LeandroNarloch

Bom e ruim ao mesmo tempo

25.01.19

O governo Bolsonaro é um gin tônica com coentro. É como o Rio de Janeiro: muito bom e muito ruim ao mesmo tempo. O governo Bolsonaro é um chinelo crocs: cai bem, dá uma sensação deliciosa de conforto – mas exala uma cafonice…

Eu sei: ainda não faz um mês que o homem está no governo; não teve tempo de mostrar resultado. Meu ponto é o perfil dos ministros. Superstars convivem na Esplanada com quem acabou de passar no teste para figurante. Cavalos alados participam de reuniões ministeriais com rinocerontes a la Ionesco.

Paulo Guedes, por exemplo, não é só um ministro, é uma benção para o Brasil. Planeja, além da reforma da Previdência, uma mudança radical da gestão de funcionários públicos para poder demiti-los por baixo desempenho. Quer reduzir o número de carreiras (hoje em mais de 300) para facilitar a transferência entre cargos. Seu ministério aproveitou o melhor do governo Temer (Mansueto Almeida) e atraiu gente séria como Salim Mattar, dono da Localiza, que ficará a cargo das privatizações e da venda de patrimônio imobiliário.

Mas se Guedes é motivo de admiração, Damares Alves, ministra dos Direitos Humanos, é motivo de chacota. Sobra muito pouco ali além do discurso careta de igreja neopentecostal e da luta contra inimigos imaginários. Damares dá tanta vergonha alheia quanto Mercadante como ministro da Educação ou Aldo Rebelo quando ministro da Ciência e Tecnologia.

Em compensação, há Sérgio Moro no time de estrelas. O herói que botou Lula na cadeia se mostrou muito mais que um juiz de primeira instância. Sabe o que precisa dizer em entrevistas, é cuidadoso e inteligente ao lidar com a imprensa. Jogou água na histeria da esquerda ao deixar claro, desde a primeira coletiva, que o governo obviamente protegeria minorias. Conhece a Justiça brasileira e tem ideias precisas para a segurança pública.

Diferente do ministro da Educação. Até meses atrás, educação sequer era a especialidade do teólogo e filósofo Ricardo Vélez Rodríguez. Ainda hoje, parece que Vélez está tentando entender como a administração federal e o ministério funcionam, e que negócio é esse de educação pública. A nomeação de blogueiros e similares para cargos relevantes do ministério é sintoma que o ministro tem ideologia demais, ideia de menos.

E há o ministro das relações exteriores. Gosto da ideia de um chanceler à direita, que confronte organizações de esquerda (como o governo Maduro, o PT, a ONU), e que mude a embaixada de Israel para Jerusalém. Mas Ernesto Araújo, como chanceler, está se saindo um excelente blogueiro. Enquanto Paulo Guedes e Sérgio Moro anunciam precisamente o que vão fazer, Ernesto, o gongórico, o esbanjador de eruditismo, escreve à Bloomberg sobre o parágrafo 5.631 do “Tratactus Logico-Philosophicus” de Wittgenstein, para depois afirmar: “Eu não gosto de Wittgenstein”. Me desculpe, senhor chanceler, mas os brasileiros não estão muito interessados na sua opinião sobre filosofia da linguagem.

Se o governo Bolsonaro fosse um programa de humor (e às vezes parece), seria como se Larry David e Jerry Seinfeld aceitassem atuar em “Praça é Nossa”. Uma mistura estranha entre gênios, iniciantes e fanfarrões.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. kkkkkkkkk esse artigo é patético: "Paulo Guedes é uma benção para o Brasil". Exagero, caro autor. Agora, concordo com a menção a Moro, esse sim é uma benção para a nação.

  2. sinceramente muitas vezes me pergunto qual o sentido verdadeiro . isenção tá complicado , admito que isso hoje em dia está difícil......mas vocês......?????

  3. Leandro Narloch, o teu comentário sobre os "discursos" da ministra Damares foram presenciados por ti quando ele já estava empossada no ministério, e de lá, ou foram vistos por ti a partir de vídeos que mostravam a pastora Damares dentro de templos de denominações cristãs, quando ela, convidada que fora, falava sobre temáticas da fé? Tu não percebes a diferença nesses dois momentos? É correto, quando tu tiras o contexto das falas de alguém para firmar uma idéia que tu crês ser real?! Não creio.

  4. Há menos de 1 mês no Governo, já vimos muitas movimentações favoráveis Quanto a Ministra Damares, o que vai dizer ao que veio , serão seus feitos Mandou elaborar um Regimento interno da Comissão de Anistia A ideia é tornar as regras p/ concessão de indenizações mais rígidas e objetivas Acredito que devemos aguardar os resultados , antes de julgar

  5. A afirmação da Damares sobre a visão caleidoscopicamente alucinada na goiabeira equipara-se à do ex-ministro de Collor, Antônio Rogério Magri (lembram -se dele?) sobre a equiparação à espécie humana dos cachorros e aos exertos da Dilma sobre os mais variados assuntos: astronomia (o sol não tem a importância da lua), botânica (nós devemos a civilização à mandioca), e sobre a estocagem do vento, (desconheço a cujo ramo da ciência esse assunto pertence)

  6. Semiologia é isso irmãos:estudo dos sinais e sintomas de um grupo,no caso,o início do governo Bolsonaro.Lúcido,claro e conciso.Não se alterem.Éescrito com boa intensão e também condescendente com a pouca prática,pouco tempo e falta de conjunto.Mas como Tite na seleção,esperando cruzamento no segundo pau.Nada contra pessoal.È pra ganhar conjunto.Vamos imprimir as observações do prof.Narloch e dar cópia para todos.Ainda estamos em jogos amistosos.Semiologia como a crase não é para humilhar ninguém

  7. Vocês jornalista são donos da verdade! Pior que nós assinamos uma revista na ilusão de que deixaríamos de ler notícias tendenciosas, doce ilusão!

    1. O fato de náo concordar com o que esta sendo feito náo significa que é petista ou prefere o PT., o molusco esta preso e o PT náo volta, ao menos na próxima,,,precisamos pensar e cobrar um governo sério, ético e como foi prometido, TËCNICO, sem essas monstruosidades!!!!! Masturbaçáo de bebes, sexo com araras ou coisa assim, ministro do M Ambiente descomprmissado com a pasta e cheio de processos, ministro da educaçáo preocupado em doutrinar e náo com a qualidade da escola, armas, criacionismo.etc

  8. Estou arrependido...calma, náo é de assinar a revista mas sim de ler esse artigo somente hoje!!! BRILHANTE!!!!!! Sintetiza a equipe de governo e concordo com 95% do que foi escrito.......

  9. Você poderia, ao menos, ser coerente, quando criticou a Min Damares. Ela tem sim forte crença cristã, mas não me parece desonesta ou idiota, como tantos outros. Poderia ter dito que ela ajustou um contrato no valor de 42 milhões de reais; que ela indicou uma deficiente auditiva....enfim..., é todos nós somos imperfeitos, mas nem todos são idiotas ou hipócritas!!

    1. Concordo com você José Haverão erros e acertos sem dúvida Mas como você bem apontou , essa matéria deixa de citar os acertos Somos um País Laico Sou Espiritualista e temos que tirar Religião desse meio Deus acima de tudo sem dúvida nenhuma! E ponto ! Não sou obrigada a pensar da mesma forma que a Min. Damares Tem algumas colocações que são descabidas e inadequadas Essa é a minha opinião ok ? Com todo Respeito

    2. José, depois dos videos (se náo forem fakes) sobre masturbaçao infantil na holando e fazenda para sexo com animais perdi a esperança, náo é imperfeiçao......

  10. Esperamos que Moro, Guedes e o Tarcisio - também parece de primeiríssima linha - segurem o rojão e consigam realizar o que se espera. Dos demais ministérios, acompanhar e esperar substituições quando necessárias.

  11. Acho que vcs da imprensa estão na mesma cartilha que a Globo....não tem nem 30 dias uteis o novo governo e vcs da imprensa ficam falando mal do governo Bolsonaro que pegou nosso Brasil quebrado e foi o único candidato realmente disposto a pegar este abacaxi e querer o bem dos brasileiros...sejam mais solícitos e humanos....não entrem no jogo da Globolixo ...façam um jornalismo diferente com noticias que nos tragam esperança ....noticia ruim nos já vivemos com isto durante 15 anos

    1. Basicamente, concordo. Porém, jornalista tem a obrigação de ser crítico.

  12. Nunca vi um governo tão vigiado, criticado e exigido como esse, coitado do Bolsonaro, vai ser muito difícil governar com essa quantidade de gente palpiteira rodeando como mosca no mel.

    1. Concordo com o Geraldo. Muitos não tem ainda experiência e vai uns 6 meses até “pegar no tranco”. E essas críticas à ministra Damares estão passando dos limites. Você pode ser tudo nesta terra: pedófilo, zoófilo, alcoólatra e ninfomaniaco (como bem prova a cúpula do PT) e a extrema imprensa ainda aplaude. Mas se for evangélico, e mais simples, Deus nos acuda. Estou tentando acompanhar o trabalho e resultados da ministra. Em vez de serem PRECONCEITUOSOS, os jornalistas deveriam fazer isso.

    2. O Bolsonaro na época das eleições foi duramente criticado e diziam que ele não tinha nenhuma chance de ganhar. É agora é presidente. Esses jornalista também erram, vamos esperar para ver. Uns seis meses dará para se ter uma ideia do novo governo.

  13. O Vélez é professor universitário, membro da ABL, e criador do curso de pós graduação sobre o pensamento brasileiro. Acha mesmo que ele não tem conhecimento sobre educação?

  14. O Vélez é professor universitário, membro da ABL, e criador do curso de pós graduação sobre o pensamento brasileiro. Acha mesmo que ele não tem conhecimento sobre educação?

  15. Leandro os ministros representam os grupos que votaram no presidente. Um ministério unico, tem os mais cultos, os mais religiosos e conservadores, tem fieis soldados e até um herói e não falta um pouco de loucura, inexperiência mas vejo que estão cheios de esperança e disposição . Não seria mesmo perfeito, era o que tínhamos para tirar o PT e estou gostando muito do conjunto, das idéias e das mudanças. Estou torcendo muito para dar certo mesno com Damares e os filhos do presidente.

  16. Faltou so’ dizer: comparado com péssimo, absurdamente corrupto e completamente incompetente que tivemos nos últimos 14 anos, o governo atual e’ anos luz melhor do que qualquer coisa que poderíamos esperar. O POVO ESTA’ DESILUDIDO COM TUDO E TODOS. Muito ajuda quem não atrapalha.

    1. Não dura não! Eu mesmo estou cancelando assinatura agora. Foi apenas uma esperança, uma quimera. Há coisa bem melhor e com críticas pertinentes . Talvez consigam, se alinhando à "centro-esquerda". Criticar por criticar eu também faço, e melhor!,

  17. Mas muito mais bom que ruim e isto vocês da imprensa têm a obrigação de dizer! Ou precisa lembrar o que tínhamos até a pouco????

    1. Nunca na história deste país um governo foi tão fiscalizado e criticado em seu início ( se é q podemos dizer q já começou). E o problema dos jornalistas é q precisam dizer qq coisa a todo momento. E aí caem na cilada de falar o que nao devem. Cabe a nós, leitores e eleitores, mantermos nossa atenção, tanto ao governo, quanto aos jornalistas. O Olhar crítico vale para todos. No mais, avante Bolsonaro!

  18. Concordo plenamente com seu artigo, sempre esperei erros iniciais de um governo tao diferente, so espero que saibam trocar os desprepados sem muita demora

  19. Admiro a sua inteligência Leonardo Narloch. Seria bom se ela fosse colocada em favor da reconstrução do País. Seu artigo não ajuda em nada o seu, nosso, País, suas colocações são um amontoado de palavras que não dizem nada e não levam a nada de construtivo. Seus termos jocosos a respeito da política é dos políticos são desrespeitosos, voltados mais para a destruição do que para a construção. Não é o que o Brasil precisa no momento. Analise-se.

    1. Pelo tom é um dos muitos lacaios da esquerda que infestam as redações, prestando um desserviço à nação.

    2. É um dos muitos lacaios da esquerda, que infestam as redações prestando um desserviço à nação.

  20. Leandro, para seu texto ser levado a sério, faltaria você dizer quem colocaria no lugar de Damares e Vélez. Pelo menos dois ou duas luminares para cada cargo.

  21. Comentário dispensável e idiota! "Amigo imaginário", vc é um atel socialista q não respeita a fé alheia? Ou mesmo só um idiota? Tá ficando difícil continuar aqui hein!

  22. Você escreveu exatamente o que eu escreveria se tivesse competência para tal tarefa. Parabéns! A Ministra Damares representa atraso e retrocesso e é um constrangimento só. Acho que religião é uma questão de foro pessoal e não deveria se misturar com poder. É o ônus a pagar da aliança com os evangélicos. O Estado é laico, não custa lembrar.

  23. Realmente essa sua matéria é para deixar qualquer brasileiro entusiasmado! Com mais força pra lutar, tentar tirar o Brasil das mãos dos corrupto... vai te catar! Tudo que a gente não precisa é de analises como essa sua! Queremos um pais sem mutretas, agora, se a Damares é crente (coisa que também não gosto) não significa que ela não seja capaz! Pra finalizar, estamos muito satisfeitos com um presidente que faz exatamente o que a gente precisa e quer! Xarope sua matéria!

    1. Muito bem colocado. Sinceramente não entendo onde matérias como está podem ajudar a resolver os problemas profundos do Brasil. Desinformação é a base de do socialismo.

  24. Entendendam que o governo é formado por pessoas que não têm o mesmo expediente político que as raposas que ocupavam as cadeiras anteriormente. Há um contingente que está claramente trabalhando contra, quintas colunas alojadas pelas administrações anteriores. É uma benção que tenhamos conseguido emplacar o Bolsonaro, o trabalho será de aprendizado e evolução constante. Consertar o Brasil é um trabalho para alguns anos. Eles vão conseguir se nós apoiarmos e tivermos uma postura positiva.

  25. Bela análise, tem fundamentos interessantes. Estaremos de olho no que vai sair daqui pra frente, acho que o time terá sucesso.

  26. Entendo que repórter tem que escrever qualquer coisa, mesmo sendo inútil, senão morre de fome. Eu acredito que todos os ministros estão eufóricos com a possibilidade de mudar nosso país e para melhor, por isso estão deslumbrados. Por isso acho seu artigo dispensável.

    1. Concordo com Nilson! Mil vezes esse pessoal"iniciante e fanfarrão" do que os petistas ladrões e traidores do Brasil!

    2. Concordo contigo. Artigo chulé e ralé. Sinceramente, Crusoe e O Antagonista cada vez mais decepcionando.

    3. Idem, concordo com teu comentário. Votei no Bolsonaro e confesso, não foi por morrer de amores. Mas realmente, o que tenho lido semanalmente aqui tá passando do limite. Vou dar mais um tempo e se continuar assim, caio fora. Deixem o Governo trabalhar e analisem os resultados. Já tem muita coisa boa acontecendo. Tentem mostrar esse lado.

  27. Narloch é um liberal ou um ancap? De qualquer forma, lembro a magistral frase de Olavo: "Por trás de todo liberal, há um C.V. aberto ansiando por uma p.i.c.a comunista". Nem tudo é economia, criatura bisonha que comparou imigrantes haitianos de agora com os italianos de outrora pra condenar a suposta xenofobia do então deputado, agora presidente.

  28. Quando volta às administrações anteriores, do PT mesmo, com seus conchavos políticos e a máquina toda comprometido, com seus Ministros indicados por partidos da base, que da pasta não entendiam absolutamente nada, só posso concluir que esta análise do Governo Bolsonaro é precipitada e equivocada.

    1. esse jornalista e outros preferem os ministros que sabem falar bonito, articulados, que são preparados para mostrar uma boa imagem, uma boa apresentação ou bom texto ou boa verbalização....mas são vazios em conteúdos, falsos e dissimulados!!! eu preferido esses!

  29. Dá mesmo essa sensação....o pior são ainda o podre e velho sistema através do congresso, sindicatos, OAB,grande Imprensa,área acadêmica,tudo contaminado com gente contra mudanças significativas no Brasil. Deus nos ajude.

  30. Retrato perfeito do governo Bolsonaro. Excelente! Temos que enxergar a realidade das coisas em seus acertos e erros. O que não quer dizer que estejamos torcendo contra. Muito pelo contrário! É exatamente a crítica com lucidez que pode contribuir com ajustes de rumos.

    1. Exatamente como eu penso. Me preocupa a pouca tolerância a crítica ao novo governo que a maior parte dos eleitores do Bolsonaro demonstra, não entendem que criticar está muito longe de torcer contra, muito pelo contrário, é querer mostrar o que precisa ser corrigido com o intuito de melhorar. Esse comportamento é típico dos radicais de esquerda que tanto criticaram no passado. Perigo à vista!

  31. Sou fã do Leandro, mas aqui vão duas críticas, também à linha editorial do Antagonista. 1- Concordo que a maioria dos brasileiros não estão interessados na retórica do Ernesto Araújo, na verdade nem têm capacidade de compreender, acho que ele exagera sim, mas seria irresponsável se não fundamentasse uma mudança tão importante na nossa política externa. Tem que explicar sim. 2- Na educação, o foco é o básico, é ensinar, mas a questão não é só técnica. Auschwitz foi construído por bons técnicos.

  32. Finalmente um artigo inteligente , falou da sua visão mais não deixou de ver os dois lados vc tem meu respeito . Já seus colegas de trabalho está difícil.

  33. Narloch, não é uma defesa de Demares e nem uma crítica ao seu artigo, é um olhar benigno sobre a realidade. Bolsonaro tinha inúmeras escolhas para as áreas em que a direita é mestra e nada de opções de direita para as humanas, incluindo educação. Esse terreno foi minado, continuará minado. Fazer o quê? Este governo quer acertar, mas veja bem, os percalços começam em casa. Os guris não puxaram o pai. O prudente é esperar que as melancias se acomodem na carroça.

  34. É uma pena que o colunista não ache importante o trabalho de Damares para evitar que Índios enterrem vivos bebês com "defeitos" como lábio laporino, gêmeos, ou filhos bastardos.

  35. Taí uma crítica construtiva! Faz semanas que só leio chororô por aqui. Parabéns pelo artigo! Não tem problema criticar, mas não é só falar por falar, é ter conteúdo e isso você passou, em poucas é simples palavras!

    1. Já eu ,achei o artigo tão bom que vou comprar o livro. Perfeita descrição deste novo governo que teve meu voto antipetista.

  36. 20 dias e já está melhor do que antes. Vejo lojas reabrirem, obras particulares reativadas, quantidade de pessoas nas ruas e nos metrôs, redução (singela ainda) de mendigos. Sem falar nos cortes de funcionários públicos o que vai surtir efeitos em médio prazo. Governo Bolsonaro tem tudo pra dar muito certo.

  37. Excelente seu artigo. O ministério reflete Bolsonaro: excelente para derrotar a máquina PeTista e ganhar as eleições, fraco para dar conta das enormes demandas que o país tem. Mas para quem já teve Lula, Dilma, Temer é uma benção.

    1. Leandro, seu comentário é prematuro, além de leviano. Olha, vá se catar!

  38. Fico imaginando um governo Kim Kataguiri querendo renovar tudo, encher os Ministérios de gente "xovem", empreendedora, liberal. Ele colocaria Leandro Narloch como Ministro da Cultura... Joel Pinheiro, Ministro da Economia. Que desastre.

  39. Excelente artigo. É também o que penso. Esse Velez Rodrigues passou a vida escrevendo sobre o "patrimonialismo" brasileiro, Sérgio Buarque, Raymundo Faoro, Antônio Paim, blá blá blá. É tudo verdade, mas todo mundo já tá careca de saber sobre patrimonialismo, fisiologismo, corrupção. O que isso tem a ver com educação e administração pública? Velez Rodrigues dá um bom professor de Ciência Política, ou História das Ideias Política e só. Eu colocaria o Moura e Castro.

  40. Amigas e Amigos leitores, sou assinante da primeira hora de existência da Crusoé. Já andei tentado a abandoná-la. O filósofo ateniense Mário Sabino me enfadonha. Diogo ácido e muito corrosivo abusa da deseducação. Nada disso, eles e o time de alta qualidade que reúnem me dá oxigênio. Raciocino muito melhor. Leandro é também magistral. Obrigado Antagonistas. Abração

  41. Kkkkk .Boa. Ter o Bolsonaro como presidente é bom como usar chinelos em casa, mas bem brega e gruda um pouco no porcelanato importado, só estava acostumado com terra e selva. kkkk.

  42. Respeitar a opinião do bom jornalista é um sinal de mudança. Apesar de não concordar com tudo que foi dito, ali se vê uma boa manifestação de pensamento. Parabéns.

    1. Ele disse que Damares dá vergonha alheia. E é verdade. Ernesto Araújo, um adesista que já defendeu o terrorismo de Dilma. E agora vem dizer que Deus, Olavo e Bolsonaro salvarão o Brasil do globalismo.... putz... Concordo com Narloch. Todas minhas esperanças estão no Moro, Guedes e em Bolsonaro não atrapalhá-los.

    1. Kkk. "Ela é o melhor nome para um Ministério que nem deveria existir". Resumiu involuntariamente o grau de esquizofrenia necessário para ser apoiador incondicional de um governo, qualquer que seja ele... rsrs

  43. não podemos esquecer que o responsável por nossa situação política econômica e social eh do PTismo desta seita que deixou apenas uma opção para nós. Esta polarização irá causar muito dano para o Brasil mas infelizmente acho que eh o único remédio para a histeria petista.

    1. cara, está dando impressão cair essa revista está mudando muito rápido. já esquecendo o estrago feito pelo governo anterior e querendo que este acerte logo de cara no primeiro mês. Será que a Crusoé continua imparcial. De fogo amigo, já basta Kim Kataguiri.

  44. A matéria aludiu a um servidor que saiu do país para cursar uma pós às expensas do erário, não a concluiu e não devolveu o dinheiro? Realmente é um notável exemplo de austeridade. Poderia inclusive ser alvo de uma matéria específica, não?

  45. Bom dia, gostaria de ver um pouco mais de objetividade, como no início dos textos, e menos sarcasmos como no final dos textos, avocando a si que brasileiros não estão querendo isso ou aquilo, por acaso o sr. Leandro fez uma pesquisa para saber, não, é óbvio, colocou sua posição na conta do povo, sr. Leandro, se abstenha de fazê-lo, e quando o fizer seja claro colocando a sua posição, afinal como jornalista o sr. é um formador de opinião e não um propalador do que o povo pensa ou acha.

    1. exatamente, gostaria de acrescentar que devemos esperar um tempo para aí sim avaliar e pedir a troca de quem não estiver dando conta do recado.

  46. Embora eu não concorde com toda a análise ministerial não posso deixar de reconhecer que este é um artigo inteligente . Parabéns . Na minha opinião o melhor artigo da edição semanal !!!

    1. Parabéns foi o melhor comentário do início de governo até agora

    1. Finalmente!! Não estava gostando de você. Agora, parabéns!!

    2. pegou o essencial embora sem novidades na análise foi corajoso em colocar o pingo nos isss

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO