Acabou o amor

20.11.20

A turma enviada a Brasília para representar o governo paralelo de Juan Guaidó, da Venezuela, anda de nariz torcido para o Palácio do Planalto. A embaixadora María Teresa Belandría, indicada por Guaidó, se queixou nos últimos dias por não ter sido incluída na lista de convidados para a excursão à Amazônia em que o vice-presidente Hamilton Mourão apresentou a diplomatas estrangeiros as iniciativas oficiais de combate ao desmatamento. Além de representantes de países europeus, Mourão levou embaixadores do Peru e da Colômbia. Até a secretária-geral da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica, a boliviana María Alexandra López, ligada ao partido de Evo Morales, foi convidada. Teresa Belandría vem alertando autoridades brasileiras para a destruição causada na Amazônia venezuelana por garimpos apoiados pela ditadura de Nicolás Maduro.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéTeresa Belandría: queixas por ter ficado de fora da lista de Mourão

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Vergonha pro governo não ajudar a Venezuela na pressão contra os comunistas de verdade e assumidos. Lamentável, senhores Ernesto Araujo e Jair Messias.

  2. O governo Bolsonaro não tem mais demonstrado apoio ao governo Guaidó: tirou o assunto da pauta! É mais uma demonstração da guinada que deu dos rumos prometidos. Infelizmente, isso não surpreende mais ninguém. Agora é esperar que se vá em 2022...

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO