TSE

Ministro vota contra criação do abuso de poder religioso; discussão segue na terça

13.08.20 13:31

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Deveríamos também disciplinar o abuso do poder judiciário, cujos integrantes em sua imensa maioria, acreditam sinceramente possuir poderes divinos, assim a cada passo que dão para frente os outros dois um passo para trás, agora inclusive vemos uns vassalos do legislativo, leia-se Maia e Alcolumbre agindo da mesma forma que a minha cachorrinha, uma lástima. Ademais, como fica o abuso do poder dos professores universitários, pagos com o nosso dinheiro para impor sua agenda de Psol e PT aos alunos?

  2. Este país e um imensa puada de mau gosto. Roubar dinheiro publico, corromper, não dá cadeia. E querem que abuso de poder religioso dê? Qdo esses carad vão criar vergonha na cara e trabalgar honestamente em vez de fazer de.. isso mostra o desrespeito que eles tem co. odinheiro público. Perder tempo e dinheiro cpm esse tipo de projeto? Me poupe! Nos poupe!

  3. Essas operadoras, operações e operadores de "condicionamento em massa" mais do que nunca inadequados ao século XXI, deveriam ser extintos como instituições e organizações públicas legalizadas.

  4. Tenho religião , mas os abusos q tem q ser contidos nada tem de “ exercício da liberdade religiosa”, acho que o juiz misturou as bolas.

  5. Será que esse ministro não percebe que em muitos lugares e igrejas os pastores/padres influenciam e muito sua comunidade politicamente. É só participar de um culto religioso, uma missa onde o padre é a favor de um candidato. Na pequena cidade onde moro os políticos vão fazer campanha nas igrejas. É fato.

    1. O mesmo acontece nos sindicatos, onde a esquerda usa e abusa do poder de influência política. Ninguém jamais falou no abuso do poder sindicalista nas campanhas políticas.

Mais notícias
Assine
TOPO