Guerra aberta

17.01.20

A cadeira do ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, virou alvo de caciques do Congresso. Parlamentares do MDB e do DEM têm feito chegar a Jair Bolsonaro sucessivas críticas ao trabalho dele. Dizem, por exemplo, que Canuto não atende os pleitos de congressistas por liberação de emendas. A ofensiva tem um pano de fundo. A turma quer mesmo é desalojar o ministro para ficar com o cargo. O movimento tem sido intenso nos bastidores. Entre os senadores, já há até um nome preferido para a possível vaga: o do atual líder do governo no Senado, o emedebista Fernando Bezerra, investigado em diferentes frentes pela Polícia Federal e pelo Ministério Público. Aliados de Davi Alcolumbre comandam as articulações. Do outro lado do Congresso, na Câmara, também há interessados. Rodrigo Maia sonha em emplacar como chefe do mesmo ministério seu amigão Alexandre Baldy, atual secretário de Transportes Metropolitanos de São Paulo. O Ministério do Desenvolvimento Regional é o antigo Ministério das Cidades, que o próprio Baldy chefiou no governo Temer. A pasta toca projetos de saneamento, irrigação e habitação e tem um dos orçamentos mais polpudos da Esplanada. Para este ano, são de 13,8 bilhões de reais.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéCanuto: oposição declarada no MDB e no DEM, que querem sua cadeira

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Sendo Alcolumbre ou Maia os interessados no cargo o manual de roubo segue junto. Bolsonaro conhece o esquema dos corruptos. Só faltava atender essas hienas. Olho vivo neles.

  2. Presidente, tenha em mente que quanto mais crítica um ministro tiver, sinal que o mesmo está fazendo o dever de casa corretamente.

  3. Os caciques sempre tentam colocar os amiguinhos para depois roubar. Se o presidente mudar o ministro, nega seu próprio discurso.

  4. Fernando Bezerra? É brincadeira... Como pode um sujeito que já deveria estar fora da coordenação política do governo, ainda se pensar em colocar dentro da máquina... Lava Jato nele....

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO