Adriano Machado/Crusoé

Moraes manda PF retomar investigação sobre interferência de Bolsonaro

30.07.21 17:41

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, determinou nesta sexta-feira, 30, que a Polícia Federal retome a investigação sobre a suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na instituição.

O inquérito está suspenso desde setembro de 2020. À época, durante licença médica de Celso de Mello, Marco Aurélio Mello ordenou a paralisação da apuração até que o plenário da corte avaliasse um recurso em que a Advocacia-Geral da União pede que seja assegurado a Bolsonaro o direito de depor por escrito.

O órgão contesta a decisão em que Celso de Mello estabeleceu que o presidente da República deve prestar esclarecimentos de forma presencial, sob o entendimento de que, na condição de investigado, ele não pode escolher o modelo do depoimento.

O plenário chegou a iniciar a análise do recurso em outubro, na despedida de Celso de Mello do Supremo. Na ocasião, o ministro reiterou a posição anterior, levando o placar a 1 a 0 pela obrigatoriedade de Bolsonaro atender à oitiva. O presidente do STF, Luiz Fux, no entanto, suspendeu o julgamento e a questão está pendente desde então. A retomada da deliberação está agendada para 29 de setembro.

Um ano depois, Moraes, sorteado relator do inquérito após a aposentadoria Celso de Mello, entendeu que a PF não precisa mais esperar a conclusão do plenário para dar andamento à apuração. “Determino a imediata retomada da regular tramitação deste inquérito, independentemente do julgamento do agravo regimental interposto pelo Presidente da República Jair Bolsonaro, que está previsto para data breve, 29/9/2021“, despachou.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. É isso aí juizeco medíocre, xerife do Br vamos logo ao fim disto pois nada será achado mesmo,afinal o pres só exerceu o seu direito previsto na CF de indicação, portanto acabe com mais esse circo por favor cabeça de ovo

    1. Nomear DG da PF é atributo do PR previsto em LEI, e não na CF; ainda assim, isso não permite FALSIFICAR no DOU, a assinatura digital do ex-ministro da Justiça para exonerar o DPF Valeixo. 🤨 E onde fica a promessa da "Carta-Branca" ao Moro, quando este renunciou à magistratura conseguida a duras penas? 🤨

    2. Na reunião ministerial, o Bozzonaro falou com clareza q iria interferir para não "foder" com a família dele ou amigo meu. Adivinha como q o Delegado Federal, Alexandre Saraiva, foi destituído da Superintendência da PF no Amazonas após investigar o ex-ministro do MA, Ricardo Salles? Está achando q a PF é polícia governamental, 🐮?

    3. Onde está na CF, que a PF pode ser usada para abafar crimes de colarinho branco, cometido por familiar de presidente da república?

    1. BOZZONARO 2023 na cadeia, para o 🔰 continuar crescendo. 🙃

  2. Pelo amor de Deus! Ainda precisa investigar? Coloquem logo este criminoso na cadeia e libertem o Brasil deste grupo de corruptos, delinquentes e decrépitos.

  3. O MEDO DO GENOCIDA SÓ ESTÁ AUMENTANDO E PELO ANDAR DA CARRUAGEM FALTA POUCO PRA GUILHOTINA COMEÇAR A FUNCIONAR 🤡👊🚔🗡☠

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO