Gil Ferreira/STFA estátua da Justiça, na Praça dos Três Poderes: a benevolência vale apenas para alguns

Privilégio supremo

Crusoé analisou os pedidos de habeas corpus que chegam para os ministros Gilmar Mendes e Dias Toffoli no Supremo Tribunal Federal. O resultado: o que vale para os presos famosos da Lava Jato não vale para os comuns mortais
20.07.18

“Nobres ministros, não é possível que a justiça do Brasil conceda este tipo de cumprimento de pena somente a pessoas como Abidel Massi (sic) e Paulo Maluf.” A carta, manuscrita, foi enviada ao Supremo Tribunal Federal por Arthur Rocha. Cego, ele está preso há cinco anos no presídio de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo. Acusado de homicídio, alegou legítima defesa, mas ainda assim acabou condenado. Por razões humanitárias, ele queria que os ministros da mais alta corte do país analisassem a possibilidade de libertá-lo. As sucessivas notícias de habeas corpus concedidos a presos estrelados, aqueles que são notícia na televisão do presídio, o animaram. Em vão. Arthur Rocha faz parte de um grupo de réus e condenados que, à diferença dos investigados famosos, não teve a sorte de conseguir uma vitória no Supremo. Mais do que isso: seu processo nem sequer andou.

Enquanto isso, maio e junho foram meses magníficos para investigados da Lava Jato do Rio e de Curitiba que recorreram ao Supremo antes do recesso forense. Graças a decisões dos ministros Gilmar Mendes e José Antonio Dias Toffoli, a porta da cela se abriu para muitos deles. Sozinho, Mendes foi responsável por soltar mais de 20 presos do braço fluminense da Lava Jato. Toffoli, por sua vez, foi o relator da decisão de libertar seu ex-chefe José Dirceu, num caso atípico, para dizer o mínimo: de condenado a 30 anos de prisão, ele foi libertado a partir de uma decisão de ofício.

De maio para cá, entraram cerca de 230 habeas corpus no gabinete de Gilmar Mendes, mas pelo menos 40 estão simplesmente parados desde então. Não houve nem citação do Ministério Público, para manifestação a favor ou contra os pedidos. Também não houve qualquer despacho requisitando informações às partes envolvidas. Nada. Os pedidos estão parados como se tivessem chegado ontem. No caso de Dias Toffoli, há seis reclamações envolvendo processos criminais semelhantes àquela que resultou na soltura de José Dirceu. Todas entraram em seu gabinete a partir da segunda quinzena de abril. O único caso em que a reclamação foi convertida em alvará de soltura no período foi o de Dirceu.

Arthur Rocha, o preso cego de Presidente Venceslau, é um exemplo da lentidão que marca os processos de réus desconhecidos que chegam ao gabinete de Gilmar Mendes. Ele ingressou com o pedido em 22 de maio. O ofício chegou para o relator e lá ficou, sem qualquer andamento.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéO ministro Gilmar Mendes: prioridade para os réus da Lava Jato no Rio
Enquanto uns amargam a lentidão no Supremo, há uma parcela de processos que corre a toque de caixa. No mesmo período, cerca de 40 pedidos de liberdade foram levados a Gilmar Mendes por investigados da Lava Jato do Rio. Todos tiveram andamento. E ao menos 22 dos presos cujos advogados subscreviam esses pedidos conseguiram ser soltos. O caso do já notório Orlando Diniz é simbólico. Ex-presidente da Fecomércio do Rio, ele apresentou a petição em 30 de maio e, no dia seguinte, já tinha uma decisão favorável. De tão gritante, o despacho a jato originou um embaraço para Gilmar: como a Fecomércio figurou por anos como patrocinadora do IDP, o instituto do ministro, os investigadores levantaram suspeita sobre a decisão e pediram que ele fosse declarado impedido de julgar casos envolvendo Orlando Diniz.

Diogo Abreu, 20 anos, não teve o mesmo êxito do velho patrocinador do instituto de Gilmar. Em fevereiro, ele estava em um bar do Brás, em São Paulo, quando foi abordado pela polícia. Acabou preso em flagrante, após ser acusado de participar, com outras duas pessoas, do roubo de um celular e uma carteira. Ele segue na cadeia desde então. No gabinete de Gilmar Mendes, o seu pedido de habeas corpus chegou quinze dias antes do de Orlando Diniz. E lá ficou, congelado.

Auxiliar de serviços gerais em Tupã, interior paulista, Lucas Nunes é outro que integra a estatística dos processos parados. O jovem de 21 anos está preso há um ano, sem julgamento. Ele confessou que participou de um assalto a uma loja, onde roubou 110 reais, duas garrafas de vinho e chocolates. Outros dois acusados aguardam o processo em liberdade. Ao Supremo, a defesa dele alega excesso de prazo na prisão, um argumento recorrente em casos da Lava Jato. A propósito desse assunto, aliás, não é de hoje que Gilmar Mendes, referindo-se às prisões ordenadas pelo juiz Sergio Moro, repete que o Supremo tem “encontro marcado” com as “alongadas prisões de Curitiba”. O pedido de Lucas Nunes, que não é de Curitiba, chegou ao gabinete do ministro em 12 de junho. E nada aconteceu até hoje.

Wilson Dias/Agência BrasilWilson Dias/Agência BrasilO caso de José Dirceu é único no gabinete de Dias Toffoli: pedidos similares de réus desconhecidos nem sequer andaram
“Às vezes, tem cinco ou dez habeas corpus e não são apreciados. E às vezes caem outros habeas corpus, como os da Lava Jato, e esses são apreciados no mesmo dia. Mas o princípio da isonomia é de que todos são iguais perante a lei. Então todos merecem a mesma celeridade. Deveria haver uma ordem para apreciação, para que não pulassem alguns e nem selecionassem outros”, disse a Crusoé o advogado Fábio Donadon, defensor de Lucas Nunes.

No gabinete de Dias Toffoli, houve um caso muito parecido com o de José Dirceu. O ex-ministro, triplamente condenado, conseguiu um habeas corpus de ofício, que é quando a defesa não pede diretamente, mas os ministros decidem mesmo assim conceder a liberdade. Ele tinha uma pena de 30 anos a cumprir e, graças à iniciativa de Toffoli, cujo voto na Segunda Turma do STF foi acompanhado por Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes, conseguiu deixar o presídio da Papuda, em Brasília.

O mesmo instrumento, chamado “reclamação”, foi usado por Felipe Gonçalves. Aos 20 anos, ele foi condenado a três anos de prisão e acabou indo para o regime fechado — o comum é isso acontecer quando as penas passam de oito anos. No local onde foi preso, havia 26 porções de maconha, 70 porções de crack e 47 de cocaína, situação em que normalmente os envolvidos são enquadrados como pequenos traficantes. Na primeira instância, o juiz reconheceu que Felipe era réu primário e não integrava organização criminosa. Mesmo assim, considerou a conduta reprovável e ordenou que a pena fosse cumprida em regime fechado. Felipe está preso desde fevereiro. Ele admite ser usuário de drogas e diz que estava no local para comprar maconha, e não para vender drogas. Embora sua pena tenha sido equivalente a um décimo da de José Dirceu, Felipe não teve o mesmo sucesso do petista pilhado no mensalão e no petrolão. Ele começou a cumprir a sentença antes mesmo de o veredicto ser confirmado em segunda instância.

“Esse negócio de cumprir pena em segunda instância não é para réu sem relevância. Réu sem relevância é primeira instância”, diz o advogado de Felipe, Wagner Tasca. A defesa pleiteava que o jovem pudesse cumprir os três anos em regime mais leve que o fechado. “Quem não tem o nome reconhecido no país tem muito mais obstáculos na Justiça. É extremamente difícil ter um habeas corpus de ofício, como o concedido a José Dirceu. Eu não vejo isso quando o nome não é de relevância. Digo com toda a honestidade. Nem prescrição, que é matemático, se consegue de ofício”, afirma o advogado. A reclamação de Felipe, claro, foi negada por Dias Toffoli. Há réus e réus no Brasil.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O princípio da isonomia passa longe da suprema corte da República Federativa do Brasil e isso se dá "na cara da sociedade". LAMENTÁVEL e REPUGNANTE.

  2. Lamentável!!!! Essa é a realidade do Brasil, as benesses aos poderosos é flagrante e nada, absolutamente nada acontece, até quando????

  3. ESSES "CAMARADAS" SÃO A VERGONHA DO JUDICIÁRIO BRASILEIRO !!! É CERTO QUE O QUE é DELES ESTÁ GUARDADO !!! é ESPERAR PARA VER !!!

  4. A culpa de tudo isso é desse congresso que so legisla em causa propia Neste nosso pais tem muito bandido preso mas tem muito bandido solto rindo da nossa cara de idiotas.

    1. Gostei do comentário da GilMáfia Cão de Toga: supimpa!

  5. É que esses infelices não tem um grande escritório de advogacia com a esposa do Gilmar de associada, é simples, dá para entender! É tão difícil de compreender?

  6. É humilhante para o cidadão comum, saber de duas justiças, conforme a categoria do réu; também é no mínimo estranho ter duas turmas e decisões diferentes; Nunca ou quase nenhum juiz do STF se diz impossibilitado de votar, por que será?

  7. Eis o maior crime perpetrado pelo povo estraves do voto, colocando bandidos no poder, estes por sua vez distribuirão sua corja em todos os setores e estes trabalharão para manutenção da quadrilha, nos tribunais, nas empresas publicas,nos ministérios, e eis que seremos saqueados até o ultimo vintém, antes de nos erguermos para sermos abatidos pela falta de esperança, eis que somos os maiores culpados de tudo, "o povo, esse monstro de muitas cabeças".

  8. Nobre jornalista, parabéns pela matéria bem atual, lamentamos profundamente o tratamento diferenciado dos citados ministros. Eu viajando pelo interior do Estado do Pará, conversando sobre esse tema certa vez um caboclo amazônico saiu com uma frase que se encaixa perfeitamente sobre a sua manifestação. "Não existe coração duro pra dinheiro, nem cu apertado para caganeira".

  9. Adianta falar? Não estão nem aí! Querem mesmo é libertar o Lula para que seja eleito pelas urnas eletrônicas garantidas "sem voto impresso" pelo Gilmar Mendes! Alguém acredita na lisura da eleição?

  10. Dentre os 11 ministros do STF somente dois são magistrados de carreira: Rosa Weber e Luiz Fux ! Os juizes de primeira e outras instancias prestam concurso, com raras exceções. Vergonhoso País. Parabéns pelo artigo, Crusoé!

  11. Só neste país mesmo que um advogadozinho mequetrefe de porta de cadeia é catapultado assim à mais alta corte com o transparente objetivo de trabalhar pela quadrilha que o colocou lá e fica tudo de boa como se fosse a coisa mais natural do mundo.

  12. Nenhum dos “ministros” cotados na matéria é juiz de carreira. O tal do Toffoli foi até reprovado duas vezes. Se acabar com esse critério vira-lata para nomear ministro do STF pode ser que essa aberração de tribunal se salve.

    1. Não se engane.... temos inúmeros magistrados togados que se rendem... Necessitamos de uma reforma institucional, ou seja, que a maioria possua padrão Sergio Moro. Digo a maioria pois o alinhamento moral trata-se de utopia.

  13. Não é de hoje que o Brasil é um país desigual. Porém quando a máfia petista se instalou de mão beijada no STF não foi para colocar ordem na corte e sim para atuar de maneira a proteger os escusos interesses dos ex-mandatários do poder executivo. Atualmente, mesmo tendo o PT sido apeado do poder, a cumplicidade retrógrada entre alguns próceres do STF e os criminosos defenestrados ainda norteia as egrégias decisões dos preclaros magistrados. É vergonhoso.

  14. Faço 2 sugestões: o Antagonista poderia perguntar ao Toffoli o porque do HC "de Oficio" isto é simplesmente pela vontade do Juiz. Por que ele teve esta "vontade"? Tambem seria interessante quantificar quantos HC "de Oficio" foram dados p Juízes do STF e em favor de quem.

  15. Estas pessoas só confirmam que são desclassificados para o cargo. São uma vergonha para a classe dos advogados incompetentes para estarem o cargo na Suprema Corte.

  16. É brincadeira de mau gosto a justiça brasileira. Por que estes habeas corpus de lula e sua catrefa do pt não entram na fila de espera? por que são eles julgados tão rapidamente, passando na frente de tantos outros que ali estão esperando? Não pode fazer distinção entre as pessoas por ser rico ou pobre. Mas é o que acontece. isto tem que acabar.

  17. ... e aí, nada acontece ... parece um descalabro ... e o pior é que ñ existe nada além que pudesse parar essas "patifarias" ... só o povo nas ruas...

  18. Não é só no STF que a justiça é mais justiça para uns em detrimento de outros. Em TODOS os tribunais ocorrem os mesmos desmandos. Aproveitar um plantonista para soltar preso é mais comum do que se imagina. Infelizmente tal expediente já foi utilizado uma dezena de vezes. O Brasil está necessitando urgentemente de um banho de honestidade. Vai ser difícil. O sistema é mais forte de que a boa vontade.

  19. Excelente pauta, Crusoé! Por favor, continuem detalhando e exemplificando como o STF contribui para a corrupta política brasileira e atrapalha o país com o trabalho tão vergonhoso se alguns Ministros.

  20. Para alguns ministros do STF, dever-se-ia adaptar o famoso brocardo latino: aos amigos tudo, aos desconhecidos, a morosidade da lei. É uma vergonha!

  21. Só um milagre gigantesco, mesmo, para livrar esse País de tanto mal. A arrogância, parcialidade e escárnio imperam especialmente nessa turminha do STJ onde a Lei (v.g., as regras sobre impedimento e suspeição dos julgadores) é ignorada ou aplicada da forma mais torta. Coragem, MP, Juízes e Ministros! Lutem pela Lei e a Justiça!

  22. um País sério, só precisa de Justiça e Polícia e apenas isso deveria ser obrigação do Estado, uma verdadeira Policia cumprindo as ordens de uma verdadeira JUSTIÇA imparcial, faria o resto, educação, saúde, governo,.... andar nos eixos, MAS sem isso nada funcionará, o resto é balela !

  23. O Brasil demonstra através das decisões de Gilmar Mendes e de Dias Tiffolli, que temos um de Primeira Classe e de Segunda Classe. A justiça não é igual para todos, isso é apenas retórica.

  24. Estou enojado com a conduta dessa trinca de canalha que integra o "Jardim do Eden". Confesso não suportar mais sequer ouvir suas vozes. Parei de assistir ao canal do STF. O cinismo daqueles que deveriam ser realmente ilibado, e asqueroso.

  25. E o pior de tudo não é exatamente isso.. Esses togados de "araque" se tornaram no Dêmocles contemporaneo..decidem o que querem ao sabor dos seus interesses pessoais..e fica tudo por isso mesmo..não vejo ninguém protestando nem reclamando nada..Eita "Brazilzinho" pândego..

  26. E ESSES ministros vao continuar agindo da mesma forma. Porque ninguem tem coragem pra tomar uma atitude contra eles. Ficam fingindo que nao esta acontecendo nada. Desesperador para nos pobres mortais.

  27. Nosso STF é vergonhoso por causa principalmente da Segunda Turma, que não respeitam a Constituição nem a opinião de povo, eles se garantem, enquanto a nos ninguém nos garante. Vergonhoso STF

    1. Concordo. Precisamos de mais Batrosos e menos PTofollis, Lewandowskys e Gilmares.

  28. E pensar que o Supremo é para resguardara a Constituição dela qual faz parte o princípio de que todos são iguais perante a Lei. Por isso o Supremo, mas...

  29. Eu pergunto: Apesar desse belo trabalho da equipe Crusoé, alguém acha provável que esse organização criminosa possa ser dizimada no Brasil? Como?

  30. Agora esses caras vão a tribuna falar que a justiça brasileira funciona. E a presidente do STF sabe de tudo isso e não faz nada. Esse é o nosso Superior Tribunal Faz de conta

  31. Infelizmente isso é um exemplo de que o Brasil nunca proclamou de fato a República. As sedes de governos são nomeadas de Palácio, as formas de tratamento são monárquicas e o povo é tratado como um servo a serviço do rei.

  32. Não existe "citação" do Ministério Público. O órgão é instado a manifestar-se em assuntos de sua competência constitucional.

  33. Os Juízes Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio, agem tão agressiva e despudoramente que provocam náuseas. Não pode ser assim. Não está certo. Podem até dizer que agem estritamente dentro da lei. Mas não é verdade. Um José Dirceu, o outro lá, braço direito do Fernandinho Beira-mar, liberados pelos Ministros? Não pode ser legal. Mas se for, que lei é essa?

  34. Excelentre reportagem. Parabéns. Foi demonstrado por fatos concretos o que todos nós sabemos: a Justiça só funciona para os ricos. Que essa reportagem segue a todos os brasileiros.

  35. Que Deus tenha misericórdia de nós é do nosso país. Se o modelo de justiça for esse praticado pelo Suprema Corte estamos todos condenados .

  36. E há ministros, e há aqueles que são ministros para atender aos amigos e patrocinadores. A justiça não é cega e sim parcial.

  37. È aquela velha história uns nasceram com o c... virado pra Lua então tudo maravilha, outros nascem com o c....virado pro brejo então tudo dá errado. È a vida no país das bananas ou das batatas.Como diria o velho Dom Casmurro, Machado de Assis.

  38. Por essas e outras que só podemos pensar que a mesma corrupção que rola no executivo, rola no judiciário principalmente no STF! Da pra observar pelo poder econômico daqueles q teem seus HC engavetados!

  39. Concordo com a indignação da turma, mas ao invés de reclamarmos, o que de fato podemos fazer para reverter isso? A resposta de “nada” ou “sair do País” não são válidas para maioria. O que sobra então??

  40. Espero um dia ver morto um desses bandidos corruptos quando for solto e quem o soltou também. Aí o país começa a virar uma nação. Enquanto isso somos um lixo. Governado por vermes, apoiados por uma justiça de merda.

  41. Comentar o que? Tudo é tão escancarado, tão evidente que não tenho o que dizer. Somente lamentar. Morro de dó dos que acham as eleições de outubro a panacéia de todos os problemas do Brasil. Não estou sendo pessimista, apenas realista. 90% da população analfabeta e semianalfabeta, que serve de massa de manobra, vai deixar de votar em um populista, da noite para o dia, para fazer um Brasil melhor? Escutei de uma pessoa simples: "roubar ele roubou mas foi bom para o trabalhador

    1. Só não podemos esquecer, que tudo tem limites, e nada é eterno.

  42. Ora, gente, raciocinem: se a lei não é respeitada e um princípio básico como o da isonomia não conta, então o que move alguns Ministros do STF? Ideologia? Não me parece, e mesmo assim seria desrespeito à lei. Se não é a lei, o respeito à Constituição, o dever de julgar de forma isenta, Resta o que, para mover um Ministro do Supremo? Algumas hipóteses: a) pagamento de favores antigos; b) dinheiro, muito dinheiro; c) rabo preso. Na verdade, não me parece haver outras hipóteses. Pobre Brasil!

  43. Sou advogado e vejo isso acontecer todos os dias. As leis são duríssimas para os que são pobres nesse país. Para pobre, os rigores da lei, para ricos,as benéssias da lei. Simples assim

    1. Leonardo ,Raymundo Faoro discorre muito bem sobre o Estamento brasileiro. Provavelmente deves ter lido, caso contrário, recomendo!

    2. Parabéns pela trajetória Leonardo. Só lamento termos nascidos no ânus do planeta!

    3. Tenho 34 anos, vim de uma família humilde, de uma cidade pequena e hoje sou médico. Desde então nestes últimos 5 anos me dedico a estudar história, ciências políticas e economia, e a cada dia vejo que esse país infelizmente não tem solução, a história desse país associada ao mecanismo estatal que foi moldado desde a época do 1 imperador, não tem como ser recriado. Em país aonde o companheirismo é o que mais importa, somente os piores indivíduos tem poder supremo!!

    1. Não concordo. Ser incendiado sim, de preferência com a quadrilha dentro!!!!!!

    2. Concordo plenamente, ou na melhor das hipóteses, limitar o número mandato de suas "Excelências" a 8 anos, sem retorno.

  44. Os 3 poderes poderiam ser nomeados as 3 Hipócritas. Se engana quem acredita que o símbolo do judiciário, a mulher com vendas nos olhos representa a neutralidade e ela representa a cegueira da justiça mesmo. E pior, com a permissão do povo e dos movimentos de rua, que não se levantam contra isso. Foram às ruas para derrubar a Dilma, mas não se levantam contra essa "justiça" do STF. Me pergunto : Será que eles pensam que não poderão ser a próxima vítima do STF?

  45. Impressionante como o STF brasileiro, a última instância jurídica do país, a última esperança por justiça é tão político e a favor das grandes riquezas. Um país com um STF como esse é um desesperança para todos nós, mortais.

  46. Excelente matéria. Os meliantes da lava-jato e seus defensores ficam babando e alardeando supostos abusos, mas essa é a realidade e o descaso com que brasileiros comuns são tratados. Parabéns por desnudar (mais) esse vexame.

  47. Eu e meus colegas de trabalho temos uma ação que está na justiça há 20 anos, contando desde a primeira instância. Essa ação está parada no STF. Em maio passado teve uma decisão. O Ministro relator po-la no plenário virtual. Estamos aguardando. Mas vejam quão demorado é.

  48. Engenheiros do Hawaii já cantavam, né? Todos iguais, todos iguais Mas uns mais iguais que os outros Todos iguais, todos iguais Todos iguais, todos iguais Tão desiguais, tão desiguais... Estes togados dão asco!!! Uma corte podre, fedida.

  49. Eu oro para ver o dia que estes patifes pagarão caro pelo que estão fazendo com a nação. Quero vê-los serem engolidos pela terra. Que este dia seja breve.

  50. Eu oro para ver chegar o dia que estes patifes do judiciário irão pagar caro pelo que estão fazendo com a nação, serem engolidos pela terra , eles e toda suas famílias. Que este seja breve.

  51. Esses 2 canalhas beneficiam apenas os poderosos, troca de favores. Toffoli conseguiu o cargo de Ministro com reprovação em 2 concursos para juiz e o Gilmar o seu IDP foi altamente beneficiado por empresas e poderosos envolvidos na Lava Jato. O que a sociedade pode esperar desses togados?

  52. É o tribunal dos ricos, corruptos ou o que seja. A justiça em todo Brasil depende de julgamentos de juízes, desembargadores e ministros, e os grandes escritórios de advocacia contratam sempre parentes ou "sócios" dessa gente, como a contratação da mulher de Gilmar Mendes, para que se resolvam os problemas( o que Lula chamou de relações pessoais) e isso vai desde problemas criminais a cível, obrigando aos pacientes recorrerem aos escritórios mafiosos.

  53. Só prá lembrar: o próximo Presidente da República vai indicar, no mínimo, dois Ministros do STF. Vão querer que o governo do PSDB-Centrão indique? Lembro que Gilmar foi indicado no governo do FHC (PSDB). Vão querer que a esquerda carnívora ou herbívora indique e aparelhe ainda mais a cúpula do Judiciário? Eu, não!

  54. Enquanto isso o Brasil vai definhando. Os supremos tirando férias no estrangeiro, pois aqui no Brasil tá muito perigoso.

  55. Situações como as relatadas mostram como estamos distantes de uma Justiça que faça por merecer o 'j' maiúsculo. É tudo tão ultrajante e humilhante. Gente como a gente não tem colinho...

  56. País de castas Aqui a lei NÃO é igual para todos! Esse país também não é uma democracia!!! Só lixo e podridão na “corte” Desanimador, pois quem deveria dar o exemplo, se aproveita do poder!!! São lixos humanos!!! O poder é para poucos!!

  57. Boa reportagem. Pelo respeito que tenho à revista não tenho como fazer um print e repassar para os meus amigos, jamais faria isso. Acho essa matéria deveria ser vinculada a todas as pessoas. Parabéns ....

  58. O que pode o cidadão comum brasileiro contra esse status quo? Votar com consciência, eleger candidatos comprometidos com um tratamento justo e igual para todos. Hahaha, com este povinho que só enxerga o próprio umbigo, sabe quando? É nunca! E se, por milagre, começassemos hoje, ainda levaríamos décadas para refazer esse tecido esgarçado das instituições patrias.

  59. Eu proponho seleção por exame de currículo, produção literária, isenção político-partidário-ideológica. Seleção de 02 candidatos indicados por seus pares das diversas associações de juízes em todos os estados da nação. Aliados a limite de mandato de 8 anos somado ao critério da idade de corte de 70 anos. Nenhum traço de vitaliciedade ou algo parecido. Mas manteria a prerrogativa do Presidente da República em indicar tendo uma lista enxuta de 02 candidatos por estado, o que já é muito.

  60. Um pode até ser menos medíocre que o outro. Um pode até possuir "notório saber" em contraste com o outro. Mas ambos não deveriam sentar-se nas cadeiras da mais alta corte do País. Estes ofendem o cidadão de bem e emporcalham a história deste país, que já não é muito lá essas coisas. Nem nosso desprezo, ira, nojo, revolta são capazes de demovê-los. Só uma mudança drástica no método de seleção, cortando a indicação política (sim, é assim que funciona), mandatos curtos e limite menor de idade.

  61. Pergunto:que justiça é essa?...vamos continuar aceitando de cabeças baixas.Para situações "extremas",soluções extremas.Não soltarão o "OSSO" sem que lhes venha junto os dentes.O que diremos aos nossos filhos e netos.

  62. Onde há arbítrio e não há regras, há favorecimento e safadeza. Se as decisões são tomadas quando der na telha do juiz, ele vai fazer o que quiser sem punição. Esse pessoal tem que lembrar o seguinte: nós pagamos toda essa farra. Infelizmente a população tem poucos meios de intervir. O judiciário é uma ilha. É frustrante.

  63. VERGONHOSO O ESTADO DE DIREITO QUE CHEGAMOS NO BRASIL...INFELIZMENTE TODO O SENADO ESTÁ COMPROMETIDO, DE MODO QUE ESSES JUIZES CONTINUAM IMPUNES

  64. O STF é curral de político!!!! São nomes que , para chegarem ate lá, "beijaram as mãos " de muita gente. Muitas vezes , como é o caso de Toffoli e Lewandovski, nem competência técnica para exercer o cargo possuem. Além de favores , devem ser dinheiro mesmo, como é notório o caso de Gilmar Mendes que colocou na rua toda a quadrilha carioca ligada aos barata ( seus compadres ) e a Fecomércio que é patrocinadora dele. Neste país atrasado, não existe justiça. Só tem jagunço em todas as esferas.

  65. Perfeito. Isso é uma coisa que sempre se soube, mas nada como ir buscar casos concretos para poder desmascaram na hora esses hipócritas quando eles vierem com a conversinha de que "estão cumprindo a justiça". O problema todo é que, com os ministros do STF que temos, podem jogar na cara deles que eles são injustos, parciais ou corruptos, que nada acontecerá. A estratégia ardilosa dos "garantistas" é privilegiar os deputados e senadores, assim o impeachment nunca irá acontecer.

  66. Simplesmente revoltante ler as covardias e injustiças que Gilmar Mendes e Dias Toffoli cometem contra os réus desconhecidos.

  67. Espero que muitas e muitas pessoas se interessem pela Crusoé e assinem a revista. Estou fazendo a minha parte de comentar com amigos o que leio. E o que leio e apreendo aqui não ouço em nenhum telejornal, apenas encontro similaridade na Veja, que assino há muito tempo. Acho que a Época tb é boa, não dou conta de ler tudo. Tenho gostado muito da Crusoé. Parabéns a vocês.

  68. Infelizmente a constatação a que chegamos é a de que “ a justiça não é para todos “ , e de que é “ falsa “ a máxima de que todos somos iguais perante a justiça

  69. "A injustiça, senhores, desanima o trabalho, a honestidade, o bem; cresta em flor os espíritos dos moços, semeia no coração das gerações que vêm nascendo a semente da podridão, habitua os homens a não acreditar senão na estrela, na fortuna, no acaso, na loteria da sorte, promove a desonestidade, promove a venalidade [...] promove a relaxação, insufla a cortesania, a baixeza, sob todas as suas formas."- Ruy Barbosa, discurso no Senado, em 1914.

  70. Todos são iguais mas alguns são ”dos nossos”: o Primeiro Companheiro, por exemplo, não pode ser comparado a um presidiário ralé! Há CASTAS em Banânia até nos presídios.

  71. Só há uma maneira de lidar com isso: impeachment (art. 39 da lei 1.079). O julgamento é no Senado. Esse ano vamos eleger 54 dos 81 senadores. Pesquise os candidatos do seu estado que se comprometeram a abrir o impeachment do Gilmar Mendes (é o mais adiantado). Só vote em que assumir o compromisso publicamente. Faça mais: divulgue o nome dos que se comprometeram. Aqui em Minas só o Rodrigo Paiva do Novo assumiu o compromisso. Os brasileiros precisam aprender a transformar indignação em ações.

  72. Espero que o TSE tire os direitos políticos de Dilma Rousseff que foram preservados graças a manobra de Ricardo Lewandowski sabotando a Constituição. O próprio Gilmar Mendes chamou a manobra de atrapalhada.

  73. A justiça brasileira tem muitas brechas para os criminosos, mas passam apenas os réus amigos dos Ministros do STF. QUE HORROR!

  74. E ASCANDALOSO..nao tenho palavras..so prendendo os tres. Nao sei pqu ou como os hcs caem nas maos de gilmar mendes.( e por sorteio)?

  75. A atuação desses ministros é vergonhosa e em nada contribui para credibilidade da justiça, e os caras não demonstram a menor preocupação em mudar seus comportamentos.

  76. Essa conversa de que todos são iguais perante a lei é conversa para boi dormir. O que vale é dinheiro. O resto é resto. Infelizmente, vai demorar muito para termos mudanças, principalmente com esse judiciário e congresso que temos.

  77. Não há um jeito de tirar esse ministros? Eles mesmo fazendo todas essas lambanças continuarão como ministro? A forma de escolha nunca deveria ser feita por políticos. O quê se pode fazer para tirar essas ervas daninhas do Supremo que hoje não tem nenhuma credibilidade.

    1. Tem sim: impeachment. A lei é a 1.079/64, art. 32 (é a mesma lei que rege o impeachment do presidente). O problema é que quem julga é o Senado. Esse ano vamos eleger 54 dos 81 senadores. Procure um candidato que se comprometa a abrir o processo de impeachment do Gilmar Mendes, vote nele e divulgue para seus amigos. Aqui em Minas, o único candidato ao Senado que assumiu esse compromisso foi o Rodrigo Paiva do Novo 30. Os brasileiros precisam aprender a transformar a indignação em ações efetivas.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO