RuyGoiaba

Relaxem, o Brasil não corre
o menor risco de dar certo

01.06.18

Roubei de um amigo a frase do título, que resume a única sensação possível depois da greve dos caminhoneiros (aliás, acabou?). Não há outra. Devolve o país para os índios e pede os espelhinhos de volta. Passa a motoniveladora em tudo e transforma em estacionamento para argentino ir à praia. Qualquer coisa, menos esse Brasil aí.

Neste país tropical abençoado por Deus e bonito por natureza, mas que beleza, o Datafolha informa que a maioria esmagadora (87%) é a favor da greve, mas não quer saber de pagar seus custos, seja pelo aumento de impostos, seja pelo corte de gasto público. O brasileiro, esse maravilhoso ser incapaz de operações aritméticas básicas, quer menos imposto e mais estado AO MESMO TEMPO. Talvez ache que se deixar duas ou mais cédulas juntinhas o dinheiro procria.

E os vídeos que circularam? Meu Deus! Ou eram cenas de pancadaria dignas dos velhos filmes de Bud Spencer e Terence Hill — sem a comédia — ou esquetes dos Trapalhões. Num deles, um caminhoneiro apresenta a militares sua “tropa” de colegas, batendo continência e tudo. Fiquei esperando a aparição de Vittorio Gassman fantasiado de Brancaleone da Norcia. Ou Didi Mocó e Sargento Pincel.

As únicas coisas que o país continuou produzindo durante a greve, com admirável profissionalismo, foram sacanagem – como na obra-prima de Moisés do Arrocha, “bota álcool aqui pro meu ponteiro subir”— e memes de internet. A equipe econômica já deve estar estudando um ICMS, Imposto sobre a Circulação de Memes e Sacanagem, para fechar as contas.

De positivo, houve também a renovação dos clichês das autoridades brasileiras: a “minoria de vândalos” daqueles protestos de 2013 hoje atende por “alguns radicais que não têm nada a ver com o movimento”.

Mas o fato é que um bando de tiozões do WhatsApp parou o país e o governo ofereceu tudo o que eles queriam, exceto Michel Temer em pessoa fazendo massagem tântrica nos caminhoneiros. Muita gente insatisfeita com-tudo-o-que-está-aí, com boas razões, aderiu sem perceber que vai pagar a conta. E Temer foi mais longe que aquele slogan desastrado: o Brasil voltou 30 anos em dois.

1989 vai ser um grande ano.

As tintas do Sargento Pincel não pertencem ao passado (Reprodução/Globo)
 

  A GOIABICE DA SEMANA

Hoje o prêmio vai para os manifestantes que fecharam uma rodovia em Cuiabá, em apoio à greve dos caminhoneiros, pedindo intervenção militar. Dispersados por militares à base de balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo, reagiram com gritos de “Exército filho da puta!” – é, amor não correspondido dói.

Intervenção, irmão caminhoneiro, é isso aí. Não é o Exército servindo café com biscoitinhos e batendo só em gente de que vocês não gostam.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Olá, legal, Ruy Goiaba, insistem na receita errada ... esperam obter resultados diferentes, fazendo do mesmo jeito ... NÃO vai dar certo NUNCA ... abs !!!

  2. Gostei do texto, mas discordo, pois se o povo se ilude achando que a intervenção fará justiça e teremos democracia, Goiaba se ilude achando que as eleições resolverá o problema brasileiro e os “novos” politicos farão as reformas necessarias e acabarão com os privilégios deles mesmos, ou mesmo diminuirão os impostos sem o povo parar o país e causar prejuizo e dor de cabeça pra eles. Não se muda uma cultura de abuso político pedindo gentilmente que sejam justos e honestos com o dinheiro do povo.

    1. O Rui rsquece que os Tiozões do Whatsapp lembram direitinho como os 5 presidentes militares foram para casa e clamam por estes valores...

    2. Um de nós não leu direito. O título já diz que o BR não tem a menor chance de dar certo.

  3. Discordo do primeiro texto. Pelo que percebi está havendo distorção da realidade em contrapor o anseio popular pela grave com a necessário aumento de imposto, simultaneamente. O que eu entendi é que a população apoia a grave, não quer pagar mais imposto e, por fim, quer diminuir a gastança do Brasil (extremamente) perdulário. Como? Privatizando as Estatais (visto que são cabides de emprego; fonte inesgotável de corrupção e, especialmente, totalmente ineficazes); extinção dos cargos em comissão..

  4. Deu no meio da canela como dizem os peladeiros. Clamam pela intervenção para no momento seguinte sentir na própria pele o que pode significar uma intervenção.

  5. Ouso discordar. O prêmio vai pros sindicalistas pelegos (pleonasmo) que pegaram carona na greve do caminhoneiros e agiram com violência, daí porque o exército devolveu a gentileza com bombas de ´gas lacrimogênio. Posso estar errada, mas...

  6. Excelente! Gostaríamos de apoiar a greve sim! Mas que os cortes fossem nos Privilégios da classe política e dos 03 poderes, além do fim do Fundo Partidário. Dar “ espiada” de leve no que acontece nas Distribuidoras também seria ótimo! (Vide riqueza e carrões de Collor de Melo) Aí sim, eu seria “ caminhoneiros” total !

  7. Se tirassem os acréscimos aos parlamentares já seria uma grande economia para aplicar em áreas essenciais, como saúde, educação, saneamento, pesquisa. Vivem como marajás inventando taxas que o povo tem que tirar da boca para pagar e se autoconcedem aumentos e "auxílios " à vontade sem oposição, pois todos têm os mesmos interesses, e nao tem o menor trabalho em obter isso, bastando alguns conluios.

  8. Sensacional, Ruy! Abordagem perfeita sobre a visão do brasileiro para resolução de problemas, além da sua engraçadíssima forma de contar. A "Goiabice da Semana" vai bater recordes! Continue! Abraço.

  9. Goiaba, posso sugerir a você uma espécie de bate-bola semanal? Além de suas goiabadas gostosas e bem escritas, você convidaria uma figura "importante", conhecida, formadora de opinião, de matizes bem diferentes, e faria com ela esse question tag. Que tal? Acho que todos gostam de ler isso. Fica aqui minha sugestão. Você é ótimo!

  10. Otários brasileiros acreditam que o brasil tem jeito.Sem uma revolução para cortar privilégios nas classes abastadas com regalias à custa dos pagadores de impostos..........e para isso é preciso suprimir o principio do direito adquirido. Sem isso esquece estamos como Dante na porta de ingresso do inferno e o barqueiro Caronte disse lhe esquecesse a esperança porque lá não havia nenhuma.

  11. Acho que,hoje,a maioria defenda um Estado mais enxuto,sim.A questão que os privilégios,cargos criados,inutilmente,gente demais,sem nem lugar nas repartições,tudo isso escancarou a necessidade de diminuir o Estado e nisso,acho que a maioria concorda.

  12. Pô cara, tá melhorando. Andou lendo ou ouvindo o Jabor ? Ah ! O Ricardo Boechat também é bom no sarcasmo junto com o Simão. Desta semana nota 7. Semana que vem capricha pra melhorar a média.

    1. Direita, esquerda e realidade O esquerdista de carteirinha se sente justo e abençoado por um ideal e absolvido por seus erros Arnaldo Jabor 28 de Março de 2017 | 02h00

    2. Pra mal informado você deveria fazer um cursinho. Faz o seguinte: == lê um bocadinho de coisas de cada assunto e de cada pessoa e depois opina. burrão

    3. Parei de ler quando você citou o comunista do Jabor. Nota 2 para você.

  13. A revista digital Crusoé poderia traçar para nós, seus leitores, o perfil aproximado de um candidato ideal à Presidência do Brasil? Sabemos deduzir, mais ou menos, o que vocês pensam sobre isso. Porém temos muito interesse em ver escrito ou desenhado (hehehe) um protótipo de candidato com as características principais necessárias para minimizar tantos problemas. Fica a sugestão para a próxima Crusoé.

  14. A questão é querer menos impostos e mais Estado para: extinguir as modomias dos políticos, todos os subsídios de moradia, carros oficiais, ternos, planos de saúde, cartões corporativos, assessores, passagens aéreas, cafezinhos etc,etc... a” intervenção do Estado”seria um simples decreto do presidente retirando tudo isto dos políticos e que “ a partir desta data cada servidor público terá um salário digno mas sem subsídios” a popularidade do presidente não só iria a 100% e ainda seria reeleito!

    1. Concordo Nubia, só não acredito que aconteça, assim como nada mudará de forma consistente com as eleições democraticas, sem o povo na rua exigindo que as mudanças sejam feitas.

    2. Concordo, os salários do legislativo e do judiciário já passaram do digno. O resto cada um que se banque, como todos os mortais.

    1. também achei. alinhou as impressões que eu tinha, mas estavam um tanto confusas.

  15. É, “Somos todos caminhoneiros “, pero no mucho. Aqui o povo só aplaude quando é de graça ou rende dividendos (tipo pão com mortadela).

  16. Existe um órgão que trata das questões de desperdício de comida no mundo, é a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO). O órgão distingue a comida PERDIDA da comida DESPERDIÇADA. Gostaria de propor a FAO que considere uma terceira causa de desperdício no mundo, a comida REFUTADA, uma inovação brasileira.Refutar toneladas de comida é algo tão asqueroso. Que os olhos famintos da Etiópia ao tomarem conhecimento do fato não chorem diante de tamanho descaso.

  17. Ruy, e a eterna goiabice deve ser dado a quem não estuda história e desconhece o porquê da intervencão militar em 64. Se o pais voltou 30 anos em dois, para esses caras que não estudam sequer a taduada de sete, acham que podem fazer o Brasil voltar 50 anos em cinco dias. Rir pra não chorar.

  18. Voto em Bolsonaro. Sem Bolsonaro votaremos no General Ozório. Queremos o Capitão no Planalto e os Generais em todos os Ministérios no Brasil. Fim dos Corruptos.!

  19. E o pesadelo continua....... Ontem à noite, saí da minha casa em Brasília para passear na nossa linda Capital da Esperança em busca de um fila para abastecer o meu carro, depois de 10 dias. Ufa, que sorte: já no posto mais próximo uma fila pequena, apenas 1h47m de espera. Mas hoje tudo recomeça: centenas de caminhões já estão posicionados no Mané Garrincha para parar a Capital do Brasil neste fim de semana. Parente já caiu. Os comunistas querem derrubar TEMER. O Presidente BOLSONARO está eleito.

  20. Cada vez fica tudo mais confuso. Somente uma coisa está certa: o povo não vai pagar o desmonte do Estado decorrente da roubalheira deles todos. Parece que “ perda do produto do crime” não se usa mais 🤷‍♀️

  21. O final foi o melhor, manifestantes pró intervenção militar levando chumbo dos mesmos. Essa vou levar pra mesa de boteco pra dar boas risadas.

  22. Só você para nos fazer rir neste momento trágico que estamos vivendo! Li por aí que "o mal do Brasil é o brasileiro". Só é! Ô povinho!

  23. Só você para nos fazer rir num momento como esse! Adoro seus textos! Roubando também uma frese que li por aí, "o mal do Brasil é brasileiro". Ô povinho!

  24. Menos Estado é Mais Estado. O Estado tem que prover basicamente Segurança, Educação e Saúde públicas de alta qualidade. Não há espaço para gente parasitando o Estado brasileiro como nos dias de hoje : empresas estatais só servem de moeda de troca para manter a Cleptocracia e a ORCRIM (= MECANISMO) dos agentes/servidores públicos e políticos corruptos ou improdutivos.

  25. Enquanto não diminuir o tamanho do ESTADO, Ele continuará perdulário, onde nenhum imposto basta. Para isto, é preciso que nossos eleitores não queiram a janta de graça. Infelizmente somos um país de muitos nem, nem; onde muitos nem trabalham e outros nem estudam.

  26. Ah! Rui goiaba, como estou precisando dar umas boas gargalhadas! Está difícil na atual conjuntura onde estou fazendo o jogo do contente para engolir esse engodo!

  27. O Brasil precisa de uma Associação Brasileira das Famílias e Empresas. Se as famílias e as empresas brasileiras se associarem, teríamos uma Associação extremamente forte para direcionarmos os governos na forma que a sociedade quer. Basta que a Associação resolva nas suas reuniões, que as famílias e as empresas, deixariam de pagar os impostos pressionando o governo a entrar na linha. Sem isto...esqueçam

  28. No texto fica evidente a falta da educação básica, a conta não fecha, menos imposto e mais Estado. Tudo o que aconteceu mostra o grande absurdo que é o Brasil.

  29. A República pela quartelada. 130 anos em 2, o Brasil voltou. Ruy Goiaba errou de século. Está tão moderno como o Etchegoyen. E escrito com Y.

  30. Foi uma estupidez generalizada. Vergonha alheia mesmo. Vi gente apoiando fervorosamente a greve desde o início, quando perceberam que o calo apertou, começaram a colocar postagens " Vamos rezar pelo Brasil". Eu fiquei entre o rir e chorar por alguns dias. Depois de terem votado duas vezes no Lula e duas na Dilma, achei que nosso povo estava recuperado da jequice, mas........

  31. Num país continental, com uma emissora de TV aberta monopolizando a pauta do balcão do boteco, um povo mal formado, informado e temperado ao discursinho esquerda revoltadinha, creio ser quase que KHda anunciada, ou seja, não podia se esperar muito. O preço pra se livrar desse ranço vai ser caro e pago em prestações intermináveis...

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO