Pedro Ladeira/Folhapress"O que vemos é um procedimento ilegal. E com o conhecimento do presidente, o que torna o episódio mais grave"

Caso de impeachment

O senador Tasso Jereissati diz que o escândalo da compra das vacinas indianas eleva o patamar da crise e pode empurrar Jair Bolsonaro para fora do Palácio do Planalto
25.06.21

Para o senador cearense Tasso Jereissati, do PSDB, a crise que engolfa Jair Bolsonaro mudou de patamar. Pulou de grave para gravíssima e pode alterar o animus no meio político e na sociedade a respeito do impeachment. Na avaliação do integrante da CPI, a revelação de que o presidente foi alertado sobre irregularidades na compra da Covaxin antes mesmo de o contrato de 1,6 bilhão de reais ser assinado pelo Ministério da Saúde com o laboratório indiano produtor da vacina tem poder para derrubar o derradeiro pilar de sustentação do governo – a tese de que Bolsonaro jamais esteve envolvido em corrupção.

“A última defesa do presidente diante da sociedade era a questão da corrupção. A casa desmorona. O clima na sociedade vai mudar inteiramente”, afirma o tucano, que até então acreditava não haver condições políticas para o impedimento de Bolsonaro. Se os indícios “que já são fortes” se confirmarem, a saída, entende o parlamentar, é “o vice-presidente (Hamilton Mourão) assumir”.

Nesta entrevista a Crusoé, o senador, de 72 anos, fala ainda da possibilidade de Bolsonaro recorrer à força para não deixar o poder e das articulações em busca de um candidato da chamada terceira via para disputar a Presidência em 2022. Apontado como uma das opções no PSDB, ele diz que é preciso haver, nos partidos que tentam costurar uma candidatura alternativa, a consciência de que o momento do país exige unidade para enfrentar a polarização. “Se nós decepcionarmos por falta de desprendimento, por projetos exclusivos e não tivermos capacidade de fazer a convergência, nem que seja de transição de quatro anos para depois ficar mais claro, essa geração de políticos toda, e eu me incluo nela, merece sair do jogo.”

Como o sr. avalia o caso da compra das vacinas indianas pelo governo, em que há suspeita de corrupção e a confirmação de que o presidente foi alertado?
A situação que já estava muito grave passou para gravíssima. Se fosse apenas uma negligência ou pensamento diferente, no caso da imunidade de rebanho, entre outros, já seria muito grave pelas consequências que geraram, como a morte de mais de 500 mil pessoas no país. Se essas condições todas ficarem provadas e chegarmos à conclusão que houve interesse escuso por trás da compra das vacinas indianas, e os indícios já são fortes, pode chegar a um desfecho traumático.

Pessoalmente, o presidente se complica?
Claro. Porque a gente sabe hoje por informações, documentos e vídeos que o presidente tinha alguma interferência nos erros e omissões durante a condução da pandemia. Agora, o que vemos com certeza é um procedimento ilegal. E com o conhecimento do presidente, o que torna o episódio mais grave ainda. Todo governante costuma dizer “eu não sabia”, “aconteceu à minha revelia”, mas esse caso andou com tanta rapidez que a desconfiança de corrupção chegou direto à pessoa do presidente da República. Sem dúvida, se isso tudo ficar comprovado, é o caso de medidas extremas.

“Medida extrema” seria a abertura de um processo de impeachment do presidente?
Se ficar provado, pode chegar a isso. 

Há ambiente político para o impedimento de Bolsonaro? 
Eu sempre disse em conversas com outros políticos e mesmo em entrevistas que eu não achava que haveria condições para o impeachment agora. Mas a última defesa do presidente diante da sociedade era a questão da corrupção. Dizia: “Ah, foi feito isso, foi feito aquilo, mas não tem corrupção”. Essa era a alegação. Até mesmo na CPI, quando a gente chega a determinadas conclusões, seus defensores vão lá e dizem: “Mas não rouba”. Esse fato novo derruba o último pilar. A casa desmorona. O clima na sociedade vai mudar inteiramente. Até a questão moral dos defensores do presidente vai ficar enormemente enfraquecida.

Pedro Ladeira/FolhapressPedro Ladeira/Folhapress“Esse fato novo derruba o último pilar. A casa desmorona”
A tese de “deixar o presidente sangrar” até o fim do governo para chegar cambaleante nas eleições ainda é defendida por setores da oposição, inclusive pelo PT. Ela perde força agora?
Não vejo isso como uma questão eleitoral. É uma questão fundamental para o país. Para o futuro próximo e de longo prazo. Estamos falando de mortes, 500 mil mortes. Existe um sentimento anticorrupção tão grande na sociedade, devido à longa tradição de corrupção de governos anteriores, que essa questão passou a ser muito forte na população. A decepção desses segmentos, até entre os que votaram em Bolsonaro, e não estou falando dos fanáticos, vai ser tão grande que esse pilar desaba e não há como levantá-lo novamente. Vai ser uma decepção com o candidato em quem esse eleitor acreditou.

Se o governo se inviabilizar, a solução é com o vice Hamilton Mourão? 
Até hoje no meio político, e falo da Câmara, Senado, governadores, partidos políticos, ninguém havia levado a sério a possibilidade do impeachment. Nunca se discutiu isso a sério porque Bolsonaro ainda é sustentado na opinião pública, em parte por esse discurso de que ele não rouba. Aparentemente é sustentado pelas Forças Armadas, e ele faz questão de exibir esse apoio, falando em “meu Exército”, e nas polícias militares, um setor da sociedade onde ele tem mais penetração, e por ter uma militância própria violenta. Essas condições não levariam a um ambiente positivo para o impeachment. Agora, do ponto de vista da opinião pública, tem essa questão moral. O que se imaginava até então era que ele é desajeitado, grosseiro, mas não cometia malfeitos. Com isso mudando, temos outro cenário. E a solução, nesse caso, tem que ser pela Constituição. Não há outra. A saída, se os indícios se confirmarem, é o vice-presidente assumir. 

Se o governo sobreviver até 2022, o que deve ser feito para quebrar a polarização e para que não se repita o que ocorreu em 2018?
Vai depender de nós, políticos que temos alguma liderança nos nossos partidos. Tem que haver um pouco de desprendimento e de consciência da gravidade do país. Mesmo com um lampejo de crescimento no país, o longo prazo não é bom. Temos 14 milhões de desempregados e um déficit fiscal altíssimo. Isso sem falar na questão da pandemia. Se nós decepcionarmos por falta de desprendimento, por projetos exclusivos e não tivermos capacidade de fazer a convergência, nem que seja de transição de quatro anos para depois ficar mais claro, essa geração de políticos toda, e eu me incluo nela, merece sair do jogo. Não estaríamos à altura para enfrentar esse desafio.

Pedro Ladeira/FolhapressPedro Ladeira/Folhapress“Acho que o Doria vai ter que cair nessa realidade. A realidade não é aquela que a gente quer”
O sr. tem defendido que o PSDB não precisa necessariamente encabeçar a chapa de uma candidatura da terceira via. Mas o partido tem um candidato que, aparentemente, não abre mão de concorrer ao Planalto, que é o governador João Doria. Como resolver essa questão? 
Eu, por exemplo, que sou um dos nomes citados para concorrer à Presidência, tenho conversado com Eduardo Leite e o Arthur Virgílio, que também são pré-candidatos. E nós acertamos que, se notarmos que existe uma disposição mais ampla de convergência ao redor de um nome que consiga agregar mais do que nós, tranquilamente, sem nenhum ruído, vamos com empolgação para essa alternativa. Acho que o Doria vai ter que cair nessa realidade. A realidade não é aquela que a gente quer. A realidade é a que está acontecendo. Não vai ser essa obstinação dele que vai levar ao ponto de não perceber isso.

O sr. vai disputar as prévias do PSDB?
Estamos avaliando ainda. Nesse contexto, estou tentando fazer papel de aglutinação. Tenho conversado com outros partidos, com outros presidenciáveis. Não vejo objeção ao andamento dessas conversas. Se meu nome unir, eu vou. Se não, me junto a outro nome.

O sr. acha que um nome da terceira via deve ser apresentado quando? Ou até quando?
Não tenho a mesma ansiedade que muitas pessoas têm, e a imprensa tem um pouco também. O fato é que nós não temos um nome ainda. Mas podemos costurar nos próximos seis meses. Tem muita água para rolar. Por exemplo, o que discutimos anteriormente sobre a compra das vacinas indianas é uma novidade muito forte e que muda o quadro. Então, vamos ver o que ainda pode acontecer. De toda forma, penso que iniciarmos o ano que vem com um nome colocado é importante.

Pedro Ladeira/FolhapressPedro Ladeira/Folhapress“Se nós não tivermos capacidade de fazer a convergência, essa geração de políticos toda, e eu me incluo nela, merece sair do jogo”
O sr. já presenciou um cenário político tão delicado como esse no Brasil?
Não. Nada nem parecido. Aliás, nunca esperei que um homem com a mentalidade e o primarismo do Bolsonaro chegaria à Presidência da República. E com essas atitudes. O que ele faz, o que diz, como ele age, como se relaciona com amigos, adversários políticos, imprensa, é tudo com muita brutalidade. Posso dizer que é o pior presidente da história do Brasil. O governo não é orgânico. São ilhas ao redor de um chefão do qual todos têm medo, e que não tem um projeto de país, mas um projeto de poder. Para piorar, temos um ambiente de ódio, muito por causa das redes sociais. Não se discute nada profundamente. Nem sobre economia, sobre educação e outros temas importantes. Chegamos ao ponto de debater o que é e o que não é ciência. E tudo sem argumento e com muito ódio. Perdi amigos de longa data depois que passei a criticar mais fortemente o governo. Esse clima, eu nunca vi. E é desse clima que devemos sair.

Bolsonaro está emitindo todos os sinais de que pode resistir se tiver que deixar o poder. Acredita que os militares dariam guarida a essa aventura? 
Concordo com você. A grande dúvida é como se comportarão as Forças Armadas. Estamos nesse caminho e acho que podemos ter mesmo problemas enormes pela frente. Só entendo que ele não vai ser bem-sucedido. Em 1964, havia o apoio da grande imprensa, dos americanos, da Igreja, de parte da sociedade e o Congresso era, em boa parte, composto por udenistas que tinham histórico de golpismo. Agora, a grande diferença é que Bolsonaro não tem apoio da imprensa, não vai ter apoio político e ficará isolado do resto do mundo. Ele não tem a conjunção das forças a favor. E tenho dúvidas se metade das Forças Armadas vai pactuar com isso. Isso pode até acontecer, mas será temporário. Não deve durar muito.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Não consigo dar ouvidos a um PSDB corrupto, no mínimo conivente com tantos omissões de políticos em seu quadro. Urge uma 3a Via isenta dessa velha política. Hora de renovar tudo, presidente e congresso: #NovasMedidas #ElesNão #MoroNeles 🇧🇷💚

  2. Duvido que Bolsonaro entregue a Faixa Presidencial para o Lula. No lugar dele, eu não entregaria. Neste cenário, muito mais do que metada das forçar armadas o apoiaria...

  3. Essa geração está errando - e merece sair do jogo - desde que nasceu! Não acertaram uma! Idiotizados pelas correntes políticas utopistas e autoritárias do séc. XX, nunca conseguiram compreender o mundo: queriam revolução socialista na década de 1960 - erraram, escreveram a CF/88 - erraram, administraram o país por 30 anos - erraram DESCOMUNALMENTE! E ainda não se tocaram - continuam errando! Enfim, essa entrevista acabou a chance mínima que havia de votar nele (dependeria da chapa/proposta).

  4. Coerente, sensato, inteligente, experiente, enfim, td q não vemos há décadas. Enfim surge um bom nome. Q nos próximos meses surjam outros e se entendam pra livrar o país da praga do bolsopetismo. Gostaria de ver Moro como presidente ou vice. Daria muita força a chapa.

  5. Tasso Jereissati? Como é aquela música mesmo? "Puta que pariu meu gato pôs um ovo // Mas gato não põe ovo puta que pariu de novo // Eu sou vampiro doidão, eu sou o vampiro doidão // Passo o dia dormindo e a noite eu fumo um baseadão"

  6. Sou totalmente antibolsonaro. Acredito que há muitas ações praticadas pelo Bolsonaro abriram campo para impeachment, tais como menosprezar a gripe, e consequentemente, possibilitar a morte de brasileiros, demorar para comprar vacina, fazer parte de protestos para fechar congresso e STF, mas esse, para mim, é baixaria. O cara iria comprar, não comprou, não gastou o dinherio. Seria motivos para não se votar mais nele, mas impeachment não.

  7. Ficar velho não quer dizer que não é corruPTo. Fala da Telemar, fala do banco do Nordeste só 28 milhões , fala das privatizações do FHC ou da farra das aéreas. E aí Tarso.🐁Fica em casa MANDETTA mandou.

  8. Perguntemos a Tasso pq votou contra a presença de Gabas na cpi, já q ele, Gabas, foi o responsável pela compra com quase 50 milhões de reais, p respiradores ,ano passado, e q até agora não chegaram, inclusive p o Ceará seu Estado, q sofreu como um dos Estados com mais casos e mortes. Pagamento foi feito e nada!! Só do Ceará foram +- 10 milhões de reais gastos. Proteger a quem?? Comportamento de Tasso, mediocre e nada salutar!!

  9. Entrou na política Cearense p derrubar os "coroné", fez suas gestões muito boas, mas hj, se alinha de novo ao cid,Ciro, e faz pronunciamentos e comportamentos semelhantes ao mais deprimentes membros da cpi como renan ,aziz e otto, randolfe.Está faltando uito a Tasso ,o q ele teve de sobra algum tempo atrás . A reportagem fala em " compra das vacinas" ., não houve nenhuma COMPRA. Mas a reportagem p não ser diferente de outras, coloca uma manchete mentirosa p tentar dissuadir...lamentável

  10. Tem credibilidade. Tem apoio daqueles q querem um Brasil melhor. Agradecemos. Não ao lula nem ao Bolsonaro. O Brasil precisa de um novo alento.

  11. eu fico pensando é como bolsonaro fez um bocado de adoradores que parece que perderam o juizo. eu votei em bolsonaro e jamais votaria nele novamente, muito menos no lula.

  12. É muito canalha esse cangaceiro. Se alia aos maiores corruptos da história e tenta igualar os iguais com desiguais. fazem de tudo para o país não andar, são reféns do STF pelos processos que respondem. inviabilizar o Bolsonaro deixa o caminho aberto para o ex-ladrao que teve a ficha limpa na lavanderia do STF. Só olham para o próprio umbigo, não enxergam que ao lado do Capitão tem outro Capitão. Tarcísio

    1. concordo, pois conheço Tasso bem, sou conterrâneo. .. vj meu comentário de hj 27-6-2021

  13. O problema está na falta de confiança da população em partidos como o PSDB. Depois de tudo que aprontaram - e não foi pouco - os tucanos se acham arautos da honestidade e da ética?? Não conseguiram se livrar nem do Aécio Neves e vem posar de bons moços? Não dá! Tasso não é 3a via! Mudando de partido, talvez possa vir como alternativa!

    1. Sem contar que temos que colocar na conta desse partido o canalha gilmar mendes no stf.

  14. Penso que qualquer acordo em torno da terceira via deverá conter a proposta de fim da reeleição ou a instituição do Parlamentarismo, eis que nosso Presidencialismo está insepulto. Que Deus nos ilumine a todos e um abraço fraterno em agnósticos e ateus! Namastê!

  15. Tasso Jeireissati é, sem dúvida, um dos poucos nomes disponíveis com aptidão para aglutinar e pacificar o país. Todavia não vejo Bolsonaro como causa e sim efeito de gigantescos equívocos que foram sendo cometidos em série: a reeleição e não o Parlamentarismo, o primarismo incriticável de Lula com o "nós e eles", a ausência de oposição programática etc. Quem se dispuser a corrigir isso é o que merecerá ser eleito presidente do Brasil. Daí a o ser é outro problema que nos deixaram. Namastê!

  16. Tasso não é terceira via. O PSDB não é terceira via. São mais do mesmo. Boas opções para um candidatura alternativa de consenso seriam, por exemplo, o Governador mineiro Zema e João Amoedo.

    1. Concordo perfeitamente. Mas prefiro que Zema termine o serviço em Minas Gerais.

    1. Ótimo !!! Assim ganhamos no primeiro turno !! Bolsonaro 2022

  17. e aí se reuniram e, por maioria, chegaram à conclusão que para deter a escalada autoritária de Bolsonaro era necessário trazer de volta Lula à política, digo isso, pedindo todas as vênias aos ministros e ministras da Corte. É óbvio, que tal processo, em termos políticos e não jurídicos, é muito menos traumático do que promover o impeachment de Bolsonaro, o qual, na minha opinião deve concluir o seu mandato.

    1. O Bolsonaro só venceu por causa do Lula/PT e o Lula/PT vencerá por causa do Bolsonaro. Se tirar uma das peças desse tabuleiro, a que ficar não vencerá. Simples assim. A polarização tem que ser com a 3a via disputando com um ou com o outro.

    2. Deus nos livre! Se ele continuar, será reeleito! Fará igual à Dilma: "o diabo" p/ se reeleger e utilizando-se da máquina pública!!!!!!!!

    3. Excelente comentário Sr. Endo Frederico. Como os adversários não têm um nome pra enfrentar o Bolsonaro combinaram com o STF pra soltarem o maior ladrão da história do País para disputar com o Bolsonaro e múmia chamada Tasso Jereissati sabe que não existe e nem existirá a 3a. Via.

  18. Ótima entrevista, senador. A deslegitimação das instituições democráticas no Brasil é um processo longo e constante, as vezes com a participação do próprio povo que vai às ruas para defender impeachment de presidentes por motivo de somemos, assim foi com Collor e com Dilma. Também o Judiciário se deslegitima quando passa a mensagem de impunidade para a sociedade ao anular as condenações do ex-PR Lula. Fico imaginando se isso ocorreu por conta dos ataques de Bolsonaro e seus radicais ao STF...

    1. Anulação das condenações do Lula não aconteceram por culpa do Bolsonaro e seus apoiadores, aconteceu por que a maioria do STF foi nomeada pelo PT e PSDB - farinhas do mesmo saco - e por que nenhum dos ministros tem um pingo de caráter. Seja caráter constitucional , republicano seja o caráter pessoal .

    2. Ótimo comentário Sr Enso, faço minhas suas palavras. As Instruções no Brasil estão realmente deslegitimadas e a cada dia que passa o STF e o CONGRESSO NACIONAL, (Câmara e Senado) se deslegitimam mais haja vista o que essas Instituições vem fazendo ultimamente.

    1. Há muito tempo venho afirmando a possibilidade do senador servo candidato, não só do PSDB , como da 3a vi. Estou torcendo

  19. Não sei se o senador é um bom nome mas precisamos urgente de evitar a tragédia do bolsolulismo. Brasileiros de bem tem que sair do comodismo, o momento é muito sério. As pessoas não tem noção do que nos espera.Gilmar julgar Moro parcial é a maior piada do século. Mas virou fato. E isso é só o começo.

  20. Tasdo foi o q chegou ao Ceará,há décadas para combater o chamado corinelismo, fez muito pelo Estado, mas hj ao pensar no seu amadurecimento, se alinha de novo, a mais repugnante ala política Cearense, Ciro, Cid, os homens das assertivas truculentas, q parte p briga c professores em protestos, jogam retroescavadeira em cima de policiais e outros, etc. Hj o gov do Ceará,mandou construir um predio novo p o Min. Público do Estado....a pergunta fica...kd processos dos dois andarem?

  21. Agora o maior senão único obstáculo ao impeachment de Bolsonaro será o PT-PEB Partido das Empreiteiras e dos Banqueiros, que sabe que com a mais alta rejeição de todos os candidatos Lula será derrotado no segundo turno sem Bolsonaro. Que Deus nos ilumine a todos e um abraço fraterno em agnósticos e ateus! Namastê!

  22. Torço realmente com muita, esperança que senhor Senador Tasso Jereissati seja candidato em consenso com outros políticos que queiram ver este país em começar a sair do atoleiro. Independente de partido. Só assim conseguiremos sair dessa palhaçada dos fanáticos bolsonarista e lulistas. Idênticos, cada um numa ponta destruindo o país. Lula elegeu bolsonaro que elegerá lula e o país afundando, todos nós ficando cada vez mais pobres, sem perspectivas de um futuro, sem direito algum.Tasso é o nome.

  23. Kkkk. Meu deus tarso pra presidente? Vocês não tem senso de ridículo! Vocês estão doentes ! Bolsonaro o melhor presidente do Brasil, não! Do mundo ! Corrupção zero, zero,zero! Nunca virao isso né? Fechou a torneira do dinheiro fácil! Vagabundos, agora vcs tem q trabalhar!

    1. O dinheiro dessa malograda esperteza está fazendo falta ao povo brasileiro pois está apartado e intocável no orçamento de 2021: Não houve compra da vacina, mas é bom lembrar que UM BILHÃO E SEISCENTOS MILHÕES DE REAIS estão empenhados para fazer essa compra e seriam enviados diretamente a uma offshore em Cingapura, alheia total ao contrato de importação… não fosse a firmeza do servidor concursado e estável, no enfrentamento aos poderosos!

    2. Prezado Antonio, não houve a compra de 1,6 Bilhões , e com pagamento adiantado, porque um funcionario publico, concursado, e não apadrinhado por politicos, enxergou fortes irregularidades no processo e sustou a compra, dentro de suas prerrogativas e obrigações. Nao fosse ele, a compra teria ocorrido, e com a omissão do PR, que ao que indicam as informaçoes, sabia dos fatos.

    3. a conversa q o dep Miranda ( 26 processos em 2019, por fraudes em negociações c pessoas q acreditaram na sua " piramide",) falou sobre vacinS e q veículos rotulam, mas NÃO HOUVE NENHUMA COMPRA DE VACINAS DA COVAXIN, APENAS NEGOCIAÇÃO Q NÃO "VINGOU". MAS a imprensa coloca como compra ....como pode haver compra se não houve pagamento?

    4. Pior presidente que passou pelo Brasil..Ele e o Lula farinha do mesmo saco. Dois lixos. Horroroso sem educação. Tenho minhas dúvidas se ele fez o curso primário (até a quinta série pelo menos ) . Um verdadeiro Ogro. Grosseiro principalmente v mulheres e c jornalistas. Um ser abominável.

    5. O Bolsonaro melhor presidente que o Brasil já teve ??? Acho que você deve estar muito cego mesmo. Acabou c as nossas leis

    6. O que esse "Árduo" tá fazendo aqui? Vai mugir em outro terreiro. É qdo quiser em uma conversa seja lá qual for o assunto, tenha o mínimo de informação. O nome é TASSO JEREISSATI. aprende, TASSO. 🐌🐌🐌

    7. 🎶Ardo, ardo, ardo, cada um no TEU quadrado…. Kkkkkkk🎶🐄🐄🐄🐄🐄🐄

  24. Sem nem mesmo ler essa entrevista, disse a uma amiga que o Senador Tasso Jereissati é o meu candidato a presidente, lendo suas palavras passei a admira-ló ainda mais. O Senador é equilibrado, tem enorme vivência política e já demonstrou ser competente, é o que o Brasil precisa!

    1. Concordo, Maria. Precisamos de alguém experiente e equilibrado para um governo de transição.

  25. Ceará e aquela sub-raça que elege os Gomes? E esse verme bandido? Vai se ferrar Tarso. Passou uma vida inteira sem produzir nada.

    1. Só existe uma raça, a raça humana. Mas concordo com vc, que existem seres humanos que evoluíram mais e outros menos. Alguns retrocederam. Bolsonarista e petistas por exemplo, tem um problema cognitivo grave, que pode ser devido a anomalia de algum gene ambiental, ao qual foram expostos. Esses dois grupos de pessoas estão involuindo casa vez mais. Acho que no final chegarão ao ponto de se comunicarem somente com Múuuuuuuuuu.

  26. Tarso Jereissati explica: banco do nordeste 24 milhões, farra aérea, privatizações estatais no gov FHC e a venda da Telemar. Tem mais. 🤣😂

    1. Me explica como o Flávio Bolsonaro comprou uma mansão. Me explica por que o governo Bolsonaro fez propaganda da Cloroquina, e agora fica claro que ocorreu um Esquema da Cloroquina. Em explica a compra relâmpago da Covaxin, que tem o mesmo mecanismo de ação da Coronavac, porém o preço é muito mais caro.

    1. Por que o Bolsonaro escolheu o Lira para presidente da Câmara? Por que o Bolsonaro escolheu o Ricardo Barros como líder na Câmara? Por que o Bolsonaro escolheu o Fernando Bezerra para líder no senado? O Ricardo Barros seria pela expertise que permitiu esta negociata da Covaxin?

  27. Gostei da entrevista. E da postura de Tasso Jereissati. É um homem no qual votaria. Um homem com perfil moderado, democrático

  28. E ainda avanço mais: anotem novamente. Mourão, se assumir em caso de afastamento por 6 meses do titular, será um nome fortíssimo para alimentar a idéia de uma sonhada 3ª via pra 2022.

    1. Concordo tb. É uma pena Mourão ainda não ter assumido. Ele mudaria em tudo o governo, escolheria melhor o PGR, o substituto do Marco Aurelio Mello..

  29. Olha, queiram ou não os fanatizados extremistas, o fato incontestável é que o PR já não conta mais com aquela confortável margem de apoio que inviabilizava qqer iniciativa pró-impedimento. Mesmo sendo essa última pesquisa de um tal novo instituto meio que "armação", o fato é que o "impeachment" está cada vez mais perto de ser uma probabilidade. Mourão já deu aos militares sinais de que está preparado pra assumir. Anotem.

  30. Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” O Brasil finalmente terá Um Governo Fundado no “IMPÉRIO DA LEI!” Não seremos LUDIBRIADOS com o “Velho Truque de MELHORAS na ECONOMIA!” Triunfaremos! Sir Claiton

  31. Uma chapa Tasso + Eduardo Leite uniria os polos sul e nordeste/norte do Brasil; e se rspalharia pelos eixos a Leste e Oeste.

    1. Tasso não tem simpatizantes nem simpatia p tal cargo ,hj, igual a Alckmin.....sem sal

  32. Tasso, vc é um polítco do bem, não rouba e não legisla em causa própria. Não se deixe levar por essa leviandade do falso caso da vacina Covaxim. Não há fato novo de corrupção neste governo. Vc não é menino.

    1. Mas a Moderna, que pela minha análise é a melhor vacina, nao deve pagar propina. POR ISSO BOLSONARO INSISTIU TANTO EM COMPRAR A COVAXIN. Ele não quer saber so que é melhor para os brasileiros. ELE BUSCA, O QUE É MELHOR PARA ELE E PARA A SUA CORJA DE PARASITAS.

    2. JORGE, sua linha de raciocínio é digna de um imbecil. Quais características a vacina Covaxin apresenta, que justifique o preço? Tem um produto que é vendido por X na Índia e por Y em outros países. Qual a relevância disso para comprar o mesmo? Mesmo por que a questão da eficácia da vacina, juntamente com a velocidade do PNI está acendendo a luz amarela. Dentro desse contexto, qual a vantagem de ter no portfólio de vacinas, uma com eficácia similar a da Coronavac? Temos que comprar MODERNA.

    3. Eu mesmo não compraria SPUTNIK V, COVAXIM nem CORONAVAC. E o governo ainda não comprou as duas primeiras, tem resistido à pressão. Pelo preço, a Covaxim será descartada. A Sputnik V não inspira confiança; A Coronovac tem perdido credibilidade.

    4. Luis, eu sei que os Ferreiras são crias de Tasso, como sei que o nome dele não é Tarso. Sei também dos respiradores do consórcio Nordeste e que os governadores implicados estão sendo blindados na CPI da COVID. Concordo com vc que temos que tirar essa velha política do poder. Até ele concorda, ainda que seja da boca pra fora. Gustavo, eu me informo além da Crusoé. O preço da vacina Covaxin é de 15 a 20 dólares mesmo. Compra quem quer e pode. Os próprios indianos reclamam do preço na imprensa lá.

    5. Jorge, vc está equivocado. Aqui no Ceará, Tarso é coligado com a dinastia Ferreira Gomes, que faz e desfaz o que quer no estado. É só verificar suas atitudes recentes. Porque ele não quis apurar a compra de respiradores do consórcio Nordeste. Foram pagos milhões adiantados e nunca chegou um respirador ao Estados. Temos que tirar essa velha política do poder. São farinha do mesmo saco, infelizmente. Temos que ter uma terceira via urgente, pra tirar essa polarização Lula e Bolsonaro.

    6. Jorge, você não tem nenhuma certeza do que está dizendo. Deveria aguardar a apuração dos fatos. Temos que desconfiar de tudo, amigo.

  33. Tasso tem autoridade e inteligência política suficiente para liderar o diálogo de construção da 3a via. Espero que tenha também saúde e disposição e assuma esse papel, sem ansiedade como bem identifica, em busca de um nome que una, embora, a partir de jan/22, um nome deva ser escolhido e trabalhado. E Tasso é o nome, em minha opinião, o Biden brasileiro. Tenha coragem.

  34. "Essa geração de políticos, merece sair do jogo." Infelizmente poucos, muito poucos, literalmente quase nenhum, da atual legislatura merece ser reeleito! A maioria são abutres políticos, que enxergaram o sangue escorrendo, e cada um quer o seu naco. A situação do povo, é um mero detalhe! Ainda tenho um mínimo de ilusão, de que o povo, saberá discernir o joio do trigo, na eleição de 2022!

  35. O PSDB mais do que qualquer outro partido tem a responsabilidade de corrigir o drama institucional do país. Eis que sendo Parlamentarista inventou quando esteve no governo a reeleição, que matou o nosso Presidencialismo insepulto. Que Deus nos ilumine a todos e um abraço fraterno em agnósticos e ateus! Namastê!

  36. Braga Netto afirmou: “A sociedade brasileira pode contar com o comprometimento das suas Forças Armadas para atuarmos dentro da legalidade e com legitimidade para manter a independência e a harmonia dos Poderes.”

    1. Muito lúcida a posição do Senador Tarso do perfil político do Presidente. Há dúvida agora é as Forças Armadas vão segurar a peteca do Presidente, a idiossincrasia é idêntica ?

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO