Adriano Machado/CrusoéArthur Lira é a mão invisível (ou nem tanto) por trás da proposta

A PEC da vingança

Na mais nova ofensiva do establishment contra os órgãos de investigação, a Câmara vai votar uma proposta que dá aos políticos a palavra final sobre o trabalho do Ministério Público
08.10.21

Faz mais de dois anos que o acordão selado em Brasília para destruir a Lava Jato e devolver a impunidade aos integrantes do establishment político vem aplicando seus golpes. A soltura de presos duplamente condenados por corrupção, as anulações de sentenças que levarão à prescrição de crimes e o afrouxamento de leis que punem malfeitos são as sequelas mais evidentes da contraofensiva que mobilizou representantes dos três poderes da República. Mas tudo isso ainda parece insuficiente para os incomodados com o cerco aos poderosos. Como pontuou o ex-ministro do Supremo Francisco Rezek, em recente entrevista a Crusoé“a corrupção não quer apenas a impunidade, ela quer se vingar daqueles que tentaram puni-la”. Nesta semana, essa sanha vingativa esboçou uma nova faceta, ainda mais nociva. Emergiu sorrateiramente dentro da Câmara dos Deputados uma proposta que coloca, de maneira inédita, a atuação do Ministério Público sob o controle da classe política. Na prática, representantes do Congresso e do STF passariam a ter ainda mais influência não somente para punir promotores e procuradores que os investigam como também para enterrar as investigações.

A nova trama teve origem com a apresentação de uma proposta de emenda constitucional feita pelo deputado Paulo Teixeira, do PT de São Paulo, em março deste ano, para alterar a composição do Conselho Nacional do Ministério Público, o CNMP. Composto por 14 membros, dos quais oito indicados por diferentes MPs do país, dois pelo STF e Superior Tribunal de Justiça, e a mesma quantidade pela OAB e pelo Congresso, o órgão é encarregado de julgar denúncias contra promotores e procuradores por infrações disciplinares, como abuso de autoridade. Entre as principais mudanças propostas pelo petista, estavam destinar ao Congresso uma das vagas reservadas ao MP e a possibilidade de eleição de um corregedor-geral fora dos quadros da instituição. O objetivo, segundo Teixeira, seria “eliminar certa sensação de corporativismo e de impunidade em relação aos membros do Ministério Público que mereçam sofrer sanções administrativas por desvios de conduta”. Na visão dele, com um integrante do MP a menos no colegiado, que é presidido pelo procurador-geral da República (no caso, Augusto Aras), seria mais fácil punir os investigadores.

Crítico ferrenho das forças-tarefas da Lava Jato, o petista não estava sozinho na empreitada. A lista de deputados que endossaram a PEC é um exemplo claro do acordão vigente em Brasília. Foram 185 parlamentares de 13 partidos. Além da bancada do PT, que aderiu em peso, estão caciques do Centrão, como o líder do governo, Ricardo Barros, do Progressistas paranaense, e fiéis bolsonaristas, como o deputado Vitor Hugo, do PSL de Goiás. O conjunto de forças aparentemente antagônicas empenhadas no projeto logo chamou a atenção dos representantes do Ministério Público, contrários às alterações. O grupo chegou a apresentar aos deputados um levantamento mostrando que, ao contrário do que se alegava, o CNMP computou nos últimos 15 anos um número de punições disciplinares 58,2% maior do que o Conselho Nacional de Justiça, o CNJ, cuja incumbência é fiscalizar os magistrados. Ambos foram criados pela mesma lei, em 2004, e com a mesma estrutura. Por esse motivo, segundo os procuradores, quaisquer alterações deveriam ser feitas nos dois órgãos simultaneamente. Os argumentos foram ignorados.

O deputado Paulo Magalhães “embarrigou” propostas da coalizão do acordão
Apesar de toda a polêmica, a tramitação da PEC seguia o rito ordinário dentro da Câmara até o último dia 30, quando o presidente da Casa, Arthur Lira, decidiu atropelar a comissão especial que analisava o tema e levar a proposta a discussão diretamente no plenário. O plano de usar o projeto para se impor sobre o MP ficou explícito na quarta-feira, 6. Poucas horas após ser nomeado relator da PEC, o deputado Paulo Magalhães, do PSD da Bahia, apresentou um texto com alterações profundas na PEC original, colocando o “MP de joelhos para a classe política”, nas palavras do procurador Roberto Livianu, presidente do Instituto Não Aceito Corrupção. Além de incluir uma cadeira a mais no conselho destinada a um indicado do STF, mediante a aprovação do Senado — o que torna os representantes do MP minoria no colegiado –, a nova versão atribui ao conselho o poder de “rever ou desconstituir” atos de todos os órgãos do MP do país em que haja “violação de dever funcional dos membros” ou “utilização do cargo com o objetivo de se interferir na ordem pública, na ordem política, na organização interna e na independência das instituições e dos órgãos constitucionais”.

Na prática, a medida permite que investigações sejam anuladas pelo próprio CNMP, caso o investigado acione o órgão alegando desvio de conduta do investigador. Segundo participantes das negociações, as duas principais mudanças foram sugeridas pelo ministro Gilmar Mendes, crítico ferrenho dos procuradores da Lava Jato e de decisões do CNMP. “Esse é o maior ataque ao Ministério Público desde a Constituição de 1988”, resumiu o procurador Fabio Nóbrega, ex-presidente da Associação Nacional de Procuradores da República. “Querem encher o CNMP de pessoas indicadas pelo Congresso e dar ao conselho o poder de interferir em nossos atos, criando um controle político sobre a atuação dos membros do MP”, completou. A reação à proposta, que ganhou os apelidos de “PEC do Gilmar” e “PEC da Vingança”, foi imediata e se intensificou depois que Arthur Lira determinou a votação em regime de urgência.  “Está em curso um projeto de fim do Ministério Público Independente”, protestou  a subprocuradora Luiza Frischeisen. O ex-juiz Sergio Moro escreveu que a PEC “minará a independência do Ministério Público para proteger os poderosos”enquanto representantes dos MPs correram para o Congresso para evitar a aprovação de um projeto estrategicamente desfigurado e completamente distinto daquele que havia sido discutido na casa.

Nelson Jr./SCO/STFNelson Jr./SCO/STFGilmar: um dos padrinhos da iniciativa
Como Lira já tinha embarcado para Roma para participar da cúpula de presidentes de parlamentos dos países do G-20, coube ao vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, do PL do Amazonas, conduzir a votação programada para esta quinta-feira, 7. Durante todo o dia, o deputado Paulo Magalhães, autor do polêmico texto substitutivo, fugiu dos questionamentos dos repórteres e das entidades que queriam convencê-lo a desistir da proposta. Até o petista Paulo Teixeira, que redigiu a versão original, disse que só ficou sabendo das mudanças propostas pelo relator quando o texto dele foi inserido no sistema da Câmara. Nos bastidores, parlamentares diziam que Magalhães foi o famoso barriga de aluguel: só havia emprestado seu nome à nova versão do projeto e que todos os detalhes foram definidos por Lira, acolhendo pedidos de Gilmar e do PGR, Augusto Aras.

O vínculo de Magalhães com Arthur Lira ficou mais evidente durante a sessão em que se tentou aprovar a PEC. Enquanto os parlamentares votavam um requerimento que pedia a retirada da proposta da pauta, o deputado baiano ficou sentado no fundo do plenário, ao lado do colega Dudu da Fonte, do PP de Pernambuco, homem de confiança de Lira que foi denunciado juntamente com o presidente da Câmara por integrar o chamado “Quadrilhão do PP”, no qual parlamentares do partido foram acusados de receber propina e caixa 2 de campanha de empreiteiras apanhadas pela Lava Jato — o caso foi arquivado em março deste ano pela Segunda Turma do Supremo, comandada por Gilmar Mendes, o mesmo que sugeriu as mudanças no texto da PEC. Assim que o placar eletrônico mostrou que ainda faltavam 92 votos para conseguir a aprovação da proposta — emendas à Constituição necessitam de 308 votos –, a troca de mensagens por celular foi intensa e a estratégia mudou: a prioridade passou a ser adiar a votação. O esforço contou com apoio do petista Paulo Teixeira e da bolsonarista Bia Kicis. Quem acompanhou de perto não tinha dúvida de que era Lira quem dava as coordenadas diretamente da Itália.

Derrotada no primeiro round, a turma do acordão planeja agora retomar a carga para aprovar a PEC na próxima semana, possivelmente retirando alguns pontos mais polêmicos, como a possibilidade de o CNMP barrar atos de promotores e procuradores no curso de investigações, mas mantendo a ideia original de alterar a composição do colegiado para garantir mais punições a investigadores que importunarem os poderosos de plantão. Para os integrantes do Ministério Público, mesmo com a exclusão dos trechos, a “politização” do CNMP vai enfraquecer a atuação dos órgãos de investigação de “forma irreversível”, permitindo que agentes políticos sejam fiscais de quem os fiscaliza. Hoje, por exemplo, procuradores da Lava Jato do Rio de Janeiro que foram representados no conselho por políticos que eles próprios denunciaram já correm risco de demissão simplesmente porque divulgaram uma notícia sobre a denúncia no site do MPF. Para o deleite de classe política, se a proposta for aprovada como desejam as excelências, a perseguição contra os defensores da lei será ainda mais implacável.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Apenas com um congresso limpo poderemos exigir a limpeza do STF e do executivo, se necessário. Portanto, não reelejam ninguém a não ser que tenha a certeza de que o político é honesto e útil ao País. E isso tem que ser feito em todas as eleições futuras. Não há outra saída!

  2. Não dá pra acreditar! Não me conformo desses sujeitos poderem passar por cima de tudo dessa forma e nós nos contentarmos em reclamar, pressionar ou manifestar pq, simplesmente, ninguém pode nada contra esses elementos!

  3. Inacreditável como esses senhores emprestam seus nomes para levar o país ao fosso! A história já registrou. Destroem o futuro dos próprios netos e bisnetos.

  4. as instâncias superiores do judiciário , são basicamente indicações por maioria de corruptos , e o ministério público não poderia mesmo ficar de fora , o trabalho do judiciário brasileiro será o de proteger políticos corruptos eleitos por cotas e currais e também os grandes escritórios e empresários financiadores e sócios dos grandes meliantes brasileiros, é a nação que adota seus mitos e corruptos de estimação , esse é o resultado concreto da nossa estupidez na hora do voto.

    1. Este é o primeiro passo , depois aparelhar a PF, depois acorregedoria ,

  5. Todos nos indignamos e usamos dos mais variados adjetivos e ofensas nos nossos inúteis protestos, mas deixamos passar um pequeno detalhe e questionamento: "Se nós somos os patrões e eles nossos empregados, escolhidos e pagos por nós, como pode acontecer isso?"

    1. Porque somos incompetentes na escolha dos nossos funcionários.

  6. SEMPRE AS ESCÓRIAS DOS PARTIDOS MAIS COR RUPTOS SÃO OS QUE APRESENTAM AS PROPOSTAS ,E SEMPRE SÃO APOIADOS PEAS EXCRECENCIAS MAIS ENVOLVIDAS EM PICARETAGENS .ATÉ QUANDO VAMOS TER ESSES 🐀🐀DECIDINDO O DESTINO DA JUSTIÇA E DO PAÍS ???

  7. Em qualquer país do mundo, servidores públicos eleitos, concursados ou nomeados são pessoas privilegiadas por representarem a sociedade de acordo com o ordenamento jurídico e a estrutura de Poder. No BR, uma minoria destes abusam de suas atribuições para se locupletarem a favor de seus próprios intere$$e$, usando a lei para se protegerem e se vingarem de quem os ameaçar. O nome desse processo é cleptocracia e seus agentes são corruptos e ladrões. Renovar o congresso e o executivo será decisivo.

    1. Max, não tem solução. Na última eleição renovamos mais de 50%. Aquilo é um sistema. o Jucá e o Sarney estão fora e continuam mandando. Fora da força, é fazer o jogo deles. Nada mudará. Tem a colher do Bolsonaro nesse angu.

  8. onde está o STF? Presidente - Ministro Fux - o STF tem entrado em todo assunto, qual o posicionamento de vcs contra esta barbárie? Vcs vão deixar isso acontecer?agora que é importante, vcs estão quietos? nao falam nada? Não existe só fakenews. Não deixem está Pecir para frente.

    1. Faz parte também do establishment. Os que achávamos que eram exceções, se calam à barbárie que essa corja estão praticando.

  9. A "classe política" desse Bananão não é classe e nem é política, são apenas uma malta de subtratores da bufunfa alheia que quer fazer a coisa errada (de certa pra eles...) e ficar impune quando pegos com a boca na botija...

  10. Deveríamos agradecer a Deus por temos bolso.22 e Paulo Guedes. Patriotas ! Pessoas de caráter como todos do governo. Parabéns governo Bolsonaro!

    1. Seu fascínio pelo Bozo é tanto que você nem se deu conta que o assunto não trata disso. #nemlulanembozo

    2. Você não leu que deputados bolsonaristas estão no meio do acordão da maracutaia?

  11. Por esse tipo de atitude é que o brasileiro precisa aprender a eleger deputados e senadores, para não termos essa bandidagem toda votando para destruir o que tivemos de melhor. A Lava Jato.

  12. E os"inocentes" JUCÁ LOBÃO etc..., acham que suas honras(que nunca tiveram) forammaculadas pela SANGRIA? . GILMAR ,LIRA, CIRO NOG., JUCÁ , LOBÂO e outros RESPEITEM o povo que não quer justiça de meia PATACA e nem impunidade Grana roubada é grana de IMPOSTOS pra saude segurança educação etc

  13. Há um Partido no Congresso que não se utiliza do fundo eleitoral, nem do fundo partidário. Seus parlamentares jamais participam de tramóias como essa ...

  14. Há um Partido no Congresso que não se utiliza do fundo eleitoral, nem do fundo partidário. Seus parlamentares jamais participam de tramóias como essa ...

  15. O congresso sob a presidência do ficha suja LIRA DO PP ,eleito com apoio do minto e seus asseclas cor RUPTOS do centrão ,VIROU UM ESGOTO A CÉU ABERTO .SÓ 💰NAS CUECAS E BLINDAGEM PARA OS LÁ DROES

  16. Será que os eleitores desse sujeito não percebem o mal que ele faz para o nosso País? Ele não pode ser eleito novamente, tem de ir para a sarjeta!

  17. E pensar que os próprios políticos defendem a existência e a "independência" desse congresso. Quando se fala em fechar o lupanar todo mundo fica cheio de dedos coma ideia. A verdade descarada é já passou da hora de fechar essa merda e editar nova lei eleitoral e novas eleições, tentando renovar tudo...

  18. Gilmar Mendes e Artur Lira representam a banda putrefata do judiciário e da política, respectivamente. Vão Destruir os valores morais deste país.

  19. GM, Aras, Lira, Teixeira, Tofoli, Lewandovski, Nunes Marques, e inúmeros outros componentes do Executivo, Legislativo e Judiciário, de moral e caráter putrefatos, que deveriam estar "no banco dos réus", querendo ditar as regras do jogo para delas tirar proveito em benefício dos poderosos.

  20. Esse Lyra junto com o bocão são enviados do diabo só pode o dupla do mal, e aqueles que pretende voltar no capô vejam como o PT em peso vai votar.

  21. Como o Brasil está sujo! A sujeira vindo diretamente "da casa do povo"! Ganham altos salários pra nos trair ... trair os ideais republicanos. Vamos limpar essa sujeira.... é urgente!

  22. A imoralidade impera nos três poderes há muito tempo e o congresso espúrio está legalizando a delinquência dos políticos.

  23. Nossa Constituição Federal, está ultrapassada e já não retrata o momento do Brasil atual. Aqueles que são contra a revisão, descobriram uma forma de fazer as alteração (PECs) sem a participação da população. Nas eleições de outubro de 2022, a população deveria ser consultada se concordam que os eleitos (deputados/senadores) possam fazer a revisão em 2023. Caso contrário o corporativismo vai continuar no segmento daqueles que deveriam legislar para o povo

  24. Decisões como essa descaracterizam a democracia do Brasil. Cada vez mais vemos o estabelecimento de "intocáveis". Não bastasse o STF supremo que pode cometer a mazela que for e não é investigado, agora querem aumentar o escopo e controlar o ministério público no tapetão. É vergonha em cima de vergonha.

  25. Com o golpe de 64 os partidos políticos perderam o seu caráter de aglutinar as ideologias. Passaram a ser cada vez mais fisiológicos e a tramar negociatas. Transformaram-se em pseudopartidos ou partidos-quadrilhas. Com a constituição de 88 e a partir dela, aprofundou-se e instaurou-se o regime de quadrilhas, sustentado, na base, pelo judiciário. O que vige hoje no país é o regime de quadrilhas. Consagrar a impunidade em lei é a principal meta dessa gente. Mas nem precisaria.

    1. infelizmente esse país está desse jeito com a cumplicidade de alguns ministros do STF e STJ e desse presidente que foi o verdadeiro cavalo de Tróia. Lena

  26. INFELIZMENTE O CONGRESSO TRANSFORMOU SE EM UMA QUADRILHA ,COM RARAS EXCESSÕES ,QUADRILHA ESSA LOTADA DE BENESSES ,SUSTENTADA COM NOSDO TRABALHO E AGINDO CONTRA O PAÍS

  27. Os MARGI NAIS e cor RUPTOS sempre contra o país e Adavio de encher as cuecas com NOSDO 💰,e ficarem impunes PP partido podre

  28. O que está acontecendo com o quadro político brasileiro ,que vem reproduzindo em atos contrários ao bom senso . Parece que uma máfia de pessoas desonestas desinemalfeitos ,com adesão de partidos

  29. Completa inversão de valores. Crimes de corrupção contra a população traída. E agora mais impunes. Uma verdadeira festa com o dinheiro suado do pobre. Um horror.

  30. Brasil! Estou cansado dessa classe política que só cria leis para privilegiá-los. Este país não tem solução. Desde da infância escutava que aqui é o país do futuro. Que futuro ?

  31. ALÔ POVO DAS ALAGOAS SE LIGUE!! ELEGER ESSE BANDIDO É CONTRIBUIR PARA O CAOS!! ESSE VAGABUNDO VAI PAGAR POR TODA CANALHICE QUE ESTÁ ORQUESTRANDO CONTRA O PAÍS É APENAS UMA QUESTÃO DE TEMPO. MORO PRESIDENTE E EX INTEGRANTES DA LAVA JATO PARA O CONGRESSO...ESSA É A ÚNICA SAÍDA PARA DIAS MELHORES. VAMOS VENCER ESTA GUERRA! SALVE MORO!!🚔🚔🔪☠

  32. 22, vem aí! Vamos tirar a maioria desses corruptos daí!! Cadê os eleitores para cobrar dos seus deputados!! Essa PEC não pode ser aprovada!!!

  33. Estamos cansados pra não dizer desesperados com a sem vergonhice que reina em Brasília. Pobres de nós que nos iludimos em 2018 achando que tudo ia ser diferente.

  34. Lula sentenciou em 88 e reproduziu os mais de 300 picaretas que votam por si e para si, anticorrupção e sua perpetuação. Centrão, PT e toda velhacaria co gressual devemos extirpar, pelo voto.

    1. E para o nosso azar quem nos deixa é o Major Olímpio. Tantas porcarias q poderiam ter ido p o quintos dos infernos : Gilmar Mendes, Aras, Lira, Lula, Bolsonaro a lista é grande.......

  35. É ruim a captura do órgão. Mas até as pedras sabem que CNMP é um órgão corporativo. Não pune ninguém. Nestas estatísticas deveria mostrar quando promotores existem no Brasil é quantos foram exonerados da função, aí sim saberemos se, de fato, esse negócio funciona...

  36. A corrupção é um câncer e no Brasil já está em estágio de metástase, se alastra do pequeno funcionário municipal ao ministro de STF e a parcela da sociedade que não é atingida, se omite, por desídia e ignorância. A classe média custeia o prejuízo financeiro da praga com seus impostos e a base da pirâmide social sofre com a falta de educação, saúde, moradia, saneamento básico e segurança alimentar, os efeitos da sangria bilionária de recursos pelos ratos no poder. Não ao voto!!! Não ao Imposto!!!

  37. Bolsonaro, Gilmar Mendes e Artur Lira, são às cabeças do Cérbero, que guarda a porta do inferno. Como o Brasil já passou para o lado de lá da porta nas gestões petistas, temos que cortar essas cabeças para sair do inferno. Moro Presidente 🇧🇷. A virtude vencerá o vício.

  38. É de desanimar. Um país onde os bandidos querem prender os xerifes e tudo fica por isso mesmo? Todo dia é um absurdo, parece um pesadelo.

    1. .. relaxe e goze O PIOR PODE VIR EM 2023 .. tá é bom.

  39. o GOLPE COMBINADO do GILMAR MENDES, PT e CENTRÃO! o ACORDÃO dos DEGENERADOS MORAIS para EVITAR o IMPEACHMENT do BOLSONARO e TIRAR LULA da CADEIA! os EXEMPLOS EXECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

  40. a solução é não reeleger nenhum dos deputados e senadores ( com exceção de no máximo 10 por cento). O problema é que os partidos políticos pertencem aos establishment corrupto, e aí não temos em quem votar

    1. Se conseguíssemos emplacar esses 10%, seria um bom começo. No mais é evitar a todo custo os velhos caciques da política e seus descendentes.

  41. Este país só anda para trás. Os corruptos querem roubar sem serem importunados. Roubam e ainda acham que tem o direito de ficar indignados quando são processados.

  42. tudo bandido safado para proteger lula, bolsonaro e vários deputados fdp que não pensam no eleitor que lhes deu o emprego. calhordas

  43. Sua excrescência Arthur Lira em conluio com a outra excrescência - que parece mandar no país mais do que o próprio presidente - a cada dia se superam em seus objetivos de destruir nossa democracia!

  44. A gulosa ratazana Lyra continua se nutrindo dos despojos do Brasil. Oportunista cínico que destrói a honra brasileira sob os auspícios do verme Bolsonaro

  45. Nos últimos 2 anos o Congresso, por iniciativa da Câmara dos Deputados tem aprovado a toque de caixa leis que "eliminam a possibilidade de combate à corrupção e a responsabilização dos corruptos com a condenação. Seria interessante que a Crusoé fizesse um levantamento das leis aprovadas neste sentido e quem votou nelas, vamos constatar que são sempre os mesmos. Teríamos um mapa para trabalharmos nas próximas eleições, evitando sua reeleição. É lógico que o MINTO DILMO BOLSONARO tem interesses ai

    1. Excelente ideia!.Principal problema é o Congresso, q nao vigia o Executivo, propõe legislações em causa própria, e em parceria com Executivo, atua no Judiciário, para emplacar no STF ministros que atendam interesses das Oligarquias Politicas .Só melhoraremos gestão do país com qualificação moral, ética e tecnica do Congresso, pra isso precisamos não reeleger politicos sem compromisso com o país. Nas próximas eleições avaliem criteriosamente os candidatos ao Congresso e denunciem os malandros.

    2. Crusoe tem interesses óbvios que é o alinhamento à anarco-quadrilha e jamais fará isto.

  46. "E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos se esfriará" (Mt. 24:12). O amor que se esfria é a garra e a determinação de combater o crime. A cada ataque de poderosos contra as instituições e seus componentes, mais difícil se torna a luta contra a corrupção. Que o MP, a PF e todas as instituições tenham força para lutar nas trincheiras republicanas, como no conselho de Jesus que se seguiu ao versículo anterior: "Mas aquele que perseverar até o fim será salvo" (Mt. 24:13 ).

  47. A maldita CF 88, dita cidadã, permite a politicagem rasteira da impunidade e do patrimonialismo, criadora de Salvador da Pátria, das castas familiares, de cidadões de segunda classe de pagar impostos para manter as benesses de minorias. A solução voto consciente é difícil, devido a falta de educação ideológica bem conduzida pela esquerda, ou uma nova constituinte, só resta então a revolução popular, para acabar com o status quo dos poderosos.

    1. bela análise Inês o foco no câncer do país que é a CF de 1988 que enpoderou a politicalha tida imune e impune a massacrar um povo ignorante fanatizado dividido sob insano ódio . a esta altura nada espere das urnas que fraudadas ou não se muito trocará o ruim por algo pior OU mãos uma vez terá de optar pelo mal menor .. por isto REAFIRMO de que SÓ A PIEDOSA E EFICAZ GUILHOTINA SALVA O BRASIL DO CAOS este já a claras vistas não vê quem não quer.

  48. Temos que Não reeleger essa Corja do Centrão… Acorda Brasil 🇧🇷… votarei no partido novo porque não usa dinheiro público e ainda tem políticos que trabalham pelo povo brasileiro…

  49. Esse Gilmar Mendes, além de se corroer de inveja de Sérgio Moro, é um verdadeiro CÂNCER não só do STF como da justiça do Brasil. Precisa ser empilhado o mais rápido possível 🤬

  50. estou cansado de mostrar que a ridícula CF de 1988 desequilibrou os poderes e a pior politicalha de nossa "estória" rouba e assassina a dignidade de uma nação desesperada à mercê de uma escória ladravaz e cínica.

    1. ótimo Suely mas vamos à realidade .. QUEM? busco e não vejo um líder digno do país . no nível de degradação que chegamos só a força reestrutura o país hoje sob controle de criminosos da pior espécie .. CRUEL e dolorosa verdade . pobres de nós.

  51. São muitas as autoridades legislativas e judiciárias que , há muito, não respeitam a Constituição. Não seria mais digno propor acabar com todos os mecanismos de Controle da Corrupção e soltar ,de vez todos os condenados independente do Crime cometido? A pergunta é: "Como a sociedade permitiu chegar a esse ponto?" Se quisermos um Brasil diferente, temos que dar resposta nas próximas eleições. Fora Lula, Fora Bolsonaro. A limpeza vai ter que ser Faxina Geral no Congresso.Lamentavel

    1. NÃO . você foca bem o câncer da nação MAS o remédio infelizmente é a FORÇA pois no nível de degradação a que chegamos a doença tem de ser extirpada de forma radical jamais com remédios que cansamos de saber inúteis que adiam a solução e empodera criminosos . as leis estão a serviço do crime sob controle de elites ladrão e assassinas .. sem medo . sem piedade GUILHOTINA nesta escória e bem à francesa rápida pública e exemplar . primeiro os "reis" no caso a politicalha depois seus sequazes.

  52. Viva os corruptos, débito a culpa nesta velha e enferrujada imprensa, que se vende por qualquer tostão, não acredito nos políticos e principalmente na imprensa disvirtuada deste país, e muito triste

  53. Desde que o Sepúlvedo Pertence conseguiu a independência do Ministério Público, que o Gilmar tenta sabotá-lo. Isso não é um ministro é um açoite à Constituição.

    1. É tudo mt passivo brasileiro não tem sangue brasileiro ñ tem educação brasileiro se engana fácil. Compramos o mentiroso que chega ao governo com seu “ cortejo de Lúcifer “. Destrói td se apodera à frente das milícias

    1. E esses canalhas se queixam da criminalização da política.... Bandidos sem disfarce apoiados por bandidos de toga. Ainda tenho esperança que deputados e senadores comprometidos com a democracia verdadeira não permitam essa baderna.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO