma coisa que está impactando muitos brasileiros e paralisando a Justiça do Trabalho. É a inconstitucionalidade do uso da TR como correção monetária nos precatórios e nos débitos trabalhistas. É um escárnio total. Desde 1991 se discute isso e já naquela época o STF declarou a TR imprestável com fator de correção monetária por ser uma taxa de juros pré-fixada. Estamos em 2019 e continuamos essa discussão.

  26. Então Sabino, esse assunto acredito envolve maioria dos pequenos empresários, com o tal ACORDO para demissão e tem causado várias situações além da relatada por ti.. outra, o funcionário começa a agir de forma a forçar uma demissão, se optar por fazer as advertências, até concluir, o estrago causado é muito grande... Esse assunto mereceria uma atenção maior, tanto da empresa ou empregador pessoa física como os níveis de endividamento Através dos cartões e empréstimos compulsório... Abraço e

  27. É A CORRUPÇÃO, ESTÚPIDO! O PROTAGONISTA, EX-ANTAGONISTA, SE TORNOU-SE IMPRENSA MARRON, TROCOU O COMBATE À CORRUPÇÃO PELA FUTRICA. BURROS,

    1. Petista, com certeza. Ignora o problema (sempre causado pelo PT) e muda de assunto.

    2. será que é maluco? rasga dinheiro? ou é só um Peteba chorando?

  28. Nessa mm linha o PT ,com o crédito,consignado deu a corda e o banquinho para o aposentado e aos bancos uma operação de risco zero

  29. Kkk, batata palha é uma praga. Vejo aos montes nos carrinhos de supermercados, coisa brega como aquelas músicas chiclete que o refrão gruda na mente mesmo que se deteste o ritmo. Tenho um lema, procuro comer somente o que eu mesma preparo, isso evita um monte de gororoba que geralmente são frituras. Qto ao drama da sua funcionária é muito mais comum do que imagina. O Plano Real nos livrou da inflação mas aí veio o PT e montou um esquema para que o pobre continue pobre e endividado.

  30. Tristeza do Jeca. A desigualdade nunca deixou de existir. Boa parte dos brasileiros é desonesta : do parente que não paga empréstimo ao banco que depena o cliente. Não temos solução

  31. Muito bom ler os seus artigos, Mário. Uma ilha de lucidez e inteligência num oceano de azeda militância passadista... Poderia escrever um artigo sobre o crédito de carro, sob a forma de leasing, para pagar em 6, 7 e 8 anos... No fim dava para adquirir 2 ou 3!

  32. Segundo o sociólogo Jessé de Souza, autor de uns bestellers ente esquerdistas, "A Elite do Atraso", "A Classe Média no Espelho", etc. você é um escravagista.

  33. Isso já aconteceu comigo. Parece que estava vendo o mesmo filme. Mas faltou falar do crédito consignado. Aquele que é descontado direto na aposentadoria dos idosos. Além da colaboradora doméstica, minha sogra também gastou o que não tinha com o consignado. Tivemos que pedir interdição dela e trazer para dentro de casa. Já não tinha dinheiro para remédios e o pouco que sobrava era para comer. É claro que só pega o dinheiro quem quer. Mas a facilidade para obter crédito é absurda !!

    1. Seu artigo tinha que ser distribuído em todas as estações de Metrô, Trens, Barcas, Rodoviárias e etc... Ensinaria muito pra muita gente!

  34. Perfeito!! Herança de uma politica social do analfabetismo geral, finanças, política, valores éticos, certo x errado....triste !!! Maravilhosa esta abordagem extremamente real!!!!!

  35. ja tive uma empregada por anos, que não quis nunca ser registrada para não perder bolsa familia de 3 filhos, e assim vai....ela tbem tinha mais cartoes que eu, so tenho 2

  36. e temos muitos ..Ela tbm infringiu a lei ao comprar em seu nome para terceiros-é ilegal. Caia dentro de uma instituição Governamental como INSS/auxílio doença- e conheça o Inferno. Mesmo que seu caso seja de aposentadoria por incapacidade física e que só tende a aumentar..MI SE RI CÓR DIA..o que médicos fazem com vc!!

  37. O que eu acho incrível é que o Sabino descreveu um monte de coisas erradas, absurdos, e quando a duras penas elegemos um governo que quer realmente mudar esse estado de coisas e a classe política não permite, nem a própria Crusoe apoia, só crítica. Estamos perdidos mesmo.

    1. Concordo, nem a Crusoe apoia. Entendo agora que ela é contra qualquer governo. O negócio é não apoiar.

    1. Deixe as religiões dos outros em paz, eu NÃO pratico mas sei da importância delas para a sociedade.

  38. Minha filha hoje estava feliz porque conseguiu um desconto de 95% em sua dívida de cartão q estava em 29mil (valor original de 7mil). Agora só falta o Santander. Ufa!! 64 milhões de brasileiros sem acesso a crédito por inadimplência. Ciro nesse ponto tinha razão. Não há economia q se desenvolva assim, a não ser o lucro dos bancos.

    1. E tem o caso do sujeito que tem um belo patrimônio, nunca compra a prazo, vai na loja e encontra o produto sendo vendido em 24 x sem juros. Pede desconto para pagamento a vista, que é negado. Tenta comprar a prazo e não consegue por não ter histórico de crédito...

  39. Lúcido e irrepreensível Sabini. Repetição do que aconteceu na minha casa. Só que lá a pancada foi de R3 mil reais e eu pude quitar. Pobre Brasil dos banqueiros. Selic de 6 por cento é juros de 500. É parece que não vai mudar, mesmo com cobras como o Paulo Guedese e o Mansueto Mesquita.

  40. continuando... Quando alguém for retirar sua previdência terá uma bela surpresa os juros serão menores que o da poupança e tem imposto de renda. Quem criou esta maracutaia inventada pelos Bancos foi o Presidente da SUSEP na época (2007) petista de carteirinha. É um estelionato oficial, ele tem um processo no TRF2 (RJ). São milhares de pessoas prejudicadas, pois os bancários são obrigados a "Vender" os produtos aos clientes, como se fossem consumidores. Se precisar dados é só pedir.

  41. Sensacional. Dei sonoras gargalhadas ante a verossimilhança dos fatos. E, graças a Deus coloca os Bancos. O pior disto tudo está na Previdência Privada que os Bancos empurram em cima dos trouxas. É um contrato leonino, em que inventaram uma série de taxas, como 'carregamento', entrada, saída, e administração. Pode? Pode sim graças a SUSEP. Isto merecia um grande artigo. É tão 'sacana' que os Bancos repentinamente retiraram as taxas na TV. E quem pagou? Vai ser ressarcido. Não obviamente.

  42. Impossível quantificar quantas pessoas estão exatamente na mesma situação da sua funcionária e, infelizmente, terão um futuro sombrio pelo resto de suas vidas por causa dessas dívidas.

  43. ótimo texto. Essa é a realidade de milhões de brasileiros. Eu me lembro quando o Lula disse que aumentaria a linha de crédito com o objetivo de criar uma nova classe social de modo que os brasileiros poderiam comprar carro, geladeira etc. O PT deixou uma herança maldita!

  44. depoimento. bem poderia ser uma ocorrencia policial ou junto ao banco central. Alguem poderia ser acionado para examinar o assunto. Como ocorrencia tem milhoes nesta situacao. Poderia acrescentar algo a sua ^estoria^ nada original.......

  45. Excelente, Mário. A vigarice da esquerda é mix d vaidade e ignorância econômica deliberada, resultando pura má-fé. Pra variar, quem mais sofre são os pobres

  46. Parabens pela análise do fato. Cauistica de sua funcionária pulula pelo Brasil a fora. O que fazer para mudarmos esta realidade deixada por 30 anos de comunismo?

  47. Quanto mesmo eram os lucros dos bancos e instituições financeiras na Era LuLADRÃO e DilmANTA ??? Bilhões ??? Nos trimestres, ou quadrimestres ou semestres ??? Os jornais nunca registravam como notícia os lucros anuais, mas de períodos de três, quatro ou seis meses. E eram na casa dos bilhões. Partido de trabalhadores sim! Só que de trabalhadores trouxas! E endividados!

  48. Mário Sabino, esse diálogo seria surreal em um país "normal". Aqui só compromete a sua saúde. A orgia dos bancos é obra do PT. Porque Meireles investiu tanto na sua candidatura, sabendo que perderia fragorosamente? Lula incendiou o empréstimo consignado para aposentados. A dupla Paulo Bernardo e Gleise surfaram junto com ele. Queria falar sobre o banco XP de investimentos (hoje Itaú). Sua economista chefe - Zeina Latiffe -, mulher de Marcos Lisboa, presidente do Insper.O espaço é exíguo. Abraço

  49. PARABÉNS, Mário Sabino !!!! Através do diálogo com a sua empregada (você é privilegiado por isso ) nos mostrou a realidade brasileira. Triste Brasil !!! Até quando ?

  50. Faltou escrever sobre o outro estelionato do PT. O crédito consignado que endividou os pobres aposentados, que não têm como quitar as suas dívidas. Pior, o PT (marido da Narizinho) ainda cobrava uma comissão que engordava os cofres do partido e dos partidários com dinheiro sujo. O Brasil estava se endireitando, mas veio o PT e entortou de vez. O problema é que agora temos um presidente frouxo, sem vontade de trabalhar ou governar. Sua vida se resume ao Twitter. Pobre país.

  51. Sou um pequeno empresário no interior do Paraná. Me deparo com muitos casos iguais, de funcionários que querem ser demitidos para juntar dinheiro e pagar contas. Atrapalha muito a empresa!

  52. Relato puro e cristalino.Parabens Sabino, ja passei por isso, tive 3 pequena empresass, quebrei, fiquei a merce da famigerada Justica Trabalhista e do Fisco. Decadas de populismo inconsequente, a irracionalidade do plagio da "carta d'lavoro", criando sindicatos onde o apice foi o "gigolo de operario" mor e seus asseclas que quebraram o pais, mas transformaram crapulas em bilionarios.

  53. Adorei Mario. Já tive funcionários assim. Você na verdade se sente responsável por aqueles que são frágeis e não refletem nem enxergam com nitidez. O sistema usa essas pessoas. Na praia um trabalhador temporário recebeu uma proposta para ser aposentado do campo ou da pesca mas ele fazia só telhado, ele largou tudo e foi para o nordeste e voltou se gabando que conseguiu duas aposentadorias mas os 3 primeiros meses seriam do sindicato tinha feito o acordo.

  54. Mario Sabino, muito bom. Um retrato fiel do que acontece todos os dias com todos os empregadores e seus colaboradores registrados. Seus textos tem essa visão realista que você tem e justifica a posse de Jair. Nós brasileiros queremos que isso acabe, não queremos mais ser massa de manobra. Temos que mudar e vai doer, na verdade está doendo. A dor de quem está mais vivo do que nunca.

  55. Essa é a realidade. Se estivesse em São Paulo, iria intermediar esta negociação. 20% no máximo. Certamente entre os leitores há algum diretor do Santander. Pessoal vamos corrigir esta encrenca.

  56. e não bastasse os telemarketings nos enfernizando e entuxando cartão sem a gente pedir, as vezes enganando dizendo q é cartão sem anuidade e é empréstimo que querem dar sem a gente pedir.

  57. Isso é generalizado Mario, a empregada lá de casa também empresta seu cartão em que as compras chegam atingir mensalmente 3x mais que seu salário, se houver uma falha ou morte do "associado" é buraco.

  58. E a dura realidade, e a atual gestão propôs estimular consumo e facilitar o crédito para ver se a economia anda. Repetindo a.formula do Mantega no governo Dilma. Populismo De ambos os lados e já sabemos onde é como terminou

  59. E os banquinhos para emprestar dinheiro para aposentados? Lembram? Só aquele maldito de mãos dadas a banqueiros e corporações com o legislativo comprado e judiciário indicado conseguiu espalhar tanta miséria e destruição. Imagine quantos foram pedir socorro para agiotas e trabalhar para o narco para se salvar. Pobre país.

    1. Exatamente. O maior fator que faz os juros serem astronômicos no Brasil é a inadimplência. Se os bancos receberem 10% da dívida, ainda terão lucro.

    1. Já aconteceu na minha casa e nós ajudamos a empregada a pagar a dívida depois que ela negociou com o banco. Infelizmente Não só os parentes mais os bancos também se aproveitaram dela.

  60. Perfeito! A didática de uma história cotidiana (banal) funciona muito melhor que mil argumentações bem elaboradas. Você passou uma imagem, e ela é reveladora.

  61. Do cacete, acertou bem no meio. Os pés-de -chinelo viveram a fantasia de ter crescido na vida recebendo esmolas das "Bolsas" e facilidades do crédito extorsivo. Se phuderam. Têm que sambar pra aprender. Pare com esse paternalismo Mario. Vc só vai perfumar a merda.

  62. Perfeito Mário!! A minha funcionária eu consegui salvar, pois ela " ganhou" o cartão do Bradesco e veio me perguntar como funcionava. Foi no governo da Anta mesmo. Por estas e tantas outras que digo que só educação salva este país.

    1. Eu acho que independente de qual for o governo,o que tem de ser feito é uma lei que impessa os bancos de darem crédito para que não pode pagar. Porque é com essas pessoas que os bancos ficam cada vez mais ricos. São milhões de pessoas com a corda no pescoço.

    1. boa análise, faz tempo que verifique isso... eles davam cartão de crédito na rua, mercado, loja.... esse é o mundo real... pena que jornalista na participa.

  63. Parabéns pela explanação da nossa triste realidade, Mário. Pena que a grande maioria dos sabotados e sabotadores muito provavelmente não leiam estas reportagens. Os sabotados por inércia cultural e os sabotadores por falta de caráter.

  64. Não poderia ter exemplificado com mais clareza o que aconteceu nos governos petistas. Fato corriqueiro: pobre endividado até o pescoço.

  65. Só faltou perguntar a ela se já havia feito alguma viagem de avião, que 2o. o 3M (maior mentiroso do mundo) Lula, ele proporcionou isso (com dinheiro emprestado é claro).

  66. Esta é a situação de uma multidão brasileira. Ingênuos aceitando cartões q são oferecidos tds os dias por telefone. Educação,é o nome deste problema,falta de discernimento é o mal do brasileiro.

  67. É complicado... era um consumo baseado em crédito irresponsável mas era isso numa escala de milhões de pessoas que girava a economia gerava empregos e impostos... equalizar isso é um desafio... bem moral dessa micro história quem não perdeu nada foram os bancos que de um jeito ou de outro vai ser ressarcidos com algum lucro ainda que no final negociem o valor da dívida

  68. Sim Mário! Deixam que todos acreditem que com cartões de créditos, celulares e internet o sujeito "subiu" na vida! Eles não suspeitam do quanto estão afundando na lama dessa vida ilusória! Valores invertidos!!

Mais notícias
Assine
TOPO