Medo de veneno

30.11.18

Com medo de ser envenenado, Jair Bolsonaro se abastece, vejam só, na cozinha de Michel Temer. Quando está em Brasília, a comida do presidente eleito tem sido preparada no Palácio do Jaburu, onde mora o atual presidente. É levada até ele por funcionários do Planalto, em uma cuidadosa operação logística. Na última terça-feira, por exemplo, o farnel foi transportado até o gabinete de transição, onde Bolsonaro almoçou com o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Fontes do palácio dizem que as refeições são produzidas no Jaburu por “questões de segurança”, a pedido, depois do atentado sofrido em Juiz de Fora. A preocupação é, sim, com uma possível tentativa de envenenamento. A operação especial na cozinha de Michel Temer não se dá propriamente porque Bolsonaro confia no emedebista. A explicação tem a ver, na verdade, com a confiança do presidente eleito nos ex-colegas de caserna: desde que Temer assumiu o Planalto no lugar de Dilma Rousseff, a cozinha presidencial é comandada por taifeiros militares. Antes mesmo de Bolsonaro, o próprio Temer já temia sabotagens nos seus pratos. Os tempos bicudos em Brasília fazem lembrar a Rússia de Rasputin.

O atual presidente e o próximo: eles compartilham cozinha comandada por militares

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Seria cômico se não fosse trágico... Manda o cozinheiro experimentar primeiro a comida, porque matar aliado não é problema, difícil é matar a si mesmo. Só acho.

  2. Basta lembrar do caso Celso Daniel. PT/PCC, tudo junto e misturado. Pena de morte para traficante seria uma excelente solução para o Brasil!

  3. Jamais subjugue seus inimigos. Eles são capazes de se travestirem de amigos para por fim a sua jornada. O ser humano é tão confiável que mesmo quando andavam somente em dois um matou o outro e ainda perguntou com a cara mais lavada: "...não sei; sou o guardador do meu irmão...?" Olho vivo e pé ligeiro, como bem já dizia um antigo Comandante Militar.

  4. Quem levou um facada q quase lhe tirou a vida tem de ter seus cuidados. Alem do fato de q o Jair Bolsonaro não foi empossado como Presidente do Brasil.

  5. Vai ser assim mesmo, quando se mexe com bandidos em todos os níveis, tem que se tomar cuidados redobrados. O Brasil tem uma historia inigualável de Presidentes e politicos de renome mortos por acidente/doenças: Castelo Branco, Costa e SIlva, Juscelino Kubischek, Filinto Muller, Ulisses Guimaraes, Tancredo Neves, Eduardo Campos, Teori Zavascki - Ta’ OK? Não existe outro país no mundo com tantas coincidências. Carro blindado e muita segurança - mas muita mesmo, são bilhões de dólares roubados.

  6. Rússia de Rasputin? Passamos a revolução bolchevique tupiniquim, não estamos entrando nela, posso escrever em azbuka, acho que vais entender melhor, pelos menos intuitivamente

  7. DEPOIS DE SER ESFAQUEADO EM PLENA LUZ DO DIA, EM MEIO A UMA MULTIDAO, TODO CUIDADO E POUCO! A PERVERSIDADE DESSA GENTE FARIA INVEJA A RUSSIA DE RASPUTIN!

  8. Ao dizer que Brasília parece a Rússia de Rasputin, Crusoé toca em um tema atual. Rasputin tinha um cozinheiro de confiança . Chamava-se Spiridon Putin . Avô do Vladimir Putin . Feita a revolução , passou a cozinhar para o Lênin e depois para o Stalin. Quem conta é o Simon Sebag Montefiore na sua maravilhosa biografia do Açougueiro da Geórgia.

    1. Os leitores da Crusoe são top!!! Obrigada por compartilhar essa informação.

  9. A confiança no povo Resendense é tanta que o nosso presidente foi comer um "podrão" na barraca que sempre frequentou! sem medo de ser feliz! no meio do povo!

    1. João, só se o Bolsonaro tomar posse. Até 31/12/18 ele não é Presidente e nem o vice é vice... Teremos novas eleições com as duas antas: Haddad e Ciro. Deus nos livre!

    2. Eles têm que lembrar que se ocorrer qualquer atentado ao jb, a coisa pega, aí quem assume e o general.

  10. Ele não deve vacilar. Para tomar o poder, os comunistas matam mesmo- e não acham que é crime assassinar. Vide entrevista de ontem na globonews com o Malafaia- o entrevistador deixa isso bem claro em suas últimas falas.

    1. Não sei se a informação da Maria é verdadeira. Me parece que era assim até o final do segundo turno. Uma vez eleito, se o presidente eleito não tomar posse, o vice toma. Olhem o que ocorreu com Trancredo Neves!

  11. JK deu motivos mudar a Capital da República por questões inadiáveis de segurança. 60anos depois BSB apresenta risco maior. Então retornar a Capital ao Rio? Bolsonaro aproveita que o Palácio está vazio!!!

  12. Triste demais ver o nível a que descemos Com certeza todo cuidado é pouco,temos vários casos de homicídios engavetados, cuja as ordens foram dadas de dentro do Palácio,o próprio atentado até agora sem solução. E aí da tem gente que defende essa podridão e tenta justificar com argumentos "intelectuais" essa barbárie Deus tenha misericórdia de nós

  13. Muita paranóia por nada. A coisa é fácil de resolver: levar um petralha na comitiva do presidente para breve "degustação" dos pratos que Bolsonaro solicitar.

    1. Com toda essa habilidade, será que ela anda cozinhando pra fora ??? kkk

    2. Todo cuidado é pouco com esses bandidos que infestam este país.

Mais notícias
Assine
TOPO