Agência BrasilBolsonaro e Onyx: o plano de eliminar a influência petista não é tão fácil de executar quanto parecia

A difícil tarefa de despetizar

O governo promete eliminar a influência do PT na máquina, mas já percebeu que não será fácil. O Incra, histórico bastião petista, é exemplo de como a prometida implosão pode se transformar em problemas
18.01.19

Despetizar, verbo intransitivo. A palavra foi criada pelo chefe da Casa Civil do governo Jair Bolsonaro, Onyx Lorenzoni, e dispensa complemento para ser entendida. Significa retirar do estado militantes e simpatizantes do PT, partido que se orgulha de ser a nêmesis de Jair Bolsonaro. A medida é entendida como fundamental para evitar sabotagens internas contra a nova gestão. Mas a experiência das primeiras semanas mostra o quanto ela pode ser difícil.

No Palácio do Planalto, um grupo de servidores que trabalhou no governo passado se aliou a integrantes do PSL para esquadrinhar a vida de funcionários da Casa Civil e do gabinete presidencial e elaborar um dossiê, cuja existência foi revelada esta semana por Crusoé, com perfis políticos. O trabalho resultou num papelório que foi entregue depois a Onyx e ao secretário de Governo, Gustavo Bebianno.

Do rol constavam desde telefonistas e responsáveis pela agenda presidencial até a ex-chefe de gabinete de Michel Temer, Nara de Deus, descrita como alguém que “fala mal dos militares e do presidente Bolsonaro todos os dias” e que “votou em Haddad” — o que ela nega.

Em outras áreas do novo governo, o problema não são os detetives do PSL alertando para o aparelhamento e tentando ajudar no processo de despetização. Na verdade, é o aparelhamento em excesso, que torna impossível afastar um petista ou simpatizante, sob pena de o processo acabar gerando problemas colaterais para o próprio governo.

O caso do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, o Incra, é exemplar. Antes mesmo da chegada do PT ao poder, o órgão sempre teve um viés de desapropriação condizente com aquela visão negativa da propriedade privada no campo que faz parte do credo da esquerda.

A partir do primeiro governo Lula, em 2003, seu aparelhamento foi rápido, fácil e crescente. E sustentou com movimentos como o dos Trabalhadores Sem-Terra uma relação de troca: petistas controlavam politicamente o órgão, abasteciam os movimentos com recursos federais e davam a eles preferência na escolha dos lotes de terra a serem concedidos. Em contrapartida, os sem-terra dosavam as invasões ao sabor do atendimento de suas demandas no governo.

Marcelo Camargo/Agência BrasilMarcelo Camargo/Agência BrasilJosé Rainha após visita a Temer no Planalto, tempos atrás: tentativa de manter laços com o novo governo
Com a chegada de Michel Temer ao poder, em 2016, o mecanismo foi mantido, mas o aliado preferencial do governo passou a ser Frente Nacional de Luta Campo e Cidade (FNL), de José Rainha Júnior. De principal estrela sem-terra no governo Fernando Henrique, Rainha tornou-se desafeto do MST e de seus líderes, como João Pedro Stédile, e aproximou-se do Solidariedade, o partido do deputado Paulinho da Força.

A aliança abriu caminho para que Rainha ganhasse espaço no Incra. Em troca, o governo Temer teria nele uma espécie de garantidor de que não sofreria problemas no campo. O presidente do Incra na gestão Temer, Leonardo Góes, foi indicado com aval de Rainha. Góes já era o vice-presidente da instituição na gestão de Dilma Rousseff e é um quadro formado no petismo: foi secretário de planejamento no Sergipe do governador Marcelo Déda, do PT.

Bolsonaro herdou o esquema sem ter pedido o legado. Quando chegou, Góes já havia saído — foi demitido em 28 de dezembro. Mas o novo governo pôs em seu lugar, ainda que temporariamente, outra figura ligada há muito tempo ao petismo: o chefe de gabinete do presidente do Incra que havia acabado de deixar o cargo, Francisco José Nascimento. O personagem foi chefe de gabinete de Rolf Hackbart, presidente do Incra durante praticamente todo o governo Lula.

A gestão de Góes e Nascimento no governo Temer, chamado de “golpista” durante dois anos e meio pelo PT e seus simpatizantes, indica que a despetização pode não ser só uma questão de mudar pessoas, mas também de alterar práticas.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéA ex-presidente Dilma Rousseff: petistas incrustados na máquina até hoje
O Incra do “golpista” Temer manteve a mesma estrutura anterior de favorecimento dos movimentos em troca da desejada paz no campo (e, por consequência, no palácio). A aliança incluía carta branca para gastar conforme os interesses de ocasião. A Bahia, de onde Góes é natural, foi, durante sua gestão, o estado mais privilegiado com as verbas do Incra. Com 30 mil assentados, em 2018, teve 32 milhões de reais em despesas empenhadas (quando o governo assume o compromisso de pagar). O pequeno Sergipe, onde Góes fora superintendente, tem 10 mil assentados e teve 14 milhões de reais em despesas empenhadas no ano passado. Para se ter uma ideia do quanto a conveniência mandava por lá, o Maranhão, estado com o maior número de assentados do país (130 mil, quase cinco vezes mais que a Bahia e 13 vezes mais do que o Sergipe), recebeu 6,2 milhões de reais.

Grande parte desses recursos acabou indo parar na mão dos movimentos de sem-terra, por meio de convênios que as superintendências estaduais têm autonomia para celebrar.

A área de eventos do Incra também foi amplamente utilizada para manter a boa relação com os grupos. Por ela, o instituto repassa os recursos para uma empresa, que por sua vez organiza encontros dos movimentos – sim, os eventos em que MST e assemelhados reclamam do governo são bancados pelo próprio governo. Há, aliás, suspeitas de que recursos destinados a eventos sejam, após chegar às empresas que recebem do Incra, repassados diretamente aos sem-terra. O controle sobre a prestação de serviços é praticamente inexistente. Trata-se de outra bomba herdada das gestões passadas.

Essa engrenagem orçamentária só é possível por ser acompanhada de uma engrenagem política. Os cargos no Incra que alimentam tal sistema são divididos entre os partidos que gozam de interlocução com os movimentos. Estes, por sua vez, moderam o ritmo das invasões em fazendas, na sede nacional do Incra em Brasília e nas superintendências nos estados, e do fechamento de estradas — isso, claro, a depender do bom desempenho do mecanismo.

Bolsonaro quer reverter essa situação, mas por enquanto não está muito claro como ele fará isso. O Incra agora está subordinado à recém-criada Secretaria Especial de Assuntos Fundiários, cujo ocupante é Luiz Antônio Nabhan Garcia, ex-presidente da União Democrática Ruralista (UDR). A promessa de Nabhan é endurecer com os movimentos. Ele exige, por exemplo, que todos sejam regularizados, com sede, estatuto e ata com representantes legais. Existência jurídica é tudo do que os sem-terra sempre fugiram, para não serem responsabilizados na justiça por invasões e depredações que promovem em nome da reforma agrária. “Somos a favor de reforma agrária com critério. Não será mais o MST invadir e o governo atender. Para invasor não haverá reforma agrária”, disse Nabhan a Crusoé. Ele garante que os movimentos não terão mais recursos federais: eles serão repassados diretamente aos assentados.

Os bancos estatais são outro front de despetização aberto pelo governo Bolsonaro. O novo presidente ordenou um pente-fino nas gestões dos bancos federais para levantar nomes de integrantes do PT — e do MDB também, para não perder a viagem — no Banco do Brasil, na Caixa Econômica Federal, no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no Banco do Nordeste e no Banco da Amazônia. Os levantamentos ficaram a cargo de funcionários de carreira dessas instituições, que elaboraram relatórios sobre os ocupantes de cargos com salários entre 30 mil e 60 mil reais.

O Banco do Brasil tornou-se alvo preferencial. A instituição aumentou o número de dirigentes na era PT, com a criação de 11 cargos de gerente-geral para se integrar aos 27 diretores e nove vice-presidentes que  já davam expediente. O objetivo era premiar os funcionários sintonizados com o governo, de preferência com salários acima de 30 mil reais. Ao todo, o governo Bolsonaro pegou um banco com pouco mais de mil executivos onerando em 28,9 milhões de reais a folha de pagamento.

O esforço de despetização do BB, no entanto, sofreu um revés. Ele veio com a nomeação, pelo novo presidente do banco, do filho do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, como assessor especial. O desconforto que o caso causou chama a atenção para outro cuidado necessário no processo de despetização: além de varrer os inimigos potenciais, é preciso não repetir seus erros.

Já é assinante?
Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Assine a Crusoé

*válido até 30/06/2021

Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Paciência, paciência e paciência. Não é só governo, mas vai levar algum tempo para desprezar a educação básica e ensino superior, talvez, leve uns 30 anos.

  2. Paciência, paciência e paciência. Não é só governo, mas vai levar algum tempo para desprezar a educação básica e ensino superior, talvez, leve uns 30 anos.

  3. O problema fica maior quando se tem consciência de que mesmo entre os funcionários concursados, vários são petistas declarados e foram alçados politicamente em suas carreiras quando o PT assumiu o poder. Muitos que passaram nos últimos concursos (pra lá de suspeitos) da era petista, e já tomaram posse no topo dos cargos de comando de seus órgãos, ainda estão lá, mandando em tudo! São todos servidores concursados e “estáveis”.

  4. Para acompanhamento do publico, seria recomendavel publicar as demissões, orgão por orgão. Com certeza estes elementos travarão o bom desempenho do governo. Sou escritor com 4 livros (romances/thrillers) e em todos trato algum tema que tormenta o Brasil há tempo. Veja meu blog: www.hanskruger.blogspot.com

  5. Que faça como prometeu: corte os cargos comissionados! De resto, funcionários públicos concursados. Esperamos não ver repetição das pataquadas do Collor e as indenizações milionárias pagas. Cumpra-se a lei.

    1. Cargo comicionado não é ilegal. previsto na Constituição.

  6. Assim como o câncer de pulmão em tabagista, que é mais ou menos um câncer "voluntário", esse câncer foi criado por nós, brasileiros. E depois de mais de 15 anos de desenvolvimento, o tratamento vai ser longo e doloroso, e talvez nem haja mais cura.

    1. PEDRO tem completa razão. Trabalhei 5 anos no IPEA e 35 anos no Banco Central do Brasil. Todos sabemos como o IPEA foi totalmente tomado pelos comunistas. O Banco Central está muito menos contaminado depois de grandes concursos em 1973, 1975, 1977- completando o seu quadro ideal de 7 mil concursados, somente começou a fazer concursos novamente em 1995, com comunistas chegando também. Mas 2 vezes o PT tentou preencher 24 Departamentos com DAS, e os concursados não permitiram. Ufa...salvos......

  7. Não vejo problema na nomeação do filho do Mourão já que ele não caiu de para quedas ,era funcionário de carreira e discriminado pela adm petista, fez se justiça.

  8. Acabou o recreio. Hora de fazer lição de casa. Duro vai ser fazer trabalhar e prestar conta essa turma que se acostumou em ter direitos sem ter obrigações.

  9. Excelente matéria. Esclarecedora e direta. Parabéns ao jornalista. E que bons ventos nos guiem nesta empreitada da despetização.

  10. Privatizar e extinguir estatais. E aprovar uma emenda na Lei de Responsabilidade Fiscal e na CF de que aumento de gasto fixo (despesa com pessoal e corrente) deve ser aprovado em plebiscito, assim como aumento de impostos. Vamos ver se o Estado diminui ou não !!

    1. Nobre Dario, acho que continuará, afinal, a intenção é expurgar os petistas e repôr os cargos com "direitistas" que é também uma ocupação com viés político. No fim, tudo é viés político, seja de direita ou esquerda, porém, antes o viés de direita e principalmente conservador que o viés de esquerda e progressista ao extremo.

  11. A dificuldade nem é "despetezar", é nomear novos petistas camuflados. E não está ocorrendo só no INCRA. No próprio ministério da agricultura, há notícias de indicações para diretores de departamentos que fizeram campanha aberta para o Haddad e esculhambavam o Bolsonaro. Assim, eles estarão, além de não exonerar os atuais, nomeando novos adversários abertos, hehe...

    1. Um ideal não morre... Outro prosseguirá no revezamento, bobagem!!

  12. Hoje o “jornal” podre Estado de São Paulo resolveu soltar uma notinha pequena falando sobre + 28 contas de políticos investigados. Estadao Podre !! Jornalistas conspiradores filhos de uma puta !!

  13. já começaram a nomear petistas há décadas nos mesmos cargos. Não possuem quadros. Serão vítimas de um festival de boicotes.

  14. Acabei de ver as explicações de Flávio de Quiroz. Queria ver a cara dos esquerdistas que caluniaram precipitadamente Flavio Bolsonaro. Jamais devemos esquecer de cada pedra atirada injustamente. Deixe eles atacarem mais !! Deixe o bolo crescer porque isso vai desmascarar pra sempre esses caluniadores corruptos

  15. O que precisa ser deito é ficar em cima , para acompanhar e cobrar pela efetiva despetizacao, sem incorrer nós mesmos vícios.

  16. Puxa, será que trabalhamos tanto para varrer o PT da cena nas eleições e vamos ver o mesmo clientelismo neste governo??? Que desgosto... erros repetidos assim na cara do contribuinte?!

  17. Traduzindo: a petezada vai complicar pensando apenas em seus rabos. Muito ao contrário do discursivo vomitado por anos a fio que se preocupam com o povo.

    1. Essa praga deve ser dizimada da máquina pública. Que usem a internet para denunciar ao povo as manobras criminosas desses marginais socialistas.

    2. Não é possível deixar o PT na chefia de algum órgão público!!! Pelo amor de Deus

  18. Concordo que se deva fazer uma mudança nas peças em todos os órgãos do governo, mas principalmente deve-se promover uma mudança efetiva nas políticas adotadas. É fato que os movimentos rurais a tempos vem sendo alimentados e utilizados como instrumento a favor ou contra os eleitos como amigos ou inimigos, promovendo dessa forma desserviços ao país! Então mais que "despetizar" tem que ressignificar os mandatos dos órgãos!

    1. Derrubando mato e moitas... E temos cachorro sim, a festa ainda vai acontecer em ritmo frenético... Aguarde com entusiasmo!!!

    2. Aonde mexe tem formigueiro. Muito dinheiro jogado no lixo. Muita mamata e nenhum controle.

    3. Concordo plenamente com você. Parece que este País não tem jeito. Todo mundo quer tirar proveito da situação.

  19. Além de despetizar tem que correr pra conter o autoflagelo do PSL. Esse pessoal briga muito entre eles ao invés de se unirem. Assim a direita perderá pra si mesma e entregará o poder pra esquerda que ta sempre muito unida. É difícil reduzir vaidade de Deputados de 1º mandato.

  20. Para solucionar certos tipos de problemas, o remédio a ser aplicado tem que amargo. Numa empresa privada, muitas vezes, se aplicam cortes no quadro de funcionários para que ela possa voltar a funcionar novamente. Então, o novo Governo tem que ser impiedoso e aplicar um tratamento de choque. Demitir funcionários é o primeiro passo. Ao mesmo tempo tem que regulamentar a lei anti-terrorismo para aplicá-la com rigor para quem liderar invasões de terras. Esse é o caminho para por ordem na casa.

  21. Incra,Funai e Ibama são antros de corrupção e ninho de bandidos."Terras","florestas" e "índios" se tornaram causas sagradas e viraram um paraíso para ladroagem.A ministra Demares suspendeu 2 escandalos de arrepiar:um de 45 milhões para "criptomoedas"aos índios e outro de 30 milhões para aluguel de carros.Denuncia os intelectuais e imprensa esquerdista ligados ao PT com um vídeo horripilante sobre assassinatos de crianças enterradas VIVAS e silenciadas por anos em nome da diversidade cultural.

  22. Excelente reportagem. Notem que brasileiros especializados atualmente em São Paulo recebem dentro de uma carga horaria de oito horas, cobranças tecnicas e específicas de resultados por pouco mais de 10 mil reais. Muito trabalho e na maioria das vezes privação do convívio familiar. Não adianta lermos uma reportagem dessa sem que algo mude em nossa consciência para perceber qur NÃO É NORMAL nem tampouco ADMISSÍVEIS esses cargos e desvios do erário. Isso indiretamente nos empobrece dia após dias :(

    1. Boa Heloísa. Pensei o mesmo. igualmente o caso do filho do presidente. se houver corrupção, nao deve permanecer. Triste, mas temos que dar um basta a esta farra de impunidade publico-administrativa.

  23. “A laranja podre deve ser descartada para não contaminar as demais”. Vai ser difícil, mas ao mesmo tempo imprescindível. O PT vai tentar minar todas as possibilidades de sucesso do novo governo. Afinal, a esquerda sempre foi partidária do “ quanto pior melhor”. Fora PT.

  24. Renomados cientistas da NASA acabam de concluir, após cinco décadas de extensos estudos, que custaram, ao BNDES, 32,7 bilhões de dólares, que o BIG BANG foi causado pelo PT, pois a cor preponderante, logo após a grande explosão, foi o vermelho-PT. Essa notícia, saída do forno da NASA, era o sonho da direitalha de plantão, que precisava, urgente, de uma base científica para embasar suas "teorias-dogmas", de que tudo o que de ruim existe no universo, desde sempre, é culpa do PT e das esquerdalhas.

    1. no universo não sei, mas no Brasil nem tudo q é ruim tem a ver com o PT mas tudo o que tem a ver com o PT é péssimo

    2. Big Bang não foi ruim, portanto, o PT não teve culpa desta vez.

  25. Despetizar o INCRA é trabalho grandioso. Vai ter muito boicote e negligência. O Nabhan vai ter muita dor-de-cabeça. Esses parasitas estão encrustada no DNA do órgão, e tratam essa gestão como temporária e passageira. Haverá forte resistência.

  26. É preciso que, neste processo de “despetização” haja o compromisso de não prejudicar o funcionamento normal das instituições. Do contrário, será novamente um “caça às bruxas” sem nenhum critério, especialmente no que se refere à meritocracia, tão propalada pelo atual governo. Sejamos responsáveis no trato da coisa pública, certo?

  27. O INCRA foi entregue pelo PT a uma facção chamada DS - Democracia Socialista. Quem gerenciava era a DS com o aval do PT e quem mandava literalmente era o MST. A maioria dos lotes eram vendidos pelo MST a quem pagasse, não precisava ser do movimento. Depois com o aval do Lula, o Zé Rainha criou uma linha própria. Esse grupo do Zé atua de forma truculenta e semelhante ao PCC, mas são mais discretos. Todas às invasões de sedes eram combinadas para gerar mídia. Tem muito mais, podem me contatar

    1. Lutei parte de minha vida juridicamente para desocupar fazendas. no Paraná e outros Estados. Existe muito para contar a respeito de invasões. José Rainha , vocês todos não podem esquecer foi preso por assassinato. Ninguém em sã consciência viveu sossegado produzindo durante à época do FHC e PT. O que mais desapropriou foi o FHC e depois vieram os do PT. Existem hoje várias áreas extensas invadidas e não expropriadas. Valeria uma bela reportagem a respeito de algo que interessa a todos.

  28. O certo seria mesmo as forças armadas tomar o poder e fuzilar essa cambada, sub-raça de vagabundos. A começar pelos chefes FHC, Lula, a anta Dilma e os chefes do MST, MTST. Sindicatos de bandidos, esses lixos humanos, que nada soma a nosso país. São vermes que se apoderaram do poder pra sequer o povo ignorante dessa merda chamada Brasil.

    1. Já era. Com Bolsonaro eleito ninguém mais tira o Brasil dos brasileiros.

  29. Finalmente leio uma boa matéria. Isso sim pode e deve ser publicado, posto que a matéria se reveste de informação útil para o eleitor que paga por uma assinatura que não é barata. Detesto publicações de fofoquinhas e de abobrinhas que nada acrescentam ao intelecto.

    1. Foi EXATAMENTE o comentário que pensei em fazer. KKKKKKKKKKKKKKKK! Parabéns pelo comentário e à revista pela matéria! Ufa! Até que enfim. rsrsrsrrsrs

  30. O aparelhamento da quadrilha do PT (o partido da "boquinha") na administração governamental é igual a catarro de velho, gruda que nem cola "mil". Vai dar trabalho tirar esses "sangue suga" do bolso do contribuinte, mas tem de ser feito.

    1. Verdade. Vai ser difícil limpar a área. Impressionante a ocupação da esquerda em todos os setores do Governo. É um descalabro. Tarefa nada fácil para o Governo Bolsonaro.

  31. Mas não é só isso. Há muitos petistas que são funcionários públicos e, logicamente, em quantidade maior do que a dos executivos e neles não se pode mexer. O que tem que ser feito é, também, um acompanhamento das atividades desses funcionários públicos do baixo escalão para que não sabotem a implantação das medidas necessárias ao alcance dos objetivos das equipes do Bolsonaro.

  32. O novo governo precisa entender rapidamente que alem das pessoas, as praticas erradas nos enfraquecem como nacao que precisa crescer em todos os aspectos, em principal moralmente com etica. Essa contaminacao tem que acabar. Novos ares, novos rumos, novas praticas

  33. Fixação na reforma da previdência sem corte de privilégios no topo do funcionalismo e no oligopólio dos bancos não vai adiantar nada, irá apenas empobrecer o trabalhador brasileiro.

  34. Economia sem investimento social e, principalmente, em educação não vai dar em nada. Uma obsessão com a reforma da previdência sem corte de privilégios no topo do funcionalismo nos três poderes tb não serve de nada. Irá apenas empobrecer mais ainda o trabalhador brasileiro.

    1. A começar pelo cabide de emprego para pessoas com ideologia e sem interesse em trabalhar. Um banco com tal gasto? Sem vergonhice das bravas comboiem trabalha.

  35. Quando vamos ver uma matéria falando sobre os investimentos em educação e valorização dos profissionais da área? Cansada dessa briga política.

    1. Isso mesmo Erika. O MEC se tornou numa mera repartição cartorária das empresas particulares.

  36. O sucesso do governo Bolsonaro está diretamente ligado a desprizavao da máquina do Estado e com o fim de verba pública para os tais movimentos sociais de esquerda e sindicalistas pelegos.

  37. Vejam esse era dos governos petistas quanto mal fez ao Brasil. O Brasil andou pra trás na era desses canalhas. E pra consertar esses desmandos, vai demorar alguns anos. Espero que o cidadãos honesto e trabalhador entendam as dificuldades que esses canalhas deixaram pro novo governo e dê seu apoio.

  38. A "despetização" será um processo longo e desgastante. Muita paciência e concordo com a Crusoé: não repetir os erros do passado.

  39. Não vejo como tão difícil assim. Desde que não se esteja gripado basta manter o olfato apurado, afinal cheiro de merda se sente à distância.

  40. Na dúvida,degola!...os prejuízos que podem causar ao país são muito grandes.Dica:espalha ratoeiras com notas de dólar e sonífero.No outro dia é só recolher com o lixeiro,

  41. Tem que ser implementada esta CAÇA AOS PETISTAS. Sem nenhuma trégua. Eles tem que saber que o governo Bolsonaro representa a maioria do povo brasileiro que ODEIA O PT E TODOS OS PETISTAS!

  42. A despetização se faz necessária, mas o modelo está errado. Ao se ter anunciado isso, gerou-se uma guerra insana, pois esses petistas irão fazer de tudo para melar o processo. O certo era ir na surdina, fazendo a limpa na casa, fechando secretarias, agindo no background.

  43. No serviço público a hierarquia é que comanda, tira o chefe ptista e coloca um bolsonarista, não é tão difícil assim. O servidor público não dá murro em ponta de faca. Já tem ptista negando Lula para sobreviver com seu CDS.

  44. Claro está que a promoção do filho do vice presidente Mourão no BB, não foi boa para o momento de novos ares em Brasília. Não foi ilegal e muito menos imoral, já que o promovido trabalhava no próprio banco e nunca receberia uma promoção por parte dos governos petistas. Está tudo certo portanto e que o PT e sua imprensa vagabunda se danem!

  45. MTST foi criado por Haddad em SP que deixou Boulos invadir imóveis da Prefeitura sem pedir reintegração! As Famílias ocupadantes tem obrigação de ir às Badernas/Manifestação além de pagar aluguel

  46. Extingue o INCRA, e, no lugar, cria-se uma Secretária Nacional para coordenar as ações governamentais. Coloca-se a tarefa de instrumentalização aos Estados (que melhor conhecem sua área) e pronto. E, remaneja boa parte do aparelhamento onde não façam tanto estrago...

    1. Só se remover todos PTebas e assemelhados para uma colônia penal agrícola, no meio da Amazônia, com o MST, Rainha e Stédile juntos. Sem esse negócio de separar facções. Enxada e ancinho prá todo mundo...

  47. Além de desPeTizar, Bolsonaro tem que "familiarizar" o governo. Senão, daqui a pouco será necessário transformá-lo numa "rainha da Inglaterra": deixar os militares, Guedes e Mouro governando. E montar uma "corte" com filhos brincando de jogo político, Olavo de Carvalho como bobo da corte, Ernesto Araújo como preceptor histrião, e outros burlescos "que tais". Aí o Brasil pode melhorar. Mas Bolsonaro merece algumas chances ainda. Espero que coloque a cabeça no lugar... antes de perdê-la...

  48. Fácil pode não ser mais nescessário, Bolsonaro junto com a equipe que formou vai encontrar o caminho, os cargos de chefia são essenciais em cada setor é preciso remanejar esse pessoal de mamando a caducando quando são órgãos altamente aparelhado caso INCRA FUNAI....tudo que está relacionado a propriedade privada e ao Agro pois esses setores era alvo da era petista pra desestabilizar com calma a gente chega lá

  49. não entendi petistas ganham de 30 a 60 mil de salários, o filho Mourão funcionário carreira não pode. termos que deixar de ser mesquinho.

  50. Com Temer, Ciro e Dirceu tendo apoiado Bolsonaro, remover a esquerda parece mais um trololó no eleitor, assim como este veículo de mídia.

  51. A nomeação do filho do vice presidente Mourão pegou pesado. Jamais poderia ter acontecido. Gerou descrédito. LAMENTÁVEL

  52. O erro do Flavio Bolsonaro de pedir foro privilegiado não signfica que ele é culpado, mas que é, no máximo, burro. As investigações mostrarão isso. Fim do Foro pra ontem

  53. Não creio que a nomeação do filho do Mourão como assessor especial do Presidente do BB, se configure como um caso de nepotismo, afinal, o filho do vice-presidente era funcionário de carreira do banco há vários anos e, naturalmente, deve conhecer muito bem as atribuições do cargo para o qual foi nomeado. Para mim, foi promoção por merecimento.

  54. Como se vê claramente, o PT equivale a um câncer metastático que se embrenha em toda a administração pública, liquidando suas estruturas para ao final, matar o Estado em cujo corpo se instala.

  55. Secar os recursos dessas organizações criminosas é urgente. O acompanhamento das mudanças tem que ser feita pela turma mais próxima do Bolsonaro que é disciplinada e honrada.

  56. comunistas adoram....dossie. ....perseguição. ...e uma dica eles matam, de todas as formas.....com um toque de hipocrisia que só eles sabem e conseguem praticar.....cuidado.....já entenderam e estam se infiltrando em tudo.....um horror

  57. A visão de quem administra tem que ser empresarial. Ser petista já é um fardo grande de ideologia que jamais vai funcionar, o coitado do acometido já é um sem noção, mas as vezes lida bem com os papéis e pode ser útil ao cidadão, a caça as bruxas está acontecendo, mas tem cidadão petista obtuso obscuro e cidadão de direita família obtuso sem ideologia obscura.

  58. Gerenciar departamentos não é difícil, e enxergar o que está demais é bem fácil. O administrador atual, sob a nova presidência e seus objetivos que é governar para o povo, tem que cortar com inteligência. Se eu preciso de um profissional para determinada função, porque vou ter 3 ou 50 como atualmente?? Não é bicho de sete cabeças para um administrador que conhece as demandas do seu setor.

  59. Faltou a reportagem linkar as terras do MST com o tráfico de drogas e armas nas fronteiras secas do país. Que tal uma pauta dessas hein? Tenho certeza que jornalista mais. Bora fazer? Texto excelente!

  60. *bloqueado no antagonista. O BNDES deu muito dinheiro pra empresas privadas. O Brasil distribui dinheiro pra montadoras desde que me conheço por gente. Tem que ser muito ladrão sem veregonha e bandido pra ser da esquerda brasileira mesmo. A esquerda brasileira da inveja até no diabo

    1. Concordo, esses pragas estão em todos os lugares. Minha assinatura não será renovada.

  61. Pra despetizar só mesmo utilizando os critérios objetivos de Olavo de Carvalho. A quem tal pessoa deve obediência? Aliado ao outro remédio contra a inflitração que é a redução da quantidade de cargos. Seja bem Liberal que o PT desaparece ......

  62. Penso que com esforço coordenado e inteligência não será tão difícil despetizar os órgãos do estado. Os agentes alinhados com o governo e promovidos indevidamente deixaram rastros de maus feitos diante de diversas testemunhas, fatos que podem ser checados em sistemas, contratos, certificação de serviços e liberação de recursos de forma irregular. Tais fatos em muitos casos seriam suficientes para abertura de processos administrativos, judicial, demissão ou remanejamento.

  63. Caça às bruxas com pressuposto ideológico é tarefa ingrata, insana e infrutífera, basta conhecer a história dos vários movimentos nesse sentido. Humanamente impossível a desideologização das estruturas do estado, gasto de tempo e de recursos inexistentes. Basta colocar pra funcionar os órgãos internos de controle das administrações e tocar em frente. O que se vê, são ações teatrais (o velho circo) e atores presos a um script oligárquico rígido, de ação longa e duradoura, que garante privilégios.

  64. É mais. Te no 56 anos. Vi assemtwmemtl no Goiás, Tocantins, Maranhão, noroeste da Bahia, não tender um pe de arroz. Em contra partida, procurem o projeto do Rio formoso, o maior projeto de alimentos do mundo. Vai tomar naquele lugar vocês, todos. Melhor fechar este pais. Acho que vou me mudar pra Belize. Tá fords.

  65. Puts Que los parila. Parei de ler a reportagem na metade. Sugestão. Se teve 10 mil assentados em tal lugar. Deve ter distribuído 3 mil lotes. Uma mine cidade. Se teve ssentado 130 mil pessoas, 40 mil lotes. Cidade maior que amonha. Se trve gasto de X e pergunto: tendeu o que? distribuído dinheiro e nem um pe de feijao? Fecha essa porcaria. Simples. Precisa desta volta toda? Tá fudido.

  66. Existe uma conivência e ou complô com a finalidade de aplicar golpes no cidadão que tenta andar dentro da lei. Ex : Comprei uma área para fazer uma reserva extra propriedade. Fiz tudo dentro da lei e com muita cautela. Engenheiro, cartório e tudo que foi exigido. Paguei; recebi escritura e registrei. Alguns meses depois o INCRA informou que a área era de um assentamento. Ps : Local muito ingreme e pedregoso, totalmente incompatível para qq prática agrícola . Nem pra criar calango.

    1. Cara...já cheguei numa triste conclusão. A saída daqui realmente é o aeroporto. Votei em Bolsonaro mas não vai ter jeito. Este país é um câncer. Começando pela imprensa. Essa mesmo está na lista Antagonista. Crusoé ....papaio....pirata deu lá o que. Tá fords.

  67. Não tem nada de errado com o filho dó Mourão. Já foi bem explicada a situação e o próprio teto de vidro que ele enfrentava pelo loteamento do poder do órgão, pelo PT com gente despreparada, de confiança, não de carreira e ganhando 100 mil. O que houve foi uma capitalização do fato pela esquerdalha para gerar o tal desconforto. Aliás, eles desconfortáveis é sinal de acerto. Então, esse tom de merda no ventilador sem base, de revista Veja, dentro da matéria, é dispensável. Tem petista na Crusoe?

    1. É exatamente o que eu pensei quando assinei a Crusoé, que não teria nenhum viés político, mas na verdade tem sim um pouco da Veja nas matérias, esquerdistas. Conselho: Ou vocês mudam ou nós assinantes mudamos.

  68. Vai ser difícil, mas com 1 ano persistindo consegue tirar 90%. O filho de Mourão é funcionário de carreira, não criaram cargo para ele e sempre foi perseguido no banco por ser oposição, nunca teve chance.

  69. Esqueceram-se do CORREIO. Depois que a turma aparelhou e roubou o que pôde no BB, destruiram o ECT. Todos devem ser privatizados. No novo governo tem pessoas sérias e respaldo da força, Fora "mecanismo" Ou o BRASIL não muda nunca mais. Hoje a ineficiência é dominante principalmente na CEF. Estes, hoje, se forem doados à iniciativa privada, é LUCRO a médio prazo, principalmente porque deixarão de ser cabides de empregos, ralo de escoamento de recursos oublicos e, naturalmente, cofre de bandido.

  70. Vai ser realmente difícil purgar o governo do aparelhamento sofrido nos últimos 16 anos. Mas é uma tarefa que seria muito mais fácil se fossem extintos essa quantidade de cargos de livre nomeação. Bancos estatais não se justificam mais, seria melhor privatizar tudo. O mais difícil, e que não foi abordado pela reportagem, são os ministérios. Aí o único caminho seria a redução a quase zero os cargos de livre nomeação, substituindo-os por pessoal permanente, funcionários do Estado e não do governo.

    1. Filho do Mourão é funcionário de carreira a 18 anos, foi promovido. Diferente de criar cargos e pendurar inúteis. Que era prática dos governos de esquerda. Ou será que ele deveria ser demitido por ser filho do vice?

  71. Retirar toda a gatunagem petralha não será fácil. Trabalho duro que levará muitos anos. Enquanto isto o cidadão comum , pagador de altíssimos impostos compulsórios continuará sendo estorquido...

    1. É o tempo urge, 4 anos passam rápido, se não agirem logo a ptzada estarão retornando aos seus postos.

  72. Estas organizações sem terra e sem personalidade jurídica devem ter como oxigênio dinheiro público . Trabalhar eles não trabalham. Paz no campo: estratégia deve ser a mesma que vier a ser adotada contra fações criminosas nos presídios - Cumprir a Lei! Com o Moro e uma equipe de Militares do Haiti o trabalho deve ser de PERSISTÊNCIA .

    1. Fácil entender a questão dos trabalhadores do Governo, basta visitar qualquer órgão público e comparar com uma empresa privada, é vergonhoso a diferença, da dedicação, das horas de trabalho, do salário, da disciplina, etc. O governo se apostar na meritocracia, acertará e fará justiça com a população , já sofremos em demasia.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO