Marlene Bergamo/Folhapress e Isac Nóbrega/PRLula e Bolsonaro apostam na distorção da realidade como arma eleitoral

Me engana que eu gosto

Lula e Bolsonaro já traçam as estratégias para fazer o eleitor esquecer em 2022 o que eles fizeram no passado recente
26.11.21

Se hoje o antipetismo e o antibolsonarismo constituem as principais forças políticas do Brasil, isso se deve ao que Luiz Inácio Lula da Silva e Jair Bolsonaro fizeram ou deixaram de fazer no passado – seja o recente, seja o já um pouco distante. Por isso, os donos das maiores rejeições entre os candidatos ao Palácio do Planalto já traçam estratégias para tentar reescrever a história e edulcorar suas passagens pelo poder. Em outras palavras, passar uma borracha nas práticas que os desabonam e já foram reprovadas pelo eleitor.

Embora o brasileiro seja acusado de não ter uma memória muito privilegiada, sobretudo em se tratando de política, não será uma tarefa trivial. Durante a campanha, Lula será confrontado a todo momento com os escândalos envolvendo seu governo, do mensalão ao petrolão, sua própria prisão por 580 dias pela Lava Jato e a herança maldita de Dilma Rousseff, responsável por legar ao país uma brutal recessão. Já Bolsonaro terá de explicar o rachid do 01, Flávio Bolsonaro, operado pelo ínclito Fabrício Queiroz, as ligações da primeira-família com milicianos da pesada do Rio, a volta da inflação e a trágica condução da pandemia, que resultou em mais de 600 mil mortes. Serão questões inescapáveis a permear toda a campanha.

Em seu esforço para “apagar a história”, no entanto, o PT não pretende dizer que os episódios responsáveis por tisnar a imagem do partido simplesmente não existiram, o que representaria uma ousadia até mesmo para os elásticos padrões petistas. Cientes do que vem pela frente em 2022, Lula e o núcleo político de sua pré-campanha vão usar como arma a tática da distorção da realidade, algo semelhante ao expediente já adotado em 2014 para eleger Dilma Rousseff, só que, desta vez, em doses ainda mais cavalares. Nas reuniões do PT, obviamente, não se fala abertamente em impor uma realidade paralela. São utilizados termos como “disseminação de uma nova narrativa” para “restabelecer o discurso”. Dentro dessa linha, os petistas vão tentar vender previsivelmente a tese de um Lula “inocente” e “vítima” da perseguição da Lava Jato e do ex-juiz Sergio Moro, hoje seu adversário na corrida eleitoral. Pretendem ainda difundir que o PT é o único partido capaz de criar uma agenda social consistente em favor das camadas menos favorecidas da população e carimbar toda alternativa a Lula como “antidemocrática”.  A estratégia é da lavra de Franklin Martins, ex-ministro da Secretaria de Comunicação Social do governo petista, de cuja cachola nasceu a ideia de financiar blogs sujos para enxovalhar a reputação de adversários políticos e jornalistas independentes. Hoje, Franklin e Lula se falam quase todos os dias. Os dois se reaproximaram desde que o chefe petista deixou a prisão, em novembro de 2019, depois da decisão do Supremo Tribunal Federal de derrubar as prisões após condenação em segunda instância.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéPetistas vão tentar vender nas eleições a imagem de um Lula “inocente”
Para que o plano dê certo, na avaliação do staff petista, será fundamental evitar desde já produzir imagens que guardem relação com os piores momentos do partido. Com isso, o ex-ministro José Dirceu, condenado por participação no mensalão e no petrolão, continuará a trabalhar em favor das alianças regionais nos bastidores, mas evitará aparecer ao lado de Lula diante dos holofotes. O ex-presidente também manterá uma distância regulamentar de Dilma Rousseff, que, nas pesquisas internas encomendadas pela sigla, aparece associada à recessão econômica. Ainda dentro da estratégia traçada pelo PT para “deletar o passado”, uma versão repaginada do “esqueçam o que eu escrevi” de FHC, só que agora com “o esqueçam que eu delinqui” de Lula, o candidato do partido ao Planalto só tratará de corrupção se for inevitável. Os levantamentos qualitativos da legenda mostram que toda vez que o ex-presidente petista abre a boca para falar sobre o tema, seus índices caem de maneira vertiginosa.

Caberá à presidente do PT, Gleisi Hoffmann, a tarefa de centralizar o assunto, quando necessário. Em recente declaração, a “Amante” das planilhas de propina da Odebrecht afirmou que nunca houve “corrupção sistêmica”, superfaturamento ou desvio de dinheiro na Petrobras, como se boa parte desses delitos não tivesse sido confessada pelos próprios criminosos, que devolveram bilhões desviados da Petrobras. O discurso falacioso sobre a inocência de Lula, repetido à exaustão por Gleisi e companhia, também não para em pé. Como se sabe, o STF não absolveu o petista. As condenações foram controversamente anuladas por questões processuais. A corte nem sequer entrou no mérito das acusações. Para sustentar a condenação de Lula pelo tríplex do Guarujá, por exemplo, o ex-juiz Sergio Moro elencou 18 provas, incluindo depoimentos, comprovantes bancários, certidões de cartório, trocas de mensagens e registros em fotos e vídeo de visitas ao imóvel. Restou claro que o petista usou sua influência para favorecer a OAS, de Léo Pinheiro, responsável pela reforma do apartamento, em troca de benefício pessoal – isso sem contar os sinais visíveis de enriquecimento de seus filhos ao longo da era petista.

A retórica que o PT usará daqui até a campanha foi, em certa medida, antecipada por Lula em entrevista nesta semana ao El País. O compromisso fez parte do tour do petista pela Europa, para falar a plateias que não costumam importuná-lo. Como os jornalistas do periódico espanhol se recusaram a seguir o script acalentado pelo PT, restou a Lula encarnar ele próprio em seu estado puro: sem corar a face, debochou dos fatos, da inteligência das repórteres que o entrevistavam e do regime democrático. Acabou sendo um tiro no pé. Ao defender a perpetuação no poder de ditadores esquerdistas latino-americanos, muitos dos quais seus amigos do peito, Lula teve a audácia de ombreá-los a líderes de inquestionáveis convicções democráticas. Perguntado sobre as fraudulentas eleições na Nicarágua, que mantiveram no poder o governo ditatorial de Daniel Ortega, Lula comparou o tirano à primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel: “Por que Angela Merkel pode ficar 16 anos no poder e Daniel Ortega não?”, perguntou o petista.

Presidência El Salvador/FlickrPresidência El Salvador/FlickrDaniel Ortega: o presidente golpista da Nicarágua foi comparado a Angela Merkel por Lula
“É um anacronismo da esquerda o que Lula representa. É uma esquerda ainda dominada pelo paradigma da revolução cubana, do anti-imperialismo e da defesa radical do nacionalismo contra as economias mais potentes. Esse é um discurso atrasado, dos anos 1960, que não conseguiu captar a globalização”, avalia o historiador Alberto Aggio, professor da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Estadual Paulista e especialista em América Latina. “Do ponto de vista eleitoral, o Lula atravessou a rua para pisar em uma casca de banana. A maior parte das forças políticas quer derrotar Bolsonaro justamente porque ele representa uma ameaça à democracia. Quando tudo está favorável a esse discurso, Lula comete um erro dessa natureza”, acrescenta Aggio.

Em outra afirmação descolada do mundo real, Lula disse que precisa “voltar” ao poder “porque todas as pesquisas mostram que o meu governo é considerado o melhor governo que já aconteceu no Brasil”. Ainda na entrevista, o petista atribuiu sua prisão pela Lava Jato a um “teste” que “Deus” estava fazendo com ele, como se o que ocorreu na Petrobras e suas relações promíscuas com os chefões das empreiteiras tivessem sido, veja só, parte de um projeto divino. A julgar pelo que andam falando os estrategistas do partido, esse discurso, com uma adaptação aqui outra acolá, vai prosseguir até a eleição. “Sempre houve essa tentativa de colocar pechas sobre o PT, e os adversários vão continuar fazendo isso porque eles não têm programa para o país, ao contrário do Lula, que tem planos para tirar o povo da miséria, para termos democracia e inclusão social”, defende o líder do PT na Câmara, deputado Bohn Gass.

Enquanto o PT manterá o negacionismo à corrupção do partido e às ditaduras de esquerda, Bolsonaro, que já atingiu um nível de repulsa maior até do que aquela destinada ao petismo, seguirá negando que teve qualquer parcela de culpa pela trágica condução da pandemia. Apostando que, em 2022, a propagação do vírus da Covid terá arrefecido, defenderá a tese de que seu governo adotou as melhores políticas para proteger a população. Tudo como se não tivesse, ele próprio, estimulado aglomerações, investido contra o distanciamento social, desestimulado o uso de máscaras, virado garoto-propaganda de remédios ineficazes e atrasado a compra de vacinas porque apostava todas as fichas na propagação intencional do vírus para obter a “imunidade de rebanho natural“.

Edu Andrade/Fatopress/FolhapressEdu Andrade/Fatopress/FolhapressApós defender remédios ineficazes, Bolsonaro quer vender a ideia de um combate bem-sucedido à Covid
Para que a narrativa se espraie pelo país, a ideia é que ministros e parlamentares aliados repisem o discurso nas agendas políticas pelos estados. Também irão se revezar na tarefa de enaltecer o que chamam de “realizações” do governo Bolsonaro os ministros das Comunicações, Fábio Faria, do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e da Saúde, Marcelo Queiroga. “Sou o vacinador-geral da República”, disse Queiroga, nesta semana,  já bem orientado pelo Planalto. Haverá ainda um investimento maciço em publicidade oficial no ano eleitoral.

A exemplo de seu antípoda de esquerda, Bolsonaro também adotará o discurso de perseguição de setores do Judiciário e da Receita Federal para justificar os rachunchos de dinheiro público no gabinete do filho 01, Flávio Bolsonaro – ele busca difundir a narrativa que auditores vasculharam indevidamente os dados fiscais de seu primogênito. Recentemente, o processo no Superior Tribunal de Justiça sobre os desvios de salários de servidores do gabinete de Flávio à época em que ele era deputado estadual voltou à estaca zero, depois de um voto emocionado do ministro João Otávio Noronha, o mesmo que beneficiou Fabrício Queiroz com prisão domiciliar e por quem Bolsonaro disse ter tido “amor à primeira vista”.

Sobre o casamento de papel passado com o PL do notório Valdemar Costa Neto, com quem o presidente disse nesta semana que deseja viver “feliz para sempre”, o bolsonarismo já planeja uma outra vacina.  A ideia é dizer que a filiação de Bolsonaro foi uma exigência da lei eleitoral e que cada político responde por seus atos. “No Brasil, o eleitor vota na pessoa, não no partido. Esse fato (filiação ao PL) é indiferente para as eleições”, desconversa o deputado federal paranaense Filipe Barros, do PSL. “Não vejo nenhuma chance de que isso mude o voto de alguém. As pessoas sabem o modo de atuar do presidente e sabem que, na política, temos que estar necessariamente dentro de um partido”, acrescenta o bolsonarista.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéValdemar Costa Neto: bolsonaristas minimizam o passado do cacique do PL
O plano de tentar deturpar a realidade, conveniente à dupla interessada em polarizar a disputa, faz parte da retórica de ambos há tempos. No apogeu da Lava Jato, em 2016, Lula, já delatado por empreiteiros e operadores que saquearam a Petrobras, teve o desplante de afirmar que era a “alma mais honesta do país”. “Se tem uma coisa de que me orgulho é que não tem, nesse país, uma viva alma mais honesta do que eu. Nem dentro da PF, do MP, da igreja e do sindicato. Pode ter igual”, disse ele, sem ruborizar. Já Bolsonaro, depois de se aliar desavergonhadamente ao suprassumo do que há de mais nefasto na política, o Centrão, e de, em parceria com alas do Judiciário, impor uma série de travas ao combate aos desvios, teve a coragem de dizer que acabou com a Lava Jato porque não haveria mais corrupção no país.

Apesar de pesquisas recentes atestarem que boa parte dos brasileiros não lembra nem em quem votou para a Câmara e o Senado, o mesmo não se pode dizer dos candidatos a presidente e sobre as políticas adotadas por eles – sobretudo porque muitas delas interferiram diretamente na vida do cidadão. Ou seja, a estratégia do “esqueçam o que eu fiz nos verões passados” pode até colar para alguns fanáticos, convertidos e incautos, mas dificilmente convencerá a maioria da população. As eleições de 2020 deram uma pequena demonstração disso. O PT amargou até um “antipetismo de esquerda”, ao virar coadjuvante em capitais onde costumava reinar, como São Paulo, Porto Alegre e Recife. Em comparação com 2016, o petismo saiu minúsculo do pleito: passou de 254 para 183 prefeituras. A debacle é ainda maior quando se recorda que, em 2012, o partido chegou a comandar 630 municípios. Embora o bolsonarismo não tenha sido derrotado de maneira tão fragorosa quanto o petismo em 2020, os candidatos que Bolsonaro apoiou pessoalmente não se elegeram – houve situações em que a bênção do presidente até aumentou a rejeição dos aspirantes ao mandato municipal. Mas os efeitos catastróficos da pandemia ainda não tinham ficado tão claros e os brasileiros ainda não haviam sentido o impacto decorrente da alta dos combustíveis e da volta da inflação.

Hoje, com o cenário mais límpido, o presidente passou a registrar a maior reprovação entre todos os candidatos ao Planalto, com 47,7%, seguido por Lula, com 39,9%, de acordo com a pesquisa Futura/ModalMais. Bolsonaro desidrata à medida que ganha força a pré-candidatura de Sergio Moro à Presidência. Pesquisas em poder da campanha do Podemos, novo partido do ex-juiz, mostram que Moro tira votos não só de Bolsonaro como de Ciro Gomes, do PDT, e se consolida com o principal nome da terceira via – um inconteste fato novo com o qual o entourage do presidente ainda não sabe lidar. Provavelmente, apenas fraudar a história, como também quer fazer o PT, apostando que o eleitor é um cretino, não será suficiente para alterar o quadro.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Parabéns SÉRGIO PARDELLAS e HELENA MADER!!! Deixaram os 2 marginais nus em pêlo, resumindo muitíssimo bem essa ópera hedionda e nauseante, protagonizada por duas torpes e idecentes criaturas que já há duas décadas, empesteiam o BRASIL com o que há de mais exemplarmente sórdido, perverso e imoral!!! Não é possível que haja tantos eleitores ignóbeis que votarão nesses dois desprezíveis subespécie!!!

  2. Essa reportagem não foi honesta quanto ao Bolsonaro, para falar mal dele usou o filho e contou mentiras de que ele,por exemplo, foi responsável pelas 600 mil mortes. O STF juntamente com os Governadores e Prefeitos são os responsáveis. Mas vocês insistem na fake news !! Parabéns pelo destrabalho …

    1. Se não fossem os governadores e prefeitos, os mortos teriam chegado a 1 milhão!!!!

    2. Cara, seu presidente até hoje faz campanha contra vacina!!! Como vc consegue negar o óbvio? Que doença é essa? Pelo amor de Deus!

  3. Nenhum país merece dois crápulas como Lulla e Bollsonaro. Alimento profundo desprezo por quem ainda os apóia e espero que sejam enterrados em definitivo na próxima eleição. Isto só será possível se votarmos no candidato de terceira via melhor colocado nas pesquisas, seja ele quem for. Não há outra saída ...

  4. Na teoria ,esses dois acreditam que vão conseguir iludir o povo mais uma vez, mas na pratica quero ver o que eles vão fazer durante o debate , suas versões não se sustentarão diante dos verdadeiros fatos.

    1. Você não deve ser assinante da Crusoé! Pra ser tão desinformado!!!!

  5. Gostaria que que vocês dessem visibilidade aos desmandos do STF , via Alexandre de Morais, que ataca dia sim outro não, as liberdades de expressão. Assim fica tendencioso os comentários. Opinião se forma ouvindo só um lado. Assim cansa.

  6. Por essas e outras acredito que eleição 2022 para presidente será decidida entre Ciro Gomes, e Moro.

  7. PS: Governador, não sei se o sr lê esta revista, dado o volume de agressões que dela sofre, mas, Infelizmente não votarei no sr, caso se candidate à presidência. Acredito que o dr Moro seja um nome mais adequado para esse momento pelo qual passa o país; se concorrer à reeleição, terei o maior prazer em votar no sr. Mas, passe aqui a lista de candidatos que estão com o sr, que terei o maior prazer em apoiá-los nas próximas eleições.

  8. Espero ver consolidadas duas parcerias para as próximas eleições: Bolsonaro/Valdemar Costa Neto e Lula/Alckmin. Isso seria a cereja no bolo da eleição do dr Moro. Gostaria, ainda, de perguntar a José Simão se ele dará à segunda dupla, a alcunha de "picolé de cachaça". Quanto à primeira, só vem desmascarar a verdadeira face do psdb que João Dória quer mudar: linha auxiliar do ptralhismo! Parabéns governador, por tentar tirar o partido das mãos de Alckmin, Aníbal e etc. Mas, meu voto é Moro!

  9. A torcida é a vontade irracional que as pessoas possuem quando desejam algo apaixonadamente. Assim ficam cegos para os fatos, ignoram o bom senso , negam o óbvio. Ainda é cedo, mas os primeiros sinais de que Moro vai se tornar um fenômeno eleitoral são evidentes.

  10. A entourage do presidente é tão tosca quanto próprio. A do ex é tão corrupta quanto. Como dizia Zé dirceu "companheiro em armas" que a cada dia se convencia de sua própria inocência, vemos que a cada dia fortalece a "MARÉ MORO", em breve, tsunami.

  11. Enquanto tivermos no STF ministros como Gilmar Mendes, Nunes Marques, Lewandowhisky e Carmem Lúcia os corruptos continuaram reinando neste circo chamado Brasil.

  12. Não comento mais, prezados leitores. Já é a segunda vez que escrevo resposta a comentário e desaparece completamente quando clico em "comentar". Teria que escrever tudo de novo, para entrar em minutos no "buffer" de seleção dos "publicáveis". Ciao !

  13. O primeiro nas pesquisas, um ex-presidiário; o outro, pra evitar as prisões, fechou TODAS as operações que podiam atingi-lo. Mais que qualquer coisa, o eleitor que votou em Bolsonaro em 2018, eu incluso, se pergunta porque indicou um cara acusado de PLÁGIO pro STF? Pergunta, ainda, PORQUE reconduzir Aras pra PGR depois que ele atuou pra fechar as operações Lava-jatos em vários estados? Votamos no carabporque o outro candidato era corrupto. Ninguém se arrepende de ter votado no PR. Mas, basta.

    1. E o Lularapio, como todos nos brasileiros sabemos, Lula o seu lugar e na prisão !!!

    2. Eu me considero vitima de estelionato eleitoral, o Minto que votei era outro, 1 anos na presidência ele fez tudo ao contrario que prometeu na campanha para levar os votos. Precisamos de uma lei que impeça q o estelionato eleitoral repita, o politico pode ate fazer mudanças e adaptações ao que prometeu no sentido de melhor e efetivar o projeto, mas fazer tudo ao contrario deveria ser submetido a uma votação popular para definir se ele e deposto do cargo ou se fica no cargo! Chega de mentiras!!!

    3. Eu me arrependo, amigo e nunca mais votarei em Bolsonaro. Tampouco votarei em Lula. É Moro na cabeça e no coração!!

  14. Todos que se aliarem a Valdemar Costa Neto, pelo seu passado corrupto de mais de 25 anos, com certeza está se aliando ao que há de mais podre na politica desse País!!!

    1. Esses políticos são abusados, porque o judiciário nesse país é tão corrupto quanto eles!! Se esse país fosse sério nada disso estaria acontecendo!!! O povo é obrigado a roer ossos por causa dessa gente corrupta!!! Moro 22

  15. Temos que nos livrar dessas figuras indigestas o mais rápido possível, colocar pessoas que respeitem o próximo e estruture o pais para que desponte para o progresso sustentável.

  16. O PT e o seu chefe maior, Lula, sintetiza o que há de mais perverso na política brasileira de todos os tempos. Lula é o mais puro sinônimo do substantivo mentira. Atualiza aí, Aurélio.

  17. Essa gente não larga o osso, estão ricos, a justiça não põem as mãos, são amigos dos amigos, vão morar na França, Venezuela, Nicarágua, Bolívia, raios que o partem mas vão embora deixem o Brasil parasitas.

  18. Elencar a corrupção do LuloPeTismo é assunto de dissertação de jardim da infância. Já sobre Bolsonaro (ele como indivíduo, não como pai, amigo, etc.) é um exercício de contorcionismo como vimos acima. Moro é um novo "picolé de xuxu". Em eleições limpas e transparentes, Bozo leva no primeiro turno ...

  19. Exatamente Maria. Pior que a Globo, que ainda disfarçava um pouco. O que se lê não é o que conheço como jornalismo, mas um jornal de um clube, igreja ou partido político, o(s) protagonista(s) é (são) sempre o(s) mesmo(s). Quem discorda sujeita-se a adjetivos mal educados e equivocados.

    1. Evidentemente nada contra a pessoa do Moro, Paulo, ou ideais políticos, que eu e certamente todos aqui têm. Mas um "inocente útil" na mão de "cobras" não dá´ certo. O Mainardi e colegas pegaram o bonde errado. Penso eu.

    2. Nei, a matéria é sobre fatos. A verdade para alguns, dói como um parto. Aqui tem espaço para debates. Se quiser vamos debater. Aponte algum equívoco. Moro Presidente 🇧🇷

  20. Ambos são horríveis. Acredito que Bolsonaro não vá comparecer a nenhum debate. Caso compareça vai abandonar, conforme já está ventilando.

  21. só tem um jeito pra este pobre país .. cortar as cabeças nojentas do Lula seus tentáculos e seus fanáticos sem piedade .. dez anos depois isto começa a mudar.

  22. Vocês estão trabalhando para colocar na presidência um juíz que não conseguiu nem sustentar a prisão do maior corruPTo do Brasil. Só pôde ser brincadeira.

    1. Carluxo, esta mentira já cansou. Seja mais criativo. Moro Presidente 🇧🇷

  23. Rachadinha já foi absolvido, miliciano ninguém prova nada, história da mídia podre, 600.000 mortes tem mais no resto do mundo, porque não acusa ele também. Remédios logo no começo da doença salvou muita gente. Procura mais narrativas. Quem ajudou a matar mais foi essa imprensa suja que ficou sem o dinheiro federal. HIPÓCRITAS

    1. Brasileiros não demos muita trela para os apaniguados de Bolsonaro e Lula, vamos trabalharmos pele eleição de Sergio Moro. Sejamos formadores de opinião, trabalhe nisso. Sergio Moro não é nenhum salvador da Pátria, mas é o melhor nome que temos, já é um nome conhecido, com potencial real de ganhar, e sobre tudo pelo que já demonstrou com seu trabalho e comportamento até agora. Moro Presidente.

    2. Carluxo, vamos aos fatos. A provas da rachadinha foram jogadas no lixo pelo Noronha. Flávio Bolsonaro riu da cara dos brasileiros honestos, ao comprar uma mansão por 6 milhões, mesmo valor das rachadinhas. Remédios ineficazes não salvou ninguém. Serviu somente para que farmacêuticas lucrassem bilhões. Fatos Carluxo. E contra fato não tem argumento. Moro Presidente 🇧🇷

  24. "Você não percebe que todo o objetivo da novilíngua é estreitar o pensamento? No fim das contas, o crime de pensamento será literalmente impossível, porque não haverá palavras com que expressa-lo."(1984, Orwell) em um Brasil cada vez mais orweliani eu prefiro a velha linda língua do certo é certo e errado é errado. E uma eleição com Lula e J.B. já é uma fraude em si, seria por si só sem legitimidade. e o mais assombroso é ver a minha pátria a se acostumar com a ilegalidade.Nao me acostumo nunca

    1. que belo comentário .. pena que poucos entenderão afinal somos o pais da Ignorância.

  25. De antemão já digo que não sou simpático a nenhum partido da esquerda. Todavia o "Me Engana que Eu Gosto" me parece dirigido ao candidato da Revista. O Sr. Moro foi até Ministro da Justiça do governo e não conhecia e discordava do presidente ! Me engana que eu gosto !

    1. Nei, ler o seu desabafo é muito desagradável. Lula e  Bolsonaro estão chafurdados na lama da corrupção, sendo que o sociopata, ainda causou milhares de mortes na pandemia. Então vc quer que a imprensa independente, reforce a imprensa chapa-branca, rotulando um candidato como parcial, se tudo que ele fez foi cumprir à lei? Mas isso é ser covarde. Moro 🇧🇷

    2. Sim Maria, pior ainda, o Globo ainda disfarçava. Um jornal com candidato único não transmite jornalismo. Fica parecendo o de um clube, igreja ou de partido político, onde os protagonistas são os mesmos. Quem discorda é ... (inúmeros adjetivos).

    3. Essa revista eata claramente fazendo campanha do Sérgio Moro... ele não tem a menor chance. Os jornalistas da Crusoé estão lado a lado com os da Globo..

  26. As repórteres do El País, deram um show de profissionalismo. Não engoliram a conversa fiada do ex-presidiário e na maior serenidade, deixaram o barbudo de calças curtas. Foi exemplar.

  27. BOLSONARO=LULA: o ACORDÃO dos DEGENERADOS MORAIS para EVITAR o IMPEACHMENT do BOLSONARO e TIRAR LULA da CADEIA! os EXEMPLOS EXECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

  28. Melhor esclarecermos o eleitor explicando a ferramenta da Desinformação, tradição soviética. Para tal sugiro o livro "Desinformação" do romeno Ian Miahi Pacepa. Sensacional e explica Lula e Bolsonaro. Método antigo aplicado na Russia antes da revolução de 1917. Depois os nazistas replicaram.

  29. Basta ao Moro ser eficiente mostrando a verdade, e com um plano de governo consistente, para se consolidar como alternativa aos antecessores ineptos e corruptos.

  30. A capa da desta edição da revista está ótima, "carinhas preparadas", de quem "faz o diabo" para vencer uma eleição! Que o leitor tenha mais juízo na próxima eleição, reservando a esses dois a latrina da História!

  31. As artilharias desses dois nefastos farsantes estarão voltadas contra Moro e isto em muito o beneficiará. Será mais conhecido país afora e terá oportunidade de colocar sua história, seus valores e seus planos para o Brasil. Terá grandes chances de vitória.

    1. vou morrer de rir quando o inocente PAULO ver seu guru apoiado por MDB . DEM e PSDB a escória política desta país puteiro tutelado . como os inocentes são idiotas e presas fáceis dos algozes .. tem jeito não guilhotina ou mais quatro anos enrabados e quem sobreviver verá .. espero que eu não esteja entre estes.

  32. Muita gente de bom nível, entre universitários, professores, jornalistas, artistas e até mesmo empresários, repetem essa narrativa do PT que governo Lula foi o melhor que o Brasil já teve, a condenação e prisão do Lula foram atos de perseguição política e o afastamento de Dilma foi "golpe". E o fazem não por malícia, mas por pura convicção, tão cooptados que estão por essas narrativas que por um bom tempo circularam incontestes. E essa turma exerce influência sobre o povão. Aí mora o perigo.

    1. CRESCENDO LADEIRA ABAIXO. BRASIL JÁ VIROU PÁRIA INTERNACIONAL. ESSE BOZO É UM LORPA.

    2. CHICO baba OVOS....Só com meia dúzia de jumentos votantes,o ASNO de chifres vai morar em BANGU....

    3. Po chico,até tu.....Bostonaro vai morar em BANGU.....

  33. A ex ilha está atirando pra todos os lados depois que os concorrentes divulgaram e melaram o Mammata Connection. Aí a ilha de jornalismo ficou sem pai e sem mãe é agora atira a esmo. Dessa maneira a ilha vai acabar indo para o fundo junto com calcinha apertada . E aí, queima ou não queima os papéis na ilha !!!

    1. E risível os ataques dos bolsonaristas e lulistas. Só encontra eco entre os idiotas. Moro 🇧🇷

    2. Vou até de Presidente Trans Robô !! !! Mas nesses 2 vagabundos não voto nem ...nem nem

  34. Os desinformados cairão nas narrativas dos dois piores candidatos, muito preocupada com o futuro do país. Voto em MORO sem idolatria!

    1. O BÊBADO e o CHIFRUDO....2 VERMES da pior espécie. O eleitor não cairá nesse 171.....Moro PRESIDENTE....Faxina geral no congresso imundo. 100% Câmara e o terço possível do senado. Não a REELEIÇĀO de nenhum dos atuais BANDIDOS.

  35. ..2 lixos..e aposto q o 2* lixo nem vai aos debates!! Ótimo,,Moro presidente !! Last call for Brazil !! Se der ruim...pode vazar...

    1. A única diferença é que um deles não tem chifres.

    2. Doido não. Tem método. "A tragédia, a comédia, a polêmica. A terceira não podia faltar nunca." (from "M, O Filho Do Século" by Antonio Scurati) Biografia de Benito Mussolini (pai do fascismo)

  36. espremido entre um ladrão cínico e um maluco boquirroto resta ao povo a tal 3ª via com Moro que se solidificará com apoio de MDB . DEM e PSDB a velha e carcomida elite responsável por todo este descalabro isto se não quiserem ser extintos nas urnas .. aí Moro o NOVO Já chega VELHO ao Olimpo . pobre Brasil.

    1. Chiquito, sinceramente não consigo imaginar um Governo Moro lindo e maravilhoso, onde tudo o que o Brasil precisa será resolvido facilmente. Pelo contrário, imagino um governo deverás difícil e muito mais truncado do que o nosso atual governo presidido pelo pangaré sociopata. Mas existe uma grande diferença entre o atual e o possível futuro, pois Moro não tem rabo preso com corrupção/peculato e nem tem filhos envolvidos nesses mesmos problemas. Meu voto vai para o candidato anti-corrupção.

  37. Parabéns pela reportagem! A luta é ferrenha e desonesta, mas, por favor, continuem por nós na batalha para demonstrar e trazer à tona toda essa a podridão. Não desistam, por favor!

  38. Não sou contra a imprensa q temos, mas tá faltando uma TV ANTAGONISTA pra dar maior divulgação a matérias como essas. O Brasil precisa ser relembrado td dia pra q essa pandemia política não volte jamais ao poder. Moro22

  39. Eu não sou bolsonarista nem tendencioso como essa revista. Gostaria de saber o que o governo Bolsonaro tem haver com a rachadinha do Flávio, com os milicianos ligados a ex mulher, com a inflação após a pandemia e a morte de 600 mil pessoas? só no Brasil morreu gente na pandemia?

    1. “ não sou bolsonarista nem tendencioso” Então não consegue interpretar a realidade ou se informa apenas pela Jovem Klan. Então, tá.

    2. Rachadinha....Aprendeu com o ASNO de chifres...Quase 30 anos rachando,sem falar nos fantasmas....Lembra do Açaí????

    3. O C Roxo,O 01 aprendeu com o ASNO de chifres,q já rachava a quase 30 anos em BRASÍLIA,qto a milícia sempre bateu palminhas pro Cap ADRIANO,inflação posto Ipiranga amarelou e a pandemia, bom aí realmente nada a ver....Até receitou uns remedinhos....Ou seja o CHIFRUDO é um BANDIDO.

    4. Tem tudo a ver, caríssimo!! Infelizmente! Até acho que se JB não tivesse filhos seu governo poderia ter sido melhor, em acordo com o que ele falou em 2018. Mas para manter a si e sua família a salvo, entregou a Lavajato e o combate à corrupção para os maus elementos do Stf e congresso

    5. Ney .. para os imbecís ainda vivemos o tempo do vinil com o lado A e B das ideologias assassinas medievais enfiadas rabo arriba de fanáticos . e assim teremos mais quatro anos cheirando lixo e tutelados . e certamente mais uma vez teremos um mal menor .. se sorte tivermos é claro.

    6. Se tu nao es Bolsonarista, estais treinando bem. te dou nota 9.5 só faltou chamar palavrão pra tirar 10. kkkk

  40. Excelente reportagem, muito conteúdo e muita pesquisa com uma ótima redação bem clara e objetiva. Mostrou que Brasília não muda com figuras como José Dirceu, Waldemar da Costa Neto, Ricardo Barros, Ciro Gomes ET caverna.

  41. Como sempre, a Crusoé nos brinda com excelentes matérias de jornalistas competentíssimos, e totalmente comprometidos com a verdade, doa a quem doer! 🇧🇷👏👏👏👏👏👏

  42. É isso aí. O que o Moro deve insistir é que saiu do governo justamente porque não concordava com os desmandos do Bolsonaro na polícia federal, para proteger seus apaniguados.

  43. Infelizmente não podemos subestimar a cretinice do eleitorado tupiniquim. O passado e o presente do parlamento e do exexutivo são a prova dessa tragédia.

    1. Verdade, essa cretinice está entranhada nas mentes e corações de nosso pobre e sofrido povo. Ainda vamosprecisar de décadas pra sanar essa ignorância, essa cretinice de séculos, mas, não vamos desistir, nao é? Perseverar na luta é [email protected]

  44. Fico imaginando o bombardeio de fake news e distorções históricas a que seremos submetidos daqui até às eleições. Um show de horrores nos espera. Será que saberá a maioria do eleitorado filtrar isso de forma a eleger alguém decente?

    1. Já recebi vídeo com Sergio Moro discursando por inteligência artificial palavras sem nexo com intuito de ridicularizar a imagem do ex ministro

  45. Perfeita essa reportagem. Lula e sua enturrage toda com o pé na lama. Bolsonaro rachou a derrota com os rachides. Voto no Moro, preparado,competente e sério com o que faz ou se propõe a fazer.

    1. Meu voto, sem pestanejar, e da família é de Sergio Moro, o ex-juiz mais corajoso do Brasil. Conseguiu com provas robustas colocar na prisão criminosos poderosos de colarinho branco. Sem mais! O espaço é curto para denominá-lo. #Moro2022!

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO