Divulgação

Parlamentar que votar contra fundo eleitoral deve renunciar à verba de campanha, prevê projeto

28.11.21 14:32

O deputado Nereu Crispim (foto), do PSL gaúcho, propôs um projeto de lei que prevê que o parlamentar que se manifestar ou votar contra o fundo eleitoral deve renunciar, automaticamente, ao dinheiro público destinado às campanhas. Protocolada em 19 de novembro, a proposta aguarda indicação de relatoria e deve ser recebida com antipatia na Câmara.

A percepção do autor do projeto é que pelo menos 40% dos colegas que se manifestam contra o fundo de campanha acabam procurando os partidos atrás de recursos, mesmo depois de terem feito discursos contrários. “Se votar contra o fundo, não venha pedir orçamento. Não sou contra o fundo eleitoral, sou a favor, porque ele boicota a corrupção. Mas não quero que enganem o eleitor”, argumenta Crispim.

Ainda pela proposta, o parlamentar que renunciar a sua cota terá autonomia para indicar o destino da verba, para aplicação em áreas sociais, grupos de vulneráveis ou para a saúde.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Pelo menos o parlamentar que não quer usar do fundo poderá escolher para onde irá a verba, algo que alguns tentam fazer mas não podem. Bom seria que esse fundo não existice.

  2. Uma lei que prevê sanções contra parlamentar conforme sua posição em determinado assunto é realmente inovador. Nem numa republiqueta como o Brasil passa.

  3. É o q o NOVO30 tenta fazer desde 2018 e os parlamentares não permitem. Poder dispor dessa quantia q lhe cabe por lei e destina-la a um gasto público de melhor qualidade como Educação, Saúde/Saneamento ou Segurança ou devolver p o Tesouro.

  4. .. vergonhoso cinismo . mas [e isto que podemos esperar da pior politicalha de nossa história que só pensam numa coisa .. seus bolsos.

  5. Isso é um dos maiores descalabros que já vi. Vamos votar a) economizamos ou b) gastamos. Se a turma do gastamos (PSL) ganha, eles ganham tudo, a turma do economizamos nao leva nada. Se a turma do gastamos perde, nao perdem nada. É a galinha sugerindo ao porco uma sociedade para vender sanduiche de ovo com bacom.

    1. .. o nome disto é CINISMO e defesa absurda do imoral . infelizmente ainda estamos tendo de escolher MALES MENORES e isto fatalmente ocorrerá em 2022 e teremos mais quatro anos difíceis isto se o povo não se tornar algoz de si mesmo de vez e levar a quadrilha assassina ao poder e aí pedirei asilo em Cabo Verde pois o país terá um doloroso banho de sangue que os homens de bem devem evitar . é daí para pior.

  6. Parte dos políticos estão totalmente desconectados dos anseios do cidadão. Qualquer cidadão sensato, sabe que a democracia tem um custo. Porém, o fundo eleitoral não pode ser um valor que possibilite para que muitos vivam disso. Tem que ser um valor compatível com a renda do brasileiro. É correto Bob Jefferson receber um salário superior a 23 mil do PTB, ainda mais ele que já é aposentado? Alguém consegue defender o próprio PSL, que comprou um imóvel por 5,4 milhões? Moro 🇧🇷

    1. concordo plenamente . o tal fundo partidário foi turbinado a meu ver para um assalto legal pois os valores são exagerados e inaceitáveis .. eleição para Assembleia Nacional Constituinte em 2022 com previa extinção dos bandos digo partidos.

    1. Cara de pau....e tem gente que é contra a criminalização da política... São uns bandidos.... Parasitas e sanguesugas do dinheiro do Estado.

  7. Estes canalhas teem a politica como profissao, a grande maioria chega na politica de graca sem investir um centavo pra se elegerem, exercem o mandato roubando o tempo todo da nacao e do povo, sao remunerados juntamente com seus quase 100 assessores pelas alturas, ainda aprovam milhoes no fundo eleitoral pra se reelegerem. Kd o dinheiro do salario e dos roubos, compram propriedades se reelegem e voltam pra continuarem roubando. Moro, melhor presidente pro Brasil, lavajato e prisao seg. instancia.

    1. JO EL, APOIO SEU COMENTÁRIO EM GÊNERO, NÚMERO E GRAU, DE PONTA A PONTA. PARLAMENTARES ENESCRUPULOSOS, SAFADOS, LADRÕES. SÃO CAPAZES DE ROUBAR DA PRÓPRIA MÃE PRA SE MANTEREM NA PRIVILEGIADA POSIÇAO DE SANGUESSUGAS DA NAÇÃO. O INFERNO AINDA É UM PRÊMIO PRA ELES.

  8. É um baita cara de pau, este pilantra. Quem quer concorrer que financie sua campanha com recursos próprios. Fundo eleitoral e fundo partidário é uma vergonha. Povo sofrido, pagando impostos altíssimos, pra bancar estes bandidos. Só o povo participando mais da política, pode mudar esta realidade. Acorda Brasil!!! 🇧🇷🇧🇷🇧🇷

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO