Adriano Machado/Crusoé

Wassef é ouvido na PF como vítima de ‘aparato do Coaf’

30.03.21 21:03

O advogado Frederick Wassef (foto) prestou depoimento nesta terça-feira, 30, à Polícia Federal em Brasília no inquérito aberto por determinação da Justiça para investigar um suposto “aparato” montado dentro do Conselho de Controle de Atividades Financeiras, o Coaf, que teria promovido a “quebra indevida de sigilo bancário e fiscal” do defensor da família Bolsonaro.

“Fui intimado pela Polícia Federal para depor como vítima do grave crime da quebra de sigilo bancário e fiscal que eu sofri em minhas contas e o posterior vazamento criminoso à imprensa brasileira”, afirmou Wassef a Crusoé, após passar mais de quatro horas dentro do prédio da Superintendência da PF no Distrito Federal.

O inquérito foi aberto por determinação dos desembargadores da Terceira Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, o TRF-1, no julgamento que anulou o relatório de inteligência financeira do Coaf que apontava pagamentos de 9,8 milhões de reais feitos pela JBS a Wassef. O conteúdo do relatório foi revelado em agosto do ano passado por Crusoé.

Em acordão publicado em dezembro, os desembargadores também determinaram trancamento do inquérito que investigava a relação de Wassef com a JBS, acolhendo a tese de que foi a produção do relatório do Coaf se deu de “forma atípica”. Foi nesta decisão que os magistrados mandaram a PF investigar o “aparato do Coaf” que teria produzido o relatório e o “vazamento indevido” das informações reveladas por Crusoé.

Os votos em favor de Wassef foram proferidos pelos desembargadores Ney Bello, Maria do Carmo Cardoso e José Alexandre Franco. Segundo Wassef, há uma “organização criminosa infiltrada dentro do Coaf” que está “espionando e investigando membros do Poder Judiciário de forma clandestina e criminosa”.

Já é assinante?
Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Assine a Crusoé

*válido até 30/06/2021

Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Nós cidadãos de bem somos obrigados a ler essas matérias e ficar cada vem mais angustiados em ver que todo o aparato do Estado está totalmente ligado ao JB, seus filhos, amigos e advogados para eliminar todas as provas que incriminam a todos, a PF virou um lixo igual aos outros STF e STJ. Lamentável para uma instituição como a PF foi durante muitos anos

  2. Onde tem problema nesse TRF-1, tem o belo amigo do Gilmar. É o Estado Democrático de Direito à Brasileira. Os honestos estamos sendo caçados.

  3. Como hoje é o dia da ditadura, que tal se submetêssemos os Bozistas a um pau de arara radical para eles confessarem de forma “voluntária” os crimes que praticaram contra o país? Como estas criaturas são decrépitas e covardes, tenho certeza que ao ver a “máquina” eles se borrariam todos e logo, logo, vomitariam todas as suas maldades em público.

  4. Toda vez que advogados, juízes ou parentes e amigos daqueles são incluídos em relatórios oficiais apontando movimentações financeiras suspeitas, aparecem autoridades públicos privilegiadas a defendê-los, alegando operações atípicas e justiçamento, como se tais “espécies profissionais” da sociedade brasileira fossem gente honesta, insuspeita e impoluta. Esta revista foi vítima de censura e autoritarismo atípicos pela ousadia de informar os privilégios da espécie e o Wassef as representa bem.

  5. Brasil esta totalmente entregue a bandidagem poderosa, parabéns Minto, STF, STJ, PGR. Ainda bem que 2022 vamos ter mias uma chance de arrumar o Brasil. Nao vejo a hora de mandar uma 300 politicos para fora da politica , renovar com gente que realmente apoie a Lava Jato, prisão em segunda instância, fim de foro privilegiado e fim de indicação politica para STF, STJ e estatais, so assim o nosso Brasil volta a crescer e reduza a participação das orcrim no pais. Lugar de bandido e na cadeia.2022 🇧

  6. Brasilia deveria afundar, é um Pantano cheio animais asqueresos pegajosos que andam pela noite se alimentando do dinheiro dos impostos dos trabalhadores brasileiros

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO