Adriano Machado/Crusoé

Após Bolsonaro mandar ao Congresso ‘projeto das redes’, Pacheco e Lira defendem ‘discussão ampla’

20.09.21 16:46

Após o presidente Jair Bolsonaro enviar ao Congresso um projeto de lei para limitar a retirada de conteúdo das redes sociais, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, afirmou nesta segunda-feira, 20, que o debate sobre o tema será feito pelo Legislativo. A proposta tem teor quase igual à medida provisória editada por Bolsonaro e devolvida por decisão de Pacheco. O senador disse que o envio de um projeto de lei é a tramitação correta para propor alterações legislativas como essa.

“Esse projeto se soma a outros que tramitam no Senado e na Câmara e que versam sobre esse tema de alteração do Marco Civil da internet”, explicou Pacheco. O projeto de lei 2630/2020, por exemplo, já foi aprovado pelo Senado e está na Câmara, onde os parlamentares criaram um grupo de trabalho para debater o assunto. O texto é chamado de PL das Fake News.

“É uma discussão que será feita no Parlamento, primeiro na Câmara, depois no Senado, e vamos ter toda a boa vontade de fazer o exame de eventuais alterações dessa legislação. Temos que proteger nossas crianças e jovens desse mal que é o mau uso da internet, disseminando fake news. Esse é um papel do Congresso de acolher todas as iniciativas e tirar uma conclusão proveitosa”, explicou Pacheco.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, também falou sobre o texto e lembrou que há anos o tema está em debate na casa. “O projeto de lei vai sofrer todo o crivo da casa para que isso sirva de incentivo à comissão que já se debruça sobre esse tema”, explicou Lira.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Politicagem, nada mais. O Brasil tem demandas mais urgentes do que discutir flexibilização de fake News para agradar bolsolavistas.

  2. Pacheco e Lira são farinha do mesmo saco. Se o Pacheco tem pretensão eleitoral, que se afaste do Bolsonaro, do Lira etc e deixe de nhem nhem nem, tipo conciliação, união. Essa estratégia de mineiro não cola mais.

  3. No momento que tivermos um governo decente, poderemos debater questões como esta. Na gestão do sociopata Bolsonaro, só servirá para propagação desenfreada de fake news, como aconteceu na campanha presidencial, na propaganda de medicamentos ineficazes e na cruzada insana contra as vacinas, que ocorre até hoje. Decência é Moro 🇧🇷 na Presidência

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO