Adriano Machado/CrusoéCiro com Bolsonaro: para os defensores do jogo, a hora de avançar é agora

A jogatina avança

O ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, é um dos artífices da coalizão que tenta legalizar cassinos no país. Depois de anos de tentativas, o plano finalmente deve vingar – e com o apoio do governo
27.08.21

Faz quase oito anos que Ciro Nogueira esteve em Las Vegas, nos Estados Unidos, visitando as instalações da maior rede de cassinos do mundo. O então senador pelo Piauí integrava uma comitiva de parlamentares brasileiros engajados na legalização dos jogos de azar no país. O grupo ouviu da boca do empresário Sheldon Adelson, dono do conglomerado, que ele estaria disposto a investir alguns bilhões de dólares no Brasil, caso a proibição em vigor por aqui desde1946 fosse derrubada. Ciro voltou empolgado com a ideia e, pouco depois, assinou um projeto prevendo a liberação de praticamente todo tipo de jogatina, de jogo do bicho a casas de bingo — incluindo os resorts com cassinos, como queria o magnata americano, morto no início deste ano.

A proposta do agora ministro-chefe da Casa Civil não resistiu aos ataques da bancada evangélica, historicamente contrária à ideia, e acabou arquivada. O cenário começou a mudar no início do atual governo, com a expectativa de que a devoção do presidente Jair Bolsonaro ao colega americano Donald Trump, dono de cassino e financiado por Sheldon Adelson na campanha, pudesse vencer as resistências. O projeto de Ciro foi desarquivado, mas pouco avançou desde então. Agora, com a chegada do cacique do Centrão ao coração do governo de Jair Bolsonaro, o lobby ganhou força e a bancada dos jogos no Congresso aposta todas as fichas de que a legalização, ao menos dos cassinos, vai finalmente sair do papel.

Defensores dos jogos dizem que o próprio presidente da República já foi convencido de que é possível aprovar a liberação dos cassinos sem perder o apoio dos evangélicos na disputa pela reeleição no ano que vem. Entre os conselheiros ouvidos pelo chefe do Planalto, está seu filho 01, o senador Flávio Bolsonaro, que também visitou o império do magnata dos cassinos,  em janeiro de 2020, em “missão oficial” a Las Vegas, juntamente com o atual ministro do Turismo, Gilson Machado, e outros parlamentares. Na campanha de 2018, Bolsonaro chegou a dizer que cassino no Brasil “serviria para lavar dinheiro” e “destruir famílias”, reproduzindo o discurso das lideranças religiosas.

ReproduçãoReproduçãoFlávio Bolsonaro participou até de “missão oficial” a Las Vegas
Aliados do governo acreditam que o momento é extremamente favorável ao libera-geral. A crise econômica provocada pela pandemia fortalece os principais argumentos usados por quem defende a legalização dos jogos: a atração de investimentos estrangeiros, a geração de empregos e o aumento da receita com impostos sobre atividades que nunca deixarem de existir na clandestinidade. “Já passou da hora de acabar com esse faz de conta e de o Brasil parar de exportar jogador. A gente deixa de arrecadar bilhões por causa disso e os brasileiros vão gastar lá fora”, diz o deputado João Bacelar, do PL da Bahia, que defende a liberação de todas as modalidades de jogatina.

Outro ponto central explorado na defesa da legalização dos jogos é o fomento ao turismo de estrangeiros, que atrai em torno de seis milhões de pessoas ao ano, número inferior ao de visitantes anuais da Torre Eiffel, em Paris. Nesse caso, o atrativo seriam os chamados “resorts integrados”, grandes hotéis de luxo com cassinos e casa de espetáculos que seriam construídos nos principais pontos turísticos do país. Segundo o deputado Marcelo Álvaro Antônio, do PSL de Minas Gerais, esse modelo já é aceito por parlamentares católicos e evangélicos que são avessos à legalização dos jogos de azar. Quando foi ministro do Turismo de Bolsonaro, Álvaro Antônio elaborou um projeto que prevê a criação um grande perímetro batizado de “área de interesse turístico” no Nordeste, onde poderiam funcionar até doze resorts com cassino, por meio de concessão pública. “Estamos falando de mais de 20 bilhões de dólares”, defende. Hoje, a proposta considerada mais promissora na bancada da jogatina é a do senador Irajá Silvestre, do PSD de Tocantins, que começou a tramitar há duas semanas e prevê um resort com cassino em cada estado do país por um período de dez anos. “Não seria justo deixar tudo concentrado no Nordeste”, diz o senador.

Stux/PixabayStux/PixabayO aumento do turismo e da arrecadação está entre os argumentos pró-jogo
Reservadamente, congressistas evangélicos ouvidos por Crusoé admitem uma espécie de cessar-fogo contra um projeto mais restritivo, que só liberaria grandes e poucos cassinos. Em público, contudo, as críticas continuam. “A abertura de cassinos não é solução para nada. Como o próprio nome diz: jogo de azar é jogo de azar. Qualquer proposta envolvendo legalização dos jogos, eu voto contra porque na minha base isso é repudiável”, torpedeia o deputado Gilberto Nascimento, do PSC de São Paulo. “Jogo de azar é igual aborto, não tem negociação. É o mesmo princípio. Quando o assunto voltar à baila de novo, vamos colocar a artilharia em cima”, diz o pastor Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus e o mais eloquente apoiador evangélico do presidente da República.

Embora a conjuntura esteja “extremamente favorável”, como repetem os governistas, Ciro Nogueira precisará de muita habilidade política para conseguir conciliar os inúmeros lobbies envolvendo os jogos e o desgaste político da liberação. Dentro da bancada da jogatina, a pressão é para legalizar tudo de uma vez, o que daria uma espécie de salvo-conduto até mesmo aos bicheiros que hoje agem nas sombras, como contraventores. O presidente da Câmara, Arthur Lira, defende essa autorização mais ampla, abarcando jogo do bicho e casas de bingo. É uma causa antiga da família. O pai dele, o ex-senador Benedito de Lira, apresentou uma emenda ao projeto de Ciro Nogueira, incluindo no pacote da legalização as máquinas caça-níquel. Os defensores da jogatina têm pressa. O plano é fazer o assunto avançar ainda neste ano. O Centrão nunca esteve tão à vontade para tirar da gaveta seus velhos – e polpudos – planos.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Estamos a mercê dos interesses estrangeiros, os quais visam objetivos próprios e não sabemos quais serão os benefícios para o Brasil

  2. Sou a favor, desde que regulado como nos EUA para "proteção" do jogador. Agora, em se tratando de Brasil, podemos estar certos que haverá utilização de cassinos para lavagem de dinheiro, caixa 2 e pagamento de favores políticos. Será inevitável.

  3. Prezados, Conforme item 6.1 da cláusula VI do contrato de assinatura, solicito o cancelamento de minha assinatura da revista Crusoé. "VI. CLÁUSULA SEXTA – DO CANCELAMENTO 6.1. o cancelamento da Assinatura poderá ser solicitado a qualquer tempo pelo ASSINANTE, mediante envio de e-mail para: [email protected]"

  4. Só degradação, só depravação, só predação, propõe essa canalhada. Esse pivetão doentio e patetóide 0,1, é um crápula totalmente vocacionado pra marginalidade! É impressionante como esses 4 descerebrados seguem às cegas e ainda pioram a herança maldita do demente tresloucado! Nunca lhes ocorreu raciocinar sobre optar por um caminho lícito, correto e do bem. Nunca propuseram e muito menos fizeram ou realizaram uma única ação sequer, que beneficiasse a população!!!

    1. Fossem apenas inúteis, já seriam revoltantemente sanguessugas, parasitas do sangue, suor e lágrimas da população mas, são muito além disso, são nocivos predadores lesa-pátria! Esses párias ordinários passam o tempo inteiro insuflando o mal, fazendo besteiras, cometendo ilícitos, roubando e maquinando formas de escapar das punições!!!

    2. Fossem apenas inúteis, já seriam revoltantemente sanguessugas, parasitas do sangue, suor e lágrimas da população mas, são muito além disso, são nocivos predadores lesa-pátria! Esses párias ordinários passam o tempo inteiro insuflando o mal, fazendo besteiras, cometendo ilícitos, roubando e maquinando formas de escapar das punições!!!

  5. Só degradação, só depravação, só predação, propõe essa canalhada!!! Esse pivetão crápula doentio e patetóide 0,1 é totalmente vocacionado pra marginal, é impressionante como esses 4 descerebrados seguem às cegas e ainda pioram a herança maldita do demente tresloucado!!! Nunca propuseram e muito menos fizeram uma única coisa sequer que fizesse bem à população!!!! Esses ordinários passam o tempo inteiro insuflando o mal, cometendo besteiras, roubando e maquinando formas de escapar das punições!!!!

  6. Inacreditável!! Esse desgoverno JB está na contramão de tudo que falou na campanha eleitoral em 2018...!! Muito revoltante!!

  7. ATÉ AS PEDRAS DE LAS VEGAS SABEM QUE A MELHOR MANEIRA DE LAVAR DINHEIRO É ATRAVÉS DE CASSINOS. o resto, é resto.

  8. Como esses deputados são canalhas!!! Sera que não existem projetos para o Brasil do que a abertura do jogo??????

  9. Cassinos e jogos fartamente liberados num país como o Brasil irá com toda a certeza se tornar a principal fonte de financiamento do crime organizado, que o reverterá em poder político, que o retroalimentará num circulo vicioso que tem o potencial de multiplicar de maneira irreparável as mazelas socio-econômicas deste nosso já tremendamente injusto país! Só não enxerga isto quem desta pocilga for se alimentar!

  10. Em tempo: Este projeto é a carinha do ARTHUR LIRA, manso, ensaboado, recheado de "justificativas economicas, sociais e populares", argumentos fortemente mascarados para justificar a sua aprovação pela bancada do jogo, bancada esta que é encabeçada agora pelo Ministro da Casa Civil! Grandes préstimos à nação, não?

  11. Legalizar os cassinos, jogo do bicho, bingos e outros jogos por que o momento da economia está passando por tempos muito difíceis, no "interese" de oxigená-la para "melhorar" a vida da população, equivale a um médico receitar cocaína para um paciente que está sofrendo de depressão! Ele certamente irá sair da d pressão num primeiro momento para depois sucumbir completamente ao "remédio" administrado! O PCC agradece ao esforço concentrado da bancada do jogo!

  12. Ou libera sem restrição de entrantes ou não libera nada. Liberar um por Estado ou 12 em área reservada ou qq restrição de entrantes é SÓ CRIAR DIFICULDADES para cobrar facilidades (colocar parente de política como sócio, propinas, etc).

  13. Lavagem de dinheiro só vai ocorrer que se a receita federal autorizar, caso contrario basta uma normativa obrigando informar CPF ou número do passaporte de cada apostador/ganhador. Mas liderança evangélica é uma tristeza só, sempre preocupados com o bumbum alheio, com os pulmões alheios, com o equilíbrio alheio e principalmente com o dinheiro alheio.

  14. Não considero jogo de forma alguma um lazer saudável, exceto aquele carteadinho descompromissado em família, sem valer dinheiro. Agora, se o argumento contra é porque vicia e destrói as famílias, o que de fato acontece, isso o álcool também faz, e nem por isso se cogita de fechar todos os bares. Os EUA tentaram isso no passado com a Lei Seca e deu no que deu.

  15. Espero que a bancada evangélica e pastores que ainda banca esse (des)governo do Bolsonaro reajam a isso porque é uma coisa que os evangélicos sempre foram contra, e que nao mudem agora só porque o Jair quer.

    1. Imagina, amigo, se um representante dessa bancada evangélica um dia chegar à presidência da república?! Se apoiam um governo desse nível, imagina o que terão a oferecer ao país!!

  16. Com certeza o objetivo principal dessa turba é lavar dinheiro fácil das inúmeras fontes ilegais que jorram aos borbotões, os objetivos secundários serão apenas perfumaria para enganar os incautos...

  17. Porque esses religiosos de araque não vão todos juntos pra puta que os pariu? Gente retrógrada e falsa que cujo único interesse na vida é o dízimo dos incautos e o reino dos poderosos.

  18. Sou a favor do jogo, mas voltado a atrair turista ou a reter aqui mesmo os dólares que os brasileiros vão perder no exterior. E com restrições do tipo de permitir jogo apenas em hotéis de 5 estrelas com o objetivo de impossibilitar limites baixos. Se liberarem geral nós vamos ver pipocarem espeluncas pelo Brasil afora, do tipo daquelas combatidas pelos evangélicos.

  19. Não aos cassinos por motivos religiosos é o cara de alho. Bora parar de hipocrisia, jogo de bicho, loterias da caixa e etc, se for para proibir que pelos menos tenham a decência de apresentar argumentos válidos. Tipo “jogo no Brasil será comandado pelos mesmos САИАLНАS que já estão no poder, será mais uma maneira de ЯОυΒΑЯ os trouxas…”‼️

  20. Para além da hipocrisia... Existem pessoas que vivem de acordo com os preceitos bíblicos e pessoas que encaixam os preceitos bíblicos em suas vidas (ou conveniências) e esse pessoal é do segundo tipo; são cristãos da boca pra fora e conservadores nos costumes dos outros! Não tem caráter, decência nem dignidade. Trabalham unicamente pela manutenção do poder e aumento da própria fortuna. Vindo dessa gente o q menos importa é a economia.

    1. Se pagarem o dízimo.....Os terrivelmente EVANGÉLICOS,aprovam sem problema,afinal essa cambada de RATAZANAS,só quer $$$$$.Foda-se o BRASIL.

  21. Pessoalmente, não gosto de jogo de azar, nem tampouco tenho opinião formada sobre a conveniência da liberação, mas a julgar pelos pais da ideia, melhor não ...

    1. Coberto de razão! Todos os países importantes do mundo permitem cassinos e afins, mais ou menos regulados. Essa ladainha de lavagem de dinheiro só é usada como argumento no Brasil. Lá fora, o argumento com mais força é o vício de jogar. Contra isso, há meios, como o registro das pessoas em perigo.

  22. Depois que "Santinha" proibiu o jogo no país, num absurdo pedido ao marido-frouxo presidente o Brasil deixou de arrecadar e empregar milhões. Tomara que volte.

    1. Muito bom argumento. Pelo que sei, nem lei teve para essa desastrada decisão, que fez milhares de pessoas perderem o emprego.

  23. já prevendo a não reeleição ,em 2022, o apoio dos evangélicos ganha menor peso e o 01 está louco para um Casino no RJ para chamar de seu

  24. A discussão verdadeira deveria passar por ser ou não ser o jogo bom ou ruim para a economia e a sociedade. Se for ruim comece-se por proibir a Loteria Esportiva, se não for, inicie-se por liberar todos os jogos e tirá-los da clandestinidade que fomenta o crime. Abaixo a cultura de hipocrisia que nos fez ser governados 14 anos pelo PT (Identidade verdadeira- PEB-Partido das Empreiteiras e dos Banqueiros)! Namastê!

    1. Onde tem dinheiro fácil, lá estará à família real!

  25. É só o que está faltando no Brasil: famílias de mafiosos liderando o país e o Executivo na base da jogatina, lavagem de dinheiro a rodo, prostituição e assassinato de desafetos... Vamos virar Chicago dos anos 20, Nova York dos anos 80 ou Gotham city sem o Batman... Se eu acreditasse no Apocalipse bíblico, diria que Bolsonaro é o anti-cristo...

  26. E por que não legalizar o jogo? Não em todas as cidades mas escolher 2 ou 3 estados pobres como Sergipe, Piauí, Maranhão e uma determinada cidade de cada estado e transformar em uma coisa parecida com Vagas. Atrairá recursos e desenvolvimento para os locais.

  27. Puxa, grande prioridade essa. Milhões dempregados, sem casa, passando fome, a educação ainda mais deficitária devido a pandemia e os Representantes 🤮 Eleitos preocupados em legalizar o jogo. É o nosso Brasil! País do Futuro!...(sqn).

  28. Oferece a igreja construídinha ao lado do Cassino pro Malafaia ou pro Edir, e vejam se eles aceitam ou não. É na hora!

  29. Gente do céu. É só usar a cabecinha, povo. Querem aprovar já a jogatina? É só incluir a obrigatoriedade de cada cassino construir um templo ao lado do Hotel-resort, pros eternos perdedores irem chorar as pitangas depois de ficar de bolsos vazios por conta das roletas. Ora..

  30. Eu tive tive tios que eram viciados em carteados, foram um enorme pesadelo para família e os traumas causados são inesquecíveis! Entendo que a legalização dos cassinos é mesma coisa que legalizar as drogas ilícitas, é legalizar o pesadelo para as famílias dos viciados! E não há como fiscalizar os cassinos, serão um meio "legal" de lavagem de dinheiro!

  31. Cada um é dono de seu nariz. Quem pariu Mateus que o embale.Joga quem quiser jogar.Afinal, o jogo é para adultos.Não são bebês que precisam de babás. Há o lado econômico para o país, que se deve levar em conta, para o turismo. Se todo mal fosse esse, o país estaria às mil maravilhas.

  32. os principais países democráticos como Estados Unidos Reino Unido e França aceitam casinos em alguns locais de interesse turístico Nossos vizinhos Argentina Uruguai e Paraguai aceitam e geram milhares de empregos

  33. O quinteto terrível, obviamente formado pelos bolsonaros, sempre buscou diversificar seus negócios. Do ramo das rachadinhas, considerado pouco rentável e muito complicado, avançaram para o chocolate, saúde e imobiliárias. Agora pretendem incluir armas e jogatina, coisas muito mais rentáveis e difíceis de fiscalizar, graças as leis aprovadas e ainda por aprovar nas reformas tributárias e eleitorais. Obviamente que, tanto empenho quanto parcerias, resultam da mais torpe das razões.

  34. Eu também, joga quem quer , só que os pastores não querem , vai diminuir o dízimo!!! Estes pastores viraram políticos , estão sempre pensando em benefício próprio!!! Hoje não há discussão em bom nível , pois está política brasileira apodreceu!!!!O povo que se exploda!!!!!

  35. Que se abram as lavanderias! Só quero ver o dispositivo da lei que dará aos ilustres “investidores “ a prerrogativa de licenciamento. Alô Margareth, pode começar o rascunho!

  36. Sinceramente eu sou a favor da liberação dos cassinos. Isto porque existe muitos clandestinos que não pagam impostos. Meu irmão é jogador e frequenta esses locais, até perigosos porque a polícia sempre descobre e fecha tudo. Melhor liberar de uma vez !

    1. Disse muito bem! Loterias são apostas que viciam também. Quem tem poder viaja para Las Vegas e deixa lucro pra eles.

    2. E vocÊ realmente acredita que os "oficiais" vão pagar impostos ????

  37. Acho que os políticos e seus laranjas tem todo direito de ter mais instrumentos disponíveis à adequada lavagem de dinheiro honestamente desviados a partir de sua atuação pralamentar. Postos de gasolina, restaurantes, casas de show, igrejas não tem um crescimento compatível com a demanda. Acredito q as igrejas q se dedicam à esta prática sanitária não precisam se preocupar. Tem para todos… bora lavar, gente !!! Amém !!!

  38. Sem cassino , mais DÍZIMO!!! Com cassino se ferrou as IGREJAS, para verem como , ainda bem que a maioria dos Verdadeiros brasileiros são coerentes , pois viram que os Bovinos e Petistas são uma MiNORIA de Acéfalos, políticos como Ciro Nojeira e Pastor Silas Maracutaia, Agora está em lados opostos brigando pelo Dinheiro dos Otarios!!! Tudo virou Seita, Petismo xBolsonarismo x Igreja= Política !!! Turma de Burro e Idiota , Seguidores de Trairas da Nação !!!

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO