Adriano Machado/Crusoé

Ele vai voltar?

Renan Calheiros se movimenta para assumir pela quarta vez a cadeira de presidente do Senado e aposta no voto secreto para driblar as resistências dos colegas que temem a reação dos eleitores que querem a renovação
18.01.19

Há tempos não se via uma eleição tão imprevisível no Senado. O número recorde de partidos representados na Casa (21) somado à maior renovação de sua história (haverá 47 novos senadores na nova legislatura) e ao pesado jogo de Renan Calheiros para presidi-la novamente faz com que qualquer previsão feita hoje tenha uma enorme possibilidade de erro. Há, porém, algumas poucas certezas que deverão ser determinantes para o resultado da votação, marcada para as 18 horas do dia 1º de fevereiro.

Uma dessas certezas é que Renan, hoje, está na frente, mas seu favoritismo vem sendo colocado em xeque pelo aumento da pressão contra ele nas redes sociais e também pela intensificação das articulações internas contra seu nome.

A estratégia de Renan, um dos poucos remanescentes entre os grandes caciques que dominaram Brasília nas últimas décadas, é dúbia. Ele se coloca como garantidor da independência da Casa, mas na verdade tenta, cada vez mais, atrair a confiança do governo Bolsonaro. Mais especificamente do ministro da Economia, Paulo Guedes, e dos entusiastas de sua agenda liberal.

Nesta semana, por exemplo, Renan postou em sua conta no Twitter: “O ministro Paulo Guedes tem razão: o controle e a transparência do gasto público tem que haver sempre. Eis a nossa convergência”. Também vende a ideia de que conversa frequentemente com Guedes. No privado, porém, apresenta-se aos colegas como o único capaz de barrar a agenda do outro homem forte de Jair Bolsonaro, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Para se viabilizar, contudo, a primeira disputa de Renan será dentro da bancada de 12 senadores do MDB. Dali sairá o nome do candidato da legenda que, por ter a maior bancada da próxima legislatura, pode reivindicar, pela tradição, o direito de indicar o presidente. Ocorre que Renan, por todo o seu histórico de suspeitas de corrupção (contra ele há 12 inquéritos e duas denúncias tramitando no Supremo Tribunal Federal) e alianças com todos os governos, sejam eles quem forem, está longe de ser uma unanimidade. Inclusive dentro de seu próprio partido, que deve fazer uma consulta interna em sua bancada para definir quem sairá candidato.

A atual líder do MDB no Senado, Simone Tebet, tenta convencer os correligionários de que ela é o melhor nome na disputa e que, se o partido optar por Renan, pode perder e ficar sem o único espaço de poder que lhe resta hoje na Esplanada. A bancada está dividida. Quem é mais próximo ao petismo está com Renan. Quem é mais próximo a Jair Bolsonaro está com Simone. As bolsas de apostas ora apontam empate, ora um 7 a 5 para Renan, ora um 7 a 5 para Simone.

Se Simone Tebet sair vitoriosa, suas chances de crescer no plenário são grandes porque ela pode aglutinar as outras candidaturas que estão colocadas para enfrentar Renan. Há, por exemplo, um acordo tácito entre ela e o senador Tasso Jereissati, do PSDB. Ele prometeu desistir da disputa caso Simone consiga bater Renan no duelo interno no MDB.

André Dusek / EstadãoAndré Dusek / EstadãoSimone Tebet quer derrubar o correligionário antes, na bancada do MDB
Também há a avaliação de que o candidato preferido do governo, Davi Alcolumbre, do DEM, se enfraqueceria contra a senadora porque o Senado não entregaria as duas casas do Congresso ao partido (Rodrigo Maia é favorito para se reeleger no mesmo dia presidente da Câmara). A oposição também preferiria ficar com Simone em vez de apoiar um nome do DEM.

Por outro lado, se Renan vencer Simone na bancada, a previsão é de uma guerra sem precedentes no plenário. Para começar, a chance de judicialização é alta. Pelo regimento, Davi Alcolumbre preside a sessão por ser o integrante que restará da mesa diretora da atual legislatura. Mas surge a dúvida: ele poderá presidir a sessão sendo candidato? Renan certamente se insurgirá contra isso, uma vez que pretende levar adiante uma batalha regimental que só dará certo se tiver um aliado seu no comando da sessão — no caso, José Maranhão, o mais velho dos 81 senadores que estarão presentes.

Maranhão conduzir a sessão no dia da eleição é determinante para Renan porque, com ele, ficam reduzidas as chances de a eleição ocorrer por voto aberto. Explica-se: muito embora o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, tenha decidido neste mês que o voto será secreto nesta eleição, a oposição a Renan pretende apresentar um questionamento a quem estiver conduzindo os trabalhos sobre a possibilidade de a votação ser aberta.

Se o presidente da Mesa for pró-Renan (no caso, José Maranhão), a tendência de ele arquivar o questionamento é alta. Se for anti-Renan (como Alcolumbre), ele deve jogar a decisão para que o plenário decida. E a avaliação é a de que o plenário, exposto ao vivo em rede nacional, não vai optar por votar secretamente. Sem voto secreto, as chances de Renan se eleger diminuem. A estimativa é de que a votação aberta tire mais de dez votos dele.

Outros questionamentos podem ser colocados em debate, como a possibilidade de a votação ser resolvida por maioria simples. O regimento é claro em muitos desses pontos (por exemplo, vence quem tiver maioria absoluta, ou seja, 41 votos), mas há uma regra tácita no Senado segundo a qual “o plenário é soberano” — ou seja, regras escritas podem ser subvertidas a partir de um acordo de líderes ou da escolha da maioria. Por isso, ter um aliado comandando os trabalhos é uma vantagem relevante para os competidores.

No cenário com Renan candidato, há três candidatos colocados para enfrentá-lo. Um é o próprio Davi Alcolumbre. Joga a seu favor o apoio do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. No entanto, muitos consideram que o cargo de presidente do Senado é muito maior do que ele (leia mais).

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéTasso Jereissati conta com apoiadores de peso, mas ainda não deflagrou campanha
Outro que tem chances é o tucano Tasso Jereissati, opção vista com bons olhos pelos setores mais relevantes do governo (militares e a equipe econômica). Entre os “anti-Renan”, Tasso é considerado aquele que tem mais peso político e experiência para derrotar o emedebista e, depois, comandar o Senado. A campanha do tucano, porém, é a mais tímida até agora. Enquanto Renan, Alcolumbre e Simone estão há semanas em articulações, Tasso tem sido mais comedido. Entrou em recesso no final do ano e volta a Brasília só no início da semana que vem. Para muitos, será tarde demais.

Um nome que corre por fora é o do senador Esperidião Amin, do PP, político experiente que volta ao Senado depois de 20 anos. Major Olímpio, do PSL, o partido de Bolsonaro, lançou candidatura, mas ela não é levada a sério nem mesmo entre seus correligionários.

É provável que até o dia da eleição o cenário continue incerto, mas os nomes que se apresentam para derrotar Renan contam com as mesmas redes sociais que ajudaram a eleger Jair Bolsonaro presidente, para tirar do alagoano a quarta vitória para a presidência do Senado. Ativistas pró-Bolsonaro têm lotado as caixas de mensagens dos senadores para convencê-los a não eleger Renan. Há expectativa de que os 47 novatos tragam das ruas (e das redes) o desejo de renovação.

Um elemento que poderia desequilibrar a corrida seria o apoio explícito de Jair Bolsonaro a um nome, mas o presidente teme deixar sua digital em uma campanha derrotada e debilitar sua situação no Senado, onde seu filho Flávio já murchou politicamente após seu ex-motorista aparecer envolvido em transações financeiras suspeitas. O jogo está aberto.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Socorro, turma de OANTAGONISTA... Façam alguma coisa de impacto para evitar que o RENAN volte. Se ele voltar e desesperança vem junto com ele. Apenas vocês podem fazer algo para tentar evitar esse retorno tão escabroso.

  2. Onyx deveria ser humilde e ajudar o governo a fechar um outro nome em oposição ao Renan Calheiros que o de seu colega de partido do DEM. O DEM já vai ficar com a câmara, tem a casa civil e outros ministérios e ainda quer o senado? Não, apóiem outro nome porque senão o Renan Calheiros volta!

  3. São os eleitores que escolhem, pelo voto, os seus representantes no Congresso. O eleitor tem o direito de saber como votam todos os Deputados e Senadores em todos os trabalhos da Câmara, Senado e Congresso. Os votos de Deputados e Senadores devem ser SEMPRE abertos. Nossos textos, fotos, artes e vídeos são protegidos pela legislação brasileira sobre direito

  4. O único candidato bom é o Tasso Jereissati. O resto é o resto: Renan já era e deu no que deu. A Senadora é inexperiente. E o que resta mesmo é o Tasso, que só tem um senão é do PSDB , mas este partido está mudando para melhor.

    1. Gostaria de ver o Álvaro Dias presidindo o Senado. Experiênte, competente e autor de diversas denúncias.

    2. Ex dono da Oi que deixou um prejuízo bilionário para os Brasileiros verdadeiros financiadores dos empresários que o BNDS concedia de forma obscura e secreta?

  5. A eleição de um candidato que seria prejudicado pelo voto aberto, que os senadores têm vergonha de votar nele, seria uma grande vergonha mesmo. O país precisa se livrar urgentemente de políticos padrão Renan, Aécio, Sarneys e Barbalhos. Os petralhas são hors concours.

    1. Temos que nos livrar de políticos, servidores, empresários e de qualquer indivíduo corrupto!

  6. O jornaleco podre “O Estado de São Paulo” omitiu da capa a defesa de Flavio Bolsonaro depois de dias o caluniando este jornal planfetador da esquerda terrorista esconde a defesa. Esse Jornal é podre desde a sua criação por Julio Mesquita. Quase 2 séculos tratando o povo brasileiro como gado ! Nem pra pet esse jornal lixo é seguro de usar.

  7. O caso Flavio esclarecido por ele. A Imprensa brasileira - se é que podemos chamar assim - além de corrupta é paranóica. Acharam um contrato de financiamento na CEF? Que vergonha alheia !! Os apedrejadores injustos esqueceram que agora o coaf poderá devassar os 15 anos anteriores ..... e estará legitimado pela própria oposição !! Agora chora imprensa imunda !!

  8. A militância que vota em Renan é pior do que a do PT, né nem voto de cabresto e nem eleitor comum, é a quadrilha dele, tolice culpar o povo de Alagoas por ele não ter sido expurgado na última eleição

  9. A eleição TEM que ser aberta!! Façam abaixo assinados e exijam isso!! Com voto aberto, Renan perde (ou seja, os senadores o escolhem por autodefesa, mas têm vergonha de assumir isso publicamente, pois o coronel está mais sujo que pau de galinheiro). Renan preso já!!

    1. OS que votarem em renan podem ter certeza na próxima eleição estarão FORA ESTAMOS de olho em VOCÊS

  10. Será que é tão difícil assim meu povo....!! Está cristalino as intenções do coronel Renan em ocupar a cadeira de presidente do senado; ele quer o controle e barganhar com o presidente Bolsonaro, todas ou quase todas, matérias principais do governo !! Não acreditem nele.... é um farsante de longas datas. Senadora tebet tem o meu voto!! Queremos renovação !!!

  11. Boa reportagem. É para isso - e não o monte de tonterias que vejo por aqui - que assinei a revista. Continuem nessa linha. Parabéns.

  12. Renan sempre dançou conforme a música, mas ele é um ótimo política que sempre preocupou com os problemas sociais que mais atinge a população.

  13. Renan Calheiros é uma vergonha nacional. pelo amor de nosso Brasil, esse Renan ser eleito reeleito, mostra falta liderança do Nordeste. A marca do atraso e da corrupção.

    1. Mas ele é um político que se preocupa com os problemas sociais que mais atinge a população carente.

  14. Renan não é flor que se cheire. Acreditar em Renan é o mesmo que acreditar em papai noel.Um camaleão. É uma laranja madura na beira da estrada.

  15. Concordo com essa posição da revista de não cravar um nome. As incertezas sempre permeiam esse tipo de votação, quer na Câmara ou Senado. Se lá estivesse apoiaria o Tasso, muito pela sua experiência e pela postura ante aos acontecimentos que precederam as últimas eleições presidenciais. Apoiar o candidato que postou na campanha, e recentemente um vídeo clamando por "Lula livre", em um ato de total desrespeito ao nosso Judiciário e vontade social, não por militância, mas convencimento dos crimes.

    1. Seria o melhor candidato. Porque a matéria não fez nenhuma referência ao Senador Álvaro Dias? Se for esquecimento é imperdoável, ou ele desistiu da presidência?

    2. Também não entendi porque o Alvaro Dias não foi mencionado. De qualquer forma FORA RENAN

  16. Acho engraçado que o Kata-Kata não pôde concorrer, em função da idade, e o Sr #ReNão com vários processos, reconhecidamente bandido, pode.

  17. Pelo bem do país, esse senhor deve perder as eleições para a presidência do Senado, abandonar a política e ser preso como todo corrupto, a não ser que prove inocência.

  18. #RenanNuncaMaus #votaçõesabertas E ALÔ ALÔ protagonista silenciosos: Renan QUER a presidência di Senado OU DA CCJ PARA enterrar a lava- hato! NÃO VAMOS ACEITAR ISTO! É mais fácil que apoiemis " um cabo e 2 soldados"...

  19. "Parabéns" povo de Alagoas que brindou o Brasil inteiro com mais 8 anos de Renan Calheiros no Senado. Valeu mesmo, vcs são fantásticos, SQN...

    1. Não considero que votaram em Renan por falta de caráter, mas por falta de conhecimento para buscar informações. Muito triste essa realidade. Em PE, meu Estado a vergonha política não menor. O NE ainda é o curral dos coronéis corruptos que continuam mantendo essa vergonha.

    2. São os verdadeiros culpados por Renans, Collors e outras porcarias.

  20. Já chega desse viés coronelista. Este cidadão está usurpando o poder por articulações sujas desde que a Hebe Camargo era jovem. Lembro de ele ter sido entrevistado por ela. Já basta! São décadas de inércia popular. Até Deltan Dallagnol levantou um abaixo assinado contra essa corrupção em prol do Brasil, já que estes corruptos almejam derrubar operações federais como a Lava-Jato. NÃO PODEMOS DEIXAR POPULAÇÃO!

  21. Simone é a mais qualificada para presidir o Senado. Filha de um grande político, Rames Tebet, tem tudo para honrar o nome de seu pai. Além do mais Simone é de Mato Grosso do Sul.

  22. Existe algum impedimento regimental para que o Alcolumbre presida a sessão? Pelo visto é fundamental que ele lidere para aumentar as chances de voto aberto!

  23. acho perfeito que o MDB exclua o Renan , e lance a senadora Simone...pessoa séria que conduzirá a casa com coerência e seriedade

    1. Francisco, não sei se a Simone é tão boa assim como Você disse. Mas tenho certeza que, perto do Renan, qualquer pessoa é um anjo divino caído do céu...

  24. Tem um bom sinal que o Renan vai se dar mal: tem o apoio da Kátia Abreu, o maior pé frio da política! Tudo que apoia naufraga!

  25. Infelizmente o,povo ignorante de Alagoas continua a nos fuder, elegendo bandidos. Esse infeliz devia estar preso. E triste, mais com democracia jamais seremos uma nação. Uma sub-raça comandado por bandidos, disputando o mais alto cargo, do Senado nacional. Estamos entre Renam e Mais, só nos falta Marcola e Fernandinho Beira Mar, El Chapo e o falecido Pablo Escobar.

  26. Enquanto não se penaliza o mal, os filhos dos homens estão prontos a pratica-lo. Colocar um bandido deveras conhecido, na presidência do senado, é deveras preocupante.

  27. Com Renan e Maia presidindo ambas as casas do Congresso, infelizmente as trocas de favores (leia-se: corrupção) irão continuar. Bolsonaro não conseguirá sozinho vencer o sistema com essas velhas raposas liderando. Terá de se curvar. Com isso será só mais um presidente do Brasil. Para nossa tristeza, Roberto Romano tem razão!

  28. A votação para a presidência do Senado e da Câmara tem de ser aberta para os eleitores saberem em quem os ses representantes estão votando, em obediência ao Princípio Constitucional da Publicidade que esse stf composto de alguns mequetrefes, fingem desconhecer porque é vantajoso pra eles, o STF deveria atuar como guardião da Constituição, mas isso é esperar muito desses aproveitadores.

    1. É lógico que tem que ser votação aberta, pois foi nos que os elegemos e temos que saber os votos de quem nos representa!

  29. Caso ganhe o Renan a culpa maior é do STF que julga a passo de tartarugas, conivente com a corrupção. Uma pessoa com tantos processos não poderia jamais ser eleito senador. E o caso da amante que foi arquivado por insuficiência de provas. Acorda STF senão logo teremos um #forastf ( com minúsculas mesmo)

  30. É certo que se Renan ganhar esta queda de braço o governo Bolsonaro começará sem chances de aplacar qualquer mudança à direita, significativa. Não foi comentado na matéria o nome do senador Álvaro Dias, ao meu ver, uma opção bastante razoável!

    1. Também senti a ausência de citarem Álvaro Dias! É um bom político e sem as ranhuras incriminatorias que estão nos anais de uma porção de representantes dos brasileiros!

  31. Seria o pior dos cenários esse "coroné" nordestino ganhar a eleição. Vamos ver se o STF toma vergonha na cara e começa a julgar o patife.

  32. Então o Alcolumbre entra, entrega a presidência da Mesa pro Maranhão e elege o Renan?! Pelo visto o Onix é o infiltrado da velha política. Dia 1º de Fevereiro a gente vai saber do que esse governo é feito.

    1. Dedução mais lógica do que a Luz do Sol. Ônix Lorenzonni é o maior infiltrado no governo de Jair Bolsonaro. Não sei como ele ainda mantém O cargo.

    2. Um “retrovírus”. Parecerá amigo para contaminar o DNA dos hospedeiros. Um “dreno” de energia no Projeto Liberal de Governo. A oportunidade de o país tornar-se capitalista e entrar para o Primeiro Mundo, será comprometida. O esforço/trabalho de reconstrução do Brasil será minado. Assim, como qualquer ação que comprometa, ou venha ameaçar o “Coronelismo”.Um retrocesso.

  33. Dias Toffoli também manda medidas bem "anti nação". exigimos voto aberto! afinal, quero, não; exijo saber quem votará em Renan! afinal, O Estado deve servir a nós, e não o contrário! #RenanNunca

    1. Concordo Marlan. O Estado é nosso servidor. Quero saber quem votou em quem.

  34. Na minha opinião, se o MDB. Indicar Simone OK! Se insistir com o Renan corrupto, perde ainda mais credibilidade que está na lona!!! Não elegerá mais prefeitos, vereadores etc...O povo está de olho e Não aceitamos mais a irresponsabilidade deste partido que ainda pode ter alguma chance com Simone. Se optar por um pícaro...Estará enterrando o velho MDB. Temos e vamos cobrar do partido, afinal é dele a indicação. O tsunami popular rejeita veementemente este senador ficha suja e afinal temos alterna

  35. Renan, além de simpatizante da ala petista, representa a velha política que as urnas tentaram acabar. Infelizmente, ainda é candidato forte por toda sua história de articulações.

  36. O Autor do texto se esqueceu que Álvaro Dias também é candidato, muito provavelmente pelo fato que sua candidatura não deve ter muito impacto. Abraços

  37. Vou ofender esse cangaceiro sem noção, esse tal de Renan que não tem como vencer essa disputa, digo mais, é mais uma parede que vamos derrubar porque o Brasil mudou para sempre. O cidadão não dorme combatendo esse amaldiçoado que vai cair bem fundo no poço da desilusão quando for condenado a prisão e ser expurgado dos bens que roubou indiscriminadamente. Esse vai ser destituído do poder arbitrário que ajudou a criar e vai apodrecer na cadeia.

    1. Que maravilha! O povo brasileiro renascendo cada dia mais forte. Parabéns!

    2. Concordo inteiramente com todos. Creio que podemos resolver mais facilmente o temor de mais uma vez termos um ficha suja e contra a lava jato! O MDB que indica? Então vamos cobrar deste partido que esta a 30 anos no poder e sabemos suas intenções. MDB indique Simone tebet e todos sairão ganhando. #forarenan O Senado federal já teve uma lição nestas eleições é bom não contrariar o povo que exige mudanças!

    3. Renan é um cangaceiro bandido e vaselina; muda de lado de acordo com sua conveniência e "onde der mais". Será um retrocesso se este pulha vencer. Espero que o bom senso vença e este canalha não se eleja mais uma vez.

  38. É impossível que Calheiros acredite que vencerá, pois o povo lhe tem tão pouco apreço que o Senado ultrapassaria o STF no quesito “nojo geral”. R. Calheiros ta servindo pra desviar a atenção dos adversários.

  39. Todos eles tem o rabo no judiciário, o que não quer dizer nada, infelizmente. Toca o barco Brasil, pro fundo do pântano.

  40. Renan CONDENADO, não presidente do senado. É como reformar o banheiro velho inteiro e não trocar a privada. Certeza que vai dar M.

  41. Tô de olho no Carlos Viana e no Rodrigo Pacheco. Sou bom de voto e ajudei a eleger os nobres Senadores da República. Espero até uma manifestação prévia de ambos, através da imprensa, de que a votação aberta é desejo de ambos. Ou agora ou nunca.

  42. No caso Renan me parece que a ÚNICA solução com chance de sucesso é via pressão popular. Se foi possível eleger um presidente com escassos recursos e contra toda a mídia mainstream será possível derrotar o Renan. Se perceberem foi a única ação que balançou o Coronel. O resto ele tira de letra. #renão #renannão

    1. JKose: Domingo às 10 horas na Praça da Liberdade manifestação pela votação aberta. Em sendo esse bandido fisiologista não leva.

  43. Eleger Renan Calheiros a Presidência do Senado Federal, seria confirmar o cúmulo do absurdo de já se ter elegido o mesmo como Senador da República pelo Estado de Alagoas. Só o fato de está havendo algum sucesso na campanha dele para a Presidência do Senado, já mostra claramente que a classe política ainda está super contaminada pelos enteresses pessoais e não por nós brasileiros. É preciso acordar minha gente, vamos salvar o Brasil, façamos pelos caminhos corretos o que for possível.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO