Agência Brasil

Crivella barra jornalista em entrevista coletiva sobre réveillon

03.12.19 13:02

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (foto), impediu a entrada de uma equipe de reportagem de O Globo na entrevista coletiva onde anunciaria a programação da festa de réveillon, no fim da manhã desta terça-feira, 3. Em solidariedade, as equipes de outros veículos do Grupo Globo — o site G1, TV Globo e a CBN — abandonaram a coletiva.

O prefeito do Rio de Janeiro anunciou no domingo, 1º, que não mais atenderia a pedidos de informação do Globo. Além disso, Crivella atacou na segunda-feira, 2, os responsáveis por uma reportagem do jornal mostrando que o Ministério Público do Rio de Janeiro investiga a cobrança de propina de empresários com dívidas a receber da prefeitura. O esquema foi denunciado por um doleiro preso na Operação Câmbio, Desligo, uma das etapas da Lava Jato fluminense.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Pois bem, nesta vida há tempo para tudo, sem uma verdadeira revolução, nem a cidade nem o estado do Rio conseguirão romper com sua sina. Em política o que não falta são coisas que parecem uma "bênção", mas são uma praga. O estado e a cidade do Rio são uma praga para qq político como o mínimo de caráter e integridade. Para se ganhar a guerra é preciso saber escolher as batalhas.

  2. Se ele não precisa se agarrar no cargo para esconder alguma coisa ou fugir da cadeia, então o melhor para a cidade poderia ser que ele não concorresse à reeleição e trabalhasse em seu último ano para abrir a CAIXA-PRETA da prefeitura. Expor todas as sujeiras e TEIAS DE CORRUPÇÃO existentes dentro da máquina pública. Quando Davi quis construir um Templo para Deus, este disse a ele que tal tarefa não caberia a ele, mas ao seu filho.

  3. O Rio é uma verdadeira ratoeira para qq um, assim como Witzel, Crivella se meteu em uma armadilha, muito provavelmente vai passar o ano final de seu mandato na berlinda tentando equilibrar uma reeleição em um cenário totalmente adverso. Do ponto de vista do capital político, o mais importante é que ele não tenha se metido em corrupção (excluindo o caixa 2, já que considerando-se o nível da coisa, é melhor dar uma margem de tolerância maior).

  4. Se o Rio não é capaz de sair do buraco sem ajuda externa, imagine se os escândalos de corrupção não forem apontados e denunciados. Antes de mais nada, a questão da corrupção no Brasil começa pela CULTURA e MENTALIDADE. Sem se acabar com a distorção da REALIDADE, não há como se alterar minimamente a situação do Rio. Sabe-se que religião e "fé" em nada previnem a corrupção, pelo contrário, estas muitas vezes servem exatamente para que CONFLITOS DE INTERESSE e RELAÇÕES DE CUMPLICIDADE se imponham.

    1. Crivella estava desviando dinheiro da saúde e do servidor para o próprio bolso! A cidade está um lixo!

  5. 🇧🇷 A globo lixo só colhe o que planta, vou torcer para bolsonaro não renovar a concessão dessa Prostituta da imprensa.

  6. Esse Sr. a meu ver nao pode impeir um veiculo de imprensa de participar de qq evento. O local onde ele etava nao e'a casa dele e o pessoal estava la trabalhando. Ele nao pode impedir q eles trabalhem. Nem pode usar isso como uma retaliacao pelo fato ser acusado de estar envilvido em um inquerito. Se ele acha q a acusacao e' falsa, deve processar a empresa e nao impedir o trabalho dos jornalistas.

    1. Você provavelmente não leu a matéria. A coletiva be era na Prefeitura, e sim. É a casa dele. E sim. Ele fala com quem ele quiser e autorizar. Ele não é obrigado a receber a Globolixo ou suas associadas.

    2. 🇧🇷 TOTAL apoio a crivella a globo lixo sempre se posiciona contra o Brasil e a família brasileira.

  7. "Em solidariedade, as equipes de outros veículos do Grupo Globo — o site G1, a TV Globo e a CBN — abandonaram a coletiva." Fizeram um favor. Lixos que são.

    1. Deve ser mais post escrito pelo péssimo Igor Gadelha.

  8. A reação do Prefeito é contra as organizações Globo, não retaliação pela reportagem, que aborda Gatos anteriores à sua gestão. Abaixo Globo lixo.

  9. Não vejo motivos para repúdio ao ato do Crivella. Não conheço esse que foi barrado e não são todos iguais, mas é exatamente na classe dele, ou seja, no jornalismo, que se concentra o maior número de canalhas incumbidos de espalhar falsidades por mero capricho ideológico e em prejuízo do próprio Estado.

  10. Eu me pergunto se um agente público pode escolher, numa coletiva, se uma empresa regularmente habilitada para trabalhar como imprensa participe ou não. Acho que fere o princípio da impessoalidade e se fosse eu do MP cairia de pau na “otoridade” para chamá-la à razão. Essa figura e seus assemelhados dão a entender que se fossem a “religião dominante” não seriam muito diferentes dos radicais talibãs... Arre!

    1. Patriota parabéns pela análise. "otoridade" que se opõe à imprensa por publicar fato que o desagrade pode desconfiar: "tem rabo preso". Por que essas "otoridades" sempre tentam responsabilizar o órgão de imprensa que apenas fez seu papel de informar à opinião pública e não se rebelam contra os órgãos que os investigam (MP, PF, PC etc)? Será que essas "otoridades" acham que nós, brasileiros, somos tão débeis assim?

  11. Não sabemos dos fatos. Só das versões. Mas se tratando da Globo, certamente o Crivella tem seus motivos. Por ser com o Crivella a Globo tem os seus. O Crivella pode estar certo quanto ao conteúdo, mas errou na forma. Essa guerra se faz de outra forma. Precisa mais sangue frio.

Mais notícias
Assine
TOPO