Guichê fechado

25.01.19

O núcleo político do Planalto chamou a futura bancada do PSL para uma conversa séria nesta semana. A reunião, em um hotel de Brasília, serviu para cobrar “lealdade e fidelidade” dos deputados do partido de Jair Bolsonaro. Dos 52 parlamentares eleitos, 18 foram ao encontro. Eles ouviram que o governo não aceitará pressões, como vem ocorrendo, para indicar apadrinhados em cargos estratégicos nos estados, especialmente em órgãos como DNIT, Funasa e Incra. Os emissários do palácio disseram ainda que, no esforço para garantir a governabilidade no Congresso, será preciso que o PSL aceite “compartilhar espaços” com outros aliados. Houve ainda um pedido para que os deputados encerrem o polêmico grupo de WhatsApp do partido, aquele que eles usam com frequência para lavar roupa suja.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéO Congresso e o Planalto: o palácio tenta enquadrar os deputados do PSL

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Todos que chegam à Corte, chegam excitados. É normal. Foi para usufruir do poder que lutaram e venceram na vida. Agora é juntar os amigos e aproveitar.

    1. bem pensado!! estou nessa! é só ele dizer quem devemos ou não manter! passa a lista!

  2. Dos 52 compareceram apenas 18. Isso demonstra claramente o grau de comprometimento dessa turma. Serviram-se do prestígio do Capitão apenas para se elegerem. Pouco se pode esperar dessa cambada.

  3. O Congresso vai sentir o que é trabalhar de verdade em pro do Brasil. Quem não quiser trabalhar que renuncie ao mandato. Aqueles tais “Secretários das Mesas do Senado e Câmara”, desconhecidos que comandam a pauta, vão sentir o que é respeitar o povo. Vamos ver quem comanda essas pautas !!

  4. O problema é que a plateia do velho Circo Brasil mudou. E os palhaços que éramos nos, agora serão juizes. A nação acordou e mudou. Muito e para melhor. Pobres de espírito e Infelizes os que eleitos para moralizar o país, venham sequer tentar o “mais do mesmo”. Os eleitores conscientes em maioria maciça, votaram numa séria Santa promessa e ela será sim cobrada. Caso a caso e de um por um. E vou provar que mudou, prestem atenção... > > > “o Lula tá preso babacas”!!!

  5. 98% dessa turma elegeu-se às custas da popularidade e discurso de Bolsonaro. Nem anti-petista a maioria dessa turma é. O Bando da China está aí para provar que a tal "renovação" será na maior parte uma decepção. Exceções de praxe, as moscas azuis dos pântanos palacianos são implacáveis, os trens da alegria são irresistíveis, as mordomias são viciantes, e brasília continuará...da fantasia.

  6. mudanças de paradigmas levam os opositores da nova gestão a ficarem de cabelos em pé; tudo é questão de tempo, são tratativas erradas do passado, que "acredito" não existirem mais. Aguente firme Sr. Presidente; não deixe o atraso retornar!!

  7. Tudo novo. Governante novo. Ministérios novos. Nova estrutura administrativa. Parlamentares novos... tudo cheirando a tinta. Só espero que não leve 4 anos, para descobrir-mos que “debaixo da tinta nova” ficou a velha e corrosiva ferrugem que corroe as estruturas do país... quem viver verá...

  8. Um bando de novatos que eleitos na esteira do presidente ainda não entenderam que as regras de negociação foram alteradas !

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO