Questão de ordem

10.04.20

Às vésperas da votação da PEC do orçamento de guerra, uma parcela do Senado esboça resistência à ideia de votar emendas à Constituição em sessões remotas. Já há quem se movimente nos bastidores para questionar a legalidade da medida, antes da votação. Alguns senadores, entre eles a presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Simone Tebet, entendem que as votações pela internet devem se limitar a projetos de lei. Se a tese prosperar, o que parece pouco provável, as excelências terão que sair do isolamento para votar o texto. Alternativamente, Tebet vai sugerir que os itens mais relevantes da proposta saiam do papel sem que se mexa no texto constitucional. Se não der certo, ela diz que até topa votar a PEC, mas com alterações de mérito que exigirão que a matéria volte a ser apreciada pela Câmara dos Deputados.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéSimone Tebet: dúvidas sobre os limites do poder do plenário virtual

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. [email protected] Este é o EMail pra solicitar cancelamento de assinatura, ou cancelamento de renovação automática da assinatura. Infelizmente, tive que cancelar. Não aguento tanta parcialidade e valorização de gente desonesta. Além de uma perseguição desproporcional ao Presidente da República. Crusoe, fica com o Dória, Rodrigo Maia, Alcolumbre, Xi Jinping, ONGS, etc... ADEUS.

  2. Correto o pensamento da Senadora Tebet. No caso de fazer mudança .na Constituição deve- se exigir a presença dos Congressistas no plenário para decisão, através de voto nominal.

    1. Acho sem sentido essas sessões virtuais. Os nobres parlamentares já não aparecem quase nunca pra trabalhar, mesmo sem coronavirus. E nós, eleitores, queremos acompanhar as sessões, ver e ouvir os argumentos pró e contra tudo o que passa pela Câmara e Senado.

  3. A Crusoé adora uma fofoquinha que possa prejudicar Bolsonaro, mas não falou nada sobre as manifestações em São Paulo contra o Dória. Assinarei a Revista Oeste, onde Ana Paula Henkel escreve depois de deixar a Crusoé. É uma revista com proposta de defesa do Capitalismo e do Conservadorismo.

    1. Excelente a sua dica sobre a Revista Oeste que desconhecia. Só ter Guzzo e Ana Paula já diz tudo Obrigado pela dica

  4. O ambiente é favorável a falta de transparência faz pulularem as pautas contra o Brasil, principalmente para minar o governo do Bolsonaro, exemplo a MP do 13° do loas caducou, onde está a PEC da segunda instância. Sr. botafoguense, vulgo yonho, da lista da Odebrecht pode se manifestar, mas daremos o troco nas eleições, pois você mostrou para o que veio na presidência da câmara.

    1. era tudo que eles queriam...agora todas MP pró Brasil vão caducar!!

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO