Os depósitos do empreiteiro

11.01.19

Pedro Guimarães, o novo presidente da Caixa Econômica Federal, aparece em documentos apreendidos pela Lava Jato em uma operação autorizada pelo então juiz Sergio Moro em 2014. O alvo era o agora réu confesso Léo Pinheiro, da OAS. Sogro de Guimarães, o empreiteiro guardava planilhas de sua contabilidade pessoal que foram recolhidas pelos policiais. Nelas, o presidente da Caixa surge como destinatário de 167 mil reais repassados pelo sogro-empreiteiro no ano de 2007. Pinheiro relacionou as transferências a despesas de duas viagens à Flórida e a faturas de cartão de crédito que seriam quitadas a pedido de sua filha, mulher de Guimarães. O dinheiro, nos três casos, foi remetido para a conta do novo chefão da Caixa. O ex-presidente da OAS, vale lembrar, é personagem central da condenação do ex-presidente Lula. Ele admitiu a Sergio Moro que o tríplex no Guarujá era propina disfarçada, paga em troca de facilidades obtidas pela empreiteira na Petrobras.

Alan Santos/PRAlan Santos/PRGuimarães, atual presidente da Caixa, tem laços familiares e financeiros com Léo Pinheiro. No detalhe, um trecho do relatório da Lava Jato

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Sem bandido de estimação! Tem que averiguar pq nada ainda é líquido e certo. Se for, a justiça para ele ou quem quer que seja e perda de cargo, claro. Mas nada pode ser baseado no "achismo"..

    1. Concordo, que investiguem, mas bom mesmo em vez de procurar indícios de transações entre o sogro e o atual presidente da Caixa (o que ele era na época?) deveriam é iniciar uma campanha para recuperação do dinheiro de desvio e proprina desses corruptos. Rapar o tacho. Recuperar todo o dinheiro da união com correção monetária e multas! Outra coisa #PrivatizaTudo

  2. Acredito que todas as suspeitas de doações e movimentações ilegais devem ser investigadas. Mas não entendo por que a imprensa não se aprofunda nas transações financeiras feitas por ex grandes chefes? Caso outro Daniel Dantas, episódio da prisão, soltura quase que imediata e exoneração do delegado da PF. Creio que muita coisa viria à tona no sul do Pará.

  3. Será que não dá para evitar essas nomeações polêmicas? O apoio ao governo começa a se esgarçar por esses detalhes "sempre justificáveis" mas muito inadequados. Com duas semanas de inauguração o governo já coleciona um rol de pontos de interrogação que devem ser: 1º evitados e 2º extirpados.

  4. Até aí não existe prova de corrupção ou má fé. Se o dinheiro foi depositado em conta-corrente não vejo crime nenhum. Se fosse propina, seria paga em espécie..

  5. Pelo valor referido percebe-se o preciosismo ao dar publicidade causando insegurança no seio dos esperançosos brasileiros. Basta ver as manobras da quadrilha para comprovar.

  6. Que indicação mais esdruxula ! Sergio Moro, como todos nós, não deve ter entendido nada ! Com a mão no caixa da caixa !!

  7. Votei no Bolsonaro. Não me arrependo, por eqto os acertos são bem maiores q os erros. Nunca esquecendo que OS BANCOS SÃO INTOCÁVEIS, por isso mesmo Joaquim Levy guiou para o BNDES, proteger os bancos. E esse Guimarães aí, cara de vendedor de Tek Pix, foi colocado na CEF para arrochar ainda mais o q sobrou da classe média, destruída pelo pt.

  8. A grande preocupação é: Se convive tão próximo do crime (independente dos 167 mil) , vai realmente fazer a faxina que a Caixa precisa??????

  9. Tipo de reportagem que procura chifre em cabeça de burro. O fato foi em 2014 e o réu era presidente da caixa. Pelo que entendi o dinheiro não foi transferido de uma só vez, no mínimo em tres ou mais pois foram também para faturas de cartão que poderiam ser para duas, tres ou mais, com datas de vencimento diferentes. Quanto a pagar contas de minhas filhas e não declarar no IR já o fiz não obstante ter centenas de vezes menos dinheiro que esse “sogro”.

  10. Já havia sido alertado que esses malditos petistas iriam se infiltrar em várias publicações afim de causarem discórdias. Vamos deixar esses fdps de lado. Não retruquem.

  11. Entendo que quem viveu próximo à sujeira pode ser respingado pela lama. Até aí, pode ser legítima a desconfiança. Um depósito de 167 mil reais em conta-corrente, feito pelo sogro arquimilionário, para cobrir despesas de viagens e compra de penduricalhos da filha não me parece nada ilegal. Esse valor, definitivamente, não define o enriquecimento ilícito de quem é casado com a filha de um dos maiores empreiteiros do país. Mais tarde, enrolado na Lava-Jato. Acho que a matéria é mais uma barriga.

    1. Até posso concordar com a tese, mas desde que a "doação" esteja inserida nas respectivas declarações do Imposto de Renda, procedimento comum em um país serio...

    2. Concordo com você. Gastar 167mil reais numa viagem pode até ser um valor bem alto para pessoas comuns, mas, acredito que um dono de uma grande empreiteira, como a OAS, poderia pagar isso para a filha mesmo que não tivesse conluio com o governo.

  12. Como o Presidente poderar controlar 100% Todos os escolhidos? Quem votou nele e se diz agora com medo é porque tem no DNA vestígios petista. Sou funcionário da Caixa Econômica e acho que esse Presidente da CEF nao pode ser ainda crucificado.. muito menos o Presidente Bolsonaro!!

    1. Mas, eu percebo que anda um preciosismo lascado. Parecem até que torcem para dar errado.Melhor, só Jesus de presidente e os 12 apóstolos de ministros. Que tal? Aí sim seriam 12 ministérios. Gente, acorda! estamos no meio da lama, achar um limpinho, tá difícil. Vamo espera mai um bucadim, né?

  13. Ainda acho que esta indicação foi um tiro fora...dentre outras. Cuidado presidente! É melhor integridade do que inteligência para encher o próprio bolso...

  14. É muita saia justa para Sérgio Moro em tão pouco tempo. Será que ele sabia onde estava se metendo? Agora nem dá mais para recuar. Estou curiosa pra saber se ele também vai passar pano nesses imbróglios todos.

    1. É porque no início a Crusoé tinha apresentado um perfil mais conservador-liberal. Por isso muita gente que votou no Bolsonaro acha estranho ver um assinante de perfil socialista-comunista, ou mesmo petista, que são aqueles que chamam o Presidente de Bozo, nova estratégia de ataque do Haddad. Mas como a Crusoé, de repente, angariou jornalistas da esquerda, e com reportagem claramente de oposição e não de crítico, começou a estranheza geral. Eu já tenho minhas suposições, mas vamos aguardar....

  15. Coitado do Sérgio Mouro trabalho dentro e fora do governo ninguém merece Bolsonaro podia ter enquadrado a turma antes de dar carta branca

    1. Concordo com Helder, esse modo desrespeitoso de se referir ao presidente não combina com o perfil dos assinantes da Crusoé. Esse sujeito deveria se dedicar aos veículos dos "adoradores de presidiário".

    2. Bozo? Serio mesmo que tem gentalha aqui na Crusoé?... A turma do contra é la no portal 247, se manda rapá

    1. Rita, você não está sozinha nessa. ainda mais sabendo do decreto fake da flexibilização da Posse de Armas, que pelo visto sairá um desarmamento 3.0

    2. Também acho! Minha paciência para acreditar em algo limpo no novo governo começa a ruir!

    1. Com certeza não! Até eu se estivesse lá faria escolhas melhores. É difícil entender como pessoas tão inteligentes e preparadas cometem estes equívocos. O caso do filho do Mourão é outro exemplo. Mesmo que tenha sido por mérito, não dava para esperar 6 meses???

    1. Uma pessoa honesta pode até trabalhar em uma empresa ou setor público com corruptos,porém ou ela é contaminada ou rapidamente sai das mesmas. Tantas empresas e tantos corruptos que cada vez mais fica difícil trabalhar em algum lugar.....

    1. Oi pessoal, Vc já ouviram alguém dizer “casa da sogra”, ops, casa do sogro. Isto aí foi adiantamento de herança. Precisa verificar qual foi a contrapartida. Do jeito que vão as coisas de honesto só vão sobrar eu e a madre Tereza de Calcutá

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO