ONUGuterres, à esquerda, e Greta Thunberg, à direita, na Cúpula do Clima da ONU

Para que serve a ONU?

A instituição criada para prevenir guerras e promover direitos sofre com crise de representatividade e busca um caminho na causa ambiental
27.09.19

Criada logo após a Segunda Guerra Mundial, a Organização das Nações Unidas nasceu para evitar o flagelo da guerra e promover os direitos humanos. Apesar de ter ganhado certa aura desde o início da sua existência, a ONU falhou logo nos seus primeiros anos como promotora da paz, ao não impedir o conflito entre árabes e israelenses, em 1948, quando o estado de Israel foi criado. Muitas guerras vieram a seguir, sem que o Conselho de Segurança, a cúpula que reúne os países mais poderosos do ponto de vista militar, fosse capaz de impedi-las ou remediá-los a contento. Na maior parte das vezes, aliás, as potências do Conselho de Segurança estiveram diretamente ou indiretamente envolvidas nas áreas conflagradas — em especial, no período da Guerra Fria. Nas palavras do presidente iraniano Hassan Rouhani, que discursou na quarta-feira, 25, na 74ª Assembleia Geral da ONU, em Nova York, o Oriente Médio está novamente à beira de um colapso, já que “um único erro poderia provocar um grande incêndio”. Não há, contudo, a menor possibilidade de que o Conselho de Segurança, que inclui entre seus membros Rússia e China, aliados dos aiatolás, tente conter o Irã. Quanto à Assembleia Geral da entidade, realizada na semana passada, ela nada mais é do que um ponto de encontro, em que chefes de estado e de governo se revezam ao microfone com discursos voltados para seus próprios cidadãos em um auditório que se esvazia a cada dia que passa.

Na busca para dar uma função de verdade para a ONU e, assim, adquirir representatividade efetiva, seu secretário-geral, o português António Guterres, tem apelado para a agenda ambiental. Na segunda, 23, um dia antes do início dos discursos dos chefes de estado e de governo, Guterres promoveu a Cúpula do Clima da ONU. De maneira autoritária, ele dividiu os países entre aqueles que ele julgou terem apresentado propostas para o meio ambiente e os que não o fizeram. Brasil e Estados Unidos foram marginalizados. Na cruzada empreendida pelo português, quem subiu ao palco foi Greta Thunberg, uma sueca de 16 anos e portadora de síndrome de Asperger, um tipo de autismo. “Vocês roubaram meus sonhos e minha infância com suas palavras vazias e eu ainda sou uma das que têm sorte. Estamos no início de uma extinção em massa”, disse ela, em tom agressivo. Na semana anterior, uma greve mundial de estudantes, convocada por Greta, contou com o apoio dos funcionários da ONU e de Guterres. Mais uma folguinha para os burocratas das Nações Unidas.

ReproduçãoReproduçãoO presidente iraniano Hassan Rouhani, na ONU: “à beira do colapso”
O caminho da ecologia, porém, dificilmente terá consequências práticas. O Acordo de Paris, patrocinado pela ONU e assinado em 2015, é um fiasco. Como cada país define o quanto irá reduzir suas emissões de gases de efeito estufa, os resultados são díspares. Os dois únicos países que apresentaram planos condizentes com a meta de evitar um aumento na temperatura maior que 1,5 graus Celsius no planeta foram Marrocos e Gâmbia. “A ONU está presa na questão ambiental. Essa estratégia pode gerar boas manchetes e sustentar a narrativa de liderança da entidade no mundo, mas está fadada ao fracasso”, diz Brett Schaefer, pesquisador da Heritage Foundation e autor do livro Os limites das Nações Unidas e a busca por alternativas. “Uma abordagem prática para o problema do aquecimento seria promover a energia nuclear, mas os ativistas do clima rejeitam isso por razões ideológicas.”

É certo que as guerras diminuíram em quantidade desde a criação da organização. Se na primeira década de vida da ONU, mais de 400 mil pessoas morriam por ano em guerras, o montante atual não tem passado dos 100 mil por ano. A paz relativa, porém, não chegou porque a ONU cumpriu o papel para o qual foi criada. O mérito é do aumento do comércio entre países, que tornou a guerra algo mais custoso e indesejável. A formação de blocos continentais também contribuiu significativamente para o fim de animosidades históricas.

Reprodução/redes sociaisReprodução/redes sociaisMaduro: Venezuela ganhará vaga no Conselho de Direitos Humanos
Na área de direitos humanos, a ONU fica devendo. O Conselho de Direitos Humanos, com 47 membros, é constituído em sua maior parte por ditaduras ou por países autoritários como a Turquia ou a Rússia. A composição faz com que o órgão que deveria promover os direitos humanos sofresse uma inversão total de valores e passasse a proteger seus maiores violadores. Na quinta-feira, 26, o órgão aprovou uma resolução que parabeniza os esforços da Venezuela na área e condena os países que aplicaram sanções ao ditador Nicolás Maduro, em uma clara provocação aos Estados Unidos, o maior financiador da ONU. No próximo dia 16 de outubro, a Venezuela deverá dar um passo além e ganhar de forma automática um assento no Conselho. “Para a Venezuela, um posto no Conselho permitirá influenciar suas decisões, promover a impunidade e silenciar o órgão frente aos crimes do regime de Nicolás Maduro”, diz Ezequiel Podjarny, da ONG UNWatch, criada para vigiar a entidade.

No Brasil, a ONU também passou vergonha na área de direitos humanos ao respaldar o programa Mais Médicos — que, como apontou o presidente brasileiro Jair Bolsonaro no discurso de abertura da Assembleia Geral, promoveu a escravidão dos médicos cubanos ao cerceá-los no direito de ir e vir e consentir com o confisco de 75% de seus salários para a ditadura cubana.

Guterres pode até encontrar uma nova função para a ONU, mas qualquer coisa que ele consiga será tão simbólica quanto um discurso de Greta Thunberg.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Como toda instituição aparelhada pela esquerda, a ONU abandonou suas funções originais, passando a servir como mecanismo de pressão política e cabide de emprego para os companheiros. Hoje ela serve apenas para fabricar atestados de pureza para as causas progressistas e promover a hegemonia globalista. É bom ver que as pessoas estão tomando ciência disso.

  2. OU A ONU SE REINVENTA OU VAI ACABAR DEIXANDO DE EXISTIR. ELA E' CARA, DOMINADA POR BUROCRATAS DE ESQUERDA E APRESENTA RESULTADOS RIDICULOS.

  3. extinguir a ONU pode ser feita numa canetada :deixar de bancar a entidade que foi ocupada por esquerdistas que como é próprio não tem sucesso em suas empreitadas. Agora a bandeira e a defesa do meio ambiente, já que em propósitos que a fundamentaram como em política de paz foram um fracasso. E estão criticando Brasil e USA mas alçando Venezuela. Tá na hora dos americanos cortarem as verbas que sustentam A ONU.

  4. Já passou da hora dessa ONU ser extinta. Há muito tempo não serve ao seu intuito primeiro. Não passa de uma associação gerida por ideólogos de uma esquerda mofada. Só chateia e mete o bedelho onde não é necessário nem devido. Onde realmente deveria interferir se faz de morta. Decadente e partidária!

  5. A ONU se politizou. A maioria das vezes tem posturas e argumentos que fogem do bom senso! Um verdadeiro desastre, que serve de combustível àqueles que se vitimizam.

    1. Perfeito! Comentário direto: "curto e grosso". A ONU precisa se reinventar, resgatar os princípios que a instituíram.

  6. ONU ... sonho do luladrao ele sonhava ter um cargo vitalício na ONU, para falar as bobagens dele e ser adulado por Obamas do mundo, e assim manter seu ego inflado... ele quase conseguiu a ONU , estava de braços abertos , se não fosse a lava jato e o Moro .....

  7. Verdade. Há que se fundar uma nova entidade para representar as nações. A ONU tem interesses próprios, que não se coadunam com todos.

  8. É parte do trabalho da mídia podre: vende-se a ideia de que o que vem da ONU é sempre bom e dispensa questionamentos. Há uma pretensa intenção de padronizar comportamentos, hegemonia de pensamento, modificar culturas, sob o pretexto de promover a paz e igualdade. Somos iguais? Nada mais atrasado. E por isso perigosa. A ONU é um tremendo elefante branco burocrático, abarrotado de comunistas derrotados em seus países, que precisam de um cargo pra não perder a boquinha. O resto é conversa mole.

  9. Essa ONU é a cara da esquerda, a cara do propósito menor, da tese, da falta de objetividade. De forma prática, esquerdas não geram progresso e crescimento. O mundo não se move por essa régua.

  10. Duda — Há, claro, vários problemas com a ONU. Agora, qual a solução? Como buscar soluções globais para problemas globais? O seu texto nem toca nisso. A ONU foi criada para isso: identificar problemas globais e juntar os países para encontrar soluções de consenso. Foi fazendo isso que a pobreza no mundo caiu, que a mortalidade infantil caiu e, como você mesmo reconheceu, os conflitos entre países caíram. Colocar todos esses ganhos como mérito apenas do comércio global é indigência intelectual.

    1. Mauro — Pois é. Então qual a saída? Marte está longe demais para ser colonizado.

    2. Há momentos que não há solução. E pelo descrito acima estamos num destes momentos.

  11. Pelo teor da matéria, extraio que a ONU deve sofrer reestruturação geral ou simplesmente extinta, por não ter absolutamente nada mais a ver com os motivos de sua criação. Se está vivendo só da fama, passou da hora de acabar.

    1. Concordo. Sempre achei a ONU o símbolo mais autêntico do fiasco global em propósitos mínimos de paz, ou de qualquer outra bandeira. Uma perda de tempo e de muito, muito dinheiro, que poderiam ser melhor aplicados.

  12. Tentaram influênciar o Supremo Eleitoral na candidatura do Lula sem nenhum respaldo legal , puramente ideológico , agora elogios a Venezuela de onde já deixaram mais de 4 milhões de pessoas !! E um lixo esquerdopata está ONU !!

  13. Pra cabide de emprego da esquerdalha medíocre, que foi chutada do poder nos seus países. Que feche, não fará falta a não ser para os esquerdopatas.

  14. A ONU deve ser extinta por completo. Não passa de um antro de comunistas, cabide de emprego de milhares de pederastas LGBT mamando nas costas de países ricos. Se passa por arauto dos direitos humanos. Porém, promove a escravidão de milhares de médicos cubanos e o assassinato de milhões de seres humanos nascituros.

  15. A ONU deveria se preocupar seriamente com outro problema: a superpopulação do planeta. Quem não está em condições nem responsabilidade de ter filhos, bota 5 a 10 mais filhos no mundo do que o os mais afortunados e instruídos. Como resultado, o número de miseráveis e pobres crescerá exponencialmente. As migrações aumentarão e duas gerações para a frente o planeta será devastado pelos miseráveis.

    1. Na linha do "Quero que pobre se exploda", como diria o Deputado Justo Veríssimo do Chico Anísio.

  16. Tu sabe né Duda que segundo a orientação dos guardiães celestiais, 2019 é o ano das Revelações. Nunca se discutiu tanto (de 1 para 10% é bastante) as funções de muitas organizações e entidades, públicas ou privadas. Até a ONU está sendo conhecida por dentro.... PGR, STF, ONGS, Globo e empresas como a de João de Deus. A ONU, como os Tribunais de Contas são cabide de emprego e partidarizado. Por isto, quando são ameaçados fazem denúncias a ONU, já que lá os companheiros dão cobertura na imprensa.

    1. Faltou citar as igrejas evangélicas, tipo universal e etc. Pq não citou elas?!🤔🤔🤔

  17. A ONU deve é fechar as portas. Antro de esquerdistas. A Michele Bachelet beijou a mão de Maduro, Raul Castro e do presidiário Lula da Silva, tem assento nos direitos humanos da ONU, agora querem garantir alguém da Venezuela? Com o Maduro deitando e rolando e exportando venezuelanos para toda América Latina. Aí sim, fecha a porta de vez. Torço para que os EUA, retirem sua grana de lá.

  18. É... A ONU é, hoje, uma organização das esquerdas. A elas sobrou tão-somente a agenda ambiental, que vai indo muito mal, obrigada.

  19. Vamos falar sério : que importância pode ter um órgão sempre dirigido por figuras insignificantes da política mundial !?!?!?!?

  20. Qual a relevância deste português no comando da ONU?Greta,a menina de 16 anos submetida a uma lavagem cerebral da esquerda com seu discursinho apocalíptico?Greta,volta pra escola! O conselho de direitos humanos da ONU dominado por uma corja!O discurso de Bolsonaro na ONU foi bom sim.É só rever os vídeos antigos de discursos de Sarney e Dilma.Estes sim,vergonhas planetárias ou inter planetárias!

  21. Excelente artigo! A onus, é só isso que essa entidade é mesmo, um ônus para o planeta, e desde o surgimento, serve para absolutamente nada! O dia em que acabar ninguém vai sentir falta!

  22. Este cabide de empregos chamado ONU, que nunca serviu para muita coisa, já acabou. Tornou-se um deposito de esquerdoides, naturalmente fardados ao fracasso.

  23. A inclusão da VENEZUELA-MADURO no Conselho de Direitos Humanos da ONU representa, por si só, FALTA de HUMANIDADE. Em caso de dúvida pergunta para qualquer Venezuelano que conseguiu escapar do Maduro.

    1. É prova cabal de que a ONU acabou. Esta foi a pá de cal, como colocar a raposa para cuidar do galinheiro.

  24. Excelente, concordo com tudo o que foi escrito. Respondendo à pergunta do título do artigo: atualmente, a ONU mais atrapalha do que ajuda. Tenho sérias desconfianças de que o mundo estaria bem melhor sem ela.

  25. Por isso o discurso do Bolsonaro foi tão significativo e ao mesmo tempo renderam tantas críticas da mídia esquerdista: o Bolsonaro colocou o socialismo, o vitimismo e tudo o que a ONU idolatra, na lata do lixo, que é o lugar correto.

  26. Excelente artigo!!! Parabenizo Duda Teixeira que não se intimida aos alienados defensores da ONU, no meu entender totalmente voltada ao turismo de representantes , muito pouco isentos, dos países que detêm o maior número de atrocidades humanitárias. Bolsonaro, mais uma vez, abrindo os lhos das pessoas que querem enxergar... mas , agora os olhos do mundo!

  27. A o u nao passa de um cabidaço pra politicos fracassados e fazedores de espuma em nome de valores e atitudes q deveriam tomar. Seria o caso de nao mais contribuir pois tdo o q dizem preservar, nos temos a preservar aqui tambem. E se é pra dar emprego pra vagabundo, q sejam os nossos

  28. A três anos atrás, Trump criticou as Utilidade da ONU, eu mesmo pensei que ele estava errado. Agora vejo que em grande parte, até mesmo a Maioria, ele está certo.

  29. a ONU hoje se resume a um bando de pessoas indicadas, na maioria das vezes por políticos. Virou um órgão que não decide nada e agora, dando um assento para a Venezuela no Conselho de Direitos Humanos, é mais ou menos como colocar o Fernandinho Beira-mar como agente penitenciário. Ridícula essa ONU.

  30. O Danilo disse que mais inútil do que a ONU, só o nosso STF. A ONU é realmente inútil, mas inofensiva. Agora o nosso STF não é inútil, é uma praga que desvirtua tudo e emperra o desenvolvimento do nosso país. Tudo que decidem é contra a vontade do povo que quer o bem do Brasil.

    1. Circo de horrores que usa criança histérica para falar bobagem no alto dos seus 16 anos.

  31. Isso é algo que me incomoda bastante na vida, gente querendo justificar o trabalho. A ONU foi criada não para evitar as guerras, o que é impossível, mas minimizar seus efeitos e principalmente evitar guerras de grandes proporções. Ela não falhou. Ocorre que hoje as coisas estão muito mornas, aí o sujeito quer mostrar serviço, quando ele deveria simplesmente e curtir a vida, já que está tudo de boas. Não tem guerra fria, EUA tão de boas com a Russia. Aí o sujeito vai inventar moda pra aparecer.

  32. A ONU é a sala de visitas da esquerda e dos criminosos do mundo. Está cada vez pior. Por isso não merece crédito de gente séria.

  33. ONU sempre foi quase nada para os poderosos. Alguém já viu algum secretário geral vindo de algum país importante? E está piorando. Agora, deu para defender bandidos tipo Maduro e Lula.

  34. PARA MIM a ONU está AGORA dominada por ESQUERDALHA que se tornou "mamadeira "mas já me foi UTIL : resgatou-me do CHIPRE em julho de 1974 poucas horas antes de terminar o "CEASE FIRE" entre gregos e turcos após a criminosa invasão da ilha pelos gregos. que dela queriam se APODERAR , desrespeitando a exigencia dos ingles ao dar-lhes a INDEPENDENCIA , de que seria pais autonomo. ,

  35. A ONU e seus organismos como WHO podem ser úteis para coordenar combate a epidemias (recentemente, Ébola. Seria difícil para os vários paises isolados se comunicarem e usarem recurdos e mefidas coordenadas) e talvez ser forum para debates sobre instabilidade climática e poluição. No quesito Human Rights o desempenho tem sido vergonhoso.

  36. Fiquei muito satisfeito em ver um Presidente, sem rabo preso, falar tudo que que deveria ser falado. A ONU realmente não não serve para nada. Virou cabide de emprego e lactação dos esquerdopatas e ecochatos.

  37. Guerras diminuíram, não devido à hipócrita e inútil ONU (Organização Nociva e Unilateral), mas por que os países, especialmente do 3º mundo, constataram ser um investimento caro demais para obter mais poder; a espoliadora URSS soçobrou por perder seus satélites, onde escravos trabalhavam para os poderosos curtirem suas "dachas" aquecidas. De resto, o equilíbrio nuclear nivelou as maiores potências e evitou um novo conflito mundial. O que vale em geopolítica ainda é a diplomacia das canhoneiras.

  38. Pelo menos na ONU desgastada, Bolsonaro fez um grande discurso para o povo Brasileiro e não deixou de mostrar os erros da ONU e a intromissão de outros países aqui no Brasil,foi um discurso de estadista.

  39. A ONU é um antro de burocratas comunistas que, sem nada a fazer em seus países de origem, são para lá enviados para nada fazerem. É uma teta internacional, onde mamam, sem serem incomodados, esses seres cheios de mordomias, que, de fato, nenhum valor agregam para melhorar o convívio entre os povos. Afinal, para que serve a ONU?

Mais notícias
Assine
TOPO