Dirceu Portugal /Fotoarena/Folhapress

Conselho Nacional de Saúde pede revogação de normas sobre ‘tratamento precoce’

20.01.21 15:35

O Conselho Nacional de Saúde pediu ao Ministério da Saúde a revogação de quaisquer “instrumentos”, como protocolos, orientações e notas informativas, que indiquem o chamado “tratamento precoce” da Covid-19, que inclui o incentivo ao uso de medicamentos sem eficácia comprovada para o combate à doença, a exemplo da hidroxicloroquina.

O presidente da entidade, Fernando Pigatto, encaminhou a solicitação na terça-feira, 19, após o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmar, de forma mentirosa, que jamais indicou o “tratamento precoce”, mas somente o “atendimento precoce”.

Nós defendemos, incentivamos e orientamos que a pessoa doente procure imediatamente o posto de saúde, procure o médico. E que o médico faça o diagnóstico clínico do paciente. Este é o atendimento precoce. Que remédios o médico vai prescrever é foro íntimo do médico com seu paciente. O ministério [da Saúde] não tem protocolos sobre isso, nem poderia ter. Não é missão do ministério definir protocolo para o tratamento. Tratamento é uma coisa, atendimento é outra“, declarou o general, em coletiva de imprensa, na segunda-feira.

O pedido ocorre ainda em um contexto no qual a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, reiterou que não existem alternativas terapêuticas para a prevenção ou tratamento da Covid-19. A autarquia marcou posição no último domingo, enquanto analisava requisições de uso emergencial e temporário da Coronavac e da vacina de Oxford.

No documento, Pigatto observa que está em vigência, por exemplo, uma nota informativa avalizada pela gestão Pazuello que orienta a prescrição de difosfato de cloroquina, azitromicina e sulfato de hidroxicloroquina desde os sintomas leves da Covid-19.

Além disso, o ofício cita que, apesar de Pazuello alegar nunca ter defendido o “tratamento precoce”, o ministério distribuiu hidroxicloroquina aos estados, com orientação para a receita do medicamento em caso de diagnóstico positivo para o novo coronavírus.

Em maio de 2020, o Conselho publicou uma nota alertando sobre os riscos do uso da cloroquina e da hidroxicloroquina contra a Covid-19. “Na verdade, as pesquisas vêm demonstrando o surgimento de graves e fatais efeitos indesejáveis, incluindo problemas cardíacos. Aqui estamos nos referindo a publicações em revistas renomadas como a The New England Journal of Medicine, JAMA, The BMJ 1 e The BMJ 2”, detalhou o documento, à época.

Na ocasião, o Conselho ainda apontou que a prescrição nos casos leves da doença, “pode levar a situações onde, caso desenvolva um efeito colateral grave, o paciente não tenha tempo de ser devidamente atendido, podendo evoluir para um óbito que seria evitado sem o uso do medicamento”.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Prezado Paulo, permita-me usar sua teoria do suco de laranha (muito criativa por sinal) para a questão da eficácia da Coronavac. A sua eficácia é de 51% (arredondando), ou seja 51% dos vacinados não pegaram a doença e 49% pegaram a doença, mas de forma branda e se curaram. Quem garante q esses 49 % não se curariam tomando apenas suco de laranja?

    1. Finalmente o povo começa a pensar. Haaa, mas tem a reinfecçao... Então quem foi vacinado também. Vai demorar a passar.

    2. E dos 51% q não pegaram, quantos eram assintomáticos, ou seja, não precisavam da vacina. E quantos realmente tiveram contato com o vírus? São por essas e outras perguntas q uma vacina leva aproximadamente 5 anos para serem aprovadas.

    3. A verdade é que nesse curto espaço de tempo nem a ciência pode nos dar certeza sobre tratamentos precoces e eficácias de vacinas.

  2. Ah, q saudade so Governo Militar! Aquilo sim era governo! Era Chefe pra todo lado e nada de líderes! Hoje, as corporações dominam o país. Quando precisava de óculos, era só consultar um optometrista e receber a receita. Hoje, o STF nos obriga marcar consulta com oftalmologista pra pegar a tal receita. Medicar em casa? Nada! Auto medicação é crime contra si mesmo. Consulte o médico. Só um médico pode automedicar-se...e tome mais consulta. O cara tá à beira da morte, sem vacina e nem cloroquina

    1. Temos que seguir a ciência, não tem nada aprovado e o médico deve ser proibido de receitar qualquer doida sem consultar PAULO o balconista internacional de Drugstore, o Iacocca brasileiro, o rei dos cursos de mediador, o pequeno empresário, o ana-lizador, o professor, o imuniizador, o conselheiro do papa, do dalai lama, o xeique, enfim um fofoqueiro de plantão. Tem como enfermeiros José e Heloisa.

    2. Jaime, ceda! Não é inteligente ficar contra as 57 associações medicas brasileiras e o Conselho Nacional de Medicina. Antes, as pessoas passavam pasta de dentes nas queimaduras... Pois é. E natural evoluir. É da civilização. Do processo civilizatório...

    3. Jaime, se eu falar para você o que temos pela frente de evolução, você não aguentaria. Ninguém detém a evolução. Nem você, nem Bolsonaro e nem o Unabomber. Adaptação Jaime. Competição e adaptação. Quem não entende isso, já morreu, só não sabe ainda.

    4. Jaime, eu fui propagandista médico. Além dos medicamentos vendidos sobre prescrição médica, temos também os classificados como OTC, over the counter (além do balcão). Esses podem ser vendidos sem receita. Sente falta de quando ia na farmácia e comprava tarja preta, por falta de um controle efetivo. Sem acompanhamento médico, muitos ficaram viciados. E quando precisava de antibióticos? Era só ir na farmácia e comprar. Com isso tivemos as superbactérias. Evoluímos Jaime. Apenas evoluimos.

    5. ...ficava me perguntando, curioso, quem eram os caras carregando maletas e q passavam na frente de todo mundo, sem sequer marcar consulta. Descobrir que eram representantes de farmacêuticas...então ficou claro pra mim pq, depois de certo tempo, TODO medicamento passou a ser de uso CONTÍNUO...Via esses filmes hollywoodianos em que a humanidade está por um fio, mas, sabe Deus xomo, alguns cientistas brilhantes aparecem com uma vacina milagrosa...Vacinas...é curioso como conseguem nos convencer...

    1. KEDMA, todo esse medicamento comprado vai se perder. Bolsonaro vai ter que responder por esse dinheiro gasto no futuro. Essa é uma das razões para ele tanto defender o uso da cloroquina.

    2. Alexandre Garcia deve estar levando muito dinheiro para ser o garoto propaganda de um medicamento ineficaz para combater a covid.

    3. Sem comentar que passo o dia recebendo notícias do jornalista Alexandre Garcia dizendo que tomemos invermectina 🙄

  3. ah.. Resolveram se mexer, é..?? Barco tá fazendo água, né? Tavam tudo viajando na caravela adesivada.. Tá bom. Antes tarde.. Cadê a ANS..?? Tão quietinha, né? É assim q promove bem e saúde e blábláblá?.. Agências reguladoras...

  4. Onde chegamos. Quer dizer, pelo que entendi, que não posso tomar nenhum remédio ou garrafada que eu a credito que seja um tratamento para cuidar da minha vida e saúde, vais ser impedido? Que País democrático é esse? Estão politizando tudo. Deviam logo pedir uma liminar ao Polaco do STF que ele concede. Como vão me proibir é que não sei. kkk Tá chegando a galhofa....

    1. Cláudio, não confunda sua frustração pela derrota estrondosa do seu Minto, com medidas de saúde tomadas pelo Conselho De Medicina. Deixe q a ciência de qualidade prescreva tratamentos. Compre uma caixa de lenços; chore bastante... isso passa.

    2. Essa da garrafada é novidade por aqui. Bozistas tem gostos estranhos mesmo...

    3. Claudio, você não entendeu. O pedido é com relação ao protocolo do Ministério da Saúde. Você Claudio, pode continuar tomando as suas garrafadas. O que não é admissível, é que tanto garrafadas, quanto medicamentos sem eficácia comprovada, tenham procedimentos de uso chancelados pelo Ministério da Saúde. Aonde você toma essas garrafadas Claudio? Depois eu fico nervoso....Nevermind.

    4. tome sua cloroquina e morra então. Não vai fazer falta.

  5. Acho importante o Conselho Nacional da Saúde entrar com este pedido de revogacao. Médicos recentemente criticaram a postura do CRM. Não podemos aceitar que o trabalho sério de especialistas, seja substituídos por crendices. A Anvisa nos mostrou como são conduzidos os estudos para aprovação de uma vacina. Pessoas leigas foram apresentadas a termos com duplo cego, randomizado, etc. Então só não entendeu ainda o prejuízo que causa esses medicamentos, quem não quer ou quem age com má fé

    1. Quais são os malefícios comprovados que o uso adequado do conjunto de medicamentos utilizados , em tempo hábil ( conforme a fisiopatogenia do processo infeccioso) ? São mais de 200 estudos publicados , demonstrando os resultados positivos, que não se resumem ao uso exclusivo da hidroxicloroquina (satanizada por interesses inconfessáveis, não apenas ideológicos ) .

    2. Exatamente. Estou acompanhado o caso na França... talvez o médico que inventou essa onda perca a licença profissional. seria uma medida didática importante.

  6. Óbitos tb estão ocorrendo pós- vacinação em idosos na Noruega( em investigação) com vacina Pfizer, reações anafiláticas graves com outras vacinas ( teste 2 fase moderna em um lote suspenso).Como os medicamentos tb usados no tratamento precoce, sem comprovação científica, às vacinas tb ainda não tem tempo para serem comprovadas científicamente!

    1. Fiz esse tratamento e melhorei em um dia, todos conhecidos que tenho tb o fizeram e melhoraram com brevidade, já existem várias pesquisas publicadas inclusive em revistas americanas com a redução significativa nas internações, só que é muito claro q nenhum laboratório fará pesquisa em um remédio que não tem patente e ainda barato e é claro q eles irão pedir p a imprensa patrocinada e de esquerda para não publicarem resultados de quem usa!! Palhaço, caso vc pegar Covid não se esqueça da DICA!!!!!

    2. FAKE NEWS. A Noruega destacou nesta segunda-feira (18) que não há um vínculo estabelecido entre a vacina Pfizer/BioNTech contra a covid-19 e a morte de pessoas vacinadas neste reino, mas recomendou uma avaliação médica dos idosos e pessoas frágeis antes de vaciná-los. O Bolsonaro também comemorou a morte de um voluntário. Bolsonaristas ficam na torcida para que pessoas morram. Meu Deus! Que tipo de gente é essa?

    3. Mas essas vacinas não estão sendo usadas no Brasil. Aqui a disponibilidade que temos é a da Coronavac que usa outra tecnologia. Se informe melhor bozete, saia da bolha bozista de desinformação e negação da realidade. A coronavac usa a mesma técnica da vacina da gripe que é aplicada nos brasileiros todos os anos. Pfizer e Moderna usam uma tecnologia nova sem estudos aprofundados sobre reações adversas a longo prazo.

  7. Na guerra use as armas que tiver: máscara, um nível razoável de distanciamento, medicamento precoce (se o médico assim te prescrever), prevenções usuais de manutenção da saúde e fortalecimento do sistema imunológico (ainda que muitas vitaminas (C, D, etc) e suplementos ditos favoráveis para a imunidade não sejam considerados eficazes por todos os médicos... tal como a cloroquina) e vacina. Use o que puder dentro da razoabilidade. O resto é blá blá blá .

    1. Paulo, PB, vocês tem razão, mas, no meu caso específico , e não estou indicando nada para ninguém, nem contra ou a favor, prefiro viver empiricamente a morrer cientificamente. Se houver uma chance, mesmo que remota, vou tentar, assim como renomados médicos o fizeram.

    2. Continuando. O que não é razoável, são protocolos do Ministério da Saúde com medicamentos sem eficácia comprovada. O que é inadmissível é um presidente propagar uso de medicamentos sem comprovação. Isso engana sobretudo os mais humildes. Se você Luiz, quiser tomar, tome. Mas qual a intenção de divulgar para os outros? Curiosamente, eu já foi executivo do laboratório da foto. Será que contrataram o Bolsonaro como propagandista médico? A que ponto chegamos.

    3. Luiz,.todos temos a liberdade de adotar o tratamento que quisermos. Quer exemplos? Steve Jobs preferiu um tratamento alternativo contra o câncer. Infelizmente não deu certo. A fosfoetanolamina sintética, mais conhecida como "pílula do câncer", causou uma mobilização nacional após a corrida de pacientes para ter acesso à substância, que se apresenta como eficaz contra a doença, mas nunca foi testada em humanos e não tem autorização para ser usada como medicamento. Quem hoje fala dessa pílula?

    4. Leia a matéria novamente, alguns medicamentos aumentam o risco de morte. Cloroquina é uma delas.

  8. Sei, Crusoé. Mais um petista querendo holofotes em meio à Pandemia. O senhor Pigatto, filiado ao PT há mais de trinta anos, foi candidato da quadrilha travestida de Partido Político em Rosário do Sul, RS, é tão expressivo, mas tão expressivo, que obteve " fantásticos " 2,58% dos votos no município. É daqueles pelegos carreiristas submisso às ordens de Lula, Dirceu, Stédile e companhia.

    1. Lourival, você mistura as coisas. O fato do sujeito ser do PT, mostra que ele aceita que o Lula não é corrupto. Agora não é razoável achar que toda a entidade da qual ele é presidente, sejam de petistas relativistas. O PGR tem vínculos com o PT. Porém foi indicado pelo Bolsonaro. Conforme vem salientando o Palhaço Bozo, fica cada vez mais difícil diferenciar bolsonarista de petista.

    2. Palhaço Bozo e José são as últimas Vestais do pedaço, que tergiversam, mas não vão ao cerne do problema. Falar a verdade, mostrar fatos, mostrar o terrorismo explícito dos robôs descalibrados do Gabinete do Ódio e da mídia alugada é ataque? Vcs são muito melindrosos, meninos...

    3. Outra coisa bozete Lourival, não precisa mais ficar dissimulando ataque ao PT, todos sabemos da aliança nefasta de petistas e bozistas para destruir o país e salvar o pescoço dos corruptos. Ninguém mais cai nesse discurso fajuto.

    4. Bozete histérica, essa briga vocês perderam. O negacionismo e obscurantismo nunca conseguirão prevalecer. Olha ai, até o ministro Pesadello já está tentando se esquivar de culpa na defesa desse engodo chamado de "tratamento precoce".

  9. Opa!!! Olhem o que diz no ultimo parágrafo. A quantos meses eu venho alertando isso para os bozistas retardados que defecam por aqui? cade o Lourival com toda a sua sapiência dilmista para refutar os argumentos agora? Bozistas, vocês são os propagadores da mentira e da morte.

    1. Lourival, você e muitas pessoas foram tratados com medicamentos sem eficácia comprovada com o aval de médicos. Mas isso não quer dizer nada. Estudos pegaram voluntários para tomarem esses medicamentos e voluntários para tomarem placebo. O estudo foi duplo cego, ou seja, ninguém sabia o que estava tomando. Resultado. Não identificaram diferença nos dois grupos. Concluindo. Se você tivesse tomado suco de laranja teria o mesmo resultado. Mas isso a sua cabecinha não entende.

    2. Óbvio que haverá alguns médicos receitando essa patuscada, afinal, existe um lobby pesado do MS e Bozo para que assim seja. Mas isso não significa eficácia, pois a ciência já comprovou que é teoria bozotrumpista sem fundamento.

    3. Palhaço Bozo e Zezinho, se vcs tiveram a coragem e decência necessárias, mando pra vcs através de e-mail, receita com prescrição do tratamento precoce que fiz, eu com 67 anos que testei positivo. Ressalto que a Receita foi emitida pela rede pública de Saúde. Topam, ou vcs são apenas robôs descalibrados do Gabinete do Ódio?

    1. Por favor , busque saber como funciona o vírus ao entrar no corpo: são 3 lugares na célula que ele busca se acoplar ; depois há a reação inflamatória e a formação de micro trombos em todos os órgãos, pulmão em particular (não é pneumonia) . Entende porque precisa de vários remédios? A primeira fase , vai que 5 dias , tempo hábil (porisso o termo precoce) para tratar. A minoria dos sintomáticos evolui mal, mas não há como saber quem ? Roleta russa? Dipirona e fica em casa?

    2. Queria que esse conselho e dê uma alternativa eficaz para o tratamento precoce, também precisa explicar como os milhões de pessoas se curaram com esses protocolos não aprovados pela “Ciência “

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO