FelipeMoura Brasil

As pontes de Bolsonaro

26.04.19

“Não é um caso, estando certo ou errado, que vai abalar minha admiração por você.”

Foi o que me disse Jair Bolsonaro, ao final do café da manhã do presidente no Palácio do Planalto com diretores de jornalismo de veículos de comunicação.

Ele se referia ao episódio de Gustavo Bebianno, que deu ao programa Os Pingos Nos Is, do qual sou âncora, sua primeira entrevista após deixar o cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência. Semanas atrás, em entrevista à Jovem Pan, Bolsonaro elogiara o “jornalismo independente” de Augusto Nunes, o mesmo que havia assumido a decisão de publicar áudios das conversas entre o então ministro e o presidente.

Bolsonaro tem demonstrado, aparentemente, compreender melhor que petistas e até uma parcela de bolsonaristas virtuais que trazer à tona notícias incômodas é dever da imprensa, de modo que ele não guarda rancores dos jornalistas que o respeitam e ainda reconhece que dá “umas caneladas às vezes”.

Ao considerar a censura autorizada por Dias Toffoli e determinada por Alexandre de Moraes uma medida injusta “até mesmo com a Crusoé, que em 90% das vezes dá tiro de .50 em cima de mim”, o presidente ainda fez a devida distinção entre o incômodo com notícias negativas ou críticas a seu respeito – ambas as quais ele também tem a liberdade de responder e criticar – e o endosso – que ele não dá – à lei da mordaça.

Quando seu porta-voz, o general Otávio Rêgo Barros, referindo-se à ordem das perguntas, disse “vou controlando”, Bolsonaro até brincou: “Controlando, não. Coordenando.”

Como o governo tampouco controla deputados e senadores, os encontros do presidente com eles também tem sido coordenados, em prol da aprovação da reforma da Previdência. Bolsonaro disse estar recebendo em média oito parlamentares por dia, com os quais tem “conversas saudáveis”.

Ele também buscou aproximação com o presidente da Câmara, a quem havia agradecido em rede nacional de TV e rádio pelo empenho na aprovação do texto na CCJ: “Nunca ataquei Rodrigo Maia. Sempre o respeitei. Ele deu um exemplo para nós de abnegação e entrega.” Em parte, Bolsonaro até aderiu ao discurso do político do DEM: “Não vou falar mais nova política e velha política. Apenas política”, disse o presidente.

Pode ser doloroso para a turma do “bolsonarismo raiz” vê-lo criar pontes com a imprensa e o establishment, evitando atritos desnecessários, mas governar é um exercício diário de convivência com a divergência e de habilidade para dialogar com os divergentes, sem prejuízo dos valores que se busca implementar. Bolsonaro não deixará de ser ele fazendo isso, muito menos convivendo com o general Hamilton Mourão, alvo de Carlos Bolsonaro. Será, sim, o líder de um país, não só de um gueto virtual.

Felipe Moura Brasil é diretor de Jornalismo da Jovem Pan.
Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Não sei não seu moço. Enquanto Bolsonaro for decente quem quer prejudicá-lo é inimigo da Nação. Aquela que existe pra que funcione. Pra que vire uma terra de respeito e progresso.

  2. Parabéns mais uma vez Felipe. Sempre com um jornalismo de retidão. O nosso Presidente, como vc mesmo disse, reconhece o bom jornalismo. O que precisamos é dar maior respeito às pessoas e as suas ideias. A sociedade é plural. Todos são iguais e merecem respeito. As divergências são salutares para a evolução e desenvolvimento da sociedade. Mantenha-se firme no seu brilhante trabalho, bem como, o Augusto.

  3. Todos que votamos em Bolsonaro torcemos para que tudo dê certo. No entanto, atitudes como a de estender aos "Fazendeiros" o Excludente de Licitude e sem consultar Sergio Moro, demonstra o pouco apreço que devota ao Ministro, e que ele ou não conhece o modus operandi dessa elite escravagista e sem escrúpulos que data das Capitanias Hereditárias, ou quer ver sangue de posseiros, indígenas, Quilombolas e outros pequenos agricultores que ousarem confrontar seus interesses espirrando em seu rosto.

    1. Confrontar interesses ou invadir? Quem invade terra alheia assume o risco de morrer, assim como quem pula da janela. A culpa não é do chão se isso acontece.

  4. Gostei, Felipe. Suas palavras trazem o bom senso que tanto nos têm feito falta nestes últimos tempos; você, objetivo; Bolsonaro, sensato e prudente.

  5. Parabéns ao Filipe Moura pela independência na reportagem, precisamos desse jornalismo sério que reconhece o que o governo faz de bom e criticar o que faz de errado, e nunca agirmos como os da esquerda fazem, nunca reconhecem os erros e por isso não conseguem ser melhores, são capazes ate de aplaudirem o LULADRAO como se ele foce vossa excelência.

    1. verdade, nunca presenciei um Presidente tão bem intencionado quanto Jair Bolsonaro, este tem meu respeito e admiração.

  6. Felipe , como o presidente eu também admiro você ! Percebo que dá a César ao que é de César ! Sem tirar nem por . O jornalista , ao meu ver , tem que escrever e falar a verdade . Dar crédito a quem merece e criticar de maneira construtiva . Não é necessário ser espetaculoso como uns aí . Fica chato e cansativo !

  7. Bolsonaro sempre defendeu a liberdade de imprensa. Na verdade são órgãos de imprensa alinhados ao petismo e aos tucanos que pregam e inventam suas próprias verdades num incessante esforço para sabotar seu governo. O caminho será avançar com as muitas reformas que o Brasil precisa para se tornar enfim uma Nação decente, depois de tantos anos nas mãos de saqueadores. Um Brasil grande e moderno não é algo que agrade a petistas e tucanos, nascidos no mesmo berço comunista.

  8. Ñ sei pq a Esquerda critica tudo q os 01,02 e 03 dizem. Na idéia dela só há democracia qdo ela apoia o q for dito....

  9. Acho perfeito o dito pelo Felipe, só quero acrescentar que precisamos separar aquelas que manipulam para prejudicar, como é o caso da Globo

  10. Tudo bem que Bolsonaro aliviou porém a entrevista com Bebiano foi uma bola fora que pode ser perdoada e esquecida por varias pessoas ,mas tenho certeza que por vc e Augusto Nunes jamais

  11. a imprensa não é problema, os jornalistas com viés ideológico (representados pelos 3 macaquinhos), ou que recebem dinheiro pelas suas opiniões (viés econômico) e que tentam enganar seus leitores, fazendo-os crer serem livres e independentes (imprensa marron), este é o problema, porque denigrem a ideia de imprensa livre.

  12. Agora, só falta dar uma ordem patriarcal na família. O que o filho Carlos, especificamente, vem fazendo é torpedear o governo. Crie vergonha, rapaz! Vá ler O Príncipe!

  13. É o bom senso. O que o país espera. Não se espera bons resultados quando se encontra em permanente pressão. O governo não conseguiu ainda, se proteger contra as crises constantes.Há uma admiração pelo fogo. Gosto de usar combustível. Os extintores de incêndios são poucos, não são suficientes para a demanda. Temo pelo retorno dos aproveitadores do insucesso do governo Bolsonaro para voltar ao poder.Cheios de cabeças duras.

  14. Felipe, bom dia. Obrigado por separar o joio do trigo. Cada vez fica mais claro a postura liberal de nosso presidente. Ele deixa claro que entende a crítica construtiva que a JP faz. Tem muita fumaça sem fogo no atual governo.

  15. Com certeza... é preciso sabedoria , flexibilidade sem abrir mão de valores fundamentais , como você disse , , jogo de cintura ... Creio que o presidente está chegando lá!

  16. Felipe, traga o Caio Copola para o time da Crusoé. Certamente teremos um imenso incremento no jornalismo sério e isento de esquerdismos.

    1. Esse rapaz (coppola) articula muito bem, tem o dominio do portugues , e uma boa abordagem para explanar suas "idéias"...o problema é que é tendencioso e coloca meias verdades nas analises, com um vies muito intenso do governo vigente, sem uma critica imparcial, impossivel náo vomitar em boa parte dos seus comentários..náo tem estatura para conviver com alguns daqui

  17. Vê-lo criar pontes com a imprensa não me preocupa: pelo contrário, mostra que fiz a escolha certa ao votar num democrata. Infelizmente tem um vice que resolveu fazer oposição a ele... vai ter que mostrar inteligência para não brigar com esse usurpador.

    1. José C Se você não ouve os latidos do "pitbull" ou não enxerga que o vice Mourão anda fazendo, se colocando como "queridinho" da imprensa, você é apenas mais um tolo que nem precisaria ter acesso ao conteúdo desta revista.

    2. Francisco deixa essa inveja para os filhos do presidente, em vez de vc censurar o vice Mourão de usurpador pois esse adjetivo não está na personalidade do nosso vice eu digo pra você que ele é: coordenador, diplomata, benevolente e outras qualidades ...

    3. Francisco deixa essa inveja para os filhos do presidente referente ao vice Mourão; em vez de vc censurar o Mourão de usurpador. os significados certos das palavras são: coordenador, diplomata, democrata e etc ...

  18. Sempre ouço seus comentários nos pingos nos is. É aquilo que vc comentou um dia, o bem maior dos políticos ou da maioria é o seu bolso , quando deveriam aprovar medidas em função de um ideal de país.

  19. O grande feito de Bolsonaro será desaparelhar a máquina estatal.Se conseguir isso e dá mais publicidade as contas públicas entrará para história.Quanto ao Morão ,creio está deslumbrado com os holofotes.Ainda não se acostumou a necessária invisibilidade do cargo

  20. É preciso frieza neste momento. Mourão está todo pimpão, todo queridinho da imprensa. Maia aguarda, ansiosamente, uma oportunidade de se tornar presidente.

  21. não simpático muito com os filhos dele, mas estou fechado com ele em copas! em cem dias já fez mais e muito mais que o petismo nos dezoitos anos!! sem falar na qualidade dos ministros que ele arregimentou!!

  22. O que conforta como eleitor seu é que busca conquistar pelo convencimento e não pela compra do apoio, como era a prática anterior dos governos de coalizão. Se não estou enganado essa é nova política, ainda que os velhos políticos não apreciem o termo. Vai mais devagar, mas limpo, imagino. Por isso, apóio.

  23. Bolsonaro está sendo lúcido e equilibrado, ao contrário do que dizem seus críticos. A postura dele está muito semelhante à que se espera de um presidente. Espero que seu entorno consiga ter essa maturidade tb porque qq noticia contraria ao governo nesda altura pesa muito contra o Brasil.

  24. Espero que jornalistas como você, Felipe, continuem ajudando o país. Adoro sua coluna aqui, mas seu programa - com seus colegas - da Jovem Pan é excepcional! Parabéns!

  25. Felipe, eu quero dar os parabéns ao programa Os Pingos nos Is, mas aquilo com o Bebiano nao foi uma entrevista, foi uma rasgação de seda com um X9, que para provou que não vaza audio, ... vazando áudio.

  26. Concordo com sua opinião sobre o Presidente: deve -se abrir precedendentes para a governabilidade, mas não incoerência de opinião! Não pode esquecer os fundamentos pelos quais foi eleito!.

  27. Gostando ou não gostando, Temos o Paulo Guedes por causa do Bolsonaro! Temos o Moro por causa do Bolsonaro! Ambos são ministros do governo Bolsonaro! Concordo com tudo do Bolsonaro? Não! Mas somente a presença desses ministros no governo já valeram em MUITO o meu voto no Bolsonaro no 2º turno! Bater o tempo todo no governo = bater em Guedes e Moro! É enfraquecer Guedes e Moro! Ambos estão ligados umbilicalmente ao governo. Não entender/enxergar isso é uma visão "míope" que só favorece a esquerda

  28. Passar "panos quentes" nunca! Criticar sempre! Mas é preciso haver algum equilíbrio, algo, que me parece, tem faltado a O Antagonista/Crusoé. Sou um Liberal. Sou Partido Novo. Bolsonaro é o ideal? Não! Mas é a única esperança que a direita tem nos últimos 30 anos de desmandos da esquerda. Nessa hora, é preciso ter alguma sabedoria para saber escolher entre o regular e o péssimo. E entre os dois a minha opção é pelo "regular", SEMPRE!

  29. Boa Felipe! Os Pingos nos Is é, disparado, o melhor programa da rádio/TV brasileira hoje em dia. Não passa "panos quentes" quando não tem que passar, mas as críticas são feitas SEMPRE de forma construtiva. Antagonista/Crusoé poderiam aprender MUITO com vocês...

  30. Parabéns pelo artigo imparcial, coisa rara hoje em dia.Bolsonaro admite erros tenta corrigi-los, diferente da turma da esquerda que nunca fizeram uma auto crítica.

  31. Boa Felipe! Sempre por aqui ansioso por sua publicações. Acredito que seja natural o Bolsonaro ir melhorando o seu discurso, afinal, mostra que está aprendendo com seus próprios erros e que o modelo inicial que ele havia previsto funcionar, não funcionou a contento, sendo necessário adaptações.

  32. Realmente os brasileiros esperam que Bolsonaro esteja aprendendo como é fazer política, e que diferente como muitos acreditam, não necessariamente cometendo delitos.

  33. Gostei só mais ou menos. Prefiro comentar assim Felipe. Acho chato algum esquerdopata entrar e dizer q sou extremista. pior, como adoram o nosso querido presidente Bolsonaro, acabam tratando-o com uma intimidade acima dos limites e desnecessária chamando-o de BOZO. Além de ser desrespeitoso com o SALVADOR da pátria.

  34. Exato! melhor um governo de " malucos" que está aprendendo a governar dando suas cabeçadas, do que um com doutorado, PHD, MBA em roubalheira!

  35. Acredito que um presidente deve ler ou escutar tudo o que a imprensa mostra pois é o que os brasileiros vêem e apoiam nas suas diferentes "vertentes", bem ou mal ele governa para todos e não deve culpar a imprensa e sim aprimorar a estratégia sobre como usá-la.

  36. O Felipe está com muito jogo de cintura pra lidar com o Bolsonaro, e assim vai conseguindo expor com clareza suas notícias e suas idéias! Parabéns

  37. Bolsonaro deve exatamente seguir sua proposta para o país e o apoio do povo lhe será garantido se continuar firme neste propósito principal de desaparelhar o Brasil e essa roubalheira.

  38. Bolsonaro aos poucos vai se enquadrando a liturgia do cargo, mas não vai deixar nunca se não ser politicamente correto, é uma questão de estilo e personalidade. Vai ficar sempre na defensiva, e precisa, porque é o presidente que mais tem apanhado desde Sarney. Precisa apenas conter seu entorno de radicais e seus seguidores. Se conseguir isso fará um excelente governo.

  39. Bolsonaro sempre esteve praticamente sozinho é praticamente sozinho chevou a Presidência. Agora precisa do grupo para governar e se aconselhar, algo que não está habituado a fazer. Como sempre apanhou muito, reage muito rápido e tem dificuldade de absorver. Mas concordo com você, está emitindo sinais de amadurecimento no cargo. Ele vai reconhecer que a imprensa seria, como vocês, ajuda a dar os alertas que nem sempre os puxa sacos do entorno fazem.

  40. o que me enerva é o jornaleiro. criticar é ser livre pensador. mas quando desborda para inverdade a coisa pega. eu já andei deixando de ler e de assinar revistas e jornais que não pautam por criticar com imparcialidade. meu dinheiro não vai sustentar convertido para escrever m. o dia que vocês pisarem fora da linha eu cancelo assinatura. pode ter certeza além de parar de recomendar Crusoé e Antagonista para meus amigos e alunos.

  41. É impressionante como as colunas do Feilpe giram em torno dele (se enaltecendo é claro) e dos "bolsonaristas" (os vilões extremistas). Acorda Felipe, o tempo de se curvar a jornalistas acabou e você perdeu o bonde. Os "bolsonaristas" que hoje desqualifica te deram o cartaz que hoje desfruta. Você me deu block no Twitter, mas aqui eu sou assinante e tenho liberdade de me expressar e descordar das teses de um colunista. Ou vão me censurar?

    1. Carlão, você está "latindo para a árvore errada", como dizem os americanos. O Felipe é um dos pouquíssimos jornalistas que não tem a cabeça feita por A ou B. Ele fala o que pensa, mas sem o peso para um lado nem para o outro. Minha bronca com o jornalismo atual é que as notícias tem um forte tempero amargo, quase tirando o teor real da notícia. O Felipe "tempera" suas notícias no ponto certo. Nem para mais, nem para menos. Não devemos temperar as notícias ao nosso gosto. Menas, Carlão, menas.

    2. "Carlão"vai ler o site do conto da carochinha,vai assistir o programa da mulher do papagaio, ler a coluna da Mônica Bergamo.Aqui vc está deslocado querido, de forma alguma é obrigado a ler esta revista, mas assinou??Sorvete de morango que eu detesto só comeria se fosse remédio para salvar minha vida.Confessa q vc vem aqui em busca de cura!Hahahahaha

    3. Verdade Carlão, aquí pode se expressar livremente. Asim, pode até mesmo mostrar o tamanho de sua cegueira idiota esquerdista! A burrice é de graça, mas não é contagioso à aqueles que se vacinaram.

    4. Que bom que cada vez mais pessoas com o seu pensamento estão perdendo espaço

  42. Felipe, não é por acaso que em seu nome existe a palavra 'Brasil'. És um verdadeiro patriota, um jornalista sensato. Abraços!!!

  43. Parabéns, Felipe! Acho que nem tudo está perdido, ainda que bem ameacado. Continue com esse jornalismo independente com aproach positivo, que é o que mais esperamos da revista.

  44. Para que o país avance serão necessárias muitas pontes. Que Bolsonaro seja capaz de construí-las sem se deixar envenenar pelos filhos e pelos "bolsonaristas- raiz". Merecemos um país melhor.

  45. Perfeito Felipe, me deu uma grande esperança ler seu artigo, pois da mesma forma que nosso Presidente, eu também me zanguei muito com o episódio dos Pingos, fiquei muito decepcionada com a falta de apoio tão importante para o Brasil caminhar. Vamos avante , temos um novo Brasil nos esperando !

  46. Se JB fizer o melhor para o país na economia com o tempo tudo se transformará. Só tem que provar que pode fazer política de outra forma e que o serviço público vai ser competente honesto e eficaz. Depois ele vai inspirar os novos e quem sabe o Brasil sai do mar de lama. Não acredito que vai se candidatar ele vai indicar outro, gostaria muito que continuasse a mesma equipe de ministério da economia e justiça para manter as metas de JB.

    1. Concordo com você, Tania. Suas palavras descrevem o melhor dos mundos para o Brasil, e é nelas que temos nos focar e ajudar a acontecer, sendo cidadãos conscientes e participantes.

  47. Felipe, seus textos sao sempre certeiro e corretos. Parabens pela leitura inteligente da situacao e transcrição perfeita do assunto.

    1. Quem diz que FMB fala muito e não diz nada é porque já começa lendo com vontade de não entender, fazendo-o apressadamente para terminar logo, com pressa de registrar crítica.

    2. Analfabetismo funcional é um problema! Geralmente, quem sofre disso apresenta este sintoma: lê e não entende nada!

  48. FMB, minha admiração pelo seu trabalho e capacidade demasiada acentuada de análises são incríveis. Não o critico por erros, até pq todos nós somos reféns de quaisquer erros. Como diz sempre o grande Mestre Augusto Nunes, "Não temoa compromisso com erro". Esse é o diferencial. sucesso!!!

  49. Felipe, eu era sua fã, hoje não sou mais. Continuo assistindo Os Pingos nos Is, não mais inscrita e sem postar comentários. Não sou "Bolsonaro raiz", mas tenho discernimento suficiente para avaliar situações e, naquela, vocês erraram feio. O engraçado é que você está elogiando o Presidente por sua atitude apaziguadora mas é incapaz de reconhecer seu equívoco e, pior, de aprender com as críticas que recebeu de uma grande maioria, como eu, indignada com aquele lamentável episódio.

    1. Eu continuo sendo fã, acho as análises coerentes, inteligentes e sigo lendo aqui, assistindo os Pingos nos Is, mas naquele episódio, com o qual não concordei, fui bloqueada pelo Felipe no Twitter! Se vc ler, desbloqueie lá, por favor! @fabianagiuntini

    1. Independência, seriedade e ética. O verdadeiro jornalismo.

  50. Felupe, artigo sensacional. A imprensa deve rekatar os fatos, sem viés político. Isso mesmo, se o Bolsonaro errar... vamos atrás. Ao menos ele reconhece is erros e tenta arrumar. Coisa que é impossível de se encontrar na esquerda.

  51. Ele se elegeu através desse GUETO VIRTUAL ao qual vc se refere ... e se vc está achando que ele está menos radical com a imprensa ... então vc não o conhecia e o media pela régua da imprensa vermelha ... ele sempre propôs união, diálogo e liberdade de expressão.

  52. Este um texto sensato e que mostra a necessária "coordenação" do Presidente em tempos de turbulência, egos fragilizados e "salve-se quem puder" no gueto político de Brasília.

  53. Eeeeeee! Perfeito! Felipe Moura Brasil atualmente é uma das mais equilibradas e sensatas vozes do jornalismo brasileiro! CONTINUE ASSIM, SENDO UMA LUZ NA ESCURIDÃO EM QUE SE TRANSFORMOU A IMPRENSA MAINSTREAM NO BRASIL! Corajoso, generoso, e INDEPENDENTE...tendo como único limite intransponível, sempre, a VERDADE!

  54. Concordo com a posição do presidente. Independência, respeito e compromisso com a verdade, eis os principais fatores que devem prevalecer entre as partes .

  55. Não acredito neste discurso. O Bozo raiz continuará sendo o mesmo. Esta aparente mudança de comportamento é devida pelo fato de que ele percebeu, instruído pelos militares, que se ele não assumir a função real de presidente da república alguém o fará. A mensagem foi curta e direta. Além disso, ele viu que a população brasileira não tolera censura. Desta forma, ou ele dança conforme à música, ou ele será expulso do baile. Simples assim!

    1. Assumir a função não. Ele é o Presidente eleito, queiramos ou não. E está solto. O Lula é que está preso (desnecessário adjetivar com o "babaca").

  56. Muito boa a colocação. Que a atitude do presidente sirva de exemplo para todos, inclusive a imprensa, que em muitos casos se acha "dona da razão". Quanto aos "guetos virtuais" eles chegaram para ficar, e em muitos casos crescer, então o problema não está no gueto mas "em qual gueto". Tem o gueto dos "donos da verdade", tem os do "não aceito críticas", tem os do que "querem um país melhor e mais justo" e assim vai... realmente são vários guetos. Então, "cada macaco no seu... gueto"!

  57. Para min e vergonhoso ver o Bolsonaro desistindo tão facilmente da implementação da nova política em prol de "governabilidade" ou "harmônia entre os poderes" Não votei no Bolsonaro para ele ficar recebendo deputados as escondidas no gabinete dele, Votei no Bolsonaro para ele mudar o jeito que se faz política no Brasil, o que me decepcionou profundamente, no final Bolsonaro acabou se tornando apenas outra engrenagem no sistema que será substituída por outra daqui a 4 anos.

  58. Muito bonitinho o texto, mas a metade dos que estão lá hoje, no congresso, deveriam estar atrás das grades, ao invés de estarem lá conspirando pelo fim da lava-jato, contra a reforma da previdência, contra o fim da progressão com um sexto da pena. Não acredito nesse congresso. Tem que fechar e mandar todos pra casa. Imaginou a economia? O mesmo para assembleias legislativas e câmaras de vereadores!

    1. Um dia quando corrupção deixar se ser algo normal nesse país, presidentes de poderes envolvidos em corrupção só serão visto ao lado de outros que também estão envolvidos em falcatrua, e algo vergonhoso um Presidente que se elegeu com um projeto anti corrupção tirando foto ao lado de Rodrigo Maia, Dias Toffoli, o minimo que ele deveria fazer e enviar um Representante ou porta voz para tirar foto com eles, para que não denigre sua imagem.

  59. É gratificante ver o reconhecimento que o presidente faz em relação ao trabalho independente, o jornalismo sério e imparcial, buscando sempre à verdade. Às vezes mesmo com uma notícia incômoda (diante dos fatos), você não muda a coragem de levar a informação à todos. Parabéns pelo reconhecimento, mesmo sendo totalmente exaustivo. Seu comprometimento só nos prova, seu compromisso com a verdade e a profissão, sendo referência pra quem quer que seja, seu cansaço jamais será em vão, pq faz o q ama!

  60. Exatamente o que precisamos Coerência,diplomacia ,reconhecer erros e aplaudir acertos Isto é Democracia o que nunca existirá em regime de esquerda .

  61. Parabéns, Felipe! Bolsonaro “construindo pontes” demonstra mais uma vez, inteligência e sabedoria! Obrigada pelo seu trabalho aqui e lá nos pingos! Vejo todos os dias😃

  62. Olá Felipe Moura Brasil! Vc além de ser inteligente redige muito bem! Esse seu artigo As pontes de Bolsonaro e' icônico , mereceria um Nobel de Jornalismo!

  63. Felipe sempre foi coerente, ao assumir a diretoria de jornalismo da Jovem Pan é obrigado a se comportar com mais limites e estar mais enquadrado pelo sistema, inclusive engolir mais sapos. Normal e necessário, é uma boa ocupação de espaço (o jornalismo também nos obriga a engolir sapos, como as manchetes caçadoras de cliques). Ao "gueto"(aí Felipe foi infeliz) associado às idéias de Olavo, uma direita não só econômica, mas principalmente moral, cabe ficar com esta intransigência moral. Normal.

  64. Os representantes do gueto virtual querem pautar os jornalistas, dizer o que eles devem falar ou não do Bolsonaro, com quem eles devem falar, quais notícias devem publicar e com qual enfoque (sempre enviesado para mostrar Bolsonaro, seus filhos e Olavo como santos e o resto como lixo). São iguais aos petistas, que não admitiam notícia negativa contra o PT ou o governo.

    1. Correto! E usam de muita falta de educação e nada de argumentos.

  65. Não Sr. Felipe, não é doloroso aos bolsonaritas raiz a criação de pontes pelo presidente. Taí o ministro Tarcísio que as faz todo dia, literalmente. O que nos dói realmente é que o episódio Bebiano nos Pingos nos Is foi apenas um desagravo de jornalistas que perderam a sua fonte. Foi constrangedor pra vcs, só isto. Assista de novo e note como o grande José Maria Trindade está perplexo com o microfone aberto a um monólogo inédito. Espetáculo da vitimização sem questionamentos...

    1. Felipe, admiro seu trabalho e de Augusto Nunes, mas neste episódio vocês erraram. Vocês pareciam mãe de bandido jurando que o filho é inocente. Vejam como foi salutar (para o país) a saída deste sujeito. Valdir acertou na lata.

    2. Deu vontade de ver novamente. Sabe, não sou bolsonarista, mas o episódio Bebiano me fez concordar em gênero, número e grau com o Carlos Bolsonaro. O cara disse ao presidente que era fiel, mas guardava, ninguém menos que Augusto Nunes no armário.

  66. Felipe e sua turma ao defenderem o Bebianno, cometeram o pecado do corporativismo profissional. Erro pontual que já foi superado e perdoado pela qualidade profissional de vocês. Apenas não comentam o mesmo erro novamente!

    1. Felipe parabéns. Não por acaso você é âncora de melhor programa jornalístico do Rádio brasileiro.

    2. Não defenderam, entrevistaram e foi uma boa entrevista. Este é o trabalho deles. Graças que é independente!

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO