O ministro polvo

23.10.20

Fábio Faria, o onipresente ministro das Comunicações de Jair Bolsonaro, está em lua de mel com a Anatel, por onde passarão alguns de seus principais projetos, como a implantação do 5G no Brasil e, muito provavelmente, a privatização dos Correios – ele quer ampliar as atribuições da agência responsável pelo setor de telecomunicações, para abarcar também a regulamentação e a fiscalização do serviço postal brasileiro. Faria estreitou as relações nos últimos meses com o presidente da agência, Leonardo Euler. Ele já era próximo do mais fiel escudeiro de Euler na agência, o conselheiro Emmanoel Campelo. Conterrâneo de Fábio Faria, Campelo vem a ser irmão do advogado Erick Pereira, que apareceu na delação da JBS como intermediário de repasses ilegais da companhia para o hoje ministro e para o seu pai, o ex-governador potiguar Robinson Faria. Mesmo integrando o conselho da Anatel, Emmanoel aparece no site do escritório do irmão como integrante da banca.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéFaria é, em diferentes aspectos, um dos ministros mais ativos do governo

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O Brasil é tão imenso, e apesar de contar com uma população muito bem distribuída em seu território, conseguimos reunir no DF um grupo de compadres que de tão bem preparados assumem cargos (muito bem remunerados) nas agencias, ministérios, tribunais e secretarias que decidem os "rumos" deste país. E tudo indica que este "rumo" não é nada bom!

  2. Enquanto a imprensa cobre a subserviência do Brasil ao Trump pra excluir a empresa chinesa a boiada de Fábio deve estar passando com proprinas bem graudas, afinal tá no sangue.

  3. Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE” é nossa resposta ao ACORDÃO de BOLSONARO com o ESTABLISHMENT! Não seremos LUDIBRIADOS com o “velho plano de MELHORAS NA ECONOMIA!” Triunfaremos!

    1. Resta saber se Moro tem colhões para tanto. Na verdade, penso que não tem vontade, apoio, pique e jeito para tamanha empreitada. Talvez, sorte dele. Brasília é um lamaçal cuja negativa ao doloroso enfrentamento não pode ser criticada.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO