Na gaveta

16.04.21

O governo de Jair Bolsonaro deixou em banho-maria um pedido da administração de João Doria para que um delegado da Polícia Federal possa assumir o comando do Metrô paulista. A requisição interessa especificamente a Alexandre Baldy, secretário de Transportes do tucano, que está sob pressão interna para trocar o atual chefe da estatal, mas quer manter no cargo alguém do seu grupo político de Goiás. O escolhido por ele é o delegado Joaquim Mesquita, que, assim como Baldy, trabalhou na gestão do ex-governador goiano Marconi Perillo, do PSDB. Só que a requisição para que o policial seja cedido chegou em Brasília e não andou. Ao que tudo indica, a burocracia da Polícia Federal não quer desagradar a Jair Bolsonaro cedendo um funcionário para integrar o governo de Doria. Baldy não descarta pedir socorro a Arthur Lira, seu correligionário e amigo do peito, para tentar destravar o pedido junto ao Planalto.

Divulgação/Governo FederalDivulgação/Governo FederalBaldy quer “importar” delegado de Goiás para comandar o Metrô paulista

Já é assinante?
Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Assine a Crusoé

*válido até 30/06/2021

Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Vital a presença de um policial à frente do metrô paulistano. As nossas "fronteiras" estarão garantidas ou não?

  2. os EXEMPLOS EXCECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! São DEGENERADOS MORAIS que IMPEDEM o BRASIL de AVANÇAR! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO