Reprodução

Quem está por trás dos protestos na Colômbia

05.05.21 18:10

A repressão aos protestos na Colômbia já deixou 24 mortos e mais de 800 feridos. A manifestação, que começou no dia 28 na cidade de Cali (foto) contra uma proposta de reforma tributária, espalhou-se pelo país depois que a polícia reprimiu os manifestantes com violência e tiros. Nos últimos dias, policiais foram atacados e delegacias queimadas com pessoas dentro. Pedágios foram destruídos e estradas, bloqueadas.

Em um comunicado desta terça, 4, o Ministério Público da Colômbia acusou terroristas e narcotraficantes de participarem dos atos de vandalismo.

Conseguimos comprovar que nas desordens e nos atos de vandalismo que ocorreram na cidade de Cali, nos últimos dias, estão envolvidas estruturas ligadas ao narcotráfico, ao ELN e às dissidências das Farc que operam no departamento de Cauca“, disse o procurador-geral Francisco Barbosa Delgado.

A cidade de Cali é a capital do departamento do Vale do Cauca, onde é constante a presença das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), do Exército de Liberação Nacional (ELN) e de narcotraficantes. É a cidade mais perigosa do país, com 45 homicídios a cada 100 mil habitantes (no Brasil a taxa é de 31 a cada 100 mil). Além disso, há anos o governo chavista da Venezuela tem dado guarida para as Farc e para o ELN, inspirado na Revolução Cubana, com o intuito de desestabilizar a vizinha Colômbia.

Contudo, a fala do procurador-geral precisa ser escutada com certa cautela. “Até agora, o Ministério Público não mostrou prova alguma para sustentar essa declaração do procurador-geral. Além disso, o governo tem buscado deslegitimar as manifestações por todos os meios possíveis. A meu ver, é melhor esperar mais um pouco para saber se realmente há grupos por trás da violência e quais são“, diz o sociólogo colombiano Ricardo Vargas Meza, especialista em narcotráfico e crime organizado.

Já é assinante?
Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Assine a Crusoé

*válido até 30/06/2021

Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Quem está por trás nos não sabemos. Agora quem está na frente dos protestos são pessoas indignadas com a péssima gestão do país.

    1. Conheço. Comparado com a do Santos, o cara é um atraso!

    2. Tem certeza? Você conhece a gestão do governo colombiano?

  2. Compartilhe esse conteúdo utilizando as ferramentas de compartilhamento oferecidas na página ou pelo link: https://crusoe.com.br/diario/o-que-representa-para-o-governo-a-convocacao-de-wajngarten-ernesto-e-pfizer/. Nossos textos, fotos, artes e vídeos são protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo da revista em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Mare Clausum Publicações Ltda.

  3. Com esse título "Quem está por trás dos protestos na Colômbia", achei que o repórter iria trazer nessa matéria a conclusão de um trabalho com informações robustas...

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO