Sem inteligência

05.03.21

O grupo de promotores que apurava o rachid na Alerj – e que investigou Flávio Bolsonaro – não foi o único a sofrer modificações. A área de inteligência do MP fluminense, que conhecia a fundo o esquema e vinha trabalhando duro para descobrir suas conexões com a milícia, também foi alvo de mudanças. A Crusoé, a instituição afirmou que a troca foi pontual, na coordenação do setor, e não tem afetado os trabalhos.

MP-RJ/Alziro XavierMP-RJ/Alziro XavierO MP do Rio está sob novo comando

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
    1. Em tempo: Infelizmente votei no Bolsonaro e arrependo amargamente. Além disso, tenho horror de petista/comunista e do Lula ladrão!

    2. Comprar uma casa que só custou R$6.000.000,00 que “Chatisse” né??? Pena que foi com o meu dinheiro, o seu dinheiro, o nosso dinheiro!!! Acorda amigo e lembre-se que “Chatisse” é escrever “Chatice” com dois esses!!! Abraços!!!

  1. hj é um dia, amanhã outro dia. inclusive no MP, ainda veremos um MP destinado a combater a corrupção de vera mais na frente. O tempo passa, alguns é que não percebem isso.

  2. 1.1 - Primeira coisa a fazer é acabar com esta excrescência chamada foro privilegiado. Um caso concreto do uso da tecnologia. O sujeito é pego na rachadinha. Às provas são apresentadas para ele e a defesa. Ele pode fazer um acordo, devolvendo todo o dinheiro, pagando uma multa, aliviando sua pena na cadeia. Se não quiser o acordo, vai enfrentar a MÁQUINA DA JUSTIÇA (inteligência artificial). Se ele perder, terá que devolver o valor do butim e a multa de 10 vezes o valor desse.

    1. 1.1 - Caso queira ele poderá recorrer a um colegiado de juízes, composto por 7 magistrados. Se ele perder, terá que devolver o dinheiro e pagar uma multa de 100 vezes o valor do butim, aumentando sua prisão. Caso ele vença, o caso será decidido pelos cidadãos acima de 16 anos (que se inscreverão como voluntários) através de um aplicativo, que terá a decisão final. Caso ele perca, sua pena pecuniária será a mesma, tendo acréscimo de 20% no tempo que ficará preso. E os juízes serão trocados.

  3. os EXEMPLOS EXCECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! São DEGENERADOS MORAIS que IMPEDEM o BRASIL de AVANÇAR! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

    1. Concordo Silvana, se muito, temos uns 5 ou 6 políticos decentes em todo o território nacional!

  4. Tá tudo dominado... por enquanto.... É só esperar um pouco, pq quem pensa igual, não está dormindo, apenas em isolamento provisório.#somossetenta%

  5. Acho que o crime se escancarou, não tem mais sequer vergonha de seus atos! Mas ele piorou com BoçalNero e a pandemia, que não nos deixa ir pra rua para mostrar ao Vivo e a cores como a maioria é educada e silenciosa, além de correta e com caráter! Por isso, não inventamos FakeNews, seguimos as leis e respeitamos o outro. Mas não somos idiotas! Sacode a champanhe e abre. Seremos nós após vacina! Preparem-se!

  6. Com a narrativa de abusos cometidos, o sistema de investigação vai sendo destruído. Chegará o momento em que a delinquência será condecorado. Renan CANALHEIRO está trabalhando para isso...

  7. Infelizmente, parece q a Lava Jato foi mais uma vez no Brasil, apenas uma exceção. Há décadas o país se constroe pela corrupção, aliando segmentos econômicos e agentes públicos. Criamos um novo modelo econômico: o "capitalismo de quadrilha". Interesses privados e públicos tornaram-se os mesmos. E nós, o povo? Chega de mimimi.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO